1. Spirit Fanfics >
  2. Hostage - Kaisoo >
  3. 09 - O Lobo em pelo de cordeiro

História Hostage - Kaisoo - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei mais cedo hehehe 🤧
Vamos ao capítulo quentinho para vocês!
Desculpem os erros e boa leitura

Obrigado pelos comentários! Continuem assim ksks ❤️

Capítulo 9 - 09 - O Lobo em pelo de cordeiro


Fanfic / Fanfiction Hostage - Kaisoo - Capítulo 9 - 09 - O Lobo em pelo de cordeiro



                              🌙



Os dias na residência dos dyo havia mudado de uma hora para outra, como se já não bastasse o desaparecimento de kyungsoo, o comportamento, os quase não diálogos e as expressões nos rostos de todos, principalmente o de Shinny, ela absorveu demais isso e nos últimos dias não estava se sentindo bem. Kyen estava preocupado, porém não demostrava tanto. O caso estava nas mãos de yixing e haviam descoberto bastante coisas e já estavam montando uma estratégia, umas das coisas chaves pra esse problema foi um sinal obtido de um casarão no meio de uma floresta, longe de seul, é lógico que poderia ser um poste de eletricidade que poderia ter caído ou um curto circuito por causas da forte chuva.


Mas junmyeon não acreditou nessa possibilidade, e longe de yixing, decidiu ir até esse lugar e verificar com os próprios olhos, e faria isso hoje.


                                 🌤️



Kyen havia acabado de chegar do escritório, como na maioria das vezes chegava bastante cansado, há alguns dias ele deu a liberdade para Shinny, para que ela voltasse para casa para descansar, a mesma aceitou porém sempre voltava para deixar a casa em ordem, por que se dependesse do próprio Sr kyen já teria se transformado em um verdadeiro lixão.

Kyen foi direto para seu escritório que ficava na casa, jogou sua pasta de couro preto sobre a mesa e folgou um pouco a gravata se sentando em sua cadeira, suspirou fundo ligando o monitor do computador e chegando algumas coisas pendentes, hoje Shinny estava na casa, mais precisamente na cozinha já adiantando o almoço.

Foi quando a campainha da residência tocou, Shinny levou um pequeno susto mas logo se recompôs, e andou até a porta a abrindo e para sua surpresa não tinha ninguém, Shinny saiu um pouco para fora e olhos para ambos os lados e também não encontrou ninguém, deu um passo para trás para voltar para casa, achava que era as crianças da rua fazendo alguma brincadeira de mal gosto, foi quando pisou em alguma coisa, por sorte ela tirou o pé rapidamente e pode ver um pequeno pen drive preto que estava estrategicamente colocado sobre o pisante da porta. O pegou rapidamente achando que kyen deveria ter deixado cair enquanto entrava em casa, adentrou a casa e percebeu um pequeno rasgo de folha e tinha algo escrito, olhou diretamente para a frase e conseguiu ler perfeitamente abra.


No mesmo instante Shinny andou em passos rápidos até o escritório de kyen dando 4 toques na porta, não esperou uma confirmação e adentrou o quarto vendo kyen arquear a sobrancelha em reprovação.


- Que desespero todo é esse? - Kyen disse.


- Eu encontrei isso na frente de casa - Mostrou o pen drive - isso é seu ou alguém deixou e foi embora.


Kyen não pensou duas vezes antes de pegar o pen drive das mãos de Shinny e correr para o computador e Shinny o acompanhou até o monitor, logo plugou o pen drive na entrada do seu computador e clicou diretamente na aba que automaticamente abriu dando acesso a todas as pastas do pen drive, kyen teve a cautela de abrir pasta por pasta e ter certeza que não teria mais nada, mas uma coisa realmente chamou sua atenção, foi uma última pasta nomeada de “Surpresa”, suspirou pesado e abriu a pasta vendo que só existia um vídeo em tela preta, arqueou a sombrancelha e ficou encarando a tela


- Será que é algo relacionado ao kyungsoo? - Shinny colocou a mão no peito aflita.


- Isso nós veremos agora - E kyen abriu o vídeo.


