História Hope viagem do amanhecer - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Shadowhunters, Supernatural, The Originals
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Hope Mikaelson, Sam Winchester
Tags Holac
Visualizações 30
Palavras 3.415
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Briga e descobertas

Capítulo 39 - O ladrão de corações


Fanfic / Fanfiction Hope viagem do amanhecer - Capítulo 39 - O ladrão de corações

Hope #on

Não aguento mais chorar sinto como se não fosse mais eu, mas eu não consigo pensar em mais nada eu só quero que a dor pare eu preciso continuar de pé preciso lutar mais a sim não dá sei que prometi que nunca faria isso mas é preciso não quero sentir mais nada.Me levanto e vou para o banheiro e vou tomar banho Alec passa por meus pensamentos minhas lembranças dele, ele sorrindo nos treinando ele me beijando, sinto as lagrimas rolarem por meu rosto desligo o chuveiro me enrolo na toalha desenbasso o espelho e me olho preciso parar essa dor se não, não vou aguentar não sem você meu amor.

Hope-eu desligo-digo me encarando no espelho meus olhos brilham em violeta e eu sinto...eu sinto nada 

enxugo as lagrimas e sorrio volto para o quarto me troco esta na hora de acabar com isso derrotar a escuridão pra sei lá o que e depois resgatar a minha familia por não me lembro o motivo saio do quarto e vou pra sala do bunker na mesma hora Sam e Dean olham pro meu short curto preto.

Hope-então quando acabamos com a escuridão?-Sam desviou o olhar do meu short e olhou nos meus olhos

Sam-eu não sei Castiel disse que ia vir aqui e ele ainda não chegou-Dean continua olhando para as minhas pernas

Dean-você parece melhor..bem melhor-Sam pisa no pé dele e ele para de olhar para as minhas pernas 

Eu rio e vou para a cozinha Sam aparece e fica me olhando

Hope-vai ficar me admirando de longe-Sam anda até mim

Sam-como você esta?-reviro os olho e olho para ele

Hope-pareço bem não é-aponto para mim mesma

Sam-Bem até de mais e isso me preocupa-me apoio no balcão

Hope-porque se preocupa tanto-ele ri da pergunta

Sam-por que me irmporto com você e eu me importo porque..-o interrompo 

Hope-Por que me ama-uso minha velocidade de vampiro fico bem próxima dele

Castiel aparece  e olha pra mim fica olhando por alguns segundos e depois pergunta

Castiel-você esta bem?-Dean  me olha

Hope-melhor impossivel-Castiel na hora fica calado e depois fala

Castiel-você não fez isso?-ele diz me olhando

Hope-não reclama vocês preferem aquela sentimental que não para de chorar pelo namoradinho idiota ele morreu acabo, já era, supera-Sam me olha e depois olha pro Castiel

Sam-o que ela fez?-Castiel olha para os dois

Castiel-desligou a humanidade,os vampiros da primeira geração podem fazer isso, é como um estaze ela não sente nenhuma emoção nenhum sentimento-Dean olha para o Castiel

Dean-então ela ligou o foda-se-Castiel me olha

Castiel-não vai dar pra lutar com a escuridão assim porque a Hope precisa convence-la não mata-la-ele diz e eu olho para eles

Hope-então vou ver se acho um caso porque ficar nesse bunker ouvindo vocês perguntarem a cada minuto se eu estou bem não da-saio e lá

Sam #on

Sam-concerteza não é a Hope,o que fazemos para ela voltar ao normal-pergunto preocupado

Castiel-tem que faze-la sentir alguma coisa felicidade tristeza vergonha raiva..-Dean o interrompe

Dean-amor é um sentimento não é-ele aponta pra mim-e você quer faze-la sentir isso faz tempo não é e pelo o que vimos quando entramos não vai ser dificil-ele diz mas Castiel descorda

Castiel-não confunda Amor com Desejo desejo é uma nessecidade do ser humano-ótimo agora além de preocupado com estado da  preocupado se o que ela sente por mim vai bastar para traze-la de volta 

Fomos para a sala e ela ntregou apeis para o Dean de noticias homem tem coração arrancado do peito dentro de casa corpo entaquito só coração faltando Hope tira um braço da jaqueta e usa a sua tela para ativar as runas e uma coisa me chama a atenção se Alec morreu a runa da promessa não deveria ter desaparecido também, depois põe a jaqueta de novo eu e o Dean olhamos para ela.

