História How everything started - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope
Tags Bts Imagine
Visualizações 33
Palavras 909
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aí galerinhaaaa tudo bom??? Antes de mais nada quero agradecer pelos favoritos, muito obrigada!!!
Agora,mais um capítulo pra vcs espero que gostem e boa leitura 😉

Capítulo 25 - Capítulo 25 Carlos quer vingança


Fanfic / Fanfiction How everything started - Capítulo 25 - Capítulo 25 Carlos quer vingança

Capítulo 25

Carlos quer vingança

S/n:c-como assim Tae?

Tae: eu achei umas provas aqui no apartamento de Julia que vão nos ajudar, mas também achei algo que vai te fazer odiar ainda mais o Carlos

S/n: e o que é? Já estou ficando preocupada

Tae: S/n... Foi o Carlos quem...

S/n: ahhh!! Me soltaa

Tae: S/n?? Você está me ouvindo??

*Ligação Perdida *

Estava falando com Tae ao telefone e ele iria me contar alguma coisa sobre Carlos, algo que segundo o rapaz me faria odia-lo ainda mais, porém um homem me puxou para fora da sorveteria,pegando meu celular de minha mão e jogando- o no chão e pisando no mesmo, me colocou um capuz na cabeça impedindo que eu visse seu rosto,percebi que era um homem por sua força ao me puxar pelo o braço me amarrando e me jogando no banco de trás de um carro. Fiquei me debatendo tentando me desamarrar mas acabei caindo do banco fazendo barulho o que deve ter deixado o homem irritado porque ele parou o carro, me ajeitou no banco e me injetou algo que me fez sentir tontura e apagar completamente.

Acordei e percebi que estava sentada em uma cadeira com meus pés e as mãos amarradas em volta da mesma, em um lugar parecido com um galpão fechado, todo o lugar estava escuro somente a minha volta tinha um círculo de luz o que dificultava um pouco a minha visão

???: Ah finalmente acordou bela adormecida! Faz tempo que você está desacordada

S/n: quem é você, e o que eu estou fazendo aqui?

???: Calma querida uma pergunta de cada vez

S/n: eu reconheço essa voz... Carlos!!! é você não é?

Carlos: garota esperta, sim sou eu mesmo

S/n: porque me sequestrou? O que quer de mim?

Carlos: eu já disse pra você fazer uma pergunta por vez não disse? Você é surda por acaso?

De repente sinto um tapa em meu rosto, e um soco em meu estômago

Carlos: é pra você aprender a obedecer

S/n: seu desgraçado, você vai pagar caro por isso

Carlos: e quem vai me prender em? Você está indefesa aqui e não tem ajuda de ninguém

S/n: meus amigos vão me ajudar

Carlos: quais? Pq o seu namoradinho está bem aqui, junto com a prima dele e acho que os outros te abandonaram 

Vejo Júlia arrastando uma cadeira com Hobi sentado e outro homem arrastando uma cadeira com Yang sentada, ambos na mesma situação que eu, porem estão com marcas e hematomas por todo o corpo e sinto lágrimas escorrendo pelo meu rosto

S/n; H-Hobi meu amor, o que fizeram com você?

Hobi: a conversa com Júlia era uma armadilha, quando cheguei lá ela me sequestrou com a ajuda de alguns homem e me trouxe pra cá e Yang estava no carro

Yang: assim que vocês saíram um cara tocou a campainha e quando vi que não conhecia ele não atendi,porém ele arrombou a porta e começou a me espancar, tentei desviar mas foi impossível pois ele me amarrou e me colocou no carro junto com Hobi

Julia: coitadinhos... Dá até dó ver vocês assim * risada maléfica * só que não

S/n: sabia que você era mal, mas não sabia que o seu nível era assim tão baixo Julia,você e seu pai são iguais, dois mal amados!

Quando terminei de falar sinto outro tapa e mais dois socos novamente no estômago, o que me faz cuspir sangue

Carlos: quanto mais você nos insultar mais você vai ser machucada então pense bem antes de falar

S/n: você ainda não me respondeu,o que ganha com isso?

Carlos: e o que você acha? Vingança

S/n: do que? Você está cansado de saber que não fui eu que causei aquilo com Júlia

Júlia: isso a gente já sabe

S/n: então o que é? Fala logo

Carlos: não de você S/n, mas de seus pais

S/n: c-como assim meus pais? Eles nem estão aqui e acredito que Júlia já prejudicou eles o suficiente por causa do emprego do meu pai

Julia: você ainda não sacou sua tonta? Não os seus pais adotivos mas os verdadeiros

S/n:  como vocês sabem dos meus pais verdadeiros?? Quer dizer que Carlos...

Carlos: isso mesmo, fui eu quem matou seus pais

S/n: seu desgraçado, infeliz, porque tirar vidas inocentes assim, você faz ideia da dor que me causou?

Carlos: não só faço ideia como me divirto muito com ela

Hobi: porque cometer tal atrocidade? O que você ganhou fazendo isso?

Carlos: simples eles estavam em meu caminho, então eu os eliminei

Yang: que horror você fala como se não fizesse diferença nenhuma a vida deles

Carlos: e não fez! O pai de S/n e eu eramos muito amigos, trabalhávamos na mesma empresa e gostávamos da mesma mulher,ela preferiu ele a mim e decidi não me importar afinal foi a escolha dela. Mas daí os anos passaram e ele ganhava prestígio e fama,pois sua forma de trabalhar agradava nossos chefes,vira e mexe ele ganhava uma promoção ou subia de cargo. A medida que ele crescia, dentro de mim crescia um ódio por ele, então bolei um plano. Quando ele foi promovido a braço direito do dono da empresa, fizeram uma festa e todos saíram a tarde naquela noite, eu droguei seus pais  com um tipo de veneno que coloquei na bebida, e com isso ele bateu o carro causando o acidente. Quando souberam de sua morte eu fiquei com a posição dele na empresa e você ficou sem ninguém para te consolar

S/n: você fez isso só porque não suportou ver a felicidade deles? Que infantilidade

Sinto mais socos em meu estômago sem parar e começo a ver tudo bordado então apago sem forças apago


Notas Finais


É isso ai galera, vou postar outro ainda essa semana fiquem ligados e um bjão 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...