História Hun For A Week - Capítulo 6


Escrita por: e Kim88

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Harem, Non!au, Ot12, Pwp, Sehunvsexo, Threesome, Total Flex
Visualizações 629
Palavras 3.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Harem, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


quem é que vai ser morta por ter dito que voltaria logo e ter voltado quase um mês depois? dica: não é a Márcia -qqq'
ME PERDOEEEEEEEEEEEEEM argh
mas tem uma palavrinha maldita de quatro letras culpada por esse atraso
exatamente, uma prova longuíssima com uma redaçãozinha de brinde
obrigado pela paciência, espero que gostem dessa segunda parte como eu gostei do resultado e de escrevê-la
pra quem é vestibulando, que vocês tenham ido bem na primeira parte do ENEM e sejam melhores ainda na segunda <3
enfim, sem enrolação (bah, vocês nem mesmo lêem isso aqui -q) e boa leitura szszsz

Capítulo 6 - Horny - Parte II


O corpo amorenado estava perceptivelmente febril.

A pele orvalhada de suor chamava atenção mesmo que todo o conjunto fizesse esse pequeno detalhe parecer banal.

O ângulo que Jongin tirara a foto era um verdadeiro pecado; um pecado que tirou tanto Chanyeol quanto SeHun do estado normal.

Seu corpo, esparramado na cama, estava completamente nu e suas pernas deliciosamente abertas. A foto, tirada de baixo pra cima com aparente dificuldade, mostrava seu membro duro e molhado melecando seu abdômen suado. Ao longe podia-se ver sua visível expressão de prazer enquanto a mão que não segurava o celular afundava o plug transparente em seu interior com fulgor.

As pernas de SeHun tremeram e seu baixo ventre pulsou, seu olhar encontrando o do maior instantaneamente.

Suas peças de baixo - antes esquecidas em qualquer canto quando fora despido pelo mais velho - foram jogadas em seu colo assim que Chanyeol as encontrou pela cama, SeHun nem mesmo terminando de se ajeitar quando já se encaminhavam para o quarto de Jongin, andando com rapidez pelo longo corredor.

Ele se encontrava na exata posição que disse que estaria na conversa de pouco tempo atrás.

Suas pernas tremiam enquanto mantinham seu quadril levantado ao passo que seus gemidos eram abafados contra o travesseiro no qual seu rosto estava deitado.

O plug era investido contra sua entrada e sua outra mão acariciava com vontade a glande molhada de seu pau.

Um gemido pôde ser perfeitamente ouvido vindo de Chanyeol quando este fechou a porta e viu quando Jongin rebolou contra sua própria mão, sua entrada se contraindo e engolindo o objeto fálico de uma maneira fodidamente excitante para ambos os espectadores.

Ao ouvir a voz grossa conhecida o moreno soltou seu pau e retirou o plug de si lentamente, logo usando suas mãos recentemente livres para apoiar-se de quatro. Suas pernas se separaram ainda mais que antes, como num implorar mudo por atenção - mesmo que esta já fosse totalmente sua.

O maknae só acordou de seu transe quando o mais alto pegou-lhe pelo braço, andando consigo até a beirada da cama.

Engolindo em seco, apenas deixou-se levar quando o mais velho lhe fez ajoelhar sobre o colchão e ir para mais perto de Jongin. O moreno gemeu manhoso assim que o membro coberto de SeHun foi pressionado em sua bunda, efeito de Chanyeol ter encostado-se contra o maknae impulsionando-o para frente.

Num movimento lento Chanyeol esfregou seu membro no vão entre as nádegas de SeHun, fazendo-o jogar a cabeça pra trás em deleite quando o dele foi deliciosamente pressionado na bunda nua de Jongin. Duas partes erógenas de seu corpo sendo tão bem estimuladas, o pau do mais velho roçando em si sem parar enquanto o seu próprio era automaticamente esfregado no moreno à sua frente.

A boca do maior encontrou seu pescoço e lhe dedicou diversos beijos enquanto a camisa incômoda era tirada de seu corpo sem pressa. Assim que seu tronco estava livre, as mãos de Chanyeol guiaram as suas para o corpo de Jongin, agarrando a carne das coxas roliças enquanto puxavam-o com pressão para trás, guiando-o num mover lento de quadris contra o maknae.

