1. Spirit Fanfics >
  2. House Of Cards (BTS) OT7 >
  3. Chapter 14

História House Of Cards (BTS) OT7 - Capítulo 15


Escrita por: BTSHORNS

Capítulo 15 - Chapter 14


Fanfic / Fanfiction House Of Cards (BTS) OT7 - Capítulo 15 - Chapter 14

Chicago 

Sexta-feira 21:00 

Um ano depois...

Já faz exatamente um ano desde meu acidente de moto, após aquele dia, fiquei internada por 4 meses, até minha recuperação. Colidi com um caminhão, e perdi muito sangue, estava prestes a morrer, literalmente, ninguém sabe como sobrevivi. 

E também desde esse dia, nunca mais vi os meninos, não tive mais notícias deles, e eles também não vieram atrás de mim, eu sentia falta, mas não o suficiente pra ir à procura deles. 

Após minha alta do hospital, conheci um grupo de pessoas que me acolheram, eles me levaram até uma academia onde haviam várias coisas pra fazer, era basicamente uma academia de treinamento, tínhamos aulas de luta, tiro, arco e flecha e outras opções. Essa academia ficava localizada em Chicago, e resolvi aceitar a proposta pra me distanciar da cidade onde eu nasci na qual agora me fazia ter pesadelos. Nessa academia pude me centrar, e até esquecer um pouco todos os acontecimentos, mas é óbvio que foi impossível ficar bem 100%, fui em psicológicas e psiquiatras, até porque no começo eu estava em um estado deplorável e deprimente. Mas sendo sincera, melhorei bastante. 

Agora que eu já tinha 18, consegui um emprego ótimo como regente numa empresa de roupas de marca. Todos achavam minha capacidade mental ótima, eu era invejada por minha inteligência e beleza, mudei muito após os transtornos. Comecei a ter o hábito de estudar mais e cuidar de mim mesma. Eu caminho das 6:00 até as 7:15, chego em casa e tomo um banho rápido para ir na academia, era tempo integral. Eu morava em um apartamento caríssimo no centro de Chicago, já tinha meu carro próprio...eu não podia desejar coisa melhor. Mas aí vem a questão, como consegui chegar no auge de tanto dinheiro? Quando cheguei aqui, me preparei rapidamente pra procurar cursinhos particulares de faculdade. Eu estudava cerca de 10 horas todos os dias sem falta, era puxado pra caramba, e eu pagava com o dinheiro que meus avós mandavam até eu achar um emprego. E então passou o tempo de meus cursinhos e eu enfim finalizei, agora precisava de outros cursos pra me formar em administração, foi a partir desse curso que fiz que adquiri tamanha capacidade pra conseguir um emprego como gerente nessa empresa, ela se chama Hérmes, é uma empresa francesa. Por conta da academia onde vou, trabalho apenas meio período, das 15:00 às 19:30. 

- Amanhã vamos treinar artes marciais, eu estou bem empolgada! - Stacie fala enquanto dava um gole em seu vinho. Fiz amizade com ela na academia, temos a mesma idade. Hoje decidimos vir para um restaurante, ela insistiu pra sairmos e eu aceitei. 

- Sério? Pelo menos algo de novo. - Balbucio rindo. 

Eu gostava bastante de treinar, me sentia aliviada, e menos estressada. Mas meu interior guarda muita raiva de meu pai e eu ainda tinha muitos pensamentos sobre ele, em como eu poderia matá-lo, jamais vou superar o fato de que a morte de minha mãe e minha irmã foi culpa dele. 

- Você precisa parar de pensar nisso, olha como te deixa! - Stacie diz apontando para minhas mãos que seguravam a mesa com força, meus dedos chegavam a ficar brancos de tanta força que eu obtia sobre o local. Nesses meu surtos psicóticos que já tive, quebrei um copo de vidro em minhas mãos, tenho cicatrizes dos cortes. Me estressava muito fácil após pensar nele, e qualquer pessoa que estivesse a minha frente eu tinha vontade de socar. 

- Eu sei...eu sei. - Falo respirando fundo logo me levantando. Precisava ir ao banheiro pra me acalmar, passar uma água no rosto. 

Segui rumo ao local desejado, e durante o caminho acabei por esbarrar em alguém. No mesmo instante me virei pra me desculpar, e pode me surpreender bastante com quem eu acabara de me encontrar. 

- Jungkook? - Falo dando um sorriso automático, o mesmo também ficou bem surpreso ao me ver. Jeon continuava lindo como sempre. 

- Até que enfim te achei, eu e os meninos tivemos que sair da Califórnia por causa da polícia, estão todos atrás de nós ainda! E também faz um ano que estávamos seguindo você. Só que é um pouco difícil te achar! - O moreno dizia tudo enquanto me puxava pelo pulso até a saída do restaurante. Os saltos altos que eu usava faziam eco pelo chão a cada passo rápido que eu dava. 

- Calma calma, aonde está me levando? - Após minha fala avisto os meninos, entre eles Namjoon, e foi o suficiente pra minha cara de desprezo ser nítida. 

- Caramba, você está belíssima! - Taehyung diz alto enquanto eu me aproximava. 

É, realmente o tempo fez muito bem pra mim. 

- Precisamos lhe contar uma coisa...- Namjoon diz com sua postura séria. - Seu pai está vindo atrás de você! Não só ele como outras máfias que ele reuniu. Ele meio que descobriu o tanto de dinheiro que você está gerando, e quer levar de você. 

- Tá de sacanagem né?! - Era tudo o que eu precisava ouvir agora. Ótimo. 

- Viemos pra certificar de que você fique bem, estamos fazendo ligações com as máfias de Seul e Busan para lutar conosco. - Namjoon estava completamente mudado, era outra pessoa, estava mais simpático. 

- Okay, e quando ele vem? - Falo com um olhar sério. Era minha chance de decapitar a cabeça desse filho da mãe.

- Ainda não sabemos, mas o primeiro lugar que ele irá ir é no seu apartamento. Então por enquanto fique no hotel onde estamos hospedados! Pegue suas coisas e vamos. - Jeon diz fazendo com que eu logo desce uma risada irônica.

- Você entende que eu tenho compromissos? Eu trabalho, não posso perder meu emprego! - Sim eu estava mais preocupada com isso do que com minha vida, não queria perder meu dinheiro. 

- Iremos te levar pro trabalho e para os lugares onde você tem que ir, mas vai ser tudo com nós a partir de agora! - Bom, era melhor do que nada. Aceito derrotada e me rendendo ao carma. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...