1. Spirit Fanfics >
  2. Hot now united >
  3. Savage

História Hot now united - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura :|

Capítulo 15 - Savage


P.O.V Heyoon

Era mais um dia anormal na vida dessa ser humana. Já perdi a conta de quantos meses fazem que eu estou fazendo um sexo selvagem com dois estranhos. Sou cadastrada em um site onde os homens pagam pra me foder, já fodi com mais de cem, só que esses dois conseguirem me deixar com água na boca da nossa foda e me fizeram pedir por mais. Nós já fizemos todo tipo de "brincadeira", sexo oral, anal, sadomasoquismo, golden shower, fetiches de personagem, de traição e muito além disso. Eu sou como o brinquedo sexual deles, mas que não faz forçada. Durante todas as nossas fodas eu gozo tanto que pareço estar mijando. Aqueles dois me deixam manca, vermelha, com dores, mas tudo me diverte. Hoje eu estou indo encontrá-los em um lugar diferente, suspeito ser a casa de um deles graças a localização. Espero poder ter aquele esperma todo na minha boca, e logo. Seus nomes ficaram marcados na minha buceta, como se eles fossem os meus donos. Josh e Noah.

Heyoon- Td certo para hoje a noite?

Heyoon- Estou animada para saber qual vai ser a nossa brincadeira de hoje...

Heyoon- Por que não me contam? Assim eu posso apagar um pouco um fogo da minha buceta

Eles não me responderam, incomum. Mas isso me deixa nos ânimos, os meus dedos dos pé formigam e minha buceta queima bem no meu clitóris. Como se ele estivesse implorando para mim cutucá-lo e faça-o sofrer pelas mãos. Acho que fiquei molhada. Mas vou guardar para noite.

P.O.V Noah

Noah: Tudo pronto para a noite?

Josh: Tudo sim...Tem certeza de que ela vai gostar?

Noah: Cara, depois do que a gente fez semana passada, eu tenho certeza de que ela vai gostar. Fica tranquila

Josh: Beleza. Acabei de lembrar que esqueci de uma das coisas que você pediu. Estou indo lá na sex shop para comprar o que faltou, depois eu falo mais com você

Damos um toque de mão, ele entra dentro de seu carro e vai embora. Fico pensando o resto da manhã se devo dar um spoiler para a Heyoon, mas cogitei meu pensamento no momento que me coloquei no lugar dela. Só de pensar no tesão que ela deve estar em não saber o que está por vir, eu fiquei de pau duro.

///QUEBRA DE TEMPO///

Noah: E aí? Comprou o que faltou?

Josh: Sim, cara eu vou foder aquele cu com vontade hoje. Foi muito caro esse "brinquedinho", então se ela não gostar eu vou fuder ela mesmo assim

Noah: Então você vai estuprar ela?

Josh: Não diria isso, estupro é quando você faz sexo forçado, mas ela adora. Porque se ela não gostasse não teria vindo pedir por mais

Noah: Tá bom, senhor razão pode parar agora. Ela está atrasada, não?

Josh: Pode ter certeza que sim. Isso...Na verdade me deu uma ideia

Noah: Qual?

Josh: Ela vai estar tensa e com o tesão até o limite, ela nunca atrasa. Vamos dá-la mais um motivo para ficar com a buceta molhada e os bicos duros como pedra

Noah: Nem imagino o que possa ser

P.O.V Heyoon

Tive um pequeno atraso de meia hora para o nosso encontro. Tive que lidar com meu pais, eles ficam me perturbando com um negócio de faculdade e herança. Coisa de família, é complicado. Mas a minha mente estava em outro lugar naquele momento, eu pensava nos paus deles enfiados em mim durante a minha conversa com o meus pais. Pensava naquilo o tempo todo, sem parar. Até que eles pararam e eu fui correndo chamar um uber para ir pra o local marcado.

