1. Spirit Fanfics >
  2. Home >
  3. Apocalipse Zumbi

História Home - Capítulo 65


Escrita por:


Notas do Autor


Antes que vocês soltem fogos, não, eu não estou voltando com a história. Isso é só uma distração pra esse momento de quarentena que estamos vivendo. Pra relembrar os velhos momentos. Desculpa a todos pela decepção do sumisso e pela exclusão das fics. Foram decisões minhas, e com motivos... Mas enfim... Cuidem de sua saúde, da família vcs, não façam idiotices e vamos torcer para que esse momento passe logo!

Capítulo 65 - Apocalipse Zumbi


De todas as coisas que Emily sonhava para sua vida, ela jamais imaginou que teria uma família de seis integrantes. Antes de seus pais falecerem, sempre foi apenas os três. Mesmo tendo uma irmã mais velha, tudo o que elas tinham era somente laços samguíneos. Não podiam se considerar uma família, pois nunca foram próximas o sufiente, não havia amor entre elas.

Quando estava no fundo do poço, seu sonho distante era encontrar alguém que pudesse ter uma família. Alguém que pudesse amar e ser amada de volta. E Emily encontrou... Não um "alguém", mas sim vários "alguém". Alguém que não se importava com suas diferenças. Alguém que não se importava com seus defeitos. Alguém que estaria ao seu lado sempre que precisasse, nos momentos mais difíceis!

A única diferença, é que esses "alguém" nunca recebiam - no primeiro momento - Emily de braços abertos quando chegava de viagem. E de um jeito estranho, a garota sempre achava mais divertido assim. Abrir a porta da família Kwon e encontrar o apartamento a maior loucura. Com Yeri e Sinb correndo pelo apartamento, enquanto Yoona e Seulgi brigavam pelo controle da televisão. Ao mesmo tempo que Jessica brigava com Yuri por estar cozinhando errado e praticamente botando fogo no apartamento. Era sempre uma confusão diferente quando Emily abria a porta. Mas diferente do que muitos vizinhos achavam, ela se sentia acolhida naquele ambiente bagunçado. Ela se sentia acolhida sempre que no meio da bagunça, alguém notava sua presença e todos paravam o que estavam fazendo para irem abraçá-la. Ela amava aquele lugar! Amava aquela família!

- EMILY UNNIE! - Sinb pulou no colo da loirinha, sem dar chance dela se preparar. Emily não segurou a risada, e logo foi abraçada por Yeri também.

- Achei que ia ficar pra sempre seja lá onde você estava. - reclamou Yoona, ao encarar a amiga.

- Senti saudades também, Yoona.

- Como foi a viagem? - Yuri perguntou curiosa.

Emily havia aproveitado suas férias nos dois empregos para fazer uma viagem à sua cidade natal. Fazia muito tempo que não via seu país, e aproveitou aquele momento para voltar as raízes.

- Foi maravilhoso... - sorriu feliz. - Mas foi como se eu tivesse em um lugar desconhecido... Nem lembrava algumas palavras em alemão.

- Você vive desde pequena aqui, falando em coreano e não alemão... - Jessica tomou a palavra. - É normal você esquecer...

- Faz sentido...

- Mais o importante é que você voltou! - Seulgi disse animada. - A tia Krys estava doida atrás de você!

- De mim? - Emily fez uma expressão confusa.

- Bem lembrado Seulgi. - Jessica falou. - Krystal pediu pra você ligar pra ela quando chegasse.

- Mas o que ela quer comigo?

- Vai saber... - Yuri deu os ombros. - É a Krystal.

[...]

Emily bebericou um pouco do seu suco enquanto zapeava os canais da televisão. Havia marcado de ver Krystal, as 13h da tarde, mas eram somente 15h25m. A alemão não fazia a mínima ideia do que a modelo queria consigo, mas Krystal preferiu conversar pessoalmente, pois segundo ela, seria mais fácil convencê-la. Marcaram o encontro no próprio apartamento da estrangeira. Tudo o que faltava era a Jung mais nova chegar.

