História How I think my life should be. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Ecchi, Romance
Visualizações 5
Palavras 1.437
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então... Bom, meio que eu vou dar uma pausa de escrever por um tempo. Falta de criatividade tá complicada. Mas enfim, aproveitem o capítulo.

Capítulo 7 - Mais um casal na sala


Uma aula normal. Shiro e eu quase não tínhamos mais tempo para nada. Os preparativos para o casamento estavam tomando o nosso tempo por completo. O único momento que podíamos ter paz era durante a escola. O recreio havia virado nosso tempo de descanso para tudo. Dormir no terraço havia virado rotina para nós. Nós estávamos assim há duas semanas, metade do tempo que faltava para o casamento. O sinal do recreio havia tocado, voltando para sala e para nossos lugares, pude perceber algo de diferente.

Ayato normalmente se sentava com uma amiga nossa a famosa idol da escola Homura Kurumi, mas agora ela não estava mais lá. Rápida apresentação : Ruiva, altura mediana, pele clara, algumas sardas no rosto, uma ótima cantora e uma amiga incrível, essa era Homura Kurumi .No lugar dela estava a Yui. Shiro confusa sobre o assunto questionou o Ayato.

-Ei, Ayato, cadê a Kurumi?

Perguntou ela sem entender nada.

-Ela está aqui na frente.

Responde ele.

-Qeum aí está falando de mim?

Interrompeu Kurumi.

-Ignora, Shiro só estava curiosa sobre onde você estava.

Respondi.

-Ah, ok então.

Disse ela se virando novamente para frente.

-Ei, Yui, o que aconteceu? Eles dois brigaram?

Sussurou Shiro no ouvido de Yui.

-Não, eles estão de boas. Bom, tirando o ciúme de Kurumi, eles estão normal.

Respondeu ela.

-Então... qual a razão especial para ela ir para frente?

Perguntou Shiro curiosa.

-Bem... eu e Ayato estamos namorando agora, e Kurumi insistiu que eu deveria ficar do lado dele.

Respondeu ela.

-Sério?! Vocês estão namorando?!

Disse Shiro surpresa.

-Bem... sim.

Disseram Yui e Ayato juntos.

-Finalmente em...

Disse eu rindo.

-Não enche, Andrei... mas mesmo assim, obrigada pelo conselho de antes. Eu odeio admitir, mas você realmente me ajudou bastante. Se nã fosse a sua ajuda nós ainda estaríamos empacados .

Respondeu ela relutante.

-Ei! Você sabia e não me contou as fofocas, Andrei?!

Perguntou Shiro irritada.

-Você nunca perguntou...

Respondi rindo.

O resto da aula se segui normalmente. No caminho de casa tínhamos de passar na gráfica para pegar os convites e depois entregar eles para todos que iríamos convidar. Ia ser uma trabalheira que nenhum de nós dois queríamos ter. Nós não podíamos jogar para cima de ninguém, já que todos estavam ocupados. Voltando da gráfica, vimos algo estranho. Ayato estava indo para o nosso prédio. Eu logo pensei que ele havia esquecido de que nós avisamos que iríamos ter de buscar os convites e foi nos visitar.

-Ei, Ayato, o que faz aqui?

Perguntei o surpreendendo.

-Ah, Andrei. Eu achei que vocês estariam em casa já.

Disse ele.

-Nós cometamos que teríamos de passar na gráfica.

Respondi.

-Bom, vocês falaram que tinham muito trabalho a fazer, eu queria ajudar vocês no que fosse possível.

Disse ele.

-Bom, nós temos algumas coisas para encomendar, e precisamos fazer isso ainda hoje. Se quiser nos ajudar, nós agradecemos.

Respondi pensando e explorar ele. Ninguém mandou oferecer ajuda, agora vai ter que trabalhar também. Hahaha, eu sou tão idiota...

-Ok, afinal, meio que eu vim para ajudar vocês.

Disse ele rindo disfarçadamente.

Aquela risada foi um pouco suspeita, mas eu relevei.

Depois de muito tempo, finalmente terminamos o trabalho de hoje.

-Bom, se é só isso por hoje, acho que eu estou indo agora. Até.

Disse Ayato se despedindo.

-Quer que eu te leve até lá embaixo?

Perguntei.

-Você mal consegue se levantar... não precisa se preocupar.

Disse Ayato.

-Ok então, até amanhã.

Respondi me despedindo.

Assim que Ayato foi embora, Shiro logo veio se jogar em cima de mim.

-Ei, Andrei... eu tô cansada... me carrega pra cama.

Ordenou Shiro com um sorriso fofo em seu rosto.

-Tá... preguiçosa.

Respondi enquanto a carregava.

-Sim, eu sou preguiçosa. Mas sou a sua preguiçosa.

Disse ela sorrindo.

-Certo, certo... só vamos dormir logo.

Disse cansado.

E assim se encerrou nossa noite.

A semana seguiu, eu acabei me dando o trabalho de adiantar parte do que tínhamos de fazer para poder tirar um fim de semana de folga. Não sei se foi a melhor ideia de todas, mas se valeu a pena ou não era algo que eu ainda iria ver.

