História Homecoming - SASUSAKU - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku, The Last
Visualizações 30
Palavras 1.302
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura <3 favoritem e comentem para me motivar porque eu procrastino bastante sakdsjds

ME AVISEM SE TIVER ALGUM ERRO!

Capítulo 2 - Decisão


Ao abrir a porta Sakura ficou paralisada, seu sorriso se desformou, "talvez ela esteja mais em choque do que feliz?" pensou Sasuke. O sorriso de Sakura logo se formou novamente e ela colocou seus braços ao redor do pescoço de Sasuke e pulou em cima do mesmo.

—  Sasuke-kun, você está de volta, eu nem acredito! — falou a rosada, e Sasuke pôde sentir o tecido fino de sua roupa sendo molhado, provavelmente por lágrimas de Sakura. 

—  Hey, Sakura... — falou sorrindo genuinamente.

Ela saiu de cima dele, tinha muitas coisas pra falar, inclusive reclamar, mas preferiu deixar a alegria tomar conta daquele momento. Sasuke tirou sua mão de trás do corpo e o mostrou para Sakura.

—  Camélias! Sasuke, como sabia? Você... —  Sasuke viu os olhos de sua amada começarem a molhar. —  Eu nem acredito... Por favor, entra...

Ela pegou o buquê e saiu caminhando com ele em mãos, foi até seu quarto e o colocou sobre um criado-mudo e correu para a cozinha, Sasuke a acompanhou. Ela começou a fazer um chá para ambos conversarem enquanto tomavam.

—  Você está bem diferente. —  Sakura afirmou.

—  Você... continua... linda como sempre... —  Sasuke olhou para o lado de cabeça baixa, ele não estava tão acostumado a ser daquele jeito.

—  Obrigado, meu amor. Então... Que roupas são essas? —  Ela se aproximou e começou a tirou a capa de Sasuke, um tecido grande e fino de cor bege, ele usava uma blusa preta e uma calça cinza que parecia bem acabada. — Você precisa de roupas novas. Como você ficou durante esses anos? Você dormia onde? Comia oquê?

— Não precisa se preocupar, afinal estou aqui com você. — Ele deu um pequeno sorriso de canto

O bule chiou e deu o aviso de que o chá estava pronto, Sakura o tirou e colocou em duas xícaras. Eles andaram até uma mesa de madeira grande que ficava na varanda do apartamento de Sakura, sentaram um de frente para o outro.

— Então... Como você ficou nesses últimos três anos? — Sasuke perguntou enquanto segurava o chá.

— ... Bem.

— Você não precisa mentir para mim, Sakura. Desculpe pelo que fiz. — Ele falou a encarando com aqueles olhos frios.

— ... Seu idiota, imbecil, babaca... você... Me deixou só e nunca mais voltou, e-eu achei que você tinha me esquecido — Lágrimas repentinas surgiram dos olhos de Sakura e ela começou a esfregá-los usando seu ante-braço, quando ela sentiu o braço de Sasuke se enrolar no seu corpo, ele estava atrás dela a abraçando.

— Me desculpe... Do fundo do coração... Eu te amo.

Sakura se levantou e se jogou no peito de Sasuke derramando mais lágrimas, estava descarregando todos seus sentimentos ruins durante os três últimos anos, ali, no peito do causador de toda essa dor. Levantou a cabeça e olhou para os olhos dele, suas pupilas brilhavam e lágrimas escorriam pelas suas bochechas.

— Você me promete que não irá mais embora, Sasuke?

Sasuke permaneceu em silêncio olhando para ela com seus olhos ónix.

— Sasuke...? — Ela clamou, como se implorasse para ele.

— Eu não posso, Sakura. Eu tenho um dever.

Ela simplesmente se soltou dos braços dele e se afastou dando passos lentos para trás, caiu na cadeira que estava sentada antes, apertou as partes laterais do assento de madeira quase os quebrando, olhou para o lado e mais lágrimas desciam.

—  S-sasuke, eu não quero voltar à aquele sofrimento de novo... — Falou entre seus soluços.

Ele permaneceu em silêncio, não tinha oque falar, sabia que estava sendo injusto com os sentimentos de Sakura.

(...)

Já era noite, cerca de 00:00, Sasuke entrou no escritório do Hokage e observou Naruto trabalhando duro, tanto que demorou para percebê-lo. 

—  Suas habilidades sensoriais estão horríveis, se eu quisesse teria te matado aqui mesmo.

— QUÊ? —  Naruto se virou com tudo para direção de Sasuke e suspirou. —  Que susto... E você não conseguiria.

— Estou indo. —  Ele cortou o clima descontraído da conversa.

—  Mas já? Você aproveitou com a Sakura ao menos?

