1. Spirit Fanfics >
  2. How am I gonna love a vampire? >
  3. QUEM ELE PENSAS QUE É?

História How am I gonna love a vampire? - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


-----♡-----♡-----♡-----♡-----
🄱🄾🄰 🄻🄴🄸🅃🅄🅁🄰
~💜~

Capítulo 5 - QUEM ELE PENSAS QUE É?


Fanfic / Fanfiction How am I gonna love a vampire? - Capítulo 5 - QUEM ELE PENSAS QUE É?

Depois de ter recebido um abraço caloroso do Taehyung, ele me levou pra um jardim que ficava dentro da casa. Era bem grande e as flores tinham um aspecto de murchas, e realmente estavam. Por mais que eu não gostasse do fato de todas as flores estarem mortas, aquele aspecto deixava o jardim com uma aparência bem bonita. 

Tae - Isso é pra você. 

Ele me entregou uma rosa que não estava murcha, então me lembrei que ele estava segurando essa rosa quando me beijou. 

- Obrigada... 

Fiquei olhando atentamente para a rosa, ela tinha bastante pétalas e apenas um espinho. 

Tae - Essa rosa é muito especial para mim. Vamos dizer que... você é essa rosa. Ele cria espinhos quando você está triste e os espinhos somem quando sua tristeza vai embora. Quando você se machucar, um pétala da Rosa vai cair, mas a pétala não vai nascer de novo, por isso eu quero te proteger... Por que você é especial... 

- Taehyung, eu só quero ir pra casa. Minha faculdade de medicina vai começar as aulas no período de quatro meses, e eu queria usar esse tempo para me preparar. Eu trabalhei muito pra conseguir chegar onde estou, então por favor... Me deixa sozinha! 

Novamente comecei a chorar e mais um espinho cresceu na rosa. Eu não acredito que ele estava falando sério quando disse que aquela rosa sou eu. Taehyung se aproximou de mim e sentou ao meu lado. 

Tae - Luna... Eu preciso te proteger dos outros vampiros por que se eles te pegarem, vão conseguir acabar com a humanidade em um piscar de olhos. E eu realmente não quero que nada aconteça com você. Vamos fazer um acordo... Se eu te levar a sua casa e você pegar seus pertences para estudo e pessoais, você vem morar aqui comigo e os outros. Você pode usar o dinheiro que iria ficar pagando o aluguel do apartamento para compra comida. 

- Ok Taehyung... Você venceu. Eu vou ficar aqui. 

Ele ficou muito feliz quando escutou a última frase e tentou me abraçar. Eu não aceitei seu abraço pois ainda não tinha perdoado ele por ter me beijado sem nenhum motivo. 

Tae - Se você quiser podemos ir agora buscar suas coisas. 

- Agora eu estou com fome. Eu vou esperar o... 

Tae - Jin. 

- Isso, o Jin terminar de fazer os mochis. 

Jin - Oi, alguém me chamou? 

Bendita audição de vampiros, tenho quase certeza que todos escutaram nossa conversa. 

Jin - Princesa, os mochis já estão pronto vem comigo. 

Ao contrário do que eu pensava dos vampiros, eles não tinham a mão geladas. Eu preciso provar isso para o Mundo! 

Jin - Aqui está! Espero que goste. 

Os mochis estavam realmente bons. Acho que eu podia confiar no Jin pra fazer comida pra mim quando eu estiver ocupada estudando. Todos os meninos se sentaram na mesa e começaram a me olhar comendo. 

- Gente o que foi? Eu sugei minha boca? 

Todos começaram a rir. Taehyung estava sentado ao meu lado, pegou um guardanapo e limpou o cantinho da minha boca com bastante delicadeza. Realmente estava um pouquinho suja, que vergonha... 

Jimin - Você fica tão linda quando está comendo. 

Eu fiquei vermelha com aquele comentário. Taehyung, por algum motivo, pareceu não ter gostado muito e olhou pra o Jimin de um geito estranho. 

Nam - Nós ficaremos muito felizes com você morando aqui. Não temos nenhuma companhia diferente pra contar histórias engraçadas e divertidas. Vai ser muito bom te conhecer um pouco melhor. 

- Acho que sim... 

Tae - Vamos Luna? 

JK - Pra onde vocês vão nesse frio? 

Taehyung não disse mais nada, apenas me guiou até a porta. Eu sei que os meninos sabem pra onde eu vou, e sei que ele disse aquilo pra dar uma de desentendido. Quando estávamos na metade do caminho, o silêncio constrangedor estava me matando então resolvi falar algo. 

- Tae... Porque você me beijou? 

Tae - Bom... Eu precisava fazer você parar de falar de algum geito, então essa foi a maneira que encontrei. 

Tae começou a rir do que acabará de falar, de fato as vezes eu falava muito, mas não era pra tanto. 

Tae - Fico feliz que agora você está me chandon de Tae. 

- O que? Eu não... 

Tae - Por favor continue me chamando assim. Eu gosto. 

- Tae, sabia que você é muito insuportável?! 

Tae - E você é muito linda. 

