História How Deep Is Your Love (Jikook) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Chegamos aos 500!!!!! Obrigada meus bebês, realmente estou emocionada e agradecida demais pelo carinho e pelo amor que todos têm dado à fanfic! Eu realmente não sei o que dizer.
Bem, espero que gostem desse capítulo cute e quando terminarem de ler, me digam o que acharam da atitude de Jeongguk, ok?
E por favor, leiam as notas finais, preciso muito de vocês!! 😊💜

Capítulo 9 - Capítulo 9


Fanfic / Fanfiction How Deep Is Your Love (Jikook) - Capítulo 9 - Capítulo 9

How Deep Is Your Love

Capítulo 9:

"Seu sorriso encantador, seu olhar devastador e a sua presença única me faz te querer cada vez mais..."

Mikael Schwartz


✐❁


20 de março, o início de um bonito dia de primavera. Muitos estavam saindo de suas casas para assistirem pessoalmente as belas árvores de cerejeiras brotarem, mas esse não era o caso do ômega mau humorado que para variar, acordou com os pés trocados ou melhor, foi acordado. 

Jeongguk havia se mudado para o apartamento de Jimin a exatamente uma semana. Não foi preciso esforço para se acostumar ou algo assim, o ômega na estava familiarizado com sua nova moradia.

Naquele momento ali Jeongguk quis matar o alfa, este que fez questão de acordá-lo da maneira mais carinhosa que todo ômega deseja. Beijos e carícias. Sim. Jimin distribuiu lentamente beijos pelo rosto macio descendo pela extensão do pescoço do mau humorado.

— Bom dia, meu vampirinho. — O Park sorriu vendo o ômega abrir apenas o olho direito para lhe olhar e o pior, foi uma reação extremamente desgostosa. Jeongguk odiou ser acordado.

— Bom... dia, Jimin? Bom dia nada! Por que diabos me acordou? — O ômega questionou corando leve pela proximidade do alfa consigo. Minimamente Jeongguk empurrou Jimin para o lado e se sentou na cama enquanto coçava seus olhos e bocejava calmamente. — E já pedi para parar de me chamar assim... — Jeon murmurou atordoadamente sonolento. O mesmo olhou o relógio digital pregado na parede vendo que ainda eram apenas dez horas da manhã.

O mau humorado voltou a encarar Jimin, este que mantinha um sorriso gentil em seus lábios, deixando Jeon um pouco vulnerável, afinal, aquele sorriso era como uma bomba para o mesmo. Bomba da qual conseguia derrubar todos os seus muros.

— Apenas quis acordar você de forma carinhosa. — Jimin deu de ombros e apontou para algo ao lado oposto do ômega sobre o criado-mudo. Caramba. Além de acordar Jeon de maneira carinhosa, tinha feito um bonito café romântico para o mesmo. Tinha como ainda ficar irritado com ele? — Coma.

Jeongguk olhou para o criado-mudo e logo arregalou seus olhos. Havia uma bandeja média com uma bonita rosa vermelha como um enfeite meigo. Tão bela! Tudo naquela bandeja fazia parte das coisas que o ômega mais gostava de comer. Torradas passadas em uma geléia de amora, um prato com quatro bonitas panquecas cobertas por uma calda de chocolate, já que tinha alergia a caramelos e para acompanhar, um copo médio de vidro preenchido com suco de maracujá.

— Você... como você...? — Jeon voltou a olhar Jimin. — Como sabe que gosto disso tudo?

— Perguntei a Hirai Momo mais cedo. — Jimin sorriu dando de ombros. — Sai cedo para comprar algumas coisas, já que não tinha quase nada disso aqui em casa. Comprei chocolate, sei que tem alergia a caramelos.

Jeon corou fortemente. Jimin tinha saído cedo apenas para o satisfazer? Quão longe Jimin iria por si? O mesmo sacrificou longas horas de bom sono apenas para fazer o que o ômega gostava. Era ou não um ômega de sorte? Jeon sabia que tinha ganhado na loteria por ter um alfa tão perfeito, mas claro, ele jamais falaria isso em tom alto.

— V-vou... ao banheiro. — Jeongguk rapidamente se levantou e foi para o banheiro próximo à cozinha, já que não gostava de ir no que tinha no quarto do alfa, que acabou se tornando seu também.

Quando terminou completamente sua higienização, Jeon por uns minutos ficou olhando seu reflexo através do grande espelho. Sua pele estava avermelhada, bem avermelhada. Talvez o motivo seja timidez. Jeongguk realmente ficou tímido e envergonhado por receber algo tão... único. Era a primeira vez que recebia um café da manhã tão bonito afundado no amor intenso que alguém estava dando para si. 

