História HUMA: Entre o bem e o mal - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Tags Audrey, Carlos, Cj Hook, Evie, Gil, Harriet Hook, Harry Hook, Haruma, Huma, Jay, Lonnie, Mal, Uma
Visualizações 117
Palavras 619
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Magia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 36 - Treinos e o casamento


A Fada Madrinha reuniu novamente Mal, Evie, Uma, Jane e Bebel na floresta... 

TERRA: Evie era a melhor das 5. Com certeza a mais concentrada, ela já conseguia fazer terra firme virar areia movediça, já fazia uma semente crescer e ficar do tamanho de uma árvore em questão de segundos 

AR: Bebel estava cada vez melhor no seu domínio. Ela já conseguia fazer ventar sem sufocar ninguém, e já conseguia fazer com que o seu vento a levitasse, mas só quando estava com raiva. Jane ainda tinha um pouco de dificuldade, o que tornava tudo pior quando era comparada a Bebel. 

FOGO: Mal vinha se preparando bastante, e depois que a Fada Madrinha pediu, ela começou a treinar a transformação em dragão de forma espontânea. 

ÁGUA: Por mais que Uma estivesse sempre nos treinos, ela ainda estava fraca se comparada às outras. Ela conseguia fazer seus mini tsunamis, mas não conseguia se transformar em polvo (as vezes nem com o pingente. Sem ele, ela nunca conseguiu).

Voltando de lá as garotas conversavam...

- Não adianta, não consigo! - disse a filha de Úrsula. 

- Você nem está tentando! - respondeu Mal. 

- Uma, eu sei que você brigou com a sua mãe, mas parece que você ainda está dividida... Tem certeza do lado que escolheu? - questionou Evie. 

- Você acha que existe alguma possibilidade de eu voltar pra Ilha? - falou Uma sem paciência. Essa frase deixou bem claro que ela não estava do lado porque quis, estava apenas contra a sua péssima mãe.

- Olha só, os meninos estão brigando outra vez! - comentou Bebel apontando para o campo onde eles estavam. 

Jay e Harry ensinavam os jovens auradonianos a lutar, mas as vezes haviam algumas divergências: Jay queria formar guerreiros, Harry queria formar assassinos. 

- ISSO AQUI NÃO É UM MATADOURO! - gritou Jay. 

- SE NÓS NÃO MATARMOS NÓS MORREMOS! - respondeu Harry. 

- Chega! - disse Evie separando os dois. - Desse jeito vocês vão se matar! 

- Deixem isso pros nosso inimigos fazerem, ok? - falou Mal com sarcasmo. 

- Vamos embora daqui Harry. - falou Uma tirando-o de lá. Ele estava com um olho roxo, e ela nem reparou que Chad também estava. - O que houve? - perguntou a garota se sentando na arquibancada com ele. 

- O idiota do Chad que acha que sabe mais do que eu! - disse Harry tremendo de ódio. Ele estava realmente revoltado. - Eu to falando sério, Uma. Eu estou farto desses príncipes, se o Chad vier falar comigo daquela forma de novo, eu juro que vou furar a garganta dele com o meu gancho e... 

Uma nem continuou ouvindo as ameaças de Harry. Ela estava realmente sentida pelo que ele disse.

- Harry... você não tem mais gancho. - disse ela com o coração na mão. Diante daquela frase o olhar dele se esvaziou. Harry parecia meio perdido.

- Eu sei. - respondeu. - eu vou na enfermaria pra dar um jeito nesse olho...

- Eu vou com você! - ela se ofereceu. 

- Uma. Me deixa sozinho. - respondeu o garoto indo embora.

Um pouco mais tarde, Mal foi pro quarto, tomou um banho e foi encontrar Ben no jardim. 

- Que mistério todo é esse? Fiquei até preocupada! - disse a garota. 

- A gente está indo pra uma guerra e eu não sei se estamos fazendo o certo, não sei  vamos voltar vivos, não sei nada. Só sei que eu amo você... Mal, você quer casar comigo? - perguntou ele se ajoelhando e pegando um anel. Por mais que ela tivesse ficado surpresa, a resposta obviamente foi sim. Eles se encaminharam até a Fada Madrinha, que os casou em segredo.


Notas Finais


Esse capítulo ficou pequeno, mas eu vou compensar no próximo, que vai ser hot DUPLO! (tomara que dê certo!)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...