1. Spirit Fanfics >
  2. Hold On -Michaeng >
  3. Chapter five

História Hold On -Michaeng - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa a demora gente

NÃO REVISADO!!!

Capítulo 15 - Chapter five


                   Dahyun Pov's

 Acordei e Chaeyoung não estava na cama, achei estranho porque ela sempre acorda tarde e tem um sono bem pesado, vai ver ela acordou com fome e desceu.

Fiz minha higiene matinal e desci pra sala, Sana, Momo e Nayeon ainda estavam dormindo, as outras estavam na cozinha conversando, passei por Momo, lhe dei um selinho e fui para a cozinha.

– Dahyun.

– Oi.

– A Chae ainda está dormindo?

– Quando acordei ela já não estava mais na cama, pensei que ela já tinha descido.

– Não desceu.

– Ela pode estar no banheiro do seu quarto.

– Vou subir pra ver se ela está lá.



...



– Eu não acho a Chaeyoung em lugar nenhum.– Mina disse já preocupada.

– Em nenhum momento eu vi ela saindo de casa e eu acordei cedo.

– Então me explica o porquê de ela não estar em lugar nenhum Jeongyeon.

– Minari fica calma ok, vai ver ela tá andando pela casa até porque esse lugar é enorme.

– Nayeon se alguma coisa acontecer com ela eu nunca vou me perdoar.– Disse abraçando a mais velha.

– Calma meu amor, você já procurou ela no terceiro andar?

– Não.

– Pode deixar que eu vou lá.

– Obrigada esquilinha.

Sana subiu de elevador até o terceiro andar, mas não havia nem sinal de Chaeyoung, foi até a sacada e olhou para o imenso jardim. Com certeza Chaeyoung não estava lá fora.

Após muita procura elas pararam pra descansar.

Tz– Não adianta procurar isso é perda de tempo, já deu pra perceber que ela não está aqui.

Mm– Tá, disso todo mundo já sabe, mas como vamos achar ela?

Jy– As câmeras!

Sana rapidamente tirou uma chave do bolso e entrou em um quarto escuro e as meninas à seguiram.

Quando ela ligou a luz as outras ficaram em choque, pois tinham vários computadores, no centro tinha uma tv enorme com controles de vídeo game ao lado.

Sana foi até um dos computadores, ligou e acessou as câmeras, depois de muitas imagens analisadas viram uma bem estranha e suspeita, era um homem de estatura média e devia ter em torno de 1, 70 ou mais, ele estava de boné e havia uma máscara cobrindo seu rosto, ele também carregava algo nas costas, não restavam dúvidas com certeza era ela, sim era Chaeyoung que estava com ele.

Mina deu um soco na mesa fazendo com que todas ali presentes se assustassem, e fazendo com que sua mão começasse a sangrar pela grande força colocada.

Sn– Mina tenta se acalmar, nós vamos achar ela.

– Quando eu encontrar esse filho da puta ele vai se arrepender pelo resto da vida, a vida pós-morte porque eu vou matar ele.

Ny– Você pode até matar ele, mas pra isso precisamos achar o cara primeiro.

Sn– Eu vou continuar procurando pistas nas câmeras.

Dh– Vou ver se acho alguma coisa no quarto.





...





Já tinha se passado horas e ninguém achava nada, eu estava no terceiro andar.

Me lembrei que foi aqui o meu primeiro beijo com Chaeyoung quando ela estava no oitavo ano, eu queria muito namorar com ela mas a baixinha era difícil, queria ser livre como um tigre era assim que ela dizia então à apelidei de baby tiger e eu tive que aceitar.

Anos mais tarde eu ainda me via apaixonada por ela, foi quando eu tive coragem de pedir ela em namoro novamente e dessa vez ela finalmente aceitou.

Terminamos a escola e continuamos juntas até hoje e se alguma coisa acontecer com ela eu nunca irei me perdoar, juro que farei de tudo para salva-lá e se for preciso matar eu vou.

Eles não me conhecem, não deviam ter mexido comigo e com quem eu amo, essas garotas são mais que amigas pra mim elas são minha família, depois que tudo isso acabar vai todo mundo morar aqui, afnal minha mãe comprou essa casa sem o dinheiro sujo do meu pai e colocou no meu nome e no de Sana. Agora que ela voltou pro Japão a casa é só nossa.

Sou tirada dos meus pensamentos com Sana me chamando.

– Você tá bem?

– Não, não estou e só vou ficar quando arrebentar a cara do desgraçado que tá fazendo isso.

– Você tem que tomar cuidado, sabe que a pena por homicídio é de 6 à 20 anos não sabe?

– Eu sei, mas se para salvar Chaeyoung eu tiver que matar eu vou.

– Você só pode estar ficando louca.

– Eu farei de tudo para proteger vocês.

– Tudo bem Mina eu não vou descutir com você, pois você já é crescida e sabe as consequências de seus atos, vim só pra te avisar que a janta está pronta.

– Nossa eu fiquei tanto tempo que nem vi que já estava de noite.

– Ficou, agora vamos comer e depois olhamos as imagens das câmeras novamente para ver se deixamos algo passar despercebido.

– Ok, pode ir na frente já já eu vou.

– Tá bom, não demora.


Chaeyoung eu prometo que vou te salvar, não importa o que aconteça.








Notas Finais


Esse cap já tá pronto a bastante tempo mas só tive tempo de postar ele hj

Desculpem a demora

Vcs já tem teorias sobre quem é que sequestrou a Chae?

Quero ver fogo no parquinho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...