O mais novo fechou os olhos e apenas escutou os ofegos baixos de Jongin evoluírem para gemidos enquanto sentia a respiração em sua nuca se intensificar, sinal claro que o maior estava claramente próximo de perder seu controle. As mãos que antes seguravam as do maknae contra o corpo do moreno agora se encaminharam para a barra de sua bermuda, invadindo-a e tirando seu membro de dentro da cueca apertada.

SeHun gemeu instantaneamente, seu pau pulsando e melecando os dedos longos de Chanyeol.

O mais velho gemeu em deleite assim que bombeou o membro alheio e sentiu SeHun esfregando-se contra seu corpo, a bunda farta massageando sua intimidade coberta. Foi a vez de Jongin gemer quando o pau do maknae foi esfregado em sua entrada enquanto Chanyeol continuava a masturbar o membro necessitado lentamente, ameaçando invadir o moreno tanto para provocá-lo quanto para acariciar a glande sensível do mais novo.

SeHun agarrou o cabelo do maior e passou a gemer com manha quando seu membro começou a adentrar lentamente a cavidade já preparada do menor à sua frente. Chanyeol não parara de masturbá-lo e controlava totalmente a velocidade que Jongin era invadido, tirando ambos os mais novos do sério. Seu pau doía cada vez que SeHun rebolava para se encaixar melhor na entrada do moreno, inevitavelmente massageando-o com o vão de sua bunda quando o maior se movia e se encaixava cada vez mais no local ainda coberto.

Esperou SeHun estar por completo no interior de Jongin para deixar de guiá-los e levar suas mãos para as últimas peças de roupa do maknae, descendo-as e deixando o outro totalmente exposto sob seu olhar enquanto este começava a se mover lentamente contra Jongin. As mãos do maknae se apossaram da bunda virada para si com devoção, marcando aquele local ao puxar o moreno contra sua pélvis mesmo que apenas seus movimentos já fossem suficientes para ir fundo no menor.

Chanyeol assistia tudo com atenção enquanto tirava sua roupa sem pressa, apenas ouvindo os gemidos tomarem mais força e o som do choque dos corpos se tornar mais alto e molhado. As mãos do maknae agora marcavam toda a pele ao seu alcance, explorando o corpo do moreno e estimulando-o em vários pontos diferentes. Jongin já se derretia nas mãos alheias, se contorcendo e perdendo as forças com o mínimo toque mais forte e desejoso do maknae. As vozes se intensificavam a cada estocada, os corpos suados mostrando quanto aquilo deveria estar maravilhoso para ambos.

O mais velho aproveitou quando SeHun se debruçou contra o corpo alheio para encaminhar seus dedos para a pele alva praticamente intocada. Enquanto SeHun deixava selos pelas costas do moreno e tomava o pau negligenciado em mãos, Chanyeol reparou melhor nas poucas marcas deixadas pelos outros membros no corpo alvo. Os pequenos roxos e arranhões eram excitantes e tocar o corpo levemente molhado fizeram leves arrepios correrem por seu corpo. Sem demora apossou-se das nádegas fartas do maknae, apertando-as com vontade enquanto sentia o outro já se empinar em sua direção. As reboladas que SeHun dava em suas estocadas exibiam sua entradinha convidativa, fazendo o maior morder o lábio com força para se conter.

O maknae implorava em silêncio para que Chanyeol cumprisse o que lhe dissera mais cedo, gemendo longamente em satisfação quando sentiu algo molhado escorregando pelo vão de sua bunda.

A língua de Chanyeol deslizou por aquele local com ainda mais vontade quando as investidas do maknae se tornaram extremamente lentas para que continuasse sua carícia íntima. Seus dedos separaram ainda mais as nádegas alheias ao passo que seu músculo molhado trabalhava com vontade naquele local. Ameaçava invadí-lo com a língua diversas vezes apenas para sentí-lo rebolar em sua boca enquanto se forçava para trás sem pudor algum.

Uma de suas trêmulas mãos tateou sua bunda até encontrar a de Chanyeol, unindo dois de seus dedos e enfiando-os em si próprio sem nenhum aviso prévio. Seu gemido foi alto mesmo que sua boca estivesse ocupada em chupar a pele sensível do pescoço de Jongin. Chanyeol ofegou apenas com a sensação de ter seus dedos pressionados pelas paredes do maknae, o pau pulsando antecipadamente ao imaginar-se sendo engolido por aquele local.

