História Hold onto hope if you got it - Capítulo 4


Escrita por: e R4FA

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Larry, Lucia Vives, One Direction, Vercy, Veronica Iglesias
Visualizações 40
Palavras 1.615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei!

~ Boa leitura!

Capítulo 4 - Capítulo: - 4


Fanfic / Fanfiction Hold onto hope if you got it - Capítulo 4 - Capítulo: - 4

[POV] Lauren Jauregui.


Veronica piscava freneticamente enquanto me encarava sentada no sofá. Eu bebia mais uma dose de outro vinho que eu havia pegado, depois de limpar o cacos da garrafa que eu dexei cair a pequena foi para sala e desde então não para de me encarar.


- Lauren. - Levantei uma sombrancelha a encarando em seguida.


- Que?


- Estou sangrando. - Abrir levemente os olhos vendo Vero inclinar-se para o chão.


- Sério, foi por causa da garrafa? - Ela assentiu fazendo uma careta ao tocar no machucado. - Não toque, pode infeccionar! - Andei até o armário pegando o saco de algodão e o álcool iodato. 


- Vai doer? - Pergunta com os olhos cheios d'água. - Em? Vai doer?


- Não...


- Você está dizendo isso porque sabe que vai doer? - Suspirei me colocando a sua frente. - Lauren, você sabe o que está fazendo?


- Foi apenas um corte Veronica. - Me sentei no chão sentindo suas mãos na minha cabeça, derramei o remédio no algodão pressionando em seguida no pequeno corte em seu tornozelo.



- Aaai! - Ela segurou meus cabelos. - Isso dói Lauren!


- Tenho certeza que você já deve ter sentindo dor pior do que esse mero corte. - Sorri encarando seus olhos que se arregalaram. 


- P-Pior... Eu não sei do que tá f-falando... - Me levantei do chão me sentando ao seu lado no sofá. 


- Sério mesmo? - Perguntei encarando o pequeno frasco do remédio. - Toda virgindade ao ser tirada, dói...


- E-eu... Por que estamos falando disso? - Sorrir quando ela se levantou do sofá. 


- Lucy teve paciência... Quero dizer, ela foi boa com você? - Encarei Vero que parou de andar e olhou pra mim. - Ela foi carinhosa com você?


- Ela... E-ela... Foi, ela foi perfeita. - A pequena sorriu dessa vez sem me encarar. 


- De onde você é Veronica?


- Huh! Eu s-sou do Texas... - Abrir levemente os olhos supresa com suas palavras.


- Como conheceu Lucy?


- Ela fez negócios com minha mãe. - Vero se sentou no braço do sofá e suspirou. - Eu estou cansada, avisa Lucy quando ela chegar OK? 


Pode deixar que eu aviso sim, aquela mulher vai me ouvir!


- Aviso, aviso sim! Vá dormir pequena. - Vero sorriu e subiu as escadas. Eu me joguei no sofá soltando aquela lufada de ar. - Meu Deus Lucy, no que você foi se meter? 


[POV] Camila Cabello. 


- Como tá indo no trabalho? - Peguntei ao selar mais uma vez meus lábios ao de Justin que sorriu. - Sua boca é tão gostosa, sabia? 


- Sabia não. - Ele responde me beijando outra vez. - A sua é mais, sabia? 


- Sabia. - Soltei uma risada vendo a cara de taxo dele. 


- Convencida. 


- Nem tanto. - Passei as mãos por sua bochecha antes de me sentar na cama me cobrindo com o cobertor. - Amanhã tenho que passar na Universidade, então vai ser um pouco corrido. 


- Sério? - Ele colocou um bico nos lábios o que fez eu me derreter toda. - Poxa amor, amanhã seria meu dia de folga. 


- Desculpa. 


- Tudo bem, e o trabalho está indo muito bem. - Ele sorriu passando as mãos em seus cabelos. - Eu estou tão feliz querida, eu já contei a novidade para meus pais e eles amaram a notícia. - Sorri com a empolgação de Justin ao se levantar nú da cama e pular pelo quarto. 


- Eu ainda não contei para minha mãe e meus irmãos vão pirar, você sabe disso né? - O loiro assentiu com a cabeça voltando para cama até selar nossos lábios novamente. 


- Você sabe que eu enfrento tudo por você, até seu irmão caçula se precisar. Mas eu nunca fiz algo tão certo na minha vida e o que deixasse meus pais orgulhosos de mim. - Justin segurou meu queixo deixando um beijo carinhoso na minha testa. - Eu te amo Mila. 


- Eu te amo Justin. - Sorri. 


- Eu tenho que ir, amanhã já que você não vai passar o dia comigo vou aproveitar e fazer um extra. - Umas das coisas que eu adimiro nele é a sua responsabilidade. Justin se levantou pegando sua camiseta na mesa do computador assim como sua calça. 


- Amor, não esquece a cueca como da última vez. - Ela sorriu e assentiu vestindo a pequena peça que estava jogada no chão ao lado da cama. 


- Sábado vai ser o aniversário da minha irmã, você acha que flores é melhor que balões? - Pergunta enquanto colocava a camisa. - Huh? 


- Bem, o que você vai fazer com as flores depois da festa? - Ele fez uma careta me fazendo rir. - Tá, tá! Onde você vai achar uma floricultura nesse fim de mundo? 