No começo só se via apenas uma tela preta e um som estranho ao fundo, como de alguma máquina ligada, logo em seguida a tela preta se torna menos espessa, como se tirasse um pano escuro, kyen e Shinny poderem ver com detalhes kyungsoo sentado sobre uma cadeira, amarrado, o lugar era escuro e sem cor, kyungsoo estava com uma venda e uma mordaça sobre sua boca e ele parecia assustado, em seguida uma voz feminina foi ouvida, e ela disse as seguintes palavras; 


Ora ora, se não é o bebê da família dyo não? Acho que seria bem divertido cortar o dedo dele com uma tesoura grande e enferrujada - e uma risada anormal e doentia ecoou pela a sala e kyungsoo tremeu - Se não quiser ver esse dedinho jorrando sangue enquanto escuta os gritos de horror do seu "precioso" é melhor deixar a polícia fora disso, velho kyen - agora uma voz masculina falou, e kyen conhecida muito bem aquela voz.


Então é melhor correr kyen, o tempo está passando... Tic toc, se quiser seu bebê de volta, venha para fora de seul, perto da ponte xxx e se trouxer a polícia haha, sinto em informar que os miolos do seu filho vão voar pela estrada - E o vídeo terminou, voltando assim para a parte inicial.


Shinny desabou em lágrimas assim que viu kyungsoo naquele estado, seus soluços e tremores pelo corpo se tornaram constantes, kyen estava sem reação, talvez pelo fato de saber quem já estava com kyungsoo e isso fez o mesmo bater com força fechando os punhos na mesa, Shinny fungou e saiu da sala as pressas fechando a porta rapidamente quando saiu. Kyen levou seus dedos até seus cabelos grisalhos e respirou várias vezes se controlando. 


Ele faria de tudo para trazer kyungsoo Sã e salvo para casa, mesmo que seu passado o condenar por todos os dias de sua miserável vida.




                              🌙



Junmyeon estava em sua casa, um apartamento modesto no subúrbio de seul, não ligava muito para o lugar onde morava, tendo um teto já lhe servia, há algumas horas atrás tinha acabado de mentir para seu superior yixing, e isso facilitaria para seu plano.


Flashback on // junmyeon on



Eu estava no departamento, mais precisamente estava na sala de yixing, ele havia me chamado para me mostrar a lista de supostos criminosos que estariam envolvidos no caso de kyungsoo, ele me mostrou a extensa lista mas nenhum me convenceu. Quando o mesmo havia acabado de mostrar, fechou a pequena pasta e a deixou em um lado da mesa, folgando a gravata e tirando seus óculos, cruzou as pernas e me olhou 


- E sobre a gente? Jun.


- Hã? Oque? 


- Não se finja, você é péssimo nisso. - riu e se levantou da cadeira vindo em minha direção, confesso que fiquei um pouco quente, mas deveria ser o clima. Estava bem quente.


Ele chegou perto do meu ouvido roçando seu nariz, eu fiquei tenso e não consegui mexer um músculo, seus braços envolveram minha cintura.


- Que tal ir lá pra casa? Huh? Poderíamos assistir um filme e... - ele se posicionou atrás de mim, e eu senti algo rígido ser encaixado, isso me deixou nervoso.


- E-Eu tenho que ir p-pra casa! É isso! - disse eu saindo daquela prisão pessoal.


- Para casa? Por quê? Você me disse que estaria disponível.


- É que... Aí! - coloquei minha mão em meu estômago fingindo uma cara de dor. - Não estou me sentindo bem, acho que é meu estômago.


- Quer ir ao hospital? Eu te levo! - yixing disse procurando sua carteira.


- Não! Tudo bem, eu posso ir pra casa hoje? 


- Quer que eu te leve? Eu vim de carro.


- Tudo bem, eu também vim de carro então não se preocupe, tô indo! - e sai praticamente correndo do escritório.



Yixing: Mas pera...ele não tem carro! Vou atrás dele.





       Flashback off 




Pelo menos eu havia me livrado de yixing, por enquanto é melhor assim, eu tinha acabado de mandar uma mensagem de texto para o mesmo dizendo que ficaria em casa e que já havia tomado um remédio.

Eu sou ótimo ator.


