História Home - Taegi - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X, TWICE
Personagens Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Taegi, Taehyung!bottom, Vga, Vsuga, Yoongi!top, Yoontae
Visualizações 86
Palavras 1.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O bom do final de ano é que quando eu estou atoa na escola sem fazer nada eu decido atualizar as fics. Bom pra mim e pra vocês ksksks

Capítulo 3 - Tudo é inverno aqui


Fanfic / Fanfiction Home - Taegi - Capítulo 3 - Tudo é inverno aqui

— Seu incompetente! — Yoongi disse alto e deu um murro em sua mesa. — Como assim você cancelou o meu contrato?!

— Me desculpe. — Namjoon pediu. — Mas eu achei que você...

— Eu não te pago para achar nada! — Yoongi esbravejou. — Eu te pago para obedecer minhas ordens, e eu não mandei você cancelar nada sem minha autorização!

— Realmente, eu não sabia que você iria renovar o contrato, e existe uma cláusula que especifica que...

— Eu conheço as cláusulas, Namjoon! — Yoongi bufou e passou as mãos pelos cabelos em um gesto de irritação. — Sai da minha frente agora e vá arrumar a sua bagunça, não me obrigue a contratar outro advogado. — Ele disse com irritação na voz.

— Sim, Yoongi. Com licença. — Namjoon disse e saiu de lá.

Em todos os nove anos que haviam se passado, Yoongi ficava cada vez mais amargo, frio, agressivo, arrogante e estúpido, em outras palavras, se tornou um completo babaca.

Depois que sofreu o acidente e expulsou Taehyung de casa, Yoongi nunca mais foi o mesmo, o garoto que antes todos amavam e admiravam pela generosidade e carinho com todos se tornou um homem temido, todos que o amavam se afastaram por não aguentar mais o gênio horrível de Yoongi, e a admiração e respeito de todos se tornou medo, pois todos sabiam que, mesmo estando em uma cadeira de rodas, Min Yoongi era capaz de tudo.

— Já vai! — Yoongi disse ainda irritado quando ouviu batidas na porta, começou a empurrar as rodas da cadeira de rodas e ao chegar na porta, abriu e se afastou para que a pessoa entrasse.

— Senhor. — Tzuyu, a nova empregada da casa, disse entrando no escritório de Yoongi com uma bandeja. — Trouxe o café que o senhor pediu.

— Dane-se o café!

Yoongi disse irritado, então deu um tapa na bandeja deixando ela cair no chão e saiu de lá, deixando para trás a empregada assustada que se apressou em limpar tudo.

— Jimin! — Yoongi chamou. — Jimin! — Mas nada do mais novo aparecer. — Será possível que não tem ninguém para me atender nessa casa?!

— Sim senhor. — Jimin apareceu correndo na sala. — Me chamou?

— Claro que sim, estúpido, você é surdo ou o quê? 

— Desculpe, senhor, estava ajudando a Sana a guardar as compras no armário.

— Está bem, está bem, eu não quero saber. — Yoongi disse grosso como sempre fazia. — O que aconteceu com o JungKook? Isso é serviço dele, ele é responsável por tudo na casa e seu dever, Park, é apenas ficar comigo o dia inteiro, ninguém nessa casa entende nada!

— Desculpe, senhor, eu vou avisar ele quando ele chegar.

— Chegar? Ele saiu?

— Ele foi comprar os remédios da senhora Kim.

— Essa velha rabugenta. Resolveu ficar doente justo na pior hora. — Yoongi resmungou e fez sinal para que Jimin o empurrasse. — Vamos ir até a imobiliária.

Jimin concordou com um aceno e empurrou Yoongi até o carro, o ajudou a se sentar no banco da frente, dobrou a cadeira de rodas a colocando no porta malas e começou a dirigir até a empresa onde Yoongi era um dos sócios mais importantes.

Durante todo o caminho, Yoongi foi pensando na senhora Kim, mãe de Taehyung, que a muito tempo estava doente. Yoongi não queria que ela morresse, mas não por piedade, ele não sentia piedade de ninguém, o único propósito que Yoongi tinha em querer que ela continuasse viva era receber a enorme quantia em dinheiro que ela estava o devendo.