Eu não sabia o que eu deveria fazer exatamente. Como passar o fim de semana? Bom, eu deveria aproveitar que estávamos adiantados para tentar sair para fazer algo. Eu sem saber apenas fui pergntar a Shiro.

-Ei, fala alguma coisa que você queira fazer nesse fim de semana.

Pedi enquanto Shiro estava jogada no sofá com preguiça de levantar.

-Ah, sei lá... que tal a gente só ficar em casa? Ou talvez ir visitar a Chelsea. Você ainda não viu a casa dela, certo?

Disse Shiro.

-Bom... pode ser. Eu vou mandar mensagem para ela.

Respondi.

Agora prepare-se, porque agora vai ser a representação de uma troca de mensagens ente mim e Chelsea.

Andrei: Ei, tá em casa?

Chelsea: Sim, por que? =3

Andrei: Bom, eu e a Shiro estávamos pensando se a gente poderia ir ai. E então? o que você acha?

Chelsea: Claro! Voces podem vir sempre que quiserem =3 Eu vou estar esperando vocês. Até <3

Andrei: Ok, te vejo dps =3

Pronto. Fim de representação de conversa.

Ok, isso ficou uma merda, mas vai isso mesmo. Ninguém liga.

Depois de muita preguiça e enrolação finalmente estávamos nós a caminho da casa de Chelsea. Shiro como sempre de braços dados comigo enquanto caminhávamos. Chegando na rua de Chelsea eu esperava algo um pouco maior. Mas a casa dela era super simples por fora. Chegando no portão, Chelsea estava a nossa espera. Eu havia avisado que estávamos perto, então ela ficou nos esperando.

Chelsea com suas roupas casiuais era tão fofa que dava vontade de apertar. O seu short jeans realçando as curvas de sua cintura somado com sua blusa cheia de babados, combinando com a cor de seus olhos só exaltavam a sua beleza. Eu não sei muito como descrever essas coisas, mas acho que acabei me superando. Enfim, nos encontrando com Chelsea no portão, ela logo abriu um sorriso.

-Oi, Andrei! Oi, Shiro! É um prazer ter vocês aqui.

Disse Chelsea animada.

-Oi, Chelsea. Você está linda!

Disse também animado.

-O-Obrigada... hehe.

Respondeu ela com um sorriso tímido.

-Me elogiar você não quer, mas dar em cima da Chelsea...

Murmurou Shiro com ciúmes.

-Bom, eu preparei várias coisas para a gente fazer. Vamos entrando.

Disse Chelsea animada. Eu pensava sobre o que ela havia planejado para o dia. Bom, eu pensei que se era Chelsea que havia planejado seria algo ótimo.

Entrando na casa de Chelsea, me surpreendi com tudo incrivelmente arrumado. Bom, eu já esperava por isso. Chelsea sempre foi organizada, e seu quarto era super limpo enquanto o de Shiro sempre foi uma bagunça.

Chelsea havia separado alguns jogos de tabuleiro e alguns videogames para nós. Bom, não tinha muita coisa para se fazer além disso. Nem mesmo eu consigo pensar em algo de interessante para fazer somente nós três.

Uma festa seria ótima, mas a festa já vai acontecer daqui a algumas semanas, então ter paciência seria bom. Mesmo no clima de festa que estava vindo, meu ânimo parecia estar baixo como sempre. Eu realmente não conseguia entender o motivo, mas eu simplesmente não conseguia me animar de forma alguma. Como se houvesse um buraco negro de solidão e vazio que sugasse toda a luz existente em meu coração repleto pelas sombras. Nenhuma partícula d eluz conseguia sobreviver por muito tempo em meio aquela sombra que te me afrontado por anos. Minhas forças nunca foram suficientes para superar isso. Mesmo com esse eterno vazio, eu seguia em frente. A única coisa que me ajudava a conviver com isso era todo dia acordar com o sorriso de Shiro. Eu estava morto por dentro há eras. O que me fez reviver das cinzas foi a voz de Shiro e seu doce sorriso, assim como o de Chelsea.

Bom, ao contrário do esperado, não rolou nada demais. Foi só um dia comum jogando na casa de Chelsea.

Voltar para o trabalho era algo que nenhum de nós dois queríamos. Eu estava com preguiça de ir para casa e prosseguir com a semana normalmente. Mas, uma hora teríamos de fazer isso. Quanto mais adiássemos mais complicado ficaria para nós dois nos virarmos. A semana se seguiu, Shiro e eu não aguetávamos mais ter que cuidar de tudo sozinhos.

Conseguir as coisas assim em cima da hora dava muito trabalho.

Os dias se passaram, e finalmente a véspera da data aguardada chegou.

Como será que vai ser o casamento? Próximo capítulo!

Quando? Quando eu tiver vontade.

O título dele? Bom, acho que é meio óbvio.

Até.


Notas Finais


Esse meio que eu fiz na pressa, e nem fiz a revisão de texto. Eu tinha que postar algo para vocês não ficarem sem nada, então... Tá aí. Não vai ser um dos melhores, mas é isso. O próximo pode demorar um pouco, mas eu vou tentar fazer algo que preste. Até.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...