Hope-porque eu não usava as minhas runas a mostra antes?-ela diz e Dean da de ombros

Sam-por que você não gostava de chamar atenção-digo e ela sai vamos atras dela e a vejo subir na moto

Dean-você não vai de carro com a gente?-ele diz olhando para ela

Hope-pra que?-eu e Dean ficamos em silencio, ela põe o capacete e liga a moto ela para na nossa frente e depois acelera ela sai eu e o Dean nos encaramos e entramos no carro

Não consigo parar de pensar na runa da promessa e se tem alguma chance de o Alec estar vivo mas depois de alguns minutos na estrada Dean quebra o silencio e meus pensamentos.

Dean-qual sentimento vamos tentar fazer a Hope sentir primeiro?-olho para o Dean

Sam-eu não sei?-Dean sorri malicioso pra mim

Dean-que tal Amor Romeu-olho para ele

Sam-não confunda Amor com Desejo-ele se emburra

Dean-então tentamos a emoção mais forte da Hope, sabe qual é?-ele olha pra mim e volta a olhar para a estrada

Sam-bem a Hope pensa melhor quando esta alegre mas ela também é dominada muito facil pela raiva tambem tem afeto muito grande pelos amigos dela e é dificil perdoar uma magoa-ele para o caro e me olha

Dean-então é alegria,raiva,amor ou tristeza ajudou muito-ele volta a dirigir e depois de alguns minutos chegamos e fomos pro motel mas proximo e adivinha quem encontramos no estacionamento Hope e com uns três cara jogando ideia nela

Sam-Hope vem logo-digo de frente pro quarto 

Hope-calma ai-ela grita pra mim-eu tenho que ir vejo vocês por ai-ela sai e eu vejo os caras olhando pra bunda dela que isso acabe antes que eu soque alguém

Ela entra e eu ligo o notebook e pesquiso no bancos de dados sobre o assassinato pego os dados da familia e de uma mulher que presenciou o assassinato.

Dean-então eu e o Sam falamos com a mulher e a Hope com a familia-eu descordo na hora

Sam-acho melhor eu falar com a familia não é uma boa ideia abordar eles com frieza depois da perda e também é melhor a Hope não ir sozinha-olho pro Dean

Hope-eu e o Dean falamos com mulher que viu o crime e o Sam com a familia onde trabalha a mulher-ela diz 

Sam-No..no-ela me olha

Hope-no..-completo

Sam-no bar a qui perto-estou começando a mudar de ideia saimos do quarto para o estacionamento

Dean-calma eu cuido dela-to mais preocupado ainda-e eu vou testar uma das emoções para traze-la de volta-ele cochicha 

Hope-sobe ai-ela diz jogando o capacete da moto pro Dean ele põe o capacete e sobe-se sigura-ela diz e sai queimando pneu o que faz o Dean agarrar na sintura dela eu admito senti uma pontada de ciume

Cara-sua namorada não é facil-um dos caras que estava ando em cima da Hope fala-boa sorte-ele entra no ultimo quarto do motel ele nem imagina

hora de visitar a familia do pobre homem sem coração caramba eu to até pensando em trocadilhos preciso parar de escutar o Dean.

Dean #on

Hope desse da moto e olha em volta um motoqueiro passa e ela fica olhando eu olho pra ela e ela nem disfarça é Castiel tem razão ela não sente nada.

Dean-então o que você mais gosta de fazer?-ela me olha

Hope-esta tentando me fazer sentir alguma coisa não é?podia ter escolhido uma emoção mais forte-ela chega bem perto de mim-mas você não vai fazer isso por causa do seu irmão fazer o que eu tenho que adimitir uma coisa você não é de se jogar fora-ela diz me olhando

Dean-então a resposta é?-ela ri e  se afasta

Hope-vocês querem mesmo aquela Hope sem graça de volta, eu gosto de dançar cantar e me divertir-ela diz entrando no bar e eu vou atras dela

Sam #on

Não consigo pensar em outra coisa a não ser na Hope com o Dean bato na porta uma senhora abre e me olha.