Preparou o outro com falsa calma enquanto massageava uma das nádegas expostas com pressão, vendo a pele branquinha assumir um tom avermelhado gradativamente. As estocadas de SeHun - apesar de torturantemente lentas para Jongin - o ajudavam a prepará-lo, Chanyeol só esperando até que a cavidade que o expulsava se acostumasse e o recebesse com mais vontade para seus dedos abandonarem aquele local. Posicionando-se sem pressa na entrada recém preparada, o maior sorria enquanto ouvia os resmungos de Jongin para que fosse logo. SeHun não estava muito diferente, espremendo a pele do moreno em seus dedos em ansiedade para ser preenchido enquanto se remexia para trás, pedindo em silêncio para que o maior fosse logo.

Sem demora, o mais velho apenas espalhou um pouco de seu pré gozo por seu pau antes de esfregar a glande melecada no mais novo, ouvindo-o ofegar. A entrada rosada piscava extremamente necessitada, espremendo Chanyeol por inteiro enquanto adentrava a cavidade quente e molhada. Um gemido longo e aliviado lhe escapou, seu cenho se franzindo em tesão quando enfim sentiu-se abrigado no interior alheio.

O maior esperaria até que SeHun supostamente se acostumasse, mas foi um movimento de estocada do próprio que fez seu pau sair e entrar de dentro dele. Jongin ainda resmungava e seus muxoxos apenas cessaram quando sua boca passou a gemer novamente, o membro de SeHun voltando a foder sua bunda e lhe tirando os motivos de insatisfação.

O fato é que era simplesmente impossível para o maknae sentir alguma coisa senão prazer quando o pau em sua entrada estava tão gostoso e o seu próprio era espremido sem piedade alguma por Jongin. O mais novo beirou a loucura quando, segurando os quadris de Jongin, Chanyeol ritmou os movimentos dos três, indo extremamente fundo em si ao passo que o moreno sob seu corpo tivesse seu interior quase surrado de tão profundamente que era estocado.

A mão trêmula do mais novo voltou a massagear o membro do moreno assim que este deixou a parte da frente de seu tronco cair sem força alguma sobre os travesseiros mais uma vez, sua posição fazendo com que tudo ficasse - se possível - ainda mais excitante para os outros dois ali. Foi com um gemido rouco que Chanyeol assistiu o maknae se debruçar o máximo que podia, deixando-se completamente exposto e à sua mercê enquanto passava a intensificar as estocadas em Jongin.

Foi sem demora que os dedos possessivos de Chanyeol agarraram os fios alheios e puxaram sua cabeça para cima, deixando-o com nenhuma outra opção senão soltar seus gemidos sem freio algum, sua garganta já maltratada ardendo levemente por isso.

Seu pau era espremido com força por Jongin - que incontrolavelmente se contraía toda vez que tinha a próstata massageada - ao passo que Chanyeol o estocava fundo, gostoso e com vontade. Os gemidos do moreno aumentavam deliciosamente a cada vaivém e a voz arrastada, manhosa e enrouquecida fazia seu baixo ventre doer de tanto tesão que sentia. O maior também não ficava muito atrás; sua voz grossa fazia cada pelo de SeHun se eriçar quando seus gemidos longos e necessitados ecoavam pelo quarto abafado e extremamente quente.

Os corpos estavam totalmente molhados, todos sentindo o ápice se aproximar. SeHun já tinha suas pernas a tremerem em espasmos, Jongin sentia seu líquido se acumulando para poder ser liberado ao passo que Chanyeol se segurava ao máximo para não derramar-se tão rápido.

Tudo foi momentânea e inexplicavelmente interrompido quando o maknae retirou-se de Jongin e se libertou de Chanyeol. Confusos e fracos, os dois apenas se ajeitaram para encarar-lhe com curiosidade e esperaram uma resposta, esta que não tardou a vir acompanhada de um sorriso de canto nada casto.

- Eu também quero você de presente, Yeol...

Falou arrastado, vendo de relance Jongin morder o lábio com um sorriso pequeno, depois de um longo silêncio, antes que este tomasse a primeira atitude.

O moreno engatinhou até o mais alto sem desviar os olhos dos de Chanyeol, puxando-o para o colchão enquanto tomava-lhe a boca num beijo lento. O mais alto não relutou e foi com desejo que SeHun tocou a tez deste, acariciando-o por toda parte enquanto depositava beijos por seu corpo firme e molhado. Seu membro pulsou visivelmente quando os selos do maknae alcançaram seu baixo ventre e foi com um gemido baixo que Chanyeol deixou suas pernas serem separadas.