Que audácia desse garoto! Eu já disse que que ele me dá uns nervos?! A caminhada foi tão rápida que nem percebi que já havíamos chegando no apartamento. Entrei e coloquei todas as minhas coisas dentro da mala novamente. Peguei a comida que tinha na geladeira e coloquei em uma sacola. Talvez não tenha cido uma boa ideia, estava muito pesada e não queria carregar tudo aquilo até chegar na casa. Taehyung pegou as malas e as sacolas e em um piscar se olhos ele já havia levado pra casa e voltado para me acompanhar. 

Tae - Luna eu não me sinto bem... 

- O que foi? 

Tae - Aqui está cheio de humanos e ainda não me alimentei. Não sei se vou conseguir me controlar por muito tempo. 

Aah não. Era só o que faltava. Percebi que ele estava inquieto quando o sinal havia fechado e havia algumas pessoas do nosso lado. 

Tae - Luna por favor segura a minha mão... 

- O que? 

Tae - Eu não vou conseguir me controlar desse geito. 

Como eu não queria presenciar a morte de ninguém, segurei sua mão entrelaçando nossos dedos. Minha mão estava fria por não estar com luvas, mas a dele estava quentinha. Ele começou a aquecer minha mão, tentando se distrai das pessoas que estavam ao nosso lado. 

O sinal dos pedestres finalmente abriu. Conseguimos sair daquele aglomerado de pessoas. Eu devia ter ficado aliviada por não ter presenciado a morte de alguém, mas se ele não se alimentasse de outra pessoa, eu seria seu alimento. Enquanto caminhavamos pelo parque, ele percebeu minha inquietação e me encostou em uma árvore. 

Tae - Você não precisa ficar com medo de mim Luna. Eu não vou te machucar. 

- Mas... 

Antes que eu pudesse falar mais alguma coisa ele começou a me beijar. QUEM ELE PENSA QUE É? Por mais que eu quisesse me separar do beijo, eu não consegui. Não por que ele estava me segurando, mas porque algo em mim estava dizendo para aproveitar o beijo. Os lábios dele eram macios e doces. Ele me beijava com suavidade tentando me passar uma proteção. Agora, QUE PROTEÇÃO É ESSA? Passamos quase três minutos nos beijando, até que eu parei o beijo. Ele se aproximou do meu ouvido e sussurrou. 

Tae - Você é linda. 

Aquilo me deu um arrepio, mas logo voltei ao meu estado normal e o empurrei. 

- Eu juro que se você me beijar outra vez eu vou voltar para a MINHA casa na Coreia e vou te deixar aqui catando vento. 

Saí andando na frente dele com os braços cruzados. Ele parecia feliz com o beijo, mas eu não. Ok, o beijo foi “bom” mas eu não estava feliz com isso. 

*luna of*

-----♡-----♡-----♡-----♡-----♡-----

*Tae on* 

Porque toda vez que estou do lado dela eu não consigo me controlar? Hoje está sendo o melhor dia da minha vida, e os próximos dias também vão ser. Vou poder estar mais perto da garota que amo. Vou  protege-la a todo o custo. Eu sei que é errado um vampiro amar uma humana, mas a Luna é incrível. 

- Luna! Este não é o caminho certo. 

Ela estava chateada comigo por eu te-la beijado. Ela estava de braços cruzadas e fazendo um bico. Se eu pudesse eu a beijava novamente, mas não quero nem pensar na ideia dela voltar para a Coréia. 

- Este também não é o caminho certo.

Luna - Quer parar com isso? Eu sei muito bem pra onde estou indo. 

- Se você for nessa direção, vai acabar parando em frente da casa do Jack. 

Luna - O que? 

Ela se virou pra mim assutada. Aproveitei que ela tinha parado de andar e peguei sua mão, a guiando pela direção certa. 

*----*-----*---- quebra de tempo -----*-----*----*

Chegando em casa percebi que ela estava bem cansada. 

- Você quer que eu te acompanhe até o quarto? 

Luna - Não precisa, eu me lembro o caminho. 

Ela subir as escadas e escutei ela entrando no quarto batendo a porta bem devagar. 

Jimin - Wow, eu pensei que vocês não voltariam mais. 

Yoongi - Taehyung as malas dela ficaram aqui na sala. 

J-Hoooooooope - Deixa que eu levo pra ela. 

Nam - Ei, está tudo bem? 

- Na verdade eu não sei... 

Jimin - Agora que a Luna não está aqui, poderia nos contar que história é essa que você a beijou? 

- Eu sei que pode parecer meio estranho mas... 

JK - Você gosta dela não é? 

- Como você sabe? 

Jin - Haha tá escrito bem grande na sua cara! 

Nam - O jeito que você olhou pro Jimin quando ela a elogio... 

JK - Seu olhar disse tudo na hora! 

- O que eu fasso? Eu não posso me apaixonar por ela, mas... Eu a amo! 

Hobi - Ô gente, a Luna tá dormindo igual um anjinho. Por gentileza poderiam falar mais baixo?! 

Eu preciso ver isso! Subi as escadas rapidamente e parei em frente a porta do novo quarto dela. Entrei com o maior cuidado para não acorda-la. Realmente, ela parecia um anjinho... 

- Durma bem Luna... 

Sussurrei em seu ouvido e dei um rápido selar em seus lábios macios e viciantes. 



Notas Finais


É isso gente💜
Espero que tenham gostado 💛💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...