Sam-boa tarde sou o agente Frehley FBI vim fazer algumas perguntas-ela olha para baixo

Senhora-claro entre-ela diz eu entro e ela fecha a porta

Sam-eu sinto muito pelo ocorrido mas precisamos de mais detalhes sobre a morte-digo me sento no sofá e ela na poltrona a minha frente

Senhora-mas é claro-um garoto entra na sala

Garoto-quem é ele?-ele diz me olhando

Senhora-ele é um agente do FBI veio fazer algumas perguntas sobre a morte do seu pai-ela diz e ele se senta na poltrona ao lado da de sua mãe

Sam-bem vocês notaram alguma coisa estranha?-digo 

Senhora-não meu marido não se comportava de forma estranha nunca foi agressivo-ela diz 

Sam-bem no dia da morte ele estava assustado ou diferente?-ela olha para mim

Senhora-não-o filho dela se levanta

Garoto-minha mãe achava que ele esta a traindo-ele diz pra mim

Senhora-Ryder-ele sai correndo e sobe as escadas

Sam-é verdade?-olho para ela

Senhora-eu sabia que ele não me amava mais da mesma forma eu..eu fui até uma mulher que le a sorte ela disse que ele estava me traindo então eu pedi pra ela algo que o fizesse me amar como antes então ela me deu um batom e disse que era só beija-lo, você não acha que foi isso?-ela da uma pausa-mas é claro você não acredita nessas coisas-ela diz olhando pra baixo

Sam-é melhor eu ir obrigado pelo seu tempo-digo e ela abre a porta pra mim e me ve indo embora preciso falar com o Dean e a Hope

Hope #on

Vou até o bar primeiro dou uma olhada ao redor vejo caras bebados garçonetes de roupa curta vejo uma menor bebendo com um cara mais velho o que a antiga acharia disso acho que nunca vou saber olho pra mulher do bar

Mulher-você vai querer o que?-ela diz me olhando

Hope-eu vou querer..-Dean me interrompe

Dean-nada, estamos em serviço agente Simmons e Agente Lordy viemos fazer algumas perguntas sobre o assacinato do seu visinho-ele diz olhando pra ela

Mulher-o que querem saber-ela diz guardando a garrafa e nos olhando

Hope-o que você viu na quela noite-ela olha pra mim e Dean também me olha fui muito direta

Mulher-eu vi ele na sala pela janela e depois que andei alguns metros o ouvi gritar-ela diz

Dean-obrigado-ele diz e sai mas ela segura a minha mão antes de sair

Mulher-eu não queria dizer na frente do seu parceiro mas eu vi meu visinho beijando uma garota-ela olha pra mim

Hope-me ve uma garrafa de cerveja-ela me olha confusa ela me da a garrafa e e ponho o dinheiro no balcão 

Vou bebendo até a moto Dean me olha como se estivesse se perguntando o que eu estava fazendo.

Hope-ninguém fica bebado só com uma garrafa calma-ele pega a garrafa da minha mão e ve que esta vazia e me fuzila com os olhos-vai que eu sinto um pouco de felicidade e a Hope sem graça volta-dou risada mas ele não ri

Dean-vamos encontrar o Sam na kitnet pra comermos alguma coisa-ele diz 

Hope-aonde foi parar seu humor?-digo colocando o capacete e subindo na moto Dean sobe e põe o capacete-pode me segurar eu não mordo pelo menos eu acho que não-digo e saio queimando pneu e ele agarra minha sintura

Chegamo e vemos Sam em uma mesa e santamos eu sento do lado do Sam e o Dean do outro lado da mesa Sam põe umas folhas na mesa e escreve em algumas.

Dean-o que descobriu?-ele pergunta pro Sam que olha pra ele

Garçote-o que vão querer?-ela pergunta antes de Sam responder a pergunta do Dean

Hope-uma cerveja..-Dean me interrompe

Dean-você não vai beber mais nada uma salada e suco pra eles e pra mim um x-burguer e cebolas fritas e coca-ele diz e a garçonete sai

Sam-deixou ela beber?-ele diz olhando pro Dean

Hope-parem de ser tão caretas, o que descobriu?-Sam me olha 

Sam-ele traia a esposa e ela pediu pra uma cartomante uma poção pro marido voltar pra ela e a cartomante deu um batom pra ela que só bastava um beijo e ele voltava pra ela-olho pra mesa

