História Homem de pura sorte! - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Monkey D. Luffy
Tags Luffy Ostentação, Luffy X Harém, Luffy X J Bonney, Luffy X Nami
Visualizações 282
Palavras 1.336
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mano... essa fanfic tá consumindo minha alma, é serio! Eu tô amando escrevê-la, puta que pariu!
... Espero que gostem :v
Decidi dar uma avançada, pra não fazer esse capítulo ser a entrega do Merry aos chapéus de palha, o desenho da bandeira e o encontro com Jhonny e Yosaku--mas tudo aconteceu do mesmo jeito que o anime

Capítulo 24 - No caminho do restaurante flutuante (semifiller)


Nami – Zoro, o Luffy caiu no mar, vai atrás dele!! – gritou a alaranjada, enquanto olhava com os olhos arregalados para o capitão, que afundava velozmente no mar…!! E outra bala de canhão quase bateu no navio, caso não tivesse sido congelada no ar por Zoro. Bonney tentava manter as velas no ritmo do vento, tendo ajuda de duas pessoas novas no barco—Jhonny e Yosaku. Zoro, com suor na testa e uma cara enraivecida, logo atravessou a proa do novo navio com cabeça de cabra—guardando as espadas nas bainhas e pulando para o salvamento do capitão.

A água estava gelada e muito agitada, mas o espadachim ainda conseguia ver onde seu capitão afundava, nadando velozmente até ele. Voltando ao barco…!! Mais várias balas de canhões voaram na direção do navio dos piratas, e teriam acertado, caso Nami não tivesse virado violentamente o navio.

Usopp – Nami, tente colocar o lado direito do Merry a bombordo! – gritou para a alaranjada, que respondeu um sim, girando o timão para sudoeste. – Com o óleo de vela que eu encontrei nos barris, juntamente dessa palha velha… – comentou pra si mesmo, encarando todos os três canhões do Going Merry, dos quais tinham munições especiais. –… O resultado final vai ser um incêndio!! – gritou pra si mesmo, abaixando suas lentes na cabeça.

Regulando o ângulo e calculando o tempo de virada do barco, o atirador procurava o momento certo de atirar as balas flamejantes…!! E a hora chegou, e os três canhões dispararam balas em chamas na direção dos barcos da Marinha que os atacava…!! As três acertaram sem regalias, fazendo um sorriso imenso nascer nos lábios do homem do nariz…!! A vela do navio principal começou a pegar fogo, assim como água começara a entrar, enquanto o da direita tinha seu casco inferior destruído, começando a ser levado pelas ondas. Por fim, o da esquerda, teve o seu timão acertado, não podendo mais se locomover sozinho.

Usopp – TIROS PERFEITOS!! – gritou o atirador, fazendo a tripulação no convés gritar, em uma quase tangível vitória.

Johnny – Esse é o Usopp-bro! – gritou o de jaqueta azul, levando uma das mãos para cima, sorrindo para o menino com o afro.

Yosaku – Yo, tiros incríveis, Usopp-bro! – falou juntamente, mandando um dedo para cima com a mão para Usopp.

Bonney – Luffy e Zoro ainda não voltaram… – falou, parecendo um pouco irritada, enquanto encarava a água na borda do navio novo…!! Mas, fazendo um leve sorriso nascer nos lábios da rosada, o homem de cabelos verdes emergiu um pouco atrás de onde olhava… E lá estava, em seus braços, o capitão! – Zoro, Luffy!! – gritou pelos nomes dos companheiros, enquanto jogava uma corda amarrada ao corrimão para baixo—corda essa que Zoro nadou e agarrou, começando a subi-la com o menino do chapéu de palha desmaiado.

Zoro – Merda… Que idiota pesado! – falou pra si mesmo, chegando até o convés e ó jogando na madeira. – Oi, acorda aí. – completou-se, enquanto pisava com força na barriga do mesmo…!! Água jorrou que nem uma pequena fonte da boca de Luffy, enquanto três socos voavam na cabeça de Zoro—dados pela navegadora, atirador e Bonney.

Os três – NÃO É ASSIM QUE SE SALVA ALGUÉM!! – gritaram os três juntos, enquanto Luffy tossia no chão… Não demorou muito, e ele finalmente parou de tossir, se sentando na madeira e ofegando.

Luffy – Uh… Eu pensei que ia morrer… – comentou pra si mesmo, colocando a mão no peito.

Nami – Não deixe de pensar! Dois navios da Marinha na nossa cola! – gritou a mesma, alertando os outros da tripulação, enquanto corria de volta para o volante do Merry. Luffy levantou-se, parecendo devidamente irritado… Estava tendo um dia sem muita sorte, na verdade.

