História Hospice - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 138
Palavras 494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem o capítulo e se você tiver o app Wattpad dá uma olhadinha em The Mermaids | Shawn Mendes 💙

Boa leitura ❤

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Hospice - Capítulo 2 - Capítulo 2

E a porta se abre.

— Holland Roden, o que é isso no seu braço? — Ela segura em meu braço forte e me levantando.

— Está me machucando... — Digo e ela olha no fundo dos meus olhos arqueando a sobrancelha.

— Eu estou te machucando? VOCÊ ESTÁ SE MUTILANDO! — Ela me puxa pelo outro braço até a sala — Olha ai o que sua filha está fazendo Roden!

— Está louca Holland? Imagina só se atinge uma de suas veias, enlouqueceu de vez? Primeiro, as brigas na escola, depois as notas baixas, rebeldia e agora isso? — Fico calada, tentando encontrar formas de dizer algo sem que não pareça que eu estou louca, por exemplo, a única coisa que me vinha a cabeça para falar é "quero me matar pai e mãe, não aguento mais essa merda de vida".

— É Roden, teremos que mandar ela para o Internato. — Minha mãe diz.

— Internato? Como assim?

— Hospício Holland, hospício. — Eu fiquei calada, não acredito que aquilo estava mesmo acontecendo, quanta hipocrisia!

— EU NÃO SOU LOUCA! — Levantei o tom de voz fitando a minha mãe.

— Ai meu Deus... isso é coisa demoníaca filha. Precisa se tratar, isso vai te ajudar. — Corri para meu quarto, não conseguia ficar ali nem por mais um minuto. Tranquei-me no quarto e fiquei observando por um tempo os meus pulsos. Desde quando depressão é loucura? Ouço meu celular que está tocando e atendo, era Liyah.

— Oi amore da minha vidaaaa... Vai ter uma festa aqui na vizinha, quer ser minha acompanhante?

— E o seu crush? — perguntei sorrindo mesmo sabendo que ela não estava me vendo, Aaliyah era a única pessoa que me animava, a única que eu realmente amo.

— Menina do céu, o bixo lerdo aquele, viu? Deus me dê paciência porque se me der forças eu mato! — Ri do jeito que ela fala — Então, vai comigo?

— Não to no clima, mas obrigada pelo convite Liyah. — Ela desliga na minha cara, com certeza para demonstrar que estava com raiva, eu sorrio e escuto meu pai conversando com a minha mãe sobre algo haver com Hospice Telnwod. Coloco o celular na cama e vou até a porta tentar escutar.

— Já liguei para lá, amanhã a Holland irá.

— Será mesmo que isso é necessário? — Ouço a voz da minha mãe.

— Olha os pulsos da garota! Que pouca vergonha, aquela nem é minha filha. — Escorrego aos poucos na porta até chegar ao chão, com lágrimas em meu rosto, me consumindo completamente, volto para a cama e coloco a cara no travesseiro tentando abafar meus gritos.

Na manhã seguinte acordei com minha mãe colocando algo no meu copo com água do lado da cabeceira e me dando para beber, eu estava tão lesada que aceitei, em questão de segundos, tudo começou a girar e cai no sono novamente, acordando em um mini ônibus. 


Notas Finais


Se estiver gostando da história deixe seu voto e comentário e não perca o próximo capítulo. 💊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...