Hope-cartomante..de uma casa de doces pra uma kitnet-os dois me olham

Dean-bruxa batom do amor e coração arrancado o que significa-olho para o chão

Hope-que é um Qareen-os dois me olham 

Garçonete-aqui esta- ela põe os pedidos na mesa e sai

Sam-oque é um Qareen

Hope-é um tipo de gênio controlado por quem possuir seu coração as bruxa costumavão usar eles pra se vingar dos maridos traidores e homens mulherengos eles se tranformam na pessoa que estiver enfeitiçado mais deseja e depois arranca o coração-Dean me olha

Dean-então vamos atras da bruxa-ele diz levantando 

Hope-na verdade-os dois olham pra mim-o feitiço é passado de beijo a beijo e bem a mulher do traidor era a primeira da lista quando passou o batom mas beijou o marido fazendo ele se tornar o primeiro da lista e depois ele beijou a amante fazendo ela ser a primeira-Dean se senta e me olha denovo

Dean-como sabe disso?-olho para ele

Hope-a mulher do bar me disse ela não falou na sua frente porque a amante é uma garota menor de idade-Sam me olha

Sam-vamos descobrir quem é a amante deixamos ela segura e depois vamos atras da bruxa de coração do Qareen-ele diz levantando

Hope-eu vou falar com a mulher de novo-Dean e Sam me olham-juro não beber mais nada e Sam fala com o filho do cara morto Dean você fala com a esposa que deve estar no trabalho a esta hora-eu subo na moto e os dois me olham

Quebra de tempo

Chego no bar e vejo a mulher saindo corro até ela ela para de andar e me olha.

Hope-preciso saber quem você viu com o seu visinho-ela me olha

Mulher-eu não sei quem era-esta mentindo

Hope-é claro que sabe, se não, não tentaria protege-la não dizendo pro meu parceiro o que viu porque mentir agora-ela me olha

Mulher-e não vi ta legal-olho pra ela

Hope-ela pode estar em perigo agora se não me disser ela pode morrer-ela me olha pro chão

Mulher-Malia é o nome dela-olho pra ela irritada

Hope-só tem um nome?-ela me olha

Mulher-eu ouvi ele dizer depois do beijo eu não a conheço-olho pra baixo 

Hope-então porque se importa com ela?....esquece a pergunta-saio correndo até a moto e dirijo de volta pro motel

Entro e vou tomar um banho saio do chuveiro e me troco ponho uma calça jeans um coturno de salto mas esqueci a blusa no quarto saio com meu sutiã preto a mostra pego a blusa mas Sam abre a porta e me olha 

Sam-desculpa-ele diz sem conseguir tirar os olhos de mim

Hope-como se você nunca tivesse me visto nua antes-ele sorri sem graça-descobriu alguma coisa?-ele me olha

Sam-não nada-ele olha pro meus seios-põe a blusa-ele diz eu chego bem perto dele 

Hope-você quer mesmo que eu ponha?-ele me olha ofegante eu chego mais perto colando nossos corpos ele me puxa e me beija no final do beijo ele me olha nos olhos e diz

Sam-eu te amo-eu deveria sentir alguma coisa porque eu não sinto nada volto a beijar ele

um beijo ardente paço a beijar seu pescoço e tento levantar a sua blusa mas ele ainda se controla eu vou até sua orelha e modo o lóbulo ele arfa então eu sussurro 

Hope-eu desejo fazer isso desdo dia que você foi no meu quarto-eu vou beija-lo mas ele me afasta

Sam-não posso fazer isso-ele diz se afastando de mim

Hope-porque?-ele me olha

Sam-porque você não é a Hope pelo menos não a que eu amo-olho pra ele

Hope-bem quem sabe você não me faz sentir alguma coisa-digo

Sam-amor não é desejo-desistente ponho a blusa e olho pra ele

Hope-deixa eu adivinhar quem disse estas palavras sem graça-ele me olha-me lembra de matar Castiel depois disso-Dean abre a porta e olha pra nós dois

Dean-tudo bem?-ele fala

Sam-tudo o que descobriu com o garoto..-o imterrompo

Hope-espera ai não era você que ia falar com o garoto-digo olhando pro Sam

Sam-achei melhor falar com a esposa que ela já me conhece-Dean olha pra mim

Dean-não descobri quem é a amante mas o garoto tava brigando com uma menina chamada Malia que me beijo pra fazer ciumes pra ele achei melhor ir embora pra não gerar mais confusão-na hora alguém bate na porta Sam vai abrir.

