1. Spirit Fanfics >
  2. House of Cards >
  3. All for us

História House of Cards - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Recomendo ler o capítulo com essas músicas:

All for us - Zendaya

Habits - Tove Lo

Boa leitura

Capítulo 11 - All for us


Fanfic / Fanfiction House of Cards - Capítulo 11 - All for us

Jungkook e Taehyung na minha cama? 


O pensamento rodava na cabeça dela. A relação deles não era assim, será que isso já vinha acontecendo? Eles se pegavam enquanto ela não estava? 


Isso era uma puta de uma sacanagem! Joo pensava. 


Dentro do banheiro de uma boate estava Joohwan, sua bolsa era despejada no chão e todas as coisas estavam ali, Joo havia passado por JB um tempo antes e tinha abastecido seu estoque, ela sorria, ali estava toda a sua felicidade. 


Joohwan pegou pela seringa e injetou sem nem pensar duas vezes. Fechou os olhos e sentiu o líquido percorrer. Seu sorriso se abriu. 


Tae beijava Jeon, as mãos deslizavam pelo corpo do menor e apertava cada centímetro, jeon gemia com aquele toque quente. Ele pensou em Joo seria bom te-la ali. 


Taehyung o virou rapidamente e o penetrou. Com vontade o fodia da forma que queria. Ouvir os gemidos de Jungkook era música para seus ouvidos. Joohwan deveria  ter ficado para aproveitar com eles, era o pensamento do maior. 


Joo limpava o rosto com a mão direita, tentando limpar qualquer vestígio do pó branco. Olhou se no espelho e sorriu, tinha algo engraçado ali. Ela precisou se apoiar para sair daquele banheiro. 


A música alta da boate martelava na cabeça dela, com um copo na mão Joohwan se divertia ali, dançava e tudo parecia ser maravilhoso. Sua cabeça mostrava joohwan com sua mãe, ela via a mãe sentada em uma grama e acenando para ela, ela tinha saudades. 


Lisa e Jennie se pegavam na sala, já não era novidade. Elas até tentavam não ficar juntas mas era impossível. Tinha algo em Jennie que fazia com que Lisa perdesse a cabeça completamente. O corpo de Jennie impulsionava para trás, conforme lisa fazia os movimentos com as mãos, Lisa gostava de saber que tinha essa poder sobre ela. 


Joohwan precisava de mais. Ela se dirigiu até um canto vazio e mais uma vez injetou o líquido. Sua cabeça rodou forte. O corpo dela estava mole e a seringa caiu de sua mão. Mais uma vez a cena dos garotos juntos em sua cama veio a mente, aquilo tinha ferido, Joohwan gostava  dos dois mas tinha se sentido traída. Ela virou todo o conteúdo do copo que tinha e sentiu com o líquido queimar em sua garganta. 


Namjoon estava em seu quarto. Porta trancada e sozinho, ele precisava pensar e entender seus próprios pensamentos e interesse. Nam gostava de yuna mas tinha medo do que podia acontecer. Medo de magoa-la, ou de se magoar, era complicado. Mas ele tinha que tomar jeito e decidir como seria sua vida o mais rápido possível. 


- Joohwan, não dá mais - JB falou, eles estavam do lado de fora da boate para conversar melhor - Eu já te vendi coisas pesadas, e ali tinha muita coisa. 


- JB eu preciso de mais e eu vou pagar - ela sacudiu as notas bem na cara dele, que empurrou o braço dela - Vai, eu estou precisando - Joo já não tinha nem mais muita coordenação, seu corpo balançou e foi preciso JB segura-la. 


- Você já nem consegue mais ficar em pé - o mais velho falou 


- JB eu vou pagar! E eu preciso de mais, se você não me vender eu vou até outro cara - ela praticamente gritou com o rapaz - Eu quero mais - as mãos dela foram para os cabelos, mostrando o quanto já estava  nervosa. Ela deu um soco na parede. Joohwan não era assim. - Eu preciso de mais, anda eu vou pagar - ela insistiu. 


- Então vá atrás de outro que te venda, não quero a morte de uma pessoa que eu gosto nas minhas costas! - JB falou alto com ela e saiu, deixando- a sozinha na rua. 