Luffy – Às vezes essa maldita sorte me sacaneia… – sussurrou pra si mesmo, pensando no que tinha ganho agora pouco—sério… Grades? A única coisa que serviu foi para mandá-lo para a água. – Agora vai ser sorte… Lucky Ho! – falou pra si mesmo, e o processo de branqueamento em seus olhos demorou um segundo… E uma gota imensa apareceu em sua cabeça. – Lucky ho… – falou pela segunda vez, chamando a atenção da rosada, que estava puxando as velas do lado direito.

Bonney – Algo muito ruim? Ah, e não esqueça que esse é o terceiro! – perguntou a ele, com uma cara confusa e, um pouco, curiosa… Mas logo avisando-o, mudando para irritada.

Luffy – Se eu morresse agora ela serviria bem… Fruta do renascimento. – comentou, vendo-a rir do quão patética seria a pessoa que comeu isso em vida. – Eu nunca esqueço… Jackpot! – falou, concretizando o uso da fruta.

Nami – Parem de conversar, Deus! Os inimigos estão na nossa cola!! – gritou a mesma, irritada com o capitão e a rosada. Alertando Luffy de sua atuação situação, o mesmo olhou ao redor, vendo que um barco da Marinha com a vela quebrada, e o outro com um timão reposto, havia cercado-os. Zoro lutava contra os marinheiros no barco da direita, e Usopp, Jhonny e Yosaku lutavam no da esquerda.

Luffy – Tudo bem, Nami! Ajude Usopp e os outros, Bonney! Eu vou ir com Zoro! – falou o mesmo, rindo um pouco para a rosada, antes de pular na direção do barco onde o espadachim lutava com os marinheiros… Sua broca ficou maior e mais peluda, tendo dentes afiados e gigantes, assim como suas mãos e pernas abaixo do joelho viraram membros de cão, com garras gigantes e afiadas, e patas.

(Fruta: Inu Inu no mi: Modelo Chakal)

Bonney acompanhou o capitão do chapéu de palha, que fora ajudar seu companheiro no outro barco… Assim que percebeu que estava parada, logo pôs-se a seguir a ordem do capitão, indo até onde estava os outros homens lutando—deixando a alaranjada sozinha no navio.

E assim se seguiu por mais ou menos trinta minutos

Zoro – IDIOTA!!! – gritou altíssimo, enquanto via o capitão se afastando velozmente no ar, com uma bola de canhão nas costas, seguindo para o infinito e além—com o mesmo gritando desesperadoramente… Como isso tinha acontecido?! – Nami, o Luffy saiu voando com uma bola de canhão nas costas!! RUMO À NOROESTE! – gritou o esverdeado, pulando desesperado do navio da Marinha de volta para Merry…!! Não antes de cruzar suas espadas no ar…!! E assim que as descruzou, uma onda de fogo e gelo atingiu o convés do navio inimigo, arremessando para o mar a maioria dos marinheiros inconscientes, e fazendo um buraco imenso no navio.

Assim que ele pousou na madeira do navio pirata, Bonney veio correndo desesperada em sua direção, gritando em sua cara.

Bonney – O QUE RAIOS HOUVE COM ELE?! – gritou ela, com os olhos azuis arregalados e um pouco assustada.

Zoro – Eu não faço ideia!! Ele saiu voando com uma bola de canhão nas costas!! – gritou de volta, a fazendo recuar confusa… Uma bola de canhão nas costas… COMO ASSIM?!

Usopp – Uma… Bola de canhão nas costas… Que sem sentido. – comentou, enquanto recarregava sua metralhadora de tambor—como se fosse uma daquelas Thompson—mas, ainda irritada e agora encarando o menino do nariz, a rosada gritou.

Bonney – E QUEM SE IMPORTA?! NAMI, RUMO À NOROESTE, TEMOS QUE ENCONTRÁ-LO!! – gritou a mesma, recebendo um aceno positivo da alaranjada, que colocou o navio a navegar para a direção dita antes por Zoro. A tensão no navio aumentou muito, enquanto Zoro se sentava de pernas cruzadas na cabeça da cabra do navio, Bonney andava de um lado pro outro, muito assustada e ansiosa, Jhonny e Yosaku viam como Usopp fazia munições especiais, dando alegres acenos e elogios, inflando o ego do narigudo.

…!! Passados alguns minutos de navegação, a alaranjada avistou algo confuso… Aquilo… Era uma carpa branca com uma grande estrutura nas costas… E um buraco gigantesco no telhado?…

Jhonny – Ah, lá está! Aquele é o Baratie, o lar dos melhores cozinheiros do Leste Azul!! – gritou o de jaqueta azul, sendo seguido pelo outro de jaqueta verde…!! Então lá era onde eles iam pegar um dos chefes para seu navio, de acordo com a conversa que tiveram mais cedo… Esperasse que fosse alguém bom, a alaranjada.

To be continued


Notas Finais


Fujitora ou Aokiji?
Eu: Fujitora, é claro... ''O cego que vê a corrupção na justiça'', é icônico porra!!! Amo esse filha da puta, um dos melhores personagens que já apareceu no Novo Mundo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...