Hope-não abre-falo baixo pego a comoda e a arrasto colocando na frene da porta 

Sam-o que foi?-ele me olha

Hope-Malia é a amante a Mulher disse que só ouviu o nome da garota-começam a bater com força na porta-a porta não vai aguentar-olho pro Dean pensando em algum plano eu o beijo Sam me olha como se fosse me matar e as batidas na porta param-eu destraio a coisa achem a bruxa e acabem o coração da quela coisa antes que ela me mate-digo e pulo a janela do banheiro.

Sam #on

Olho pro Dean com muita raiva ela põe as mão pro alto.

Dean-ela me beijo, agora vamos acabar com o coração da quela coisa antes que ele acabe com a Hope-fomos pro carro

indo direto a loja da cartomante que fica dentro de uma especie de shopping de mercadorias do mercado negro as lojas estão fechadas arrombamos a da cartomante e entramos reviramos gavetas caixas armarios e nada até que escutamos som de vidro quebrado do lado de fora saimos e vemos a Hope ser arremeçada pra dentro e o mesmo cara moreno que eu vi no sonho e na sombra do demonio guardião apereceu andando até ela Alec pelo menos o Qareen transformado em Alec

Qareen-me de seu coração-ela levanta e e ri

Hope-vem buscar-ela usa a velocidade de vampiro e sai da li 

Olhamos lá pra baixo por alguns segundos pra ver se tinhamos algum sinal da Hope mas nada até que escuramos uma voz.

Bruxa-é isso que estão procurando?-olhamos pra ela e ela segurava um porte com um coração dentro ela corre de nos e corremos atras dela

depois de correr um pouco chegamos até ela mas a Hope aparece no corredor ao lado e eu também apareço como assim a bruxa olha.

Bruxa-impossivel só se-ela me olha e volta a olhar

Hope- Sam-ela diz pro Qareen ele vai arrancar o coração dela corro até o outro corredor e Dean segura a bruxa

Sam-Hope eu to a qui este é o Qareen-grito e ela me olha a bruxa tenta correr mais cai e Dean a segura 

Hope olha pro Qareen que vai tentar ir até ela mas ela o joga longe ele levanta e vira o Alec de novo 

Hope-como ele esta fazendo isso-ela olha pra ele

Bruxa-Qareen reflete quem você mas deseja e é difil fazer isso quando se tem uma alma gemia-Hope olha pra ela-você foi acertada pelo cupido-na hora Hope olha pra mim 

Eu pego o pote da mão da bruxa e o quebro tiro minha faca do bolso e esfaqueio o coração no mesmo minuto o Qareen queima e vira cinzas Hope olha pra mim e eu vejo as lagrimas rolarem pelo seu rosto

Hope-você não me contou mentiu pra mim-olho pra ela sem conseguir dizer nada-por isso este colar estupido e estas visões do passado-ela joga um colar igual ao meu no chão quebrando a pedra.

Dean-você esta sentindo alguma coisa agora?-ele pergunta olhando pra ela 

Hope-estou, raiva-ela volta me olhar- eu vou embora da qui-ela sai correndo e eu vou atras dela a acanso

Sam-espera-digo e ela me olha

Hope-não eu não quero esperar você podia ter me contado mas invez disso me fez ficar que nem idiota com os sentimentos confusos me perguntando por que isso-ela diz 

Sam-eu te amo-digo olhando pra ela

Hope-ama mesmo ou é só a flecha do cupido pensa bem Sam você com certeza ja conheceu um cupido muitos deles só brincam com os sentimentos da pessoas não quero magia escolhendo o que eu sinto ou deixo de sentir-ela diz e se vira

Sam-aonde você vai?-ela não se vira pra me olhar

Hope-voltar pro Instituto pra minha casa-ela diz e some com a velocidade de vampira Dean chega perto de mim e me olha

Dean-eu preciso te contar uma coisa-olho pra ele confuso

Hope #on

Com a velocidade vampirica chego em questão de minutos no Instituto quando chego pra na porta olhando e sinto uma sensação estranha quando entro vejo Izzy que me olha preocupada 

Izzy-o que faz aqui?-ela pergunta e Jace, e Clary olham pra mim com a mesma cara

Hope-eu não quero conversar agora Izzy-saio andando e os três vão atraz de mim quando eu abro a porta da sala de treinamento meu coração para-Alec..-digo sem conseguir respirar quando o vejo ali parado me olhando em outras palavras vivo ele esta vivo.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


e agora?..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...