1. Spirit Fanfics >
  2. Hot >
  3. Sex

História Hot - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Sex


Fanfic / Fanfiction Hot - Capítulo 1 - Sex

Levi estava sentado no loiro, ele mexia o quadril com o polegar da mão direita na boca do Erwin e sensualizava bastante, ambos estavam duros e excitados. Contudo era a vez de Levi foder o loiro, o moreno adorava foder aquela bunda do comandante.

Levi se abaixou um pouco ainda bem inclinado e começou a tirar a camisa do uniforme, ele abria os botões mantendo contato visual direto, ao abrir a camisa e o peitoral do loiro ficar amostra, Levi foi direto nos mamilos rosados do loiro e ficava brincando com eles. O loiro gemia e se contorcia, Levi estava nem ai se alguém iria ouvir os gemidos, ele só queria dar prazer ao homem que tanto amava.

Ele chupava, lampia e dava leves mordidinhas naqueles mamilos rosa, Erwin estava tão excitado que seu membro parecia que ia rasgar a calça de tão duro, o moreno sabendo desse desejo do parceiro, fez questão de provocar ainda mais. Levi parou de brincar com os mamilos e foi até o ouvido do parceiro, ele sussurrava coisas bem obscenas no ouvido do parceiro.

Erwin está com muito tesão, ele queria sentir seu parceiro dentro de si e Levi ficava provocando, o loiro resolveu tomar a atitude e agarrou Levi pela camisa e a rasgou, a camisa que o moreno estava usando era de limpeza então ninguém se importou, o clima esquentava e cada vez mais eles iam ficando nus. Levi tirou a roupa primeiro e ficou sexualizando enquanto tirava a roupa do companheiro.

Após ficarem nus por completo, Levi puxou o loiro pelo colarinho e o conduziu até o chão do escritório, aquilo era tão ousado e tão perigoso, a porta estava destrancada e ainda era de dia. Esse perigo deixava Erwin tão excitado e com desejo. Levi ao se deitar no chão, o loiro pegou com firmeza o pênis do moreno e começou a chupar, ele lampia e chupava com tanta firmeza que Levi não conseguia conter os gemidos.

O líquido transparente que seu pau liberava já tinha se espelhado pra cabeça do pau inteiro, de tanto que Erwin a lambia. O loiro sempre foi o melhor no boquete, Levi sempre invejava o fôlego que seu parceiro tinha e não só isso, a boca de Erwin era tão grande que ele conseguia enfiar o pau do baixinho inteiro na boca sem engasgar, o loiro foi ousado e enfiou seus dedos indicadores na bunda do parceiro e isso fez ele dar um gemido tão fino e prazeroso, que fez Erwin querer foder o baixinho até ele dar outro gemido igual, contudo o loiro sabia que era vez do seu amante.

"Sua vez" - O loiro sussurra tirando os dedos de dentro de Levi e se deitando do lado abrindo as pernas.

O moreno se encaixou entre as pernas do seu comandante e ficou passando seu pênis na entrada para provocar, isso durou poucos segundo até ele estivar seu braço direito colocando os dedos indicadores nos lábios também rosados do amante, Erwin os lambia de maneira tão obscena e prazerosa, ambos mantiam um contato visual forte, porém o olhar do loiro era de deixar o moreno louco.

"Chega disso, me come logo" - Erwin dizia tirando os dedos da boca.

"Calma" - Levi riu e enfiou os dedos no loiro, para deixar as coisas ainda mais prazerosas, o moreno pegou com firmeza o pênis do loiro e ficou masturbando enquanto brincava com os dedos.

Erwin gemia bastante, porém ele queria mesmo era sentir seu parceiro dentro a todo custo. Quando Levi percebeu que já havia provocado demais, ele finalmente atendeu o desejo do amante e o penetrou bem devagar, era tão apertado e gostoso que Levi gemeu junto com o loiro. O moreno adorava sentir as contrações internas que Erwin tinha, aquilo deixava ele louco e o loiro adorava sentir seu parceiro o penetrando.

Como Levi era baixinho, ao se deitar sobre o corpo do Erwin, ele ficou na altura do peito e voltou a lamber os mamilos. Nessas alturas ambos estavam gemendo um pouco alto e Levi suava bastante fazendo aquilo, quando eles estavam cansados dessa posição, o loiro se virou de costas erguendo sua enorme bunda, Levi não resistiu e começou a dar tapas nela.

