História HORMONES nct - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun, Taeyong
Tags Marksung, Nct 127, Nct Dream, Nct U
Visualizações 160
Palavras 1.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiii 🌚💜

Capítulo 12 - Yan-Noona e Mark...?


JiSung acordou no dia seguinte bastante preocupado ao ver que o sol já estava à nascer do lado de fora. Droga, ele tinha o colégio para ir!

Levantou da cama num pulo e então ao realmente ter despertado notou que ainda estava no apartamento de Mark. O que ele ainda fazia ali? Já deveria estar em casa.

— Aish... - coçou a cabeça em nervosismo. — A Sr.a Kwon vai me matar.

— Não vai. - a porta do quarto foi aberta no momento seguinte e no mesmo instante o loirinho voltou sua atenção para o local de onde vinha voz do mais velho. — TaeYong ligou pra eles e avisou que iria dormir na casa de um amigo.

— Tá bem né, Mark. Mas eu tenho certeza de que o TaeYong não deixou avisado um “E ele também vai faltar no colégio no dia seguinte, ok?”! Aish... Eu tenho que correr pra casa, aí quem sabe eu não consigo ir pra o colégio antes do terceiro sinal. Só o que me faltava era uma advertência.

JiSung passou a colocar seus sapatos nos pés e então correu à sala para pegar seu casaco que possivelmente estaria lá. O mais velho não se deu por vencido e foi atrás de si.

— Eu também faltei na faculdade, sabia? Acho que seria justo você ficar um pouco aqui comigo. Eu faltei só pra ficar aqui e se você for embora não irá fazer sentido a minha ausência na faculdade.

O mais novo parou tudo o que estava fazendo e olhou para o mais velho, este que mantinha a mesma pose de drama.

— Aish... Está bem, está bem. - concordou enfim, causando um sorriso para o seu Hyung. Este que veio ao seu encontro e o abraçou por trás. JiSung gostava e muito, mas não iria admitir, claro. — Já pode me soltar.

Mark não ia soltar mas escutaram um som e foi perceptível ser o celular do mais novo vibrando ali do lado.

“Você está bem, dongsaeng?” - Renjun.

— Aigo... Viu! Renjun já acha que eu morri. - expressou frustração e se sentou ali no sofá.

— Você quer tanto assim ir pra o colégio? - Mark poderia não demonstrar mas estava ainda mais frustrado que JiSung. E ao que o mais novo assentiu, acabou por apenas suspirar e então ir até a mesinha ao lado da porta, pegando a chave de seu carro recém-chegado da mecânica. — Vamos, eu te levo até sua casa, você se arruma e aí te levo pra o colégio.

JiSung percebeu que havia decepcionado seu Hyung, mas concordou enfim.

• • •

Estacionou o carro em frente ao colégio de JiSung e então destravou as portas para que ele saísse, mas de início este não o fez. A princípio segurou a mão do mais velho, mas Mark manteve a mesma pose, não desfez a expressão séria nem por um segundo.

— Me desculpe por te decepcionar, Hyung.

— Só desce do carro, JiSung. Vai perder a sua aula.

— Hyung... - chamou em um apelo. Não o queria bravo consigo. — Por favor, não fale assim comigo.

Mark não respondeu nada. Não disse nem mesmo uma palavra. Portanto o loirinho continuou a dizer:

— Desculpe se te compliquei na faculdade por causa da ausência, eu não queria qu-

— Meu pai ligou pra faculdade e disse que eu estava muito mau para ir, então ficaria em casa. - explicou. Apesar de tudo, não o deixaria se culpar. — Posso repôr toda a matéria depois.

— Ainda assim me desculpe. - disse por fim e então saiu do carro. — Tchau, Hyung.

Mark não queria estar, mas realmente ele estava decepcionado com JiSung.

...

— DONGSAENG~AH! - Chenle o abraçou no pátio do colégio ao vê-lo sozinho num canto mais isolado com uma cara nada boa. — Hey, o que houve?

— Nada. Eu estou cansado, só isso. - lhe deu como resposta, mas óbvio que o chinês não aceitaria apenas aquilo.

— Esqueceu que crescemos juntos? Nós já somos irmãos, JiSung. Se você mente pra mim eu sei. - o lembrou e continuou com seu tão lindo sorriso ladino. — Eu também estou preocupado com muita coisa, sabia? Mas fico quieto pra que você não perceba, então se quiser esconder algo de mim terá que fazer o mesmo pra disfarçar.

— Preocupado? O que você teria para se preocupar, Chenle? - JiSung indagou ao seu Hyung. Argh, odiava ter que chamar o chinês de Hyung. O bom é que Chenle não exigia isso dele.

— Viu... Eu disfarço muito bem então, nem notou. - sorriu mais uma vez, e então se sentou ao lado de seu amigo. — Há tantas coisas, JiSung. Meu namoro com o idiota do Haechan... Essa namorada do TaeYong que ocupa todo o tempo dele agora. Mas eu não vou julgar, ele está muito feliz e apaixonado por ela. Estão juntos a tanto tempo também... Ah, e também estou um pouco preocupado com Mark. Ele deixa de estudar matérias importantes de provas da faculdade pra ficar saindo com alguma garota que eu nem sei quem é. Ninguém sabe, na verdade. Só TaeYong, claro. São melhores amigos, então se não soubesse ia ser muito estranho.

