História Human angel - Capítulo 7


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Anjo, Bts, Ficção, Jikook, Jimin, Jungkook, Kpop, Misticismo
Visualizações 58
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ai meu deus, postei e sai correndo, esse capítulo tá muito polêmico, mas n superou minhas expectativas, no próximo vai ter mais acontecimentos!
Boa leitura anjos💖

Capítulo 7 - Capítulo VII - Felicidade


Fanfic / Fanfiction Human angel - Capítulo 7 - Capítulo VII - Felicidade

{Quebra de Tempo};
Acordei com a campainha tocando freneticamente.
Me levantei lavando o rosto e escovei meus dentes.
Coloquei um roupão por cima do pijama.
A campainha continuava a tocar.
– JÁ VAI! – abri a porta e vi Jeon me olhar sério.
– Precisamos conversar. 
Ele entrou na casa me puxando pelo braço.
Jeon me jogou no sofá.
– Precisa disso? Chega com calma...
– Park Jimin, eu não quero ver você mais no mesmo ambiente que aquele cara! Você não tem noção da gravidade que foi o que ele fez com você. – ele diz isso andando de um lado para o outro.– Eu te amo Jimin, te amo demais, mas esse cara vem e... estraga a merda toda! E eu não tenho confiança em mim mesmo, tenho minhas inseguranças e isso vai e arruina todas as minhas chances de ser feliz pelo menos uma única vez.
– Jeongguk... – pego na mão dele o parando.– Me desculpe, eu não sei bem como funciona essas coisa e o porquê de você ficar tão abalado, me desculpe Jeon... Acredita no que eu falo, eu só tenho olhos pra você, eu te amo, de verdade, eu me entreguei a isso de corpo e alma. 
– Não foi bem isso que você provou sentir ontem quando você também se entregou para o Taemin.
– Jungkook, quando eu fiz aquilo ontem eu pensava em você a cada segundo, e em como meu corpo reagia à aquele tipo de coisa porque quando você fez em mim, eu senti meu corpo quente, meu coração acelerado, minhas mãos suavam e o meu... – fiz uma pausa – PAU! Ele ficou duro! – deixei que tudo que eu guardava saísse pela minha boca.– Você acha que é fácil pra mim essas coisas? Eu não sei o que é amar de verdade, não sei o que é essa coisa de sexo, porque você é meu primeiro e verdadeiro amor! – disse em um tom alto.
Me levantei pegando as mãos dele.
– Jimin... – ele disse com a voz embargada – você é a causa da minha confusão mental, das minhas noites mal dormidas, da minha euforia. Eu te amo, Jimin, te amo muito. Eu não quero te perder pra outro. Você sabe, sabe que eu tenho medo de te perder.
– Você nunca vai me perder Jungkook porque eu me entreguei pra você, você já tem a mim. – eu puxei ele pra meus braços o envolvendo em um abraço que foi retribuído quase que imediatamente.
– Fecha aquela porta agora Jimin. – Eu fechei a porta e ele me pegou no colo me girando.–  Não quero que você fuja dos meus braços, você é muito precioso para esse mundo de maldades. Eu prometo estar aqui pra te proteger de todo o mal, prometo mudar sua vida para melhor, porque eu te amo.
– Eu te amo muito Jungkook! – peguei em seu rosto com minhas mãos e dei um beijo nele.
Apoiei minha cabeça na curva do seu pescoço sentindo seu leve perfume.
Ele me soltou de seu colo.
E olhou fundo em meus olhos e eu me perdi naquela imensidão negra que eram seus olhos.
Senti seu toque em minha nuca e sua boca se encontrar com a minha.
Me separei do beijo depois de um tempo.
– Me deixe sentir novamente aquela sensação, com você é especial...
Ele assentiu e me beijou novamente.
A partir daqueles primeiros segundos eu me senti seguro estando em seus braços, era tão inexplicável a sensação que eu tinha.
E de uma forma peculiar mas ainda assim mágica o moreno fazia que cada segundo durasse uma eternidade.
Seus toques que arrepiavam meu corpo e arrancavam de mim arfadas deixavam tudo mais interessante. 
Com o tempos as coisas passaram a ficar mais quentes e meu corpo já reagia de formas estranhas, eu suava e as batidas do meu coração estavam mais fortes e aceleradas que o normal.
Jungkook me levou para o quarto me segurando em seus braços.
Com calma Jeon me pôs na cama beijando meu pescoço.
– Eu te amo tanto Jimin. – ele disse olhando em meus olhos e acariciando meu cabelo.
– Eu também. 
Resolvi tomar a iniciativa dessa vez e o deitei ficando por cima dele.
– Você quer fazer isso mesmo Jimin? 
– Quero, e você tem o direito de se manter calado. – Brinquei e me movi no colo dele e pude ouvir o menor soltar um som estranho da boca.