Joohwan entrou na boate e foi atrás de um cara que tinha uma faixa verde no cabelo, ele era conhecido como Dom, ela já havia visto e ouvido sobre ele, ele tinha ótimas coisas só era bem mais caro, mas valeria a pena. 


- Vou precisar da melhor que tiver aí - Joo falou assim que chegou perto dele. 


- Pagamento adiantado mocinha - Joohwan passou todo o seu dinheiro para a mão dele - Boa diversão. 


Jimin havia acabado de chegar em casa, viu as meninas no sofá e riu. 


- Vocês perderam a vergonha mesmo - falou alto e lisa lhe mostrou o dedo do meio. 


O menor foi até a cozinha e não viu ninguém. Caminhou escadas acima bateu no quarto de Joo queria ver como a menor estava, mas não tinha ninguém ali. No quarto ao lado tocava música alta e tinha gemidos, Tae se divertia com alguém, ele pensou. Quando passou pelo de Namjoon também ouviu a música alta, todos estavam se divertindo? 


- Yuna? - o menor chamou por ela já entrando no quarto que ela dividia com Lalisa - Cadê a Joo? 


- Eu não a vi. Achei que estava no quarto. 


- Ele está vazio, bom, vou ligar para ela. 


Ele beijou a menina e saiu discando o número dela.



Sete comprimidos de anfetamina. 


As luzes iluminavam todo o ambiente, colorindo tudo ao redor. 


Ao som da música que tocava naquele lugar, joo dançava, mexia o corpo junto a todos que estavam ali. 


Ela estava em êxtase, feliz como nunca esteve. 


Com um copo de vodka na mão, ela terminou de tomar os comprimidos da felicidade era assim que ela se referia. 


Joohwan sentia tudo rodar. 


A cabeça pesava, de uma hora para outra. 


O coração acelerado, ela precisou se encostar em um rapaz que logo a afastou. 


Joohwan sentiu seu coração ir até a garganta e com isso um enjoou muito forte. 


A garganta estava seca, ela pegou um copo que estava em cima de uma mesa e virou o líquido sem nem saber o que  tinha ali, ela só precisava beber algo. 


Joohwan sufocou, ela puxou o ar firme e não sentia nada, os olhos dela se abriram e Joo olhava em volta nervosa, não tinha ar algum ali. 


As pessoas em volta já olham para ela, Joohwan girava no meio de todos ali desesperada puxando o próprio pescoço, enquanto tentava de todas as formas respirar. 


Novamente sentiu seu coração acelerar de uma forma absurda e então ela perdeu todas as forças e em segundos ela desabou no chão, seu corpo convulsionou e então parou.



Mais uma  vez Jimin discou o número da amiga e esperou, no quarto toque o celular foi atendido. 


- Até que enfim você me atendeu, onde você... 


Jimin foi interrompido e travou. 


- O QUE?- Jimin levantou desesperado pegou seu casaco ainda no celular e saiu correndo- m-mais onde ela estar? Em qual hospital levaram ela?. 


Namjoon que estava saindo do seu quarto viu Jimin afoito no corredor ficou preocupado e perguntou; 


— o que aconteceu? Você tá pálido- o mais velho apoiou a mão no ombro de Jimin o olhando. 


— a joo teve uma overdose- Jimin falou de uma vez sem rodeios, namjoon com a notícia arregalou os olhos sem saber o que fazer.- precisamos ir até ela namjoon. 


— eu vou falar com a yuna- namjoon com os olhos cheios de lágrimas saiu correndo pro quarto de yuna. 


Jimin aproveitou a oportunidade é foi no quarto de taehyung ele não sabia o que levou joo a usar tanta droga mais sabia que Kim taehyung estava envolvido, o mais novo entrou quarto a dentro sem nem bater taehyung que estava aos amassos com jungkook levou um susto. 


— mais que porra Jimin- taehyung pegou suas roupas e as vestiu. 


— agora eu entendi tudo- Jimin chorava taehyung não entendendo levantou e sou ver o amigo, mais Jimin se afastou- por culpa de vocês a joo tá no hospital! 


— pera o que aconteceu com ela- jungkook que ainda estava na cama falou- ela tá bem? 


