1. Spirit Fanfics >
  2. Hostage ; taekook >
  3. "I wanna be alone Alone with you, does that make sense?"

História Hostage ; taekook - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - "I wanna be alone Alone with you, does that make sense?"


Fanfic / Fanfiction Hostage ; taekook - Capítulo 1 - "I wanna be alone Alone with you, does that make sense?"

"Eu quero ficar sozinho

Sozinho com você, isso faz sentido?

Eu quero roubar sua alma

E esconder você no meu baú do tesouro"

- Hostage, Billie Eilish. 


Hostage ;; Taekook:


Eu quero ficar sozinho. Mas, sozinho apenas, e somente, contigo, Jeongguk. Embora eu não me importe, neste instante, com o que dirás, isto faz sentido?

Teu sorriso, tuas íris tão escuras quanto tuas madeixas, a forma de como é capaz de me hipnotizar apenas com um mísero olhar; teus beijos, teus lábios, teus toques... Tudo. Tudo é hipnotizante e desconhecido por mim, quando o assunto és tú.

És capaz de deixar eu, Kim Taehyung, desnorteado e tão facilmente manipulável, assim como um refém. E eu desconheço tais sentimentos que sinto agora, porém sinto que o que somos é certo.

Eu quero roubar tua alma, e esconder-te em meu baú do tesouro, pois sinto-me na necessidade de tê-lo apenas para mim e não deixar com que a maldade do mundo o machuque, pois sei que já sofreste demais.

Eu não sei o que fazer, porque nunca senti-me de tal forma; atônito a tudo e todos, todas as vezes em que lhe vejo. E, se caso quisese também, poderia tornar-se meu refém. 

O que eu faço e como faço para não sentir-me tão afetado com os teus selares em meu pescoço, cujo dá-me todas as vezes em que estou nervoso ou frustrado??

Eu não sei mais o que é verdadeiro ou errado desde que lhe conheci. Mas, isto me parece certo, então fique por mais alguns segundos esta noite, e eu prometo amar-te como nunca amei alguém. 

Como eu sempre faço.

Me deixa rastejar para dentro de tuas veias, Jeongguk. Deixe-me mostrar-te o amor que sinto por ti e como eu seria capaz de tudo, apenas para vê-lo feliz.

Eu seria capaz de construir um muro; dar-te uma bola e uma corrente. Porém, não é como se eu fosse mau ou um louco sociopata por ti. Na verdade, é que tú és tudo o que eu procurei. E se assim desejasse, poderia prendê-lo como um refém.

O ouro gélido nas pontas dos teus dedo, contudo, de algum jeito, deixa-me cálido. Porque és o meu sol, o verão que tanto necessitei.

As pontas dos teus dedos contra a minha bochecha faz-me sentir como o garoto mais sortudo do mundo. O que, de fato, sou. Afinal o tenho e pertenço a ti.

Como uma folha de ouro em teus lábios, tú não tardas em intensificar cada ósculo que fazemos, e, assim, derreto-me como um chocolate nas mais ferventes chamas. 

Então, me beije até que eu não possa falar, me faça teu novamente; me ame como nunca amou ninguém nesta solitária noite, como foi capaz de amar-me em todas as outras, Jeongguk.

A corrente de ouro em teu pescoço e tua camisa branca é uma ótima combinação, e melhor ainda quando arrepia-me pela frieza, por sentir-se na necessidade de fazer-me teu novamente.

Não ache que devolverei esta camisa, a camisa branca que você deixou-me levar pra' casa.

E falando em combinações, uma vez, Jeongguk, tú falaste que a corrente em teu pescoço é ouro falso, e que ouro falso e o amor verdadeiro machucam. Mas nada machuca quando estou sozinho contigo; Quando tú estás comigo.

Quando estamos sozinhos, Jeongguk.

Pois, assim como tú tornaste meu refém, eu tornei-me teu também. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...