História Hostage-Camren - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Allyson Brooke, Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Mistério, Normani Kordei, Policial, Romance, Shawn Mendes, Suspense, Troye Sivan
Visualizações 553
Palavras 1.009
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Drogas, Estupro, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Parte 18


Lauren Pov

-O que está fazendo aqui?Já não me humilhou o bastante?Já não me bateu o bastante?. -Ele disse alterado.

-Shawn, eu vim apenas para conversar. -Ele gargalhou forçado.

-Você disse isso da última vez, e eu sai daqui com duas costelas quebradas. -Olhou para o lado.

-Você pediu. -Dei de ombros. -Só quero saber quem está por trás de toda essa merda. -Ele me olhou. -Quem escreveu esse bilhete?. -Arrastei até ele.

Ele se inclinou e começou a ler, riu negando e deu de ombros.

-Não vou falar. -Me olhou desafiador.

Cruzei as mãos em cima da mesa e respirei fundo.

-Shawn, por favor, ajude. -Ele riu.

-Não, você não ajudou. -Serrei os olhos.

Peguei minha arma do coldre e engatilhei colocando em cima da mesa apontada para ele que engoliu à seco.

-Eu tenho seis balas, você tem cinco minutos. -Me encostei na cadeira.

Ele pareceu pensar e fechou os olhos, quando os abriu, estava banhado de lágrimas.

-Ela me forçou, ela me forçou a fazer tudo, eu não queria nada disso, eu só queria seguir com a minha vida, mas veja só?Eu fui aceitar isso para estar aqui hoje. -Olhou para o lado.

-Ela quem Shawn?. -Ele suspirou.

-Eu iria adorar contar Lauren, e acabar com toda essa merda, mas eu não posso, eu vou morrer se eu contar. -Neguei e me inclinei.

-Conte, conte tudo, e eu irei te proteger de quem que seja. -Ele me olhou. -Eu não vou te tirar da cadeia Shawn, você vai cumprir sua pena.

-Longe daquela cela então, eu já não aguento mais. -Choramingou.

-O que eles fizeram com você?. -Perguntei quase sorrindo.

-Nada. -Olhou para o lado. -Não quero falar sobre isso, e nem sobre nada. -Assenti devagar.

Peguei minha arma em cima da mesa e coloquei no meu coldre de volta e me levantei.

-Você só será aliviado quando nos ajudar Shawn, tirando isso, você continua na partida. -Respirei fundo e caminhei até o lado de fora da sala.

-Quer dar um tempo?. -Ed perguntou e eu olhei para Shawn pelo vidro.

-Acho melhor, ele está abaladinho com os abusos. -Soltei um riso e os policiais riram. -Vou solucionar isso Ed, ou eu não serei digna de carregar o sobrenome que tenho. -Ajeitei minha blusa.

-Eu sei que vai, você tem capacidade. -Sorri e pisquei saindo logo em seguida.

Camila Pov

Céus, como eu contaria isso pra Lauren?Droga, ela está perto de chegar preciso dar um jeito.

-Camila?. -Fiquei ereta no lugar ao ouvir sua voz.

Droga, eu nem me mexi, ela chegou, e o que eu vou fazer?.

-Camila, cadê vo... -Ela apareceu na porta. -Cê. -Terminou olhando para o mesmo lugar que eu.

-Por favor, não gri...

-Que porra é essa?. -Gritou me fazendo fechar os olhos. -Como isso aconteceu?. -Largou o colete na cadeira e se abaixou perto de mim. -Era o meu preferido. -Choramingou, reprimi os lábios.

-Desculpa. -Sussurrei olhando para ela.

Ela parecia que iria me matar à qualquer momento, mas, é sério, era apenas um copo, mas era o preferido dela, e eu estava levando para o armário quando escorregou da minha mão.

-Ele escorregou da minha mão e eu não consegui pegar desculpa Lauren você sabe como sou desastrada eu não vou mexer mas em nada eu juro eu não vou. -Desandei a falar em um fôlego só e ela se levantou olhando pra mim.

-Tá bom. -Disse indo até a vassoura que estava perto da porta e a pá.

-Tá bom o que?. -Perguntei vendo ela varrer os pequenos pedaços de vidro.

-É só um copo, eu posso comprar outro igual. -Abri a boca incrédula.

-Como assim?Enquanto eu estava criando mil teorias na minha cabeça de que você me mataria, me esquartejaria ou iria me queimar viva, você diz que pode comprar outro?. -Ela me olhou.

-Você achou que eu te mataria?Tem muitas formas de te matar Camila, e essas não são uma delas. -Continuou varrendo.

-Mas você devia ter gritado comigo, dito que eu fui uma idiota e que nada iria pagar o copo. -Disse incrédula, ela me olhou e ficou frente à frente comigo.

-Você esperou isso de mim porque ela fazia isso com você, mas olha que novidade, eu não sou ela. -Sorriu forçado. -Eu podia simplesmente. -Enfiou a mão no coldre pegando a arma. -Dar um tiro na sua cabeça, seria mas fácil e menos doloroso, mas eu não vou fazer isso. -Guardou a arma.

Arregalei os olhos assustada e ela começou a rir me deixando mais nervosa ainda.

-Sua, sua cara foi. -Começou a rir de novo. -Foi a melhor de todas. -Se apoiou nos joelhos e continuou rindo como se eu fosse uma palhaça.

Fiquei tentando entender aonde ela achou a graça. Comecei a lhe dar tapas e ela continuava rindo tentando desviar meus tapas. Suas mãos seguraram meus punhos e me puxaram para perto.

-Eu sou uma vilã Camila, o que você está fazendo aqui?. -Perguntou roçando o nariz na minha bochecha.

-Me solta Lauren. -Pedi entre dentes tentando soltar meus punhos.

-Primeiro, você vai me dizer como aconteceu. -Sorriu. -Segundo, você vai me pedir, perdão. -Olhou para cima. -Terceiro e último, vai dizer por que ainda está aqui. -Me fitou, assenti.

-Eu estava indo guardar o copo no armário e ele escorregou. -Ela assentiu. -Me perdoe por isso. -Ela assentiu novamente e mordeu o lábio. -E...Estou aqui porque... -Fitei seus olhos. -Porque gosto de estar com você. -Ela fitou meus olhos e franziu a testa soltando meus punhos devagar.

-Essa, essa não era a resposta que eu esperava receber. -Disse perdida.

-O que esperou que eu dissesse?. -Perguntei colocando as mãos na cintura.

-Esperei que dissesse que estava com medo de ir embora e que eu fosse te buscar pelos cabelos, ou que estava aqui porque eu pedi, qualquer coisa, menos que gostasse de estar comigo. -Me olhou.

-Então, eu disse. -Sorri de leve.

-O que te fez gostar de estar comigo?. -Suspirei.

-Você é...Diferente, diferente em todos os sentidos, você...Eu não sei Lauren. -Cocei a cabeça. -Eu só gosto de você, sem porquês. -Cruzei os braços. -Fala algu... -Ela ao menos me deixou terminar, me puxou pela cintura e me beijou.

Abracei seu pescoço seguindo o ritmo que seus lábios ditavam, eu amava beijar Lauren.

-Eu também gosto de você. -Ela disse ao se afastar, sorri. -Muito. -Se inclinou para me beijar e assim ficamos ali.


Notas Finais


Como estamos?...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...