Foi quando eu cheguei lá, abri a porta e vi que todas as luzes estavam apagadas, o que iluminava a sala principal eram velas. Velas fracas que faziam a brasa ficar chamuscando e ameaçando apagar. Foi quando de repente uma luz se acendeu no fundo de um corredor. Ela se apagou em seguida, deixei a minha bolsa no chão e sai correndo para lá. Vi uma porta aberta, estava escuro, eu não ouvia nada lá dentro. Foi então que eu decide entrar, procurei por um interruptor mas não achei nenhum.

Surpreendida por um ato inesperado, eu fui pega pelo cabelo e impulsionada para trás. Algum dos dois estava puxando o meu cabelo com força, formando um rabo de cavalo eu ficava com a cabeça jogada para trás não por vontade própria.

Josh: Você demorou. Por que se atrasou para o nosso encontro?!

Percebo ser o Josh que está segurando o meu cabelo, quando ele termina de falar, ele puxa ainda com mais força o meu cabelo. Sinto dor no meu coro cabeludo, sinto alguns cabelos caírem e com dificuldade falo:

Heyoon: Eu tive um problema em casa...Não pude ir mais rápido

Noah: Isso não é desculpa

Vindo de dentro da escuridão, se revela Noah com uma vela na mão. Ele vem até mim e coloca a vela me próxima do meu rosto, eu posso sentir o calor bem próximo do meu rosto

Noah: Você será punida por isso

Sou impulsionada para frente por Josh, vejo então que cai em uma cama. Ele começou a pressionar a minha cara contra o colchão. Sinto a minha bunda ser massageada por eles e recebo leves tapas na bunda, aquilo ardia mas não tanto por ainda estar com uma camada de roupa por cima da bunda.

Heyoon: Sejam delicados

Sei que quando falo isso, eles ficam irritados. Então decidi provocá-los para irem mais forte

Noah: Você não tem direito de falar. Fique quieta...!

Sinto algo quente que cair no meu pescoço, aquilo fervia e ardia a minha pele. Pude sentir algo grosso e expeço no meu pescoço, gemo e olho para trás:

Heyoon: AHHH!!!

Noto ser cera de vela que caiu no meu pescoço, eles dois estão sorrindo enquanto olham para mim. Tiram a minha calça e calcinha. Fico despida na parte de baixo, isso da a chance do Noah reacender a vela que tinha se apagado e derramar mais cera na minha bunda.

Heyoon: AHHHH!!!!!

Aquilo ardeu ainda mais, havia caído ainda mais cera dessa vez. Isso me deva prazer por ser dor, e eu amar isso durante o sexo. Mas o que ficou desagradável foi quando o Josh bateu na minha bunda no lugar que tinha caído cera. Isso doeu mais que me deu tesão, mas eles não estavam se importando se eu estava gostando ou não. Só ficavam fazendo aquilo enquanto riam de canto

Heyoon: O que vocês vão fazem comigo?

Josh solta o meu cabelo e para de me pressionar contra o colchão, quando me viro e olho para eles percebo soltar um pouco de baba pela boca, também sinto dor por conta da cera em minha bunda.

Josh: Durante essa foda você será a nossa putinha

Noah: E você sabe o que fazemos com as putinhas

Josh: Fazemos elas sentir dor e prazer, se você gritar vai ser pior, porque daí vamos fazer com mais força e vontade

Noah acende a luz no interruptor que eu não consegui encontrar, a luz me fez fechar os olhos momentaneamente até que eu vejo Josh mexer em algumas gavetas, ele tira de lá uma algema cor de rosa. Vem até mim e coloca a mão na minha bochecha e pressionou.

Josh: Fique quieta e faça tudo que mandarmos

Ele deixa a boca bem próxima da minha mas não chega a encostar, ele junta um pouco de baba e cospe em mim. Aproveitando a situação eu lambo o máximo que posso, sou impedida pelo Noah que já sacou as algemas das mãos de Josh e colocou-as em mim. Com as minhas mãos imobilizadas atrás do corpo e agora completamente nua, Noah coloca um pano na minha boca e apertou com força. O mesmo sacou a vela novamente e começou a despejar toda a cera que conseguia nos meus seios.