— Espera... Como assim ele deixa de fazer seus estudos da faculdade por causa de uma garota? - perguntou preocupado. O chinês podia não saber, mas a pessoa que Mark tanto passava tempo era ele mesmo.

— Ah... Mark deixa os livros de lado, não estuda a matéria, perde aula às vezes. Eu acho que ele voltou com a ex namorada dele. Aquela menina é uma perdição, você tem que conhecê-la, JiSung.

— Perdição em que sentido? - ficou um tanto curioso. — Ela é muito bonita?

— Ah, bonita ela é sim. Mas não é nesse sentido que estou falando. Chong TingYan é louca. - explicou e então deu risada, não era nada engraçado para JiSung. — Essa veio da fábrica com alguns parafusos a menos, pode ter certeza.

— Chong TingYan? - repetiu o nome em tom audível para ter certeza que escutou certo.

— Yah. Conhece? - o chinês perguntou.

— Não. - negou, mentiu, ocultou a verdade, como quiser chamar. — Quer dizer, eu já ouvi falar sobre ela mas ninguém chegou a me dizer o porquê ela era louca.

— A Yan-Noona gostava muito de Mark, eu não nego isso e ele também gostava muito dela. Mas chegou um tempo em que eles ficaram muito rígidos um com o outro. A Noona era meio divertida de mais, tinha um jeito legal de ser, mas quando tinha o famoso ciúmes, sai da frente. - continuou a explicar, agora JiSung entendia. — Mas nada superou o dia que eles terminaram. Noona deu um surto tão assustador. Não aconteceu nada grave, mas juro que se o TaeYong não estivesse por perto, ela teria deixado Mark roxo... Mas acredito que foi apenas o calor da raiva no momento, hoje eles são muito amigos. Noona acha que ainda há algo entre eles, como se apenas tivessem dado um tempo, mas não é assim. Já acabou.

— Ela bateu nele por terminar? - ele ainda estava desacreditado. Quando o Sr. Lee o disse que a jovem era doidinha, levou na brincadeira.

— Só um pouquinho. - explicou, não foi tanto assim. — Mas é porque ela o amava... De mais, JiSung. E acho que ainda gosta. Queria que eles voltassem logo de uma vez.

— Por que você quer isso? - ousou fazer esta pergunta.

— Toda a vez que ele está mau, ela quem sempre está lá. Assim como Mark sempre está lá pra ela. - ditou seus motivos. — Eu acho que ele ainda gosta dela, então se o Hyung estiver mesmo saindo com alguém eu ia querer que fosse com a Yan-Noona.

Chenle olhou para JiSung e sorriu, como quem acaba de assoprar as velinhas no aniversário e então espera o pedido logo se realizar.

Foi inevitável para JiSung se sentir mal após ouvir tudo aquilo. Além de ter se metido no meio de um relacionamento com sentimentos inacabados, ainda estava se negligenciando com Mark. Não estava para o Hyung quando o Hyung ali estava para ele, e se sentiu mal por isso.

Estava fazendo o mesmo que seus pais faziam consigo. E não existia sensação pior do que a de solidão para ele.

— Chen... Eu vou fazer uma ligação e volto já, ok? - avisou ao amigos, este que apenas assentiu.

JiSung tomou distância para um local mais silencioso do pátio e pegou o seu celular, ligando para seu Hyung. Iria se desculpar por ser tão ignorante e egoísta assim. Mas para a sua surpresa, isso não seria tão bem sucedido como queria.

— Alô, JiSung! - ele ouviu aquela voz tão empolgada. — Mark esqueceu o celular aqui mas se você quiser que eu vá até o apartamento dele devolver agora eu poss-

— Não. - JiSung a interrompeu um pouco decepcionado e chateado. — Não precisa Yan-Noona. Muito obrigada.

Desligou e se sentou ali mesmo no chão. E então ele se permitiu chorar. Chorou por ser tão idiota. Chorou por ser tão egoísta. Chorou por reclamar tanto de seus pais quando na verdade ele era igual a eles.

Ouviu quando Jeno se aproximou e o perguntou o que houve, mas ao que foi ignorado chamou pelos outros amigos já desesperado por não conseguir acalmar o amigo. Seu Hyung ficou tão preocupado.

No minuto seguinte todos os seus amigos estavam o rodeando, o fazendo tantas perguntas que não era capaz de responder agora.

Chenle estava em choque, não sabia como fazê-lo parar de chorar, não sabia nem o motivo e o outro não dizia nada. Quando se deu conta já estava com o celular do loiro na mão e então viu para quem este tinha ligado agora a pouco.

Mark Hyung... Mas por que Mark Hyung?, ele se perguntava.


Notas Finais


Até a próxima atualização 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...