— não, ela teve uma overdose e agora está internada em estado grave- jungkook colocou a mão na boca e logo as lágrimas escorram pelo seu rosto. 


— em qual hospital ela está Jimin? 


— no do centro da cidade- antes que Jimin terminasse taehyung saiu do quarto. 


Taehyung desceu as escadas tão rápido que quase caiu lisa e jennie que estavam na sala se assustaram, taehyung correu pra garagem e saiu com o carro mais rápido que pode os pneus do automóvel chegaram a sair fumaça. As mãos de taehyung tremiam sobre o volante ele temia não consegui chegar no hospital a tempo. 


O jovem cortava todos os outros carros na rua causando quase um acidente mais ele não estava nem aí só queria ver joo o quanto antes, ele não suportava a hipótese de perder a mulher que tanto amava e ele não iria deixar isso acontecer, foi aí que ele desabou em lágrimas as palavras que Jimin tinha lhe falando martelavam em sua cabeça. 


Saber que ele era o motivo de joo ter feito o que fez acabava com ele, ele não queria a magoar ele faria de tudo pra voltar ao passado e reverter tudo que aconteceu, se ele soubesse nunca teria ficado com Jungkook ou ter feito o que fez. Em sua cabeça só vinha o rosto de joo aquele sorriso que tanto amava ver e ele não teve nem a última chance de ver. 


Quando ele chegou no hospital não perdeu tempo estaciou o carro de qualquer jeito, é foi até a recepção não hospital. 


— eu vim ver a Joohwan, Jung Joohwan- ele estava tão nervoso batucava seus dedos na bancada. 


— Jung Joohwan deixa eu ver- a moça procurada pelo nome de joo na lista de pacientes- ele está no quarto sete mais não pode receber visitas no momento, o senhor pode esperar na sala de esperas. 


Taehyung se sentou em uma das cadeiras, apoiou os cotovelos nas coxas e apoiou a cabeça nas mãos, pouco tempo chegaram Jimin acompanhado dos outros amigos, taehyung foi até Jimin e o abraçou forte chorando de soluçar. 


— vai ficar tudo bem taehyung a joo é forte ela vai ficar bem- Jimin o abraçavam acariciando seus longos cabelos castanho. 


Depois de uma tempo todos estavam sentados quando o médico chegou, tae foi a primeira a se levantar e ir até o médico perguntar sobre joo. 


— e então doutor como ela está? 


— o quadro dela e grave quando ela chegou aqui teve duas convulsões e e achamos metanfetamina e LSD no organismo dela tivemos que fazer uma lavagem, e agora ela está em coma induzido.- o médico explicava isso deixava taehyung mais nervoso- ela sempre teve problemas com drogas? 


— sim, no começo era só pra deixar ela mais ativa por causa de faculdade mais depois ela começou a viciar- jennie tomou a liberdade de falar. 


— eu entendo é normal que jovens optam por usar essas substâncias, a Joohwan tem algum responsável? Sei que ela é maior de idade mais queria falar com os pais. 


— tem sim, eu vou ligar pra ele- yuna fala pegando o celular e saindo da sala. 


— podemos ver ela agora?- jungkook perguntou ao doutor. 


— infelizmente só dois por vez, eu preciso ir tenho outros pacientes me esperando.- o doutor saiu da sala deixando os jovens sozinhos. 


— taehyung vai você primeiro com o JK depois a gente revesa aqui- namjoon falou é taehyung foi pro quarto onde joo estava junto com jungkook logo atrás. 


Antes de entrar na sala taehyung a viu pela janela no quarto, joo estava com alguns aparelhos conectados nela inclusive um que ficava no nariz da jovens ajudando-a respirar.




Notas Finais


Pra quem não sabe o que é "overdose"

(A overdose pode ser dividida entre acidental e provocada, fatal ou não, sendo difícil estabelecer um critério para cada uma dessas situações. Na maioria dos casos, ela ocorre quando o usuário busca maiores efeitos, perdendo o controlo das doses, encaminhando-se às vezes acidentalmente e outras vezes consciente do risco que corre para quadros que poderão levá-lo à morte.)

Capítulo feito por mim e a @vkookbunny


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...