Era difícil para o maknae desviar os olhos dos outros dois quando Kai tinha sua bunda empinada para cima e o beijo de ambos parecia tão gostoso. Chanyeol segurava-o pelos fios molhados enquanto sua mão apertava a nádega roliça, os dois ofegando constantemente durante o ósculo inacabável.

Mordendo o lábio em repreensão o maknae voltou-se para o que fazia, sorrindo de canto a cada espasmo vindo de Chanyeol quando beijava-o na virilha ou no interior das coxas. Quando abrigou, sem qualquer pré aviso, os testículos alheios em sua boca quente, sentiu o corpo esguio se retesar completamente antes de tremer contra si. O gemido dessa vez foi sonoro, o quadril alheio se remexendo incontrolável a cada sugada fraquinha que dava no local absurdamente sensível. O beijo dos dois tomava um ritmo mais selvagem ao passo que SeHun agora se dedicava ao períneo do maior, lambendo o local lenta e longamente até chegar com seu músculo molhado à entrada exposta, refazendo esse caminho diversas vezes.

Dessa vez Chanyeol se desvencilhou da boca do moreno e gemeu arrastado, suas costas arqueando em total prazer. SeHun ofegou junto, aquilo se mostrando extremamente excitante para si também. Distraído com as reações do maior, SeHun nem mesmo reparou quando Jongin deu a volta em si e se pôs às suas costas. Apenas sentiu sua presença quando as mãos ferveram em seu quadril e seu hálito fez os pelinhos de sua nuca arrepiarem.

- Eu também vou te dar meu presente, SeHun-ah. - A voz do menor ditou enquanto os dígitos quentes passeavam por seu abdômen até tocarem seu membro numa massagem lenta - Olhe ali. - Disse, fazendo um sinal de cabeça para um ponto não muito longe sobre a cama. SeHun fitou o plug sob o olhar de Jongin - Sabe o que fazer. - Concluiu, rindo baixinho.

E Jongin não poderia ter tido uma ideia melhor. Chanyeol ainda estava distraído segurando o lençol entre os dedos enquanto relaxava gradativamente, nem mesmo acompanhando o que acabara de acontecer.

Foi Jongin mesmo quem se esticou e pegou o plug enquanto o maknae voltava a dar atenção ao corpo frente ao seu, ocupando-se em voltar a estimulá-lo o máximo possível. Quando já tinha o objeto consigo, colocou-se sobre joelhos e mãos e fitou o mais velho nos olhos, vendo o desejo alheio queimando sua pele enquanto sentia Jongin se apossar do papel que antes o maior desempenhava. Foi com um ofego repentino que sentiu o membro do moreno invadindo-lhe sem aviso, sua boca abrindo em deleite ao sentir Jongin deslizar para dentro de si enquanto mantinha o contato visual com Chanyeol.

O maior parecia imensamente dividido entre observar suas expressões de prazer e o que o moreno fazia consigo, a boca carnuda sendo torturada ao passo que o mais alto tentava controlar o tesão e observar as duas cenas ao mesmo tempo.

O maknae esperou os olhos alheios voltarem a lhe encarar para levar o objeto transparente em sua mão para seus lábios, encostando-o e esfregando-o no local rosado e maltratado despudoradamente antes de sua boca se abrir para receber o plug ali dentro. Chanyeol ofegou só com a imagem, sua mão bombeando o próprio membro com lentidão assim que os gemidos de SeHun começaram a ecoar abafados pelo objeto entre seus lábios.

Jongin não poupava o mais novo e o fodia com força apesar da calma em suas investidas, sempre lentas e ritmadas, porém SeHun já estava muito sensível e seria impossível controlar suas reações de prazer. Sua boca abrigava o máximo que podia do objeto médio que segurava enquanto seus sons maravilhosos eram abafados sensualmente pelo mesmo, deixando Chanyeol ainda mais excitado com a cena fodidamente erótica à sua frente.

Foi com um estalo molhado que soltou o plug e sorriu para o maior, tentando ficar o mais imóvel possível - com Jongin movendo-se ininterruptamente em si - enquanto abaixava seu tronco e tomava o membro necessitado de Chanyeol entre os lábios.

O mais velho gemeu longamente quando sua língua tocou a glande inchada, seu notável prazer deixando tanto SeHun quanto Jongin ainda mais excitados.

A língua do menor percorreu caminhos incertos pelo falo alheio diversas vezes, brincando demoradamente com a cabecinha melecada antes de sugá-lo de fato, abrigando-o por completo na boca apenas quando as nádegas do maior já estavam bem separadas e sua entrada piscando, chamativa.