"Toda sua" - Erwin havia mudado o tom de sua voz para atiçar ainda mais seu parceiro.

Levi no ápice do tesão voltou a penetrar o Erwin e dessa vez era na sua posição favorita. O moreno sempre gostou de bundas e como Erwin tinha uma enorme, ele adorava penetrar e dar tapinhas nela, a bunda do loiro estava vermelha e com marquinhas de dedos, mesmo assim Levi não parava de dar tapinhas e o loiro estava adorando tudo isso. Por mais que fosse um pouco dolorido, Erwin gostava de levar tapinhas enquanto era penetrado.

O loiro estava sentindo tanto prazer com aquilo que gemia igual uma puta, Levi apertava a bunda do loiro enquanto penetrava bem fundo, como ele adorava penetrar essa bunda e sentir essa carne batendo em sua virilha. Os minutos iam se passando e o limite de Levi se esgotando, seus gemidos aumentavam, suas pernas formigavam e ele sentia o fim se aproximando.

"E-estou...quase-e" - O moreno teve dificuldades para falar de tão ofegante que ele estava.

Levi já exausto de ficar de joelhos no carpete, acelerou seus movimentos e em poucos segundos seu líquido jorrava dentro do loiro, o moreno agarrou com as duas mãos a bunda do parceiro e ejaculava dentro. Seu gemido de satisfação também era satisfatório para o loiro que ao sentir que o orgasmo do parceiro acabar, foi se levantando para se vestir.

"Vai fazer o que?" Levi pergunta sentado no chão exausto e pingando suor.

"Me vestir e você também" - Erwin se levantou e foi pegando suas roupas.

"Se vestir o caramba, você nem gozou ainda" - Levi se levantou no impulso e foi até o loiro, ele o empurrou até a mesa do escritório e ficou de joelhos novamente - "Sua vez agora".

Levi agarrou o pênis do loiro com bastante firmeza e colocou a cabeça rosinha na boca, Erwin olhou bem no fundo dos olhos de Levi com seu pau na boca e seu tesão voltou na hora. O loiro agarrou as pontas da mesa e gemia assistindo seu parceiro te chupando. Levi queria surpreender seu amante, ele queria fazer algo inovador e dessa vez ele estaba disposto a por o nojo de lado, ele ia fazer o que várias prostitutas do subterrâneo faziam com seus cliente, engolir a porra.

Levi ignorou sua obsessão por limpeza e focou no prazer do loiro, ele até lampeu as bolas de Erwin e isso deixou o comandante bem surpreendido, geralmente Levi sentia nojo de tudo e dessa vez ele estava realizando varios fetiches que o Erwin gostava, alguns até secretos.

"Vou gozar" - Levi ouviu e continou com a boca.

No fundo Erwin sempre quis ejacular na boca do parceiro, porém o moreno sempre teve nojo de tudo. Ao sentir seu parceiro se contorcendo e os gemidos mudarem, Levi recuou um pouco a boca e segurou o pau do loiro com tanta firmeza esperando para saber qual gosto tinha esse líquido transparente. Quando o loiro gozou, o primeiro gosto que Levi sentiu um amargo puxado para o azedo, era um gosto estranho e forte, ao mesmo tempo que tinha um gostinho azedo, esse líquido não tinha sabor nenhum.

Erwin olhava admirado para o baixinho que estava com a boca um pouco cheia, ele viu os olhos do moreno lacrimejarem um pouco. Levi ao engolir tudo de uma vez começou a tossir e o sabor forte ainda continuava na boca, o moreno se levantou e ainda tossia, Erwin ficou um tanto quanto preocupado.

"Está bem?" - Erwin colocou as mãos no rosto forçando o baixinho a olhar para ele.

"Estou, o gosto é forte" - Levi deu uma última tossida.

"Não precisa fazer caso não queira..." - o loiro no fundo se sentia culpado, uma vez ele comentou que queria ver o moreno fazer isso e ele achou que tinha forçado seu amante a fazer isso.

"Mas eu quis fazer isso, não é a coisa mais saborosa do mundo, porém é uma coisa que eu faria de novo" - Levi segurou nas as duas pernas do loiro e deu um sorrisinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...