1. Spirit Fanfics >
  2. HuliJing: Divindade >
  3. Panku

História HuliJing: Divindade - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente mais um em.
Esse capítulo está um pouco confuso então vou lhes dar um resumo.
"Wei Ying acabará de descobrir seu o deus/deusa Panku, o criador de mundos, e entra em desespero pois não sabe a grandiosidade desse poder, mas ao saber que está esperando filhos de Lan Zhan esse peso diminuí."
Então é isso, eu sei que está meio confuso, me perdoem eu tive que pensar muito dessa parte.
🙇

Capítulo 8 - Panku


Fanfic / Fanfiction HuliJing: Divindade - Capítulo 8 - Panku

-Que mãe.

-Ele é a mãe do renascer.
-Ela não tinha desaparecido a muito tempo.
-Sim, quando ela criou os universo.
Ele observavam Wei Ying se aproximar, se transformando de volta.
-A-Yuan o que faz aqui fora.
-Papai estou melhor.
-Nada disso vamos, vou te passar energia.
Ele passou dando um beijo no pescoço de seu amado e pegou o menino e entraram para dentro.
-Como contamos para ele.
Lan Zhan não sabia como contar isso.
-Tenta falar com ele.
-Mnn.
Ele concorda e sai.
-Chyou, Xia.
"Sim mestre."
-Vocês estão bem.
"Sim."
-Chyou, o que aconteceu.
"Mestre, quando fui atacada, ele tentou cortar minha cabeça mas consegui fugir pela floresta."
XiChen arregalou os olhos.
-Deixa eu ver.
Ela se aproximou e mostrou o pescoço, nada de corte ou queimado.
-Ainda bem, Xia.
Ele olhou para ela que repousava no ombro de Chyou.
Ela vôo até seu braço, ele notou uma leve queimadura em sua asa direita.
-Ele te queimou com a chama infernal.
"Sim mas não chegou a carne, só pegou nas penas."
-Vamos entrar, ela pode acender novamente.
As duas acentem e entram, ele decide colocar mais uma camada de barreira.
-Como ele está.
-Melhor.
-E Wei WuXian.
WangJi olha para mais fundo na caverna triste.
-Você contou.
-Sim, ele está em desespero.
-Entendo, vai lá eu fico com A-Yuan.
Lan Zhan olha mais um pouco para Lan Yuan e saí.
______________⊂(◉‿◉)つ_______________
Alguns minutos antes de Lan XiChen entrar.
-Wei Ying.
O Lan mais novo entra logo atrás e encontra seu amado ao lado do filho mandando energia. Ele chega perto.
-Wei Ying.
-Sim.
-Precisamos conversar.
Wei olha para ele e levanta.
-É importante.
-Sim.
-Então vamos para o outro lado da caverna.
Ele o puxou até o canto da parede.
-O que foi.
-Wei Ying, não fique assustado e escute.
-Pode falar.
-Você já ouvi falar da deusa criadora Panku.
-Sim, mas não era masculino.
-O deus cósmico Panku não tem gênero ele ou ela são um só.
-Entendo, mas o que iria me deixar assustado.
-Então, o criador Panku depois de criar o mundo ele se foi mas ninguém sabe ao certo se morreu ou se ainda está vivo. Mas acabamos de descobrir uma coisa.
-O que.
-O criador reencarnou.
-Isso é bom né, mas em quem.
Lan WangJi ficou em silêncio por um tempo, olhando nos olhos de Wei Ying ele suspira.
-Em você, parece que ele escolheu a sua centelha divina para renascer.
-Você está brincando né.
-Eu não sou homem de mentiras e você sabe disso.
Ele estava inquieto, juntava as mãos e elas estava tremendo, de vez ou outra ele olhava para o Lan ou para a parede.
-Preciso pensar.
E saí caverna a dentro deixando WangJi sozinho.
O Lan volta até o filho quando seu irmão chega.
___________♡(˃͈ દ ˂͈ ༶ )___________________
Dentro da caverna Wei Ying não sabia o que pensar.