Eu queria causar a ele o mesmo prazer que Taemin havia me dado.
E então eu desci para o meio de suas pernas.
Tirei sua calça junto a sua cueca e vi seu membro saltar para fora.
Eu me assustei de início, mas o segurei com as minhas duas mãos fazendo movimentos de vai e vem.
– Jimin... ah...
Me aproximei de seu membro e olhei uma última vez para os olhos do moreno antes de colocá-lo em minha boca.
Comecei chupando de forma desengonçada como se fosse um pirulito e aos poucos fui introduzindo mais em minha boca.
– A-ah... Ji-Jimin... isso tá tão bom. – olhei sorrindo para Jeongguk que esboçava uma expressão de prazer.
– Você quer que eu vá rápido ou devagar?
– Rápido... – ele pegou em meu cabelo o acariciando enquanto eu movimentava minha cabeça.
Aquilo era bom, seu gosto era bom.
– Eu vou... Ahh... – sinto minha boca ser preenchida por um líquido com gosto salgado.
Era quente e cremoso.
– O que é isso? – abri minha boca pra Jungkook que estava ofegante.
– É... esperma. – ele tombou a cabeça pra trás respirando fundo.
– Tem gosto bom. – vesti Jeon.
Engoli o líquido e subi até a altura de seu rosto e o beijei lentamente.
– Deixa eu te dar o mesmo prazer que você me deu... – ele me deitou e fez uma trilha de beijos até o meu short e o desceu me olhando com uma expressão sensual.
Fechei meu olhinhos assim que sua mão gelada veio em encontro com minha intimidade.
Seus movimentos em poucos segundos se tornaram frenéticos me fazendo dar arfadas e soltar sons pela boca.
– Hum.. Jeongguk-ah...
Sua língua veio em encontro com meu pênis começando a lentamente o chupar.
Enquanto isso ele acariciava minha coxa.
– Ggukie... – eu sentia meu corpo se esquentar e meu rosto se corar.
Após algum tempo eu me desfiz na boca do mais novo e me vi ofegante após aquilo.
Meu coração batia forte por Jungkook e aquilo me fazia bem.
Nos deitamos abraçados na cama, os braços fortes de Jeon eram cuidadosos e me davam firmeza ao mesmo tempo.
Eu me sentia bem estando ao seu lado.
{Quebra de Tempo};
– O que aconteceu Jimin?
– Eu conversei com o Jungkook ontem, ele me disse que você me usou e abusou de mim. E eu não devo ficar mais perto de você.
– Você tá vendo isso Jimin? Ele está fazendo sua cabeça. – Taemin diz.– Você vai desfazer sua amizade comigo por causa dele?
– Eu não estou so desfazendo a nossa amizade, eu estou pedindo demissão. – disse não olhando diretamente em seus olhos.
– O quê? Jimin não faz isso por favor, você vai deixar o trabalho a essa altura do campeonato? Jimin, eu tenho um carinho muito grande por você, não vai embora assim, eu te imploro.
– Eu vou pensar mais um pouco nisso...
– Pensa direito por favor. Eu não quero que você vá... – ele se aproximou de mim e eu dei um passo para trás.
– Eu vou fazer o que for o certo, adeus Taemin.
Sai da cafeteria e fui para a pensão, afinal hoje teria um almoço lá, e o Jungkook disse que seus amigos estavam com saudades de mim.
Acho que agora vai ser tudo diferente.
Eu espero que esse novo recomeço as coisas deem certo. 
(...)
– Jimin! Finalmente você veio! O Jin hyung fez muitas comidas pra te receber pela primeira vez aqui. – Tae diz com o seu sorriso quadrado que me fazia sorrir.
– Garanto que quando você sair daqui vai ansiar por mais comidas do Jin, ele cozinha muito bem. – Hobi diz com o braço sobre o meu ombro.
– Eu tenho certeza que sim. – digo olhando pra vasta mesa de comidas.
– Se eu fosse você não elogiava tanto ele.  Depois não reclamem quando ele começar a se achar. – Yoongi diz, e Tae e Hobi riem.
Jin volta com o avental de cozinha colocando o restante das comidas na mesa com a ajuda de Jeongguk — ele estava muito bonito hoje e eu sorria feito bobo quando o via —  e de Nam.
– Mais comidinhas! – Jin fala animado.
– Hyung, eu vou sair gordinho daqui hoje. – digo sorrindo de forma fofa.
– Mas você não vai se arrepender, vai comer a comida mais gostosa do mundo feita pelo mais bonito do mundo. 
Eu, Yoongi, Tae e Hobi nos entreolhamos e demos uma risadinha baixa.
(...)
O resto da tarde se passou assim, leve, alegre, cheia de risadas e assuntos descontraídos.
Os meninos eram legais e eu estava me apegando a eles.
Talvez a ideia de que eu deveria passar uma vida solitária não fosse a melhor das ideias, a vida fica bem melhor quando temos pessoas que gostamos ao nosso redor.
E agora eu sabia o verdadeiro significado da felicidade.

 


Notas Finais


Beijos anjos💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...