Ding Dong

A campainha do apartamento tocou, e Emily tranquilamente se levantou para abrir a porta. Não foi surpresa se deparar com Krystal em sua porta, a surpresa foi vê-la ali com cara de derrotada carregando três enormes malas de rodinhas e uma bolsa.

- Porque não deixou as malas na sua irmã? - questionou confusa enquanto ajudava a mais velha.

- A desgraçada da Yoona trancou o elevador e a porta! - resmungou antes de fungar. - Mas ela me paga!

Emily ajeitou as malas no canto da parede e observou Krystal se jogar em seu sofá. Fechou a porta e voltou para a modelo, que parecia mais com vontade de dormir do que conversar.

- Você está bem? - questionou ao notar que Krystal fungava a cada um minuto.

- Ta tendo um surto de resfriado na China e a Victoria me pediu pra voltar porque está preocupada com a minha saúde. - falou inconformada. - Eu sou super saudável! - disse em alto e bom som, antes de começar a tossir.

- Não adiantou muito. - Emily riu ao perceber que a jovem estava resfriada. - Você não deveria usar máscara?

- Ta com medo de ser infectada!? - Krystal olhou para a estrangeira com desdém. - Krystal Jung jamais fica doente!

A garota preferiu desligar o ar e abrir as janelas, para que houvesse uma melhor ventilação no apartamento, já que Krystal definitivamente não ia por uma máscara por achar que não estava doente.

- O que eu vim fazer aqui mesmo!? - perguntou a mais velha coçando a cabeça.

- Você tinha algo pra falar comigo.

- Ah... - ela pareceu se lembrar. - Eu posso deitar na sua cama?

Segundo o conhecimento que lhe foi dado pela família Kwon, Emily sabia que Krystal era... diferente. E ela já conhecia a mais velha o suficiente para saber quando algo estava estranho.

Preocupada, Emily se aproximou de Krystal e colocou a mão em sua testa. A modelo queimava em febre.

- Krystal, você está queimando em febre! - disse assustada.

- Eu estou bem! - ela levantou-se e foi para o quarto. - Eu só preciso tirar um cochilo.

- Você ta contaminando meu apartamento! - Emily reclamou ao ouví-la tossir.

- EU NÃO TO DOENTE! - berrou do quarto, antes de começar a tossir novamente.

[...]

- Depois de um tempo você se acostuma com as loucuras dela. - Yoona deu os ombros ao ouvir a história da amiga.

- Ela dormiu na minha cama! - Emily comentou inconformada. - Eu tive que trocar todos os meus lençóis!

- Mas o que ela queria? - Seulgi questionou curiosa.

- Sei lá... - A porta do elevador se abriu. - Ela disse que esqueceu.

- Meninas que bom que vocês chegaram! - Jessica disse aliviada. - Venham até aqui.

As meninas estranharam a reação da modelo, e se aproximaram do sofá após largarem as mochilas no chão.

- Isso é coisa de velho. - reclamou Yoona ao ver que o casal assistia um noticiário.

- Yoona, isso é importante! - repreendeu Yuri. - Leia a manchete.

- OMS declara panemia mundial do co verde 19? - Seulgi leu em voz alta com uma expressão confusa.

- Pandemia, Seulgi. - ajudou Yoona. - Pera! O que é co verde?

- É covid, meninas! - Jessica falou seriamente. - É uma doença... o mundo inteiro está em estado de alerta.

- Parece que está se espalhando pelo mundo, devido a viajantes infectados. - completou Yuri.

- A gente vai morrer? - Yeri arregalou os olhos.

- Não querida... - Jessica a abraçou. - Vai ficar tudo bem...

- Olha, estão falando sobre a doença! - Yoona apontou para a televisão.

- As investigações sobre as formas de transmissão do vírus ainda estão em andamento, mas a disseminação é feita de pessoa para pessoa. Qualquer um que tenha contato próximo com alguém com sintomas está em risco de ser exposto à infecção. A transmissão costuma ocorrer por contato com espirro, tosse, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos. - relatou o homem.

Nesse mesmo momento, um espirro alto ecoou pelo apartamento, e todas encararam Emily, que fungava distraidamente.