Um gemido mudo pode ser ouvido vindo de Chanyeol quando o objeto transparente e úmido tocou em sua entrada, girando ali algumas poucas vezes antes de começar a ser empurrado para seu interior vagarosamente.

Suas pernas tremeram e se abriram um pouco mais, o maior adaptando-se ainda melhor ao que invadia-lhe aos poucos. Enquanto isso Jongin apenas observava as expressões de Chanyeol, que mantinha os olhos bem apertados e a boca aberta em busca de oxigênio, o abdômen subindo e descendo rapidamente com suas puxadas fortes de ar.

Os gemidos de Jongin se arrastavam cada vez mais e seu baixo ventre já indicava que seu prazer chegaria logo, seus movimentos de investida contra a cavidade quente do maknae se intensificando em busca do almejado ápice enquanto SeHun controlava-se para não envolver seu próprio membro entre as mãos e acabar com a deliciosa tortura em que estava imerso.

Chanyeol, por sua vez, sentia-se delirante e à ponto de entrar em combustão cada vez que seu ponto sensível era massageado e seu pau sugado, ambos em momentos intercalados, não lhe dando espaço para sentir outra coisa senão o mais absurdo prazer.

Quando as estocadas de Jongin tomaram um ritmo realmente intenso, o moreno segurando a cintura do maknae com possessão enquanto se assistia ser deliciosamente engolido pelo outro, SeHun passou a gemer com a boca completamente cheia com o pau do mais velho, suas vibrações fazendo Chanyeol tremer e sentir-se à ponto de explodir de tesão. Os sons incontroláveis dos três passaram a preencher o quarto numa altura deliciosamente excitante, todos ficando ainda mais próximos do prazer enquanto ouviam as vozes alheias reverberando em seus ouvidos num uníssono totalmente pornográfico. Os dedos de Chanyeol embrenharam-se nos fios escuros do maknae, seus olhos acompanhando vidrados quando SeHun passou a o engolir de acordo com o ritmo ditado por si mesmo.

Quando o prazer de Jongin chegou, foi com deleite que os outros dois acompanharam seus ofegos e gemidos se arrastarem enquanto o som de seu pau invadindo SeHun tornava-se ainda mais alto e molhado. O mais novo sentiu seu membro reclamar dolorosamente entre as pernas quando o moreno passou a deslizar perfeitamente bem pra dentro de si, sua próstata sendo massageada enquanto o líquido quente deixava as estocadas de Jongin ainda mais gostosas. Seu ápice foi o próximo a chegar, seus gemidos beirando a gritos abafados quando seu líquido começou a deslizar quente por suas pernas ou pingar no lençol abaixo de si. Jongin só parou de lhe foder quando todo seu prazer já havia sido liberado, sua entrada totalmente contraída em volta dele relaxando aos poucos enquanto era abandonada.

Enquanto isso, Chanyeol era praticamente obrigado a se contorcer todo enquanto praticamente estocava a boca que o abrigava, os sons ainda emitidos por SeHun sendo cortados incessantemente pelo pau que pulsava a cada vibração de sua garganta.

Foi enterrando-se o máximo que pôde na boca do maknae que seu ápice chegou, jorrando seu sêmen na boca maltratada enquanto SeHun engolia aos poucos o líquido viscoso que quase o engasgava. A mão do mais velho escorregou pelo cabelo úmido do outro, livrando-o de seu aperto enquanto o maknae recuperava o ritmo de sua respiração. Sua boca soltava o membro alheio aos poucos, colhendo o restante que ainda escorria de sua fenda em jorradas curtas enquanto escorregava o plug transparente para fora do mais velho.

Os ofegos do mais alto ainda soavam, baixinhos, quando os outros dois se deixaram cair, totalmente exaustos, pela cama.

As respirações ofegantes ainda se estabilizavam enquanto todos os pares de olhos se mantinham fechados, ninguém ali com um pingo de força para mais alguma coisa. Jongin foi o primeiro a sentar-se na cama, bagunçando seu cabelo enquanto olhava para o próprio quarto como se nem mesmo o reconhecesse.

Chanyeol apenas rolou pelo colchão, sorrindo grande quando os outros dois ali voltaram a atenção para si.

- Será que eles conseguiram terminar de ver o filme?


Notas Finais


o próximo não terá atraso rsrs (dessa vez podem acreditar)
até loguinhooo <3 ><'
reviews?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...