-Wei Ying.
-Lan Zhan isso.....isso.
-Eu sei, mas não se preocupe.
-E Nu Wa, Fu Xi, Shennong.
-Pelo que eu ouvi só Shennong foi visto Nu Wa e Fu Xi decidiram reencarnar.
-E eles conseguiram.
-Ainda não.
-Lan Zhan.
Quando WangJi chega perto dele, Wei se joga em seus braços.
Do nada ele passa mal e desmaia.
-Irmão.
WangJi grita em desespero pelo irmão que aparece imediatamente na caverna junto de A-Yuan.
-O que ouve.
-Ele desmaiou.
XiChen chega perto e analisa seu corpo, A-Yuan chega perto e põe a mão em sua cabeça.
-Nada de anormal.
Mas do nada uma luz forte sai de sua barriga.
-O que.
As imagens de Nu Wa e Fu Xi aparecem.
"Honorável deuses e guardiões, por favor protejam nossa mãe."
Os dois falam juntos. Todos na caverna veneram os dois.
-Sim.
Os dois dão um sorriso doce e somem.
-Então eles decidiram reencarnar junto de Panku.
-Acho que sim.
-Ai o que aconteceu.
-Wei Ying.
-Lan Zhan.....por que desmaiei.
-Vamos SiZhui eles precisam conversar.
Lan XiChen puxa o sobrinho para fora e sorri ao irmão.
-Wei Ying.
-Sim o que ouve.
-Você está grávido.
-O que, como assim não é muito cedo para sabermos.
-Não, você está grávido de Nu Wa e Fu Xi.
-O QUE.
-Sim, até nós ficamos surpresos.
Do nada Wei Ying começa a chorar.
-O que não gostou.
-Não é isso, eu amei.
-Então por que as lágrimas.
-Elas são lágrimas de felicidade, nós vamos ser pais novamente.
E se joga nos braços de seu amado novamente.
-Wei Ying não está assustado.
-Estou sim, nas não estou sozinho.
-Sim você não está.
Wei Ying o beijo de felicidade e desejo, finalmente não ficará mais sozinho e agora terá filhos.
-Vamos contar aos outros.
-Não vamos deixar só entre nós, não confio em ninguém para contar no momento.
-Entendo, mas como vamos sair dessa caverna.
-Não sei, ainda é perigoso lá fora.
Lan Zhan ajuda seu amado a levantar e os dois vão até XiChen e SiZhui.
-A-Yuan você vai ganhar irmãos mais novos.
-Papai.
-Estou bem, não está feliz.
-Estou, mas tenho um pouco de medo.
-Por que.
-Ser irmão mais velho dos primeiros deuses.
SiZhui treme só de pensar, Wei WuXian sorri.
-SiZhui eles podem ser deuses poderosos mais ainda são meus filhos e de Lan Zhan, portanto eles serão seus irmãos.
-Sim.
Wei Ying só para ele e o puxa para um abraço.
-E aí Lan XiChen está pronto para ser tio de duas divindades supremas.
-Não sei, mas estou ancioso.
WuXian sorri e puxa seu amado para um abraço também.
-Vem.
XiChen sorri e se junta a eles em um abraço em família.
Quando um barulho de estômago se faz presente, todos olham para o grávido que sorri nervoso se desfazendo do abraço.
-Acho que estamos com fome.
-Normal, o que quer comer.
-Hummm, frango frito, batida de frutas, morango com chocolate e milkshake de maracujá.
-Como vamos conseguiu tudo isso.
-Podemos sair.
-Ainda é perigoso lá fora.
-Não é não depois de ontem YanLuo não irá mais atacar. E também precisamos levar Jiang Cheng para casa.
-Como você sabe.
-Depois de ver meu poder, acho que ele deu uma sossegada.
-Você está dizendo que ele ficou com medo.
-Mais ou menos isso.
Todos se olham e suspiram, Lan WangJi junta as coisas e pega seu amado pela mão.
XiChen olha para SiZhui que já estava bem melhor, e pega o inconsciente Jiang Cheng.
-Xia vá pelo alto e veja tudo.
"Sim mestre."
Ela se materializa e voa.