Agora eu teria que me preparar para ir até o lugar onde eu recebi o sinal, era fora de seul, e como eu não sei oque terá lá é bom estar previnido, coloquei um dos coletes que eu tinha em casa e peguei dois revólver, um especial para imobilizar (taser) e um normal, caso tenha uma emergência. Sai de casa trancando a porta e pegando meu capacete e as chaves da minha Harley. Desci do prédio indo até o estacionamento onde ela estava, Harley é o nome da minha moto, que sempre me acompanha em tudo e em todos os lugares, aliás, eu vim para seul com ela, então temos uma bela história, coloquei o capacete ligando a mesma e saindo rapidamente da área do prédio, levaria um tempinho caso o trânsito estivesse fechado.

E realmente levou algum tempinho.

Logo vi as placas ficando para trás e somente a vegetação de casa lado, senti uma grande nostalgia e isso me fez sorrir, mas não era hora de perder o foco da missão! Concentração Kim junmyeon! Concentração.


Demorou alguns minutos até meu gps modificado dizer que eu estava perto do meu destino, que obviamente era dentro da floresta, deixei minha moto escondida e andei em direção a floresta


Seu destino está há 200 metros à direita 


Segui a direção apontada, ficava no meio de uma densa parte de árvores altas e mato, até arranhei um pouco os braços, mas nada muito sério, foi quando eu avistei um grande casarão velho, não era possível que seria alí, como eles conseguiram aguentar a chuva com esse telhado caindo aos pedaços?

Logo saquei a arma especial colocando-a pronta para disparar, em passos lentos fui até os fundos da residência que era tomado por vegetação. Confesso que para um primeira missão sem autorização era muita adrenalina, assim que cheguei completamente ao fundo pude ver por uma janela que estava aberta um quarto, sem perceber eu estava dando passos para trás indo em direção a floresta, foi quando algo me puxou para atrás de alguns arbustos, com o chão um pouco mais fundo, tapando minha boca e me prendendo nos braços e falando freneticamente "Shii".


Quando me soltou eu logo peguei minha arma especial novamente apontando para a pessoa, e para meu desgosto....



Era yixing.


- Oque CARALHOS você tá fazendo aqui!? - eu disse sussurando


- Eu que pergunto oque você tá fazendo!? Eu sabia que você tava mentindo


- Se eu dissesse que eu vinha aqui você teria me segurado! 


- Se você tivesse falado eu teria pelo menos vindo com você! 


- Você é ridículo Yixing.


- E você é um baixinho teimoso!


?? - Tendo uma DR agora? Casal?


Outra voz, agora de um homem, havia tomado o local, e de trás do arbusto pode ver um homem com uma máscara e em suas mãos duas armas, uma em minha direção, e a outra na de yixing.


??- Olha só, dois coelhos juntinhos, hoje é meu dia de sorte, só não é o vocês.


- Quem é você? - Yixing falou


- Isso não importa, mas infelizmente terei que acabar com vocês haha.


Me aproximei de yixing e susurrei em seu ouvido 


- Eu tenho dois revólver, toma, vamos usar um blefe


??- Podem começar a rezar - ele puxou a trava de segurança atrás da arma, mais um toque e aquela bala nos mataria, mesmo com colete, estava perto demais.


- Tem certeza? Eu sei que em seu revólver não tem nenhuma bala - eu disse rindo e lentamente, sem ele perceber, peguei na coronha da arma, pronto para puxar.


- Quer tentar? Hahaha, o tambor tá com as seis, em cada uma.


- Será mesmo, pelo visto você não tem entendimento sobre armas, caro amigo. - disse yixing - Sabe que se puxar o gatinho...


- Vocês estão blefando hahaha, pena que eu não sou trouxa.


E foi nesse momento que eu saquei rapidamente puxando o gatilho no mesmo instante, não deu nem tempo dele reagir por o choque o imobilizou


- Essa foi por pouco! - eu disse colocando as mãos na cintura


- Nem mude do assunto, em casa nós conversamos - Tô fudidooooooooo


- acha que ele tem algo no caso do kyungsoo? 


- vamos descobrir isso agora


Yixing foi até o corpo inconsciente e tirou a máscara que o cobria.



- Ah não... - dissemos um uníssono








Era o amigo de kyungsoo, minseok.




Notas Finais


IIIHHHHHHHHHHHH O CLIMA FICOU TENSO
peço perdão se em algum momento eu fugi do assunto, desculpem os erros e até o próximo que será o especial!❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...