- Eu fui infectada! - correu Yoona em direção a pia para lavar as mãos, visto que ela havia apertado a mão de Emily mais cedo.

- A gente vai morrer! - Yeri berrou. - É um apocalipse zumbi!

- É alergia gente. - Emily falou calma, e Seulgi deu um passo para o lado, tentando ficar o mais longe possível da alemã.

- Yuri, meu bem... - Jessica disse tranquilamente enquanto se levantava do sofá. - Venha cá, por favor...

Todas estranharam a atitude da modelo, já que Jessica era a mais paranóica quando se tratava de doenças. Yuri se levantou, e a seguiu em direção ao banheiro do casal, mas antes que pudesse dizer qualquer coisa, ela foi empurrada e trancada dentro do cômodo.

- Jessica!

- Você vai ficar aí até essa pandemia acabar! - berrou a castanha do outro lado da porta.

- Você ficou maluca!?

- Emily já contaminou todo mundo da casa!

- É ALERGIA! - gritou a alemã inconformada.

- Sica, você não pode me deixar trancada aqui. - Yuri falou mansamente.

- A GENTE VAI VIRAR ZUMBI! - ouviu Sinb falar animadamente da sala.

- DÁ PRA PARAREM DE ASSUSTAR A MÃE DE VOCÊS!? - a morena quem gritou dessa vez, sabendo que cada palavra das meninas faria a esposa criar diversas paranóias em sua cabeça. - Jessica...

- Você vai ficar segura aí. - avisou a modelo. - Coloque uma máscara só pra ter certeza.

Yuri ficou a gritar do banheiro, enquanto Jessica voltava a sala para verificar a situação. Yoona acabava com a garrafa de detergente ao lavar as mãos. Seulgi e Emily discutiam sobre o espirro da estrangeira ser alergia ou não. Sinb e Yeri reuniam tudo o que era mais precioso em suas mochilas, para assim se preparem para o apocalipse zumbi. Tudo estava uma loucura, e ela não sabia o que fazer.

Antes que tomasse qualquer atitude, a porta do elevador se abriu, revelando uma Krystal extremamente pálida, com um sorriso enorme no rosto.

- FAMILIAAAAAA!! - tossiu. - CHEGUEIII!

Uma gritaria se iniciou no apartamento, e com certeza o síndico ouviria reclamações.

[...]

Yuri soltou um suspiro entediado ao arremessar uma bola de papel higiênico na lixeira. Não fazia a mínima ideia de quanto tempo estava trancada no banheiro, mas para ela era muito tempo. No começo, ela ouviu diversas gritarias e xingamentos, e depois o total silêncio. Sabia que era loucura, mas começava a achar que toda sua família estava morta, já que não se ouvia um pio no apartamento. A única coisa que tinha certeza era que já havia chegado um novo dia. Estava morrendo de fome e não havia um sinal de sua família.

Antes que tomasse coragem para voltar a gritar e socar a porta do banheiro, Yuri ouviu o barulho da tranca e logo se levantou apressada. Estava pronta para reclamar com a esposa, quando se deparou com Emily em sua frente.

- Acredito que esteja com fome. - a alemã estendeu uma bandeja em sua direção.

Emily vestia uma máscara preta e luvas. A bandeja de comida parecia mais uma pacote do correio do que uma comida em si, de tão embrulhada que estava.

- O que está acontecendo? - questionou preocupada.

- Krystal contaminou todo mundo. - explicou. - Está todo mundo de cama.

- Todo mundo? - Yuri disse perplexa.

- Menos eu e Yoona. - Emily avisou. - Eu disse que era só alergia.

A morena ficou um tempo parada antes de empurrar Emily e sair correndo do banheiro. Entrou em seu quarto apressada, encontrando duas pessoas deitadas, enroladas nas cobertas.

- O que você está fazendo!? - Emily espremeu uma máscara no rosto da morena. - Se você morrer, eu morro!

- Você só usa máscara se tiver doente! - Yuri arrancou o objeto do rosto.

- Elas já contaminaram tudo! - Emily empurrou de volta.

- Para com isso, Emily!

