1. Spirit Fanfics >
  2. Homem de Negócios - ChanBaek >
  3. 06: Business Man

História Homem de Negócios - ChanBaek - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


ooiie, eu sei que eu demorei.
já expliquei nas outras fanfics, então me perdoem.

até nas notas finais <3.

Capítulo 6 - 06: Business Man


Depois do incidente no elevador, passaram-se alguns dias. O terno ainda não havia ficado pronto, e o meu prazo estava acabando.

Maldito Park Chanyeol.

Eu tinha certeza que ninguém nunca odiou alguém, como eu odeio Park.

Ele ainda estava hospedado no hotel, ainda estava ali a trabalhos, e meus pais? Ocupados com trabalho também. Se não fosse o motivo de odiar Park, eu agradeceria a eles por demorar tanto, assim eu poderia consertar o maldito terno do Park Idiota Chanyeol.

As vezes eu esbarrava com ele no elevador, mas mal trocávamos palavras. Se alguém fala, esse alguém era o Park, eu não fazia sequer a questão de respondê-lo.

Eu estava jogando com o Park, e eu conseguia muitas das vezes, pois o mesmo ficava com a cara ainda mais fechada, provavelmente irritado.


Penúltimo dia do prazo, e o terno mal estava pronto ainda. Sério, que lavanderia demora quase uma semana inteira para consertar um terno?

Talvez porque seja o terno do Park Chanyeol, talvez porque seja CARÍSSIMO e talvez seja porque um Byun Baekhyun fez um estravo total no terno?!

Eu ia na lavanderia de tempo em tempo, afim de saber se aquela droga de terno tinha ficado pronta, mas nada.

Eu já estava ficando louco, então a minha única solução foi avisar a Chanyeol.

— Kyung, eu vou sair ok? — Disse um pouco alto para o outro ouvir.

— Você vai aonde?

— Oh, o senhor Do Kyungsoo preocupado comigo? Isso não é do seu feitio Soo. — Debochei enquanto Kyungsoo fechou totalmente sua cara. — Ok senhor esquentadinho. Eu vou avisar ao Park sobre eu não poder entregar o terno no prazo. Acho que vou ter que ficar com ele até nos reencontramos novamente, o que eu espero do fundo do meu coração que não aconteça.

— Você fala demais! — Kyungsoo diz revirando os olhos.

Por que tão chato?

— Tá, tá. Eu volto logo, preciso encontrar ele.

Digo logo saindo do quarto, suspirando pesado. Estava cansado de tanto para lá e para cá. Depois que o Park Idiota Chanyeol "entrou" na minha vida, tudo ficou complicado e cansativo demais. Minha vida virou de cabeça para baixo, e era mais um dos motivos para eu odiar Park.

Indo até o andar do Park, acabo esbarrando em alguém por estar de cabeça baixa. Levanto a cabeça para pedir desculpas, mas a expressão do meu rosto murcha quando vejo quem era a pessoa.

Novamente, Park Chanyeol.

— Você realmente gosta de esbarrar em mim não é? — Riu sarcástico enquanto cruzava os braços em mim frente.

— De qualquer forma, eu queria falar para você que não vou poder entregar o terno no prazo. A lavanderia ainda não consertou, o prazo já 'tá acabando e eu vou embora logo. Eu te dou o endereço da lavanderia e você pega ele?

Havia pensado nisso só agora. Ficar com o terno dele até poder entregar denovo? Nunca!

— Não! Eu irei lhe passar o meu número de telefone. Quero que pegue o terno e guarde, quando nos vermos novamente você poderá me entregar.

Abri a boca, não acreditando naquilo. Sério mesmo?

— Qual é Park, é bem mais fácil você mesmo e ir lá pegar, não precisa esperar por tanto tempo. Além de que, não quero me encontrar com você denovo nunca mais.

— Você fez merda, você conserte. Lide com isso, ou falarei com seis queridos pais. — Disse, num tom sério e provocativo.

Ele estava ameaçando contar para os meus pais?

Sorri sarcástico, não acreditando no que ele havia dito.

Ele continuou com a carranca, apenas deu as costas e andou pelo corredor.

— Deus! — Respirei fundo. — Ok Park, me passe seu número.

O mesmo se vira novamente e vem em minha direção.

— Que bom que mudou de idéia, Byun Baekhyun.

E um arrepio percorreu por mim.

Por que eu sempre me arrepiava com as falas de Chanyeol? Por que ele tinha esse efeito sob mim?

É coisa da sua cabeça, Baekhyun.


— Eu já disse que odeio o Park com todas as minhas forças? — Pergunto à Kyungsoo, esse que assistia alguma coisa qualquer na TV.

— Sim, você faz questão de me lembrar disso todos os dias. O que aconteceu dessa vez? — Kyungsoo perguntou parecendo desenteressado.

Claro, já estava farto de tanto me ouvir falar sobre Chanyeol e o quão insuportável ele era, do quanto eu odiava ele. Pessoas que não me conhecessem diriam que eu gosto do Park, só por falar dele quase todos os dias - obviamente, de uma forma ruim -.

— Ele não aceitou pegar o terno ELE mesmo na lavanderia. Ele fez questão de me passar o número dele para quando a gente se ver denovo eu entregar o terno a ele. Eu realmente não queria ter nenhum tipo de contato com ele.

Sento no sofá, me sentindo derrotado. Acabo cruzando os braços e fazendo um biquinho involuntário, enquanto franzia a testa. Eu estava frustrado.

— Você está fudido! — Kyungsoo por fim diz, enquanto mantinha a boca aberta em demonstração de surpresa.

É, eu estava.


Notas Finais


me desculpem se houver erros,
a fanfic está sendo revisada.

vejo vocês nos próximos capítulos <3.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...