O ômega desceu seus olhos para a mordida próxima ao seu ombro esquerdo. Uma bonita e chamativa marca da arcada dentária de Jimin estava ali. Ele enfim tinha um alfa, algo que nunca imaginou que teria por conta de sua "alfafobia ", digamos assim.

Jeon suspirou sorrindo pequeno e saiu do banheiro voltando ao quarto. Ao entrar, viu o mesmo completamente arrumado. Cama? Perfeitamente arrumada, como se um profissional de hotel tivesse ido e a arrumado com delicadeza. O ômega olhou uns segundos para Jimin, este que estava sentado frente a uma mesa de computador space com notebook sobre a mesma. 

O alfa mesmo mexendo no aparelho parecia pensativo e angustiado. Automaticamente Jeongguk se culpou, afinal, sabia o porquê de Jimin estar daquela forma. Se quer sorriu ou agradeceu ao mesmo pelo bonito café da manhã, que ainda estava sobre o criado-mudo, e isso com certeza afetou o alfa.

Jeongguk se sentou sobre a cama, pegou a bonita rosa vermelha sobre a bandeja e a cheirou como se não houvesse o dia seguinte. Jimin sabia até sua flor preferida, por Deus, que homem era ele?

— Obrigado... — O ômega disse atraindo a atenção de Jimin, este que o olhou por cima do ombro. Ele estava magoado. — Nunca recebi um café da manhã tão... romântico. 

— Pensei que não tivesse gostado. — O alfa disse baixo voltando sua atenção toda para o notebook sobre a mesa. 

"Realmente o deixei mal"  Jeon pensou olhando para a coluna ereta de Jimin encostada na cadeira giratória relax.

— E-eu realmente gostei... muito. — O ômega sentiu seu rosto esquentar. Não era comum para ele confessar ou admitir as coisas tão facilmente. Esse não era o Jeongguk que ele havia reconstruído ao longo dos anos, não mesmo.

— Me sinto... feliz. — Mesmo parecendo sincero, Jimin não se virou para o ômega. Ainda estava ressentido. Realmente tinha pensado que Jeon tinha odiado o café da manhã adorável que fizera.

Jeongguk sentiu que devia agradecer a altura. Devia mostrar ao alfa que realmente gostou do bonito gesto e com esse pensamento, o ômega deixou a cama e foi para trás do alfa, logo afastando a cadeira da mesa. 

Jimin rapidamente desviou o olhar para Jeon e arregalou-o vendo seu amado sentar sobre seu colo com a bonita rosa em mãos. Jeongguk estava com as bochechas rosadas. Tão adorável. O mesmo quebrou o caulezinho esverdeado da rosa e a pôs por trás da orelha de Jimin, logo sorrindo sem graça.

Encabulado, o ômega aproximou-se e selou seus lábios finos com os cheinhos do alfa, que se surpreendeu em dobro, porém não deixou de retribuir. 

Tinha como não se apaixonar ainda mais por Jeon? O mesmo deixou seu jeito desacostumado para agradecer o alfa de maneira tão meiga. Quem via com certeza estaria desacreditando. Jeon estava se esforçado para retribuir carinhosamente os sentimentos fortes que Jimin sentia por ele.

— Por essa eu não esperava. — O alfa sorriu ladino ao separar os lábios dos do ômega.

— A-acho que... eu deveria agradecer do jeito certo. — O rosto de Jeongguk estava quase que escarlate, o que fez Jimin rir. — Não senti gosto de nada em sua boca além de creme dental. Você não tomou café, tomou? — Jeon franziu o cenho.

— Você é minha prioridade. — Jimin sorriu amorosamente circulando a cintura fina do ômega, este que revirou os olhos afrouxando o abraço que estava recebendo para se levantar. — Continue sobre mim.

— Sua prioridade quer que você coma junto com ela. — Jeongguk puxou Jimin para se levantar juntamente e logo o empurrou para se deitar na cama.

— Não precisa, meu vampirinho. Depois eu como alg-...

— Cale a boca, seu idiota. — O ômega resmungou ficando novamente sobre Jimin após pegar a bandeja e a pôr sobre a cama. — Já pedi para não me chamar assim!

— Falando desse jeito você me deixa intimidado. — O alfa sorriu malicioso.

— Cale a boca! E já mandei você parar de falar com a Hirai Momo!

— Tudo bem, tudo bem, estressadinho.


Notas Finais


O que acharam? Jeongguk foi fofo na visão de vocês⁉

Pessoal, iluminem minha vida! Digam ideias que aparecem na cabeça de vocês enquanto lêem. Preciso muitooooooooooooooooooooooooooooooo de criatividade para prosseguir com essa fanfic até chegar no ponto principal, ou seja, nosso querido mau humorado gravidinho! Por favor, me ajudam? Caso comentem, responderei a todos como sempre faço, sim?

Enfim, espero que tenham gostado deste capítulo! Até a próxima! Amo vocês😊💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...