Desde que Taehyung foi embora, a mãe dele pegava cada vez mais dinheiro emprestado com Yoongi para pagar os estudos e a faculdade do filho. Yoongi não gostava da ideia, mas se ele queria manter o culpado de sua invalidez bem longe dele, ele sabia que deveria emprestar todo o dinheiro que fosse necessário.

Enquanto pensava, Yoongi colocou a mão na altura do peito e apertou levemente a pele do local, praguejando mentalmente logo em seguida.

Há anos Yoongi vinha fazendo aquele mesmo gesto quando não se sentia bem, ninguém entendia o porquê de ele fazer aquilo, apenas achavam estranho e não questionavam, ninguém tinha coragem de questionar Yoongi.

O que eles não sabiam, era que aquele gesto era a única coisa boa que ainda sobrava em Yoongi, por isso ele odiava tanto aquela maldita mania que nunca o abandonava. Aquele gesto, nada mais era do que Yoongi colocando a mão no lugar onde antes ficava o colar com as iniciais “KTH”

Yoongi sempre segurava firme o pingente do colar quando se sentia mal, aquilo fazia ele sentir a presença da pessoa que mais lhe fez bem na vida: Kim Taehyung.

Por isso Yoongi odiava aquele gesto, ele odiava pensar em Taehyung e o culpava a todo momento por estar naquela cadeira de rodas, e depois que Taehyung foi embora, Yoongi ignorou a promessa que tinha feito há anos atrás, tirou o colar e se livrou dele. Mas mesmo se livrando de objetos, Yoongi jamais se livrava de sentimentos, e aquele era o castigo do Min.

Chegaram na empresa e Jimin ajudou Yoongi a sair do carro, empurrou ele até o elevador e foram até o último andar, onde se sentou do lado de fora da sala de espera do dono da empresa e deixou que Yoongi entrasse sozinho.

— Yoongi. — Minhyuk, o dono da empresa, disse um pouco surpreso ao ver Yoongi ali. — O que faz aqui tão cedo? A reunião só começa daqui a uma hora.

— Eu sei que é daqui uma hora, só que eu quis chegar mais cedo para falar de alguns assuntos com você.

— Profissionais?

— Não, idiota, assuntos pessoais, vim perguntar o que você acha de futebol americano. — Yoongi disse grosso. — Claro que é assunto profissional.

— Tudo bem. — Minhyuk suspirou e se sentou. — Pode me dizer.

— Você se lembra que há alguns anos atrás eu pedi para você alugar um imóvel para uma pessoa?

— Sim eu me lembro, você me pediu total sigilo e descrição com o seu nome, já que o envolvido não deveria saber que você estava por trás disso.

— Exatamente. Eu preciso que você venda esse imóvel, não agora, pode ser daqui uns dias, na verdade eu não sei, mas não vou demorar para saber quando. Eu preciso que essa pessoa saia dessa casa na hora que eu mandar.

— As coisas não são assim tão simples, Yoongi. — Minhyuk disse. — Para vender um imóvel assim, com pessoas morando nele, eu tenho que avisar com três meses de antecedência para a pessoa ter tempo de conseguir outro lugar para morar.

— Mas eu não tenho três meses para esperar, preciso que assim que eu der a ordem, você coloque um aviso de vende-se naquela casa.

— Só que mesmo que eu coloque a casa para vender agora, o possível comprador deve por lei dar os três meses, caso contrário ninguém vai comprar a casa por medo da justiça.

— Não seja por isso, eu posso comprar a casa.

— Você não entende, Yoongi? Eu posso ser processado e perder muito dinheiro.

— É você quem não entende! — Como sempre, Yoongi se irritou com pouco. — Eu sou o principal acionista dessa empresa e sei que sem mim e o meu dinheiro, vocês iriam à falência, por isso é bom que tudo saia como eu quero ou eu vou retirar imediatamente o meu investimento!

Sem dizer mais nada, Yoongi saiu de lá com um sorriso nos lábios. Ele já tinha tudo preparado e não deixaria nada e nem ninguém estragar seus planos.


Notas Finais


Aproveitando o assunto da escola que começou nas notas do autor...
Vou fazer prova de matemática agora, por favor me desejem sorte, eu estou quase reprovando nessa matéria :')

Espero que tenham gostado e até o próximo capítulo anjinhos!
♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...