1. Spirit Fanfics >
  2. Hubris >
  3. Tirem os olhos do meu amigo

História Hubris - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Tirem os olhos do meu amigo



Acordo indisposta e de mal humor, odeio acordar cedo, odeio estudar. Porra.


Vou até o banheiro, tomo um banho lento para demorar mesmo, para que eu possa perder todos os horários e voltar para casa pulando de alegria.


Sério, eu queria ser alguma coisa que me permitisse ganhar dinheiro sem fazer esforço algum, puta que pariu é ruim demais estudar


Visto meu uniforme, coloco um tênis, seco meu cabelo, arrumo minha mochila, amarro um casaco na cintura e desço até a cozinha, tomo café, escovo os dentes, pego um chiclete de menta e começo a o mascar para que o maravilhoso gosto dele se espalhe pela minha boca.


Ninguém merece sentir bafo ao vir falar comigo né? Por favor.


Meus pais ainda não chegaram do plantão, ótimo, coisa boa não? Tenho que ir andando pela rua até a casa do meu amigo, Shawn, que mora aqui perto, pelo menos eu caminho um pouco e me livro desse espírito sedentário que me persegue


Mentira, preciso fazer muito mais para que isso passe.


Chego na casa humilde do meu amigo - sintam a ironia - e toco o interfone totalmente sem coragem alguma de estudar, se alguém passar por mim agora e me ver, certamente ela se anima.


- Quem me incomoda a essa hora da manhã? - meu amigo fala e eu reviro os olhos


- Shawn, sugiro que você saia da porra da sua casa agora, pois estou de mal humor e não tô afim de esperar - falo e me afasto da casa, depois de alguns segundos meu amigo sai.


Putz, ele é um puta gostoso viu?


Shawn é o típico molhador de calcinhas, tá ok, esse detalhe não era necessário.


- Oi Shawn vulgo amor da minha vida toda! - falo pulando em seu colo e inalando seu cheiro masculino.


- Quer que eu te compre lanche, né? - ele fala e eu me finjo de ofendida


- Shawn! Isso é jeito de receber uma dama, menino! - falo pondo a mão no coração e ele ri


- Ah nem vem! Esses últimos dias você só está me extorquindo. - ele fala e eu o olho fingindo irritação.


- Adeus, Shawn Mendes com uma dessa eu nunca mais olho na sua cara. - falo virando as costas e ele gargalha me puxando pela cintura e me abraçando.


Eu sumo nos braços desse menino, sério. Mas é tão bom abraçar ele.


- Tô brincando, minha branquela! - ele fala me beijando na testa e eu sorrio


- Calvin, vamos. - falo o puxando pelo braço e ele para


- Eu vou de carro, oras! - ele fala correndo até a garagem dele e eu reviro os olhos, a sedentária não é só eu aqui.


Ele volta com um Porsche Panamera Turbo S, puta que me pariu, não tem condição.


- Que burguês safado! 


- Eu posso te dar um, você sabe. - me lança uma piscadela


- Não quero que me dê um carro. - falo revirando os olhos e pensando se eu realmente chegasse em casa com um carro, meu pai me mandaria devolver. Com toda certeza do mundo.


- O que posso te dar de presente então? Seu aniversário está chegando. - ele fala e eu penso em uma possibilidade, mas é um pensamento perverso. Então, descarto.


- Não sei, amigo. Realmente não sei.


****


Chegamos na escola, e eu desço do carro, Shawn passa os braços ao redor do meu pescoço e caminha comigo pelos corredores da escola


As garotas o olham com malícia e isto está me dando nos nervos, por isso não me controlo e acabo falando bosta:


- Que vadias. - era pra ser um pensamento, mas saiu meio alto.


- Tá com ciúmes, Hailey? - ele fala rindo e eu fecho a cara - Você sabe que eu só tenho olhos para você.


Reviro os olhos, e vou até meu armário, pego os livros que eu usarei hoje e vou até minha sala.


Por sorte, esse ano eu estudo a maioria dos horários com o Shawn, aí fica mais fácil de conversarmos e colocarmos o papo em dia.


O Shawn nem sempre foi popular assim, antes ele era um nerd gordinho que ninguém gostava, depois que ele decidiu mudar, as garotas ficam dando em cima dele.

Um bando de falsas

Entramos na sala e o professor de Matemática logo em seguida, reviro os olhos. Eu odeio essa aula, como se já não bastasse eu preciso de nota nele, espero que o Shawn me ajude com essa porra, se não eu dou uma porrada nele.


Porra e porrada, não combinou mas ok, não sou obrigada a nada, hoje eu estou estressada, ninguém merece aula de matemática a essa hora da manhã.


- Bom dia alunos, abram seus cadernos que passarei uma revisão avaliativa hoje, ela valerá três pontos para quem ficou de recuperação no bimestre passado. - ele fala e eu vibro, mas lembro que não sei nada sobre matemática.


Burra, burra, burra


- O exercício é para ser trazido amanhã, o destaquem e me entreguem assim que chegarem na sala. - olho para o Shawn, como se fosse um aviso: "Me ajuda ou você morre, caceta"


E ele já entende e me manda um "jóia", sorrio angelical e volto a escrever no caderno.


****


A última aula é de educação física, vou até o vestuário e coloco minha roupa dessa aula, que é composta por um short de pano colado na minha bunda e um top curto.

Não me sinto bem usando isso, mas é o que temos.


Vou até a quadra, e como sempre eu estou atrasada, o professor Thompson olha pra mim com uma sombrancelha arqueada antes de abrir aquela boca maravilhosa para dizer:


- O uniforme caiu bem em você, Srta.Baldwin. - ele fala me analisando e eu reprimo a vontade de revirar os olhos, respondo apenas:


- Obrigada. - olho para o Shawn, que me olha e balança a cabeça, em negação. 


Não entendo essa reação, mas antes que eu possa falar algo, ele se vira e vai jogar com seus ' novos amigos '


O resto da aula passa cansativo, eu odeio aula de educação física, só participo pra ganhar pontos mesmo.


Tomo um banho e visto minha roupa, pego minha mochila e vou atrás do Shawn, ver peitos e xanas pode ser a minha praia mas não é o momento certo


Corro até o vestuário masculino, e pergunto para o Ted, um garoto que é o mais novo amigo do MEU AMIGO:


- Viu o Shawn? - pergunto e ele nega, me respondendo apenas com um:


- Ele não está aqui. Acho que já foi embora. - Porra, como é que eu vou para casa?


Vou até o portão principal, e ele estava sentado no capô do carro dele. Um suspiro de alívio percorre o meu corpo, pois, não vou embora sozinha e vou conversar com ele sobre sua mudança de humor repentina na aula de educação física.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...