- Balões é bem melhor que flores. - Rir me levantado da cama vestindo as minhas roupas. Saimos do quarto parando ao pé da escada. - Mas é pra isso que existe entregas de várias companhias. 


- É verdade.


- Eu já vou indo. - Assenti e ele se aproximou para selar outra vez nossos lábios, mas... Ricardo se colocou entre a gente tapando a boca de Justin. 


- Chega né meu irmão? - Ricardo diz e segura minha cintura. - Você já fez coisas inapropriadas com minha irmã, então é melhor você ir agora. - Sorri sem jeito encarando o loiro que passava as mãos também sem jeito pela nuca. - Boa noite Bieber, toma cuidado na estrada é bem perigoso à essa hora. 


- Tudo bem, até mais amor! - Acenei com as mãos e meu irmão negou com a cabeça. 


- Você vai tomar outro banho enquanto eu troco seus lençóis e cobertores. 


- Você já deveria está dormindo Ricardo! - O repreendi entrando outra vez no quarto. 



- Vocês usaram camisinha? - Ele me encarou enquanto mexia no meu guarda-roupa. 



- Sim. 


- Certo. Vá tomar banho Camila, eu vou está te esperando aqui. - Ricardo me entregou uma toalha e em seguida andou até a cama tirando as colchas. - Acho melhor você não molhar a cabeça, está tarde e você pode ficar resfriada. 


- Tudo bem. 


[…]



Sair do box enrolada na toalha voltando para meu quarto vendo meu irmão sentado na minha cama com colchas limpas. Ricardo lia uns de seus gibis mas ao me ver pegou atrás de si roupas também limpas e se levantou. 


- Estou indo... 


- Ricardo, não sei se amanhã poderei ir ao barbeiro com você. - Disse vestindo minha calcinha por debaixo da toalha, claro! O caçula me encarou com os olhos arregalados. - Desculpa, mas a direção da universidade quer que eu vá vê-lo.


- Mas mana, tenho que cortar o cabelo! 


- Pede para o Gus ir com você, Ricardo! - Ele revirou os olhos. 


- É urgente essa ida à universidade? - Assenti. - Tudo bem então. 


- Amanhã o Justin não vai trabalhar, se quiser eu peço para que ele vá com você... - Não pude terminar de falar ao ouvir uma risada sarcástica vindo dele. 


- Sorry! Mas eu posso ir sozinho. 


- Eu sei que você não gosta dele, mas querido, ele é meu namorado! - Ricardo revirou os olhos jogando o gibi em cima da minha escrivaninha. 


- Você não precisa me lembrar desse detalhe Camila! 


- Não sei porque você não gosta do Justin, mas ele não deu motivos pra ser odiado. 


- Eu vou dormir. - Segurei seu braço quando ele tentou me dar as costas. 


- Amanhã ele vem buscar você, estamos entendidos? - Ele assentiu entortando a boca. - Me dê um abraço. - Estendi os braços fazendo Ricardo sorrir por meros segundos. - Boa noite. 


- Boa noite. 


Assim que ele saiu do quarto eu peguei o celular enviando uma menssagem para Justin. 


~ Você: Amanhã de manhã você pode vim buscar o Ricardo para ele ir cortar o cabelo? 


"Ele está de acordo?" - Sorrir. 


~ Você: Sim, ele fica nervoso quando vai ao barbeiro, então converse com ele tudo bem ou vou está incomodando você? 


"Você nunca me incomoda meu amor, Ricardo vai ter a melhor conversa da vida dele!" - Soltei uma risada respondendo rapidamente. 


~ Você: Não o assuste; por volta de 08:00h você passa aqui! 


"Pode deixar!"


Joguei o celular em cima da cama e fui me vesti pra dormir. 


[POV] Lauren Jauregui.


- Cheguei! - Lucy grita entrando em casa. Eu deixei o copo de água na mesinha da sala encarado aquela mulher que tirava os saltos. 


- Quando ia me contar? - Ela me encarou confusa. 


- Contar? Contar o que? 


- Aaah, não se faça de desentendida Lucy! - Me levantei me aproximando dela. 


- O que foi Lauren? - Ela olhou para os lados me fazendo rir. 


- Ta procurando sua namoradinha? 


- Cadê a Vero, Jauregui? - Lucy me empurrou pelos ombros indo até a cozinha mas voltou quando não encontrou a pequena. - Lauren! 


- Ela está no quarto! - A mulher suspirou profundamente passando as mãos pelos cabelos. - Quando ia me contar? 


- Contar o que! 


- Caralho! Quando ia me contar que você tá namorando a porra de uma criança! - Gritei e Lucy abriu a boca mas nada saiu dela. 


- L-Laur... Eu... Ia... 


- Isso é pedofilia Lúcia! - Ela andou até o sofá se sentando nele. - Lúcia, isso é errado. 


- Eu sei...


- É uma criança, ela tem quize anos! 


- Eu sei... 


- Isso dar cadeia, sabia? 


- Eu sei... 



- É só isso que você vai responder? - Ela me encarou por alguns minutos antes de sorrir. 


- Me desculpa... - Continuei a encarando. - Mas eu me apaixonei. 




Notas Finais


Desculpem-me qualquer erro!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...