História Hope Salvatore - Capítulo 26


Escrita por: e silvacicy367

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Historia Original, Lgbt, Personagens Originais
Visualizações 44
Palavras 678
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Amores o capítulo não vai estar lá essas coisas porque como eu disse eu estou com bloqueio de criatividade e ainda por cima coloquei unhas postiças Então como eu não estou acostumada fica muito difícil para mim digitar no celular mas eu tentei e espero que vocês gostem do que saiu né

Capítulo 26 - Capítulo 26


Fui para o apartamento do Matt e estranhei de não ter ninguém em casa, fui para o quarto e tomei um banho. Quando terminei de me trocar ouvi meu celular tocando, olhei no visor e era o Matt.

- Oi Matt..

- Rubi, eu preciso de você.

-O que foi?

- O Daryl, ele sofreu um acidente.

- O que, Como assim?

- Ele estava de carro com a Talita, não sei direito o que aconteceu mas eles sofreram um acidente.

-Onde você está?

- Estou aqui no hospital principal da cidade, Rubi eu estou com medo.

- Fica calmo, eu estou indo pro hospital.

Encerrei a ligação e peguei minha bolsa saindo rápido do apartamento, peguei um táxi e pedi para o motorista me levar até o hospital principal da cidade, assim que chegamos lá eu paguei a corrida e fui rapidamente para a sala de espera após me identificar na entrada.

- Matt..

Abracei meu amigo assim que o vi, ele não se segurou e começou a chorar. Depois que ele me soltou, olhei pro lado e vi Talita abraçada com ninguém menos que a Hope. Meu sangue ferveu, mas respirei fundo e tentei ignorar a cena.

- Já tem notícias do seu irmão?

- Não, apenas sei que ele está passando por uma cirurgia. Rubi, eu não posso perder meu irmão.

- E você não vai perder, Daryl é duro na queda tenho certeza disso, ele vai ficar bem tenha fé.

Olhei para Talita e fui até ela, a levantei puxando pelo braço e Hope ia se intrometer mas depois da olhada que dei ela se sentou.

- Vou perguntar apenas uma vez, espero que me dê uma boa explicação. O que aconteceu?

- Eu não sei, estávamos nós dois juntos jantando e eu comecei passar mal, depois tive um pequeno sangramento e Daryl achou melhor me levar pro hospital e mandou eu ligar para a Hope avisando. Depois que eu liguei para a Hope e ela não atendeu de primeira, nós dois entramos no carro e ele até dirigia sem pressa para não causar acidentes só que do nada veio um carro e bateu na traseira do dele, Daryl perdeu o controle do carro e bateu com violência no poste lembro que eu apaguei minutos depois.

- E você está viva, gravida e sem um arranhão, já o Daryl está lá dentro quase morrendo.

- Eu perdi o bebê!

Aquilo foi como um golpe no meu estômago, soltei o braço dela e olhei para sua barriga com meus olhos cheios de lágrimas. Saí de perto dela e fui sentar ao lado do Matt, eu me sentia sufocada naquel lugar e queria ir embora mas pelo meu amigo eu faria qualquer coisa até suportar aquela situação.

As horas passarão e nada de notícias do Daryl, meu amigo já estava a ponto de quebrar tudo no hospital mas felizmente o médico apareceu para dar notícias. 

Daryl estava fora de perigo e o seu irmão ficou mais calmo após a notícia, nós não podíamos ver ele então o médico disse para irmos embora mas Matt não quis ir, fiquei com ele e Talita decidiu ficar também e Hope também ficou, ou seja, permanecemos os quatro no hospital.

- Já comeu, Matt?

-Não, eu nem estou com fome.

-Mas precisa comer,  vou buscar algo pra você.

-Obrigado.

Fui até a lanchonete do hospital e comprei um lanche diet para o meu amigo, também comprei um lanche para Hope e Talita, após pagar os lanches e os sucos eu voltei para a sala de espera. Entreguei os lanches e sucos para eles e fiquei na janela, olhei para o movimento lá em baixo e respirei fundo.

-Rubi, podemos conversar?

-Não acho que seja uma boa hora, melhor deixarmos isso para depois.

-Por que complica tanto?

-Porque eu sou complicada.

Fomos interrompidas pela Talita que começou a passar mal, Hope foi até ela e ajudou levando sua ex para ver o médico.

-Ela não Faz isso por mal, Hope apenas está cuidando de alguém ao qual teve uma história. Você mesma tomou a posição e disse que iam cuidar Da Talita, agora você está toda cheia de ciúmes e age como criança.

-Matt não quero falar sobre elas, o foco agora é o Daryl. 


Notas Finais


Capítulo não revisado

Gente eu coloquei unha postiça e foi quase impossível escrever esse capítulo
Tomara que eu me acostume logo para poder escrever capítulos mais rápidos e maiores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...