As duas ficaram numa briga de veste ou não veste a máscara até ouvirem tosses. Yuri ignorou a menina e correu até a cama, se assustando ao ver que se tratava de Krystal e não Jessica.

- Me dá um abraço. - pediu ela manhosamente.

- O que você está fazendo aqui?

- O país está de quarentena. - avisou Emily. - Ninguém sai de casa a menos que seja necessário.

- Elas não deveriam está no hospital? - questionou Yuri com preocupação.

- Só Krystal e Seulgi testaram positivo. Mas nenhuma das duas corre risco de vida, então elas podem ser tratadas em casa. - explicou a alemã, e Yuri logo notou que a outra pessoa deitada era sua filha.

- E cadê Jessica?

- Está com Sinb e Yeri. - falou. - Victoria disse que viria para cá, mas não sei se ela vai conseguir, os aeroportos foram fechados. Ninguém sai e ninguém entra no país.

Yuri soltou um longo suspiro tentando processar tudo. Um doença que parecia sob controle se tornou uma pandemia e colocou o mundo inteiro em quarentena. Sua família que até então estava bem, se encontrava de cama. E ela que era a única problemática estava ali extremamente saudável.

- Quando eu pedi um tempo para colocar os estudos em dia, não era de uma pandemia que eu estava falando. - escutou Yoona dizer ao entrar na sala, vendo a irmã gargalhar logo em seguida. - Emily, olha esse meme!

- Como vocês duas não ficaram doentes? - indagou confusa, já que ela era a única que não estava presente no momento que Krystal chegou.

- Vai saber... - Yoona deu os ombros. - A Krystal contaminou o apartamento da Emily e ela ta aqui super saudável.

- Vocês foram pra escola?

- Yuri... Minha doce irmã... - Yoona sorriu. - Não tem uma alma se quer na rua. A gente ta vivendo um apocalipse zumbi.

- Você entendeu quando eu disse que o país está de quarentena? - perguntou Emily. - Ninguém sai de casa.

- Isso só pode ser um pesadelo... - Yuri sentou-se no sofá desesperada.

- Relaxa mana... Foi só cinco de oito de nós, estamos em vantagem.

- Yoona, não estamos não! - Emily encarou a amiga incrédula.

- É claro que estamos! Só a Krystal e a Seulgi estão com co verde.

- Covid, Yoona...

- Co verde é mais legal.

- Yoona, isso não é brincadeira! - repreendeu Yuri ao ver que a irmã estava levando tudo na brincadeira. - Pessoas podem morrer!

- Relaxa... - Yoona sentou-se ao lado da irmã tranquilamente, sendo seguida por Emily. - Tenho certeza que vai dar tudo certo, e logo vão resolver isso tudo.

Yuri ficou um pouco mais aliviada com as palavras da irmã. Sentiu seus ombros relaxarem com a massagem de Emily. Tudo aquilo parecia um pesadelo, e sua família que sempre fora saudável estava de cama. O lado bom, era que ainda tinha as três para cuidar de tudo, enquant-.

Atchim!

Em perfeita sincronia, Yoona e Emily espirraram ao mesmo tempo. Uma encarou a outra assustada, e toda a tranquilidade que antes tinham se tornou desespero.

- Agora ferrou! - Yoona disse sem esperança.

- Eu vou voltar para o banheiro. - Yuri levantou-se apressada.

- É só alergia! - se defendeu Emily.

- Finalmente posso colocar em prática todas as minhas temporadas de the walking dead e greys anatomy. - Yoona comentou deitando-se no sofá e ligando a tv. - Ao menos que eu vire um zumbi...

- Lave bem as mãos! - avisou Emily para Yuri. - E passe alcool gel!

- Sabe Shlensiger... Eu nunca imaginei que isso poderia acontecer.

- O apocalipse zumbi? - Emily indagou confusa.

- Não... - Yoona largou o controle no sofá. - O cascão lavar as mãos.

Emily revirou os olhos e deu um almofadada na amiga. O mundo poderia estar caindo aos pedaços, mais Yoona sempre estava de bom humor. Ela só torcia para que tudo desse certo, e esse momento de terror passasse logo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...