-Que linda.
-Ela é a minha visão, guardiã noturna.
-Por falar nisso aonde está o seu outro guardião.
Wei Ying olha para seu amado que estava seguindo ao seu lado.
-Eu não gosto muito de usá-lo.
-Por que.
-Ele é muito forte.
-Então me fala como ele é.
-Você se lembra do lago gélido no Recanto das Nuvens.
-Sim lembro.
-O lago tinha um espírito poderoso.
-E que espírito é esse.
-Dragão nevasca, ele que purifica a água da nascente e a transmitia em energia para meditar.
-Entendo.
-Papai, você também não tem outro não é.
-Na verdade eu tenho sim.
-E qual é.
Wei Ying para se soltando de WangJi, ele olha para todos e suspira.
-Wen Ning.
Ele chama seu guardião.
-Desculpe por esconder isso.
Ele fecha os olhos e chama.
-Apareça Wen Qing minha guardiã da cura.
Uma fumaça branca sai do peito de Wei Ying e se materializa ao seu lado sua forma era linda, sim era Wen Qing mas suas vestes era em vermelho e laranja, ela tinha ramos de erva doce nos cabelos que estavam amarados em meio rabo de cavalo, seus olhos em um laranja vivo e seus lábios em um tom vermelho.
-A-Jie.
-A-Ning.
Ela anda até ele e o abraça.
-Mas como, ela não foi queimada e sua alma quebra.
XiChen estava perplexo.
-No dia do circo eu consegui achar sua alma e a salvei, parece que quando me tornei uma divindade ela se agarrou a mim e me pediu para fazê-la minha guardiã e a deixei dormindo.
-Entendo.
Lan Zhan olhava para os dois ainda abraçados.
-Vamos para um restaurante.
XiChen foi na frente com SiZhui, os dois guardiões se recolheram, WangJi os segui junto de Wei Ying
Primeiro eles foram para a residência dos Jiang e deixaram ele em seu quarto até por que uma noite de sono e ele já estará novo em folha.
Quando chegaram no restaurante Wei Ying pediu aquilo que desejava e SiZhui pediu proteínas enquanto os irmãos só um sopa.
-E a empresa.
Wei Ying estava aproveitando cada prato.
-Está tudo bem Xiao XingChen é o vice junto de Song Lan são de confiança.
-Entendo.
-Wei Ying.
-Hum.
-No passado Xiao XingChen foi discípulo de BaoShan SanRen.
-Grã-Mestra.
-Sim, ele morreu tragicamente no passado e sua alma foi quebrada e só agora ele conseguiu reencarnar.
-Entendo.
-Quer conhecê-lo.
-Acho melhor não.
-Por que.
-Não sei.
-Song Lan também foi um grande cultivador no passado, ele tem memórias do passado e até hoje cuida dele e da filha adotada dele.
-Eles estão juntos.
-Sim.
Wei Ying suspira de alívio. Ele olha para a comida e balança a cabeça.
-Estou sem fome.
Ele estava na metade do frango frito.
-Está bem.
-Sim, só memórias do passado.
WuXian lhe dá um sorriso triste e se levanta.
-Me leva para o banheiro.
-Mnn.
Os dois se vão deixando SiZhui e XiChen para trás.
-O que ouve.
Já no banheiro Lan Zhan vê seu amado tremendo se apoiando na pia.
-Quando fomos levar Jiang Cheng para casa na janela do primeiro andar eu vi Shijie com seu filho nos braços e me lembrei......
WangJi vem por trás e o abraça beijando seu pescoço.
-Shiii aqui não foi sua culpa.
Wei Ying se vira para ele com os olhos em lágrimas e o abraça.
-Foi, se eu não tivesse perdido o controle, se eu tivesse te escutado.
-Você não perdeu o controle.
-Como.....
O Lan o abraça mais forte.
-No dia do circo você não teve culpa.


Notas Finais


Até a próxima.
Byeby.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...