História .holiday;; jihan - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan"
Tags Holiday, Hong Jisoo, Jeonghan, Jihan, Jisoo, Joshua, Seventeen, Svt, Yoon Jeonghan
Visualizações 67
Palavras 990
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


não, eu não esqueci dessa fic
boa leituraaaaa <3

Capítulo 2 - 02


Enquanto Jeonghan ia em direção ao garoto, pensava em como iria iniciar uma conversa (e em como não borrar as calças). Um Olá parecia formal demais e um Eai americano demais. Cantadas definitivamente não fazia seu tipo, e sim de seu amigo Seungcheol - conhecido em Daegu como Rei das Cantadas Ruins Porém Engraçadas -, mas resolveu arriscar, afinal não ficaria nos Estados Unidos por muito tempo, então ninguém, além dele e do garoto que receberia a cantada, saberiam daquela estória.

Ao se aproximar suficiente do garoto, respirou profundamente e começou:

-Me desculpe, mas você acredita em amor à primeira vista ou agora eu devo esbarrar em você? - Jeonghan disse com um sorriso travesso, olhando nos olhos do garoto e arrumando um pouco o cabelo.

O americano, que antes bebia uma cerveja, tossiu, riu, engasgou, tossiu mais um pouco, riu outra vez, tentou levantar a cabeça e se controlar pra poder limpar a bagunça que havia feito, mas nada adiantou. Se surpreendeu com o aparecimento repentino do garoto que havia 'conhecido' minutos atrás e se surpreendeu mais ainda com a cantada que havia ganhado. Era ruim, ele admitia, mas era a primeira vez que recebia uma, então não estava sabendo como reagir. Apenas ficou ali, rindo e se engasgando de cabeça baixa.

Jeonghan, ao perceber a bagunça que o garoto havia feito e de como estava envergonhado, imediatamente se arrependeu de tentar ser o Rei das Cantadas Ruins Porém Engraçadas de Busan. Deixaria esse título para algum outro garoto.

-M-me desculpe se eu te envergonhei, eu juro que não canto as pessoas normalmente.

-Não estou envergonhado, estou surpreso. - O americano respondeu enquanto limpava a bagunça feita. - Ninguém nunca havia me cantado.

-Bem, - ele sorriu - estou feliz em ser o primeiro. Jeonghan Yoon*¹. - Ele disse estendendo a mão para o outro.

-Jisoo Hong, - ele apertou a mão de Jeonghan - mas ninguém além dos meus pais me chamam assim. Me chame de Joshua.

Jeonghan concordou com a cabeça, enquanto observava Joshua terminar de limpar a sua bagunça. Iria fazer algum comentário mas ele foi mais rápido.

-Então, Jeonghan - o rapaz deu ênfase no nome dele, o que, no ponto de vista do Yoon, ficou quase sensual - é coreano, não? De onde é?

-Sim, sou de Busan. Creio que você também. Apesar de Hong não ser tão comum na Coréia, Jisoo é.

-É, meus pais são coreanos mas nasci aqui, em Los Angeles sendo mais específico. Nunca fui pra Coréia mas sei a língua, porém prefiro não conversar em coreano com você. Se me permitir, quero continuar ouvindo sua bela pronúncia. - Ele respondeu com um sorriso brincalhão no rosto e deu uma piscadela para Jeonghan.

Ele estava tirando sarro da pronúncia de Jeonghan?

-Ya, minha pronúncia não é boa porque eu sou fluente a pouco tempo. - Disse na defensiva.

-Não estou falando que ela não é boa. - Joshua respondeu rindo. - Ela é engraçada. Você acentua o 'y' e troca o 'r' por 'l' em algumas palavras. Típico dos coreanos. BodY e Wlong.

Ambos riram. Jeonghan por ser imitado e Joshua por sua imitação.

-Você quer ir conversar em outro lugar? - O americano perguntou. - Tem um local bem calmo aqui perto, dá pra gente ver bem os fogos e conversar.

Jeonghan assentiu com a cabeça e seguiu o garoto até o local depois de comprar cervejas, carne e alguns doces em saquinhos plásticos.

O lugar era quase deserto, exceto por alguns casais, e muito bonito. Era de frente para um lago, onde alguns patos estavam 'nadando'. Joshua se sentou em um tronco e Jeonghan seguiu seus movimentos.

-Então, o que um coreano está fazendo nos Estados Unidos?

-Bem... - Jeonghan começou - Estou aqui a dois meses. Viagem com o grupo da faculdade. Vim ver os fogos.

-Faz faculdade de quê? - Joshua perguntou curioso.

-Psicologia, e você? Faz faculdade também?

-Sim, teologia. Mas não quero seguir nenhuma profissão relacionada a isso, estou fazendo apenas por pressão dos meus pais.

-E o que você realmente quer fazer?

-Gastronomia. Quero ter meu restaurante um dia.

-Hong's Restaurant

Joshua gargalhou jogando a cabeça para trás, e nesse momento Jeonghan percebeu o quanto o garoto era bonito. O cabelo castanho precisava de um corte, já que fios caíam sobre os olhos. O rosto fino e delicado combinava perfeitamente com o corpo magro e esbelto que ele tinha.

Joshua também observara o rapaz. E como não poderia? O cabelo roxo na altura dos ombros se destacava na multidão, assim como os traços delicados e quase femininos do rosto do garoto. E enquanto o observava, percebeu uma pequena tatuagem em seu dedo indicador, na mão direita. Hope (esperança). Era o que estava escrito.

-Você não parece ser o tipo de garoto que gosta de tatuagens. - Joshua comentou apontando para a mão do rapaz.

-Bem, você não parece ser o tipo de garoto que gosta de outros garotos.

-Touché. - Joshua disse rindo.

Com o passar do tempo a conversa foi fluindo ainda mais. Eles conversaram sobre as diferenças entre a Coréia e os Estados Unidos, faculdade, família e jogos de futebol americano.

-Olhe! - Jeonghan apontou para os serviçais apressados indo para o local de queima dos fogos. - O show vai começar.

Joshua, notando a felicidade e animação do garoto, pegou em uma de suas mãos e o puxou para a margem do lago, assim teriam uma vista ampla do céu. Os fogos começaram minutos depois e Jeonghan ficou maravilhado. Era tudo tão vivo. Ele estava distraído com as explosões multi-coloridas e não percebeu que Joshua ainda não havia soltado sua mão e que o mesmo se aproximava lentamente. Ao sentir a mão livre dele tocando seu rosto, Jeonghan o olhou. Joshua desenlaçou suas mãos e a colocou na cintura do garoto. Jeonghan esqueceu completamente os fogos e agora encarava Joshua, que tomou coragem e puxou delicadamente o rosto e a cintura dele contra o próprio corpo, iniciando um beijo singelo e tímido.

E ali, sob os fogos de artifício do feriado de 4 de julho, Jeonghan e Joshua se beijaram pela primeira vez.


Notas Finais


*¹: No ocidente, o sobrenome só vai depois do nome, por isso ficou Jeonghan Yoon e Jisoo Hong, e não o contrário.

eu amei escrever isso aaaakkaosmwis
beijos
amo vocês <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...