Heyoon: HUMMM!!!! Humm!!! H-U-M-M-M-M!!!

Que prazer que eu senti no momento do toque da cera, é quase que inexplicável. Eu urrava com aquele pano na boca e não podia gemer devidamente. Aproveitando que Noah me torturava, Josh começou a me masturbar, ficava enfiando e tirando com uma certa "delicadeza" os seus três dedos. Eu já não sabia o que era mais prazer e dor

Heyoon: HUM!!

Quando Noah parou de jogar a cera de vela nos meus peitos eu senti algo borbulhar, como se estivesse esfriando por ele parar de jogar a cera em mim

Eles me colocaram de quatro, meu peito ficou pressionado na cama. Foi então que eles mexeram novamente na mesma gaveta e pegaram algo que fui incapacitada de ver. De repente Josh diz:

Josh: Hoje, você será a nossa gatinha sedenta por leite

Sem mais nem menos eles enfiam um plug de rabo de gato no meu cu, eles fizeram aquilo com força e sem avisar. Doeu. Doeu muito, mas eu acabei ficando molhada. Os dois realmente iam me fazer de suas putinhas, era quase inevitável ouvir os meus gemidos.

Heyoon: HUMMM!!!!!!! H-UMM!!!!

Gemidos que mais pareciam berros. Olhei para trás e vi que graças ao plug eu tinha um rabinho, logo me colocaram de joelhos na cama e me vestiram com uma tiara de orelha de gatinho, junto com isso uma coleira que apertou o meu pescoço. Aquilo prendia a minha respiração e me deixava ofegante facilmente. Comecei a soltar o plug do meu cu o fazendo deslizar levemente, Josh reparou no meu ato e enfiou ainda mais fundo com mais força. Fechei os olhos por conta de seu ato e gemi ainda mais.

Noah: Agora, aja como a nossa gatinha

Josh: Diga "miau"

Josh tira o pano de minha boca

Heyoon: Mi..au

Josh: Fale direito 

Ele pressiona a coleira me fazendo sentir uma enorme pressão em meu pescoço. Uma certa baba sai de minha boca quando eu a abro por puro impulso, essa baba cai no rosto de Josh, ele limpa com o dedo indicador e volta a fazer pressão.

Josh: Fale!

Heyoon: Miau. A gatinha quer leite...Miaunnnn!!!

Noto que meus mamilos são pressionados por dois tubos de sucção que Noah colocou. Cai na cama pressionando o plug e fazendo a tiara cair em meu rosto. Meus peitos parecem estar sendo chupados com força, mas a dor não é aliviada em nenhum momento considerando estar sendo feita por um brinquedo que os dois compraram.

Como se não fosse o suficiente, sinto a minha buceta ser penetrada pelo pau do Noah. Eu já estava tendo um mix de sensações que praticamente nem senti aquela estocada, mas pude sentir o meu clitóris pedir por mais do que uma simples estocada de pau

Heyoon: Nyaaa!!!!! Eu quero mais!!!! Mais!! Ahnn!!!!

Sinto o plug ser tirado e colocado bruscamente de meu cu inúmeras vezes, foi então que senti estar próxima de meu ápice. Os meninos que agora estavam se masturbando ficavam na minha frente. Me sentei, um dos tubos de sucção caiu de meu peito, quando olhei para ele estava vermelho e marcado. Foi então que eles gozaram na minha cara e eu recebi toda a jorrada com vontade. Sem nem esperar um minuto de sossego, Noah começou a esfregar o joelho na minha buceta estimulando o clitóris, e Josh ainda não satisfeito começou a mijar na minha cara. 

Gozei, e foi tudo na cara do Noah. Tive uma descarga de mijo na cara que se combinou com o gozo.

Josh: Nós só começamos 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...