—  Sim...

Era mentira. Ele saiu depois daquela discussão e simplesmente parou em cima do monumento dos Hokage, ficou encarando o céu até aquela hora, viajando em seus pensamentos, se perguntando se aquilo era correto ou não, pensando em qual decisão escolher. Ele não queria ser egoísta, mas também não queria ferir os sentimentos de Sakura, ele não suportava aquilo.

Depois de mais alguns diálogos, Sasuke saiu andando em direção ao portão. Cada passo na direção oposta do apartamento de Sakura era uma pontada em seu coração, e suas dúvidas aumentavam a cada instante. As ruas estavam vazias e escuras, oque iluminava era alguns postes de luz que deixavam o clima sombrio. Seus passos eram o único barulho do ambiente, fazendo com que aquilo torturasse ele mesmo.

Ele parou seu passo de repente. Ele podia dar uma pausa... Sim, com certeza. "Mas e se algo ocorresse durante a pausa?" pensou muito, ficou parado ali, no meio da rua.

Deu meia volta e começou a dar passos pesados em direção a casa de sua amada. Havia se decidido.

(.)

Bateu na porta dela com força, estava um pouco desesperado, oque era raro para a personalidade do Uchiha. Sakura se levantou da cama, pelo horário, ela tinha quase certeza de que era o próprio Sasuke, estava desanimada, mas oque motivou ela levantar foi sua dúvida do que ele iria falar. Assim que abriu a porta, ele o abraçou com força, a empurrando para trás até se encostarem em um móvel.

— Eu... Irei ficar. — Falou enquanto a abraçava, e sentiu suas vestes serem apertadas pelos punhos de Sakura se fechando.

— Sasuke... Eu te amo... tanto. — Sorriu e começou a beijar seu pescoço, na posição que estava, não conseguia alcançar a bochecha do amado.

Ele a afastou. 

— Preciso tomar um banho... Vou... dormir aqui. — Ele estava nervoso, talvez isso significasse que eles finalmente...

— O-okay.

Ela o deu uma toalha e ele entrou no banheiro, tirou sua roupa e tomou um longo banho de 20 minutos. Após terminar, se secou com a toalha e a enrolou em sua cintura. Dentro de sua capa havia vários bolsos com pergaminhos de invocações de objetos que ele talvez precisasse durante sua jornada. Ele sempre carregou um pergaminho com roupas limpas, por mais ridículo que parecesse, ele odiava dormir com roupa suja, e ainda mais nessa situação ele agradeceu a si mesmo por ter aquela ideia ridícula, porque odiava pensar em ter que dormir com Sakura usando alguma dessas roupas que ele usa todo dia.

Usando esse método conseguiu um short pequeno de tecido cinza e uma blusa de lã preta. Aquela roupa destacava seu físico forte. Ele saiu do banheiro e andou até o quarto de Sakura, se deparou com ela vestindo um babydoll rosa enquanto arrumava seu cabelo, a única luz que emanava no quarto era uma luz fraca vinda do abajur encima do criado-mudo ao lado da cama de Sakura, oque dava um aspecto interessante no quarto. Ele ficou sem palavras.

Ele sentou na cama um pouco sem jeito e ficou olhando para Sakura, armazenando cada detalhe de seu corpo em sua memória. Aquele babydoll destacava sua curvas e seu corpo, um corpo quase que feito sob medida para Sasuke, ele a amava daquele jeitinho. Ficou corado ao ter pensamentos impróprios enquanto olhava para o bumbum de Sakura. Ela havia amadurecido mais ainda seu corpo desde os 17 anos, quando Sasuke partiu da aldeia.

— Gosta de olhar meu corpo, não? — Sakura falou sorrindo enquanto olhava para Sasuke pelo reflexo do espelho.

— O-oquê, como assim? — Ele virou o olhar para o outro lado, disfarçando suas bochechas vermelhas pela vergonha. — Do que você tá falando? Hmpf.

Ela se virou e começou a caminhar na direção de Sasuke, engatinhando na cama e dando um selinho nele, seguido de um sorriso.

— Como você conseguiu essas roupas? — Ela se afastou e olhou para ele com uma cara confusa, quebrando totalmente o clima mesmo. sem perceber.


Notas Finais


eu usei essa de "usando pergaminhos" pra ele arrumar uma roupa nova pq tava sem ideia KKK, o sasuke não ia dormir com aquela roupa fedorenta que ele usa pra andar pra cima e pra baixo no sol quente pra se deitar com a Sakura que cheira a cereja, né gente?

http://i57.tinypic.com/s2gm01.jpg << o visual do Sasuke sem a capa bege, já que muitos nunca viram ele nessa fase sem essa capa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...