História Hudson Arts (Interativa) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Dançarinos, Hudson Arts, Interativa, Los Angeles, Musica, Musical
Visualizações 100
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoal, tudo bom? Essa é a minha primeira interativa, então, espero que vocês gostem. Eu fiz e refiz esse prólogo e por mais que eu esteja super ansiosa para começar a fanfic, eu quero fazer as coisas com calma. Essa é a primeira versão do prólogo. Até que a fanfic comece de verdade, somente este estará disponibilizado para vocês. Estarei escrevendo outro, e assim vocês poderão ver melhor como eu escrevo.

Estou trabalhando nessa fanfic a muito tempo e estou muito feliz por finalmente poder compartilhar com vocês!

Boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


— São cinco da manhã, já é hora de acordar!

Abro os olhos e pulo da cama com o susto, sentindo os meus olhos queimarem por conta da luz. Pisquei várias vezes para me acostumar com a claridade do quarto, e ao ver a minha mãe parada do lado do interruptor de luz, me deitei novamente na cama me cobrindo até a cabeça com o cobertor. 

— Rachel, não estou pra brincadeira, levante— ela falou, enquanto se aproximava sorrateiramente e puxava o cobertor. 

— Ei!— reclamei, sentindo a brisa gelada que vinha da janela semi-aberta do lado direito do quarto. 

— Se levante, mocinha. Já são cinco da manhã, temos que pegar o voo agora para Los Angeles. 

Revirei os olhos. Parte de mim estava contente por finalmente deixar a Noruega. Não que eu não gostasse da cidade onde estava, ou dos cidadãos perfeitos que ali viviam, mas o clima não me agradava. Ao contrário da maioria, eu não gosto do frio. Prefiro o dia ensolarado, o calor no sol na minha pele e a areia quentinha entre os meus dedos do pé. Esse era um dos motivos de estar feliz por ir a Los Angeles. Mas, uma parte de mim estava pouco empolgada com a viagem. A turnê já havia chegado ao fim, e eu achei que poderia descansar um pouco até voltar a trabalhar. Eu não podia estar mais cansada. 

— Não entendo por que temos que ir agora. Tenho certeza que havia outros horários— falei, bocejando logo depois.

Minha mãe se virou e começou a pegar algumas das minhas roupas jogadas pelo quarto do hotel. Seus cabelos cacheados balançavam enquanto ela abaixava para pegar as peças de roupas. Ela se virou novamente para mim e eu fiz a melhor cara de cansada que eu poderia fazer.

— Rachel, você sabe muito bem o porquê. O aeroporto tem que preparar tudo para que o nosso voo seja perfeito, sem que os seus fãs atrapalhem os nossos horários. Ainda por cima, nossa agenda está cheia hoje. Você tem um ensaio antes de ir para Hudson Arts. 

Me levantei da cama assim que ela fez um sinal para que o fizesse. Contrariar a minha mãe só faria ela começar um de seus discursos sobre o quanto eu desvalorizava tudo o que ela havia feito por mim, e eu já estava exausta o suficiente para isso. Caminhei na direção do banheiro e tomei o banho mais rápido de toda a minha vida. Logo comecei a me arrumar de acordo com o que mais me deixava confortável. Claro que com uma objeção de minha mãe a cada peça escolhida, mas mesmo assim, eu não me importava. A roupa que eu usava fora dos palcos felizmente não era definida por ela. 

Vesti uma calça jeans, um suéter de cashmere branco e uma jaqueta jeans por cima. Enrolei um cachecol preto em volta do meu pescoço e coloquei uma touca cinza na cabeça. Calcei um par de botas que estavam jogadas em um canto do quarto. Estava congelando do lado de fora. 

Em vinte minutos eu estava pronta, e por insistência de minha mãe, iria tomar café da manhã no avião. 

Ao sair do hotel, me deparei com paparazzis que saíram de seus carros desesperados com câmeras em mãos. Minha mãe instantaneamente me fez abaixar a cabeça, e os nossos seguranças fizeram um pequeno círculo em volta de nós. 

— Rachel, Rachel, sorria para a câmera— um dos paparazzi pediu, enquanto tentava equilibrar a câmera para que não caísse no chão.

Não levantei a minha cabeça. Continuei andando com dificuldade até o carro, já que eles praticamente não deixavam nós nos movermos um passo sem regredirmos dois. 

Quando entramos no carro, deixei um suspiro escapar pelos meus lábios. Basicamente, era sempre assim. Um sufoco para sair de qualquer estabelecimento. Minha mãe me diz que eu tenho que agradecer por não ser o tipo de artista que é esquecido em uma semana. Já se passaram dois anos e eu ainda não me acostumei com isso. 

— Não acredito que vieram dos Estados Unidos só para tirar algumas fotos minhas— falei, enquanto tirava meus fones de ouvido do bolso, começando uma batalha para conseguir desembaralhar aqueles fios. 

Eu agradecia toda a atenção que eles davam para mim, aliás, se não fosse por isso, a minha carreira não teria decolado. Mas ainda assim, às vezes eu me sentia desconfortável. Eu não conversava sobre isso com ninguém, pois a única pessoa que eu tinha, era a minha mãe, e eu não poderia sequer sonhar em dizer algo parecido perto dela. Às vezes, tudo isso é muito solitário. 

— Você ainda não entendeu? Você é uma estrela, Rachel, claro que eles vão vir de muito longe para tirar fotos— ela respondeu como se estivesse explicando para uma garotinha. 

Assenti e me virei para a janela. Seria uma longa viagem, e depois disso, dois anos estudando na Hudson Arts. Uma escola que iria ensinar tudo o que eu já sabia. Revirei os olhos. Aqueles seriam longos anos.

 


Notas Finais


— Obrigada por lerem! Espero que tenham gostado e que reservem alguém nos comentários. Aqui está o jornal para que vocês possam conhecer mais da fic.

https://fics.me/13011420

P.S: jornal finalizado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...