História Hunter x Hunter Little Loves Storys. - Capítulo 49


Escrita por:

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Biscuit Krueger, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Kalluto Zoldyck, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight
Tags Coisinhas Kawaii, Hisoillu, Killugon, Leopika
Visualizações 122
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 49 - Eu... EU NÃO QUERO PERDÊ-LO...!!!


Fanfic / Fanfiction Hunter x Hunter Little Loves Storys. - Capítulo 49 - Eu... EU NÃO QUERO PERDÊ-LO...!!!

POV Killua

 

... eu... acabará de acordar...?... não lembrava de muita coisa... o lugar onde me encontrava... era totalmente branco... o silêncio reinava ali... nada.... ninguém... apenas um perturbador branco... então finalmente começo a sentir meus braços e pernas... não podia lembrar de quase nada... por que estava ali...? Onde estava Gon...? A quanto tempo estava ali...? Então... algo estala em minha memória “... A... Akise... ele que me trouxe aqui...” eu tento me mover fazendo muita força, então escuto o barulho metálico do que pareciam algemas. Minha memória estava muito falha... lembrava brevemente de estar conversando com Akise na rua... depois acordar no breu... e por fim... Akise avia me drogado...? Essas memórias voltam, junto de varias estranhas sensações... calor... tontura... e... um estremo prazer... porém em geral... nada parecia fazer muito sentido:

 

– Ah...

 

 Eu sinto uma forte dor no abdômen, então começo a analisá-lo procurando algum ferimento ali... então vejo... varias marcas pareciam arranjos e roxos então uma voz calma soa:

 

– Não fique bravo comigo... em minha defesa, você também deixou varias marcas em mim...!

 

Eu olho para o dono da voz, Akise sorria para mim no canto:

 

– A quanto... tempo estou aqui...?

 

– Hmmm chute!

 

 Ele olha para mim esperando a resposta:

 

– ... 1 dia...

 

–... Pffff hahahahaha!

 

 A risada de deboche de Akise ecoa... fazendo com que eu teme-se a resposta:

 

– Realmente não faz ideia de quanto tempo está aqui uh? Não te culpo... 95% dos últimos 5 dias você estava sobre efeito do laxante... raramente tinha consciência do que acontecia...

 

Eu arregalo os olhos “... 5 dias?!” Akise caminha em minha direção lentamente:

 

– Está chocado hum? Bem... foi bem fácil abordá-lo sabia? Já sei quase tudo sobre você... 

 

 Eu não fitava mais, seus olhos dourados ardiam como se o mesmo estivesse revivendo os últimos 5 dias:

 

– ... Sua promessa... seu beijo... sobre Alluka... o quanto você teme seu irmão... o quanto você ama Gon... O jogo que você Gon começaram e nunca terminaram...

 

 Cada palavra, faz com que meus olhos se arregalem:

 

–... Seus sentimentos são tão complexos... hahaha... o mais engraçado é que depois disso tudo... Gon não te ama.

 

 “Gon não me...” 

 

.

 

.

 

.

 

POV Autora

 

“Gon não te ama.” Aquelas palavras desencadearam uma reação estranha vinda da parte de Killua:

 

– Mas...

 

 Killua parecia ter se desesperado... por palavras tão simples... o garoto decai, sua expressão apenas some, como se nada ali, nada agora importasse:

 

– Mas... eu o amo...

 

–... Hahaha!

 

 Akise não pode conter a alegria. A reação de Killua, veio muito inesperadamente para o mesmo:

 

– Hahahaha! Amo isso! Ver a constante mudança em sua resposta assina dessa questão! 

 

 Ele se agacha perto de Killua, e o segura pelo queixo sorrindo:

 

– “Não é verdade”... “pare de mentir”... “ele... ele me ama sim!”... cada uma de suas respostas... cada vez mais... sem esperança...

.

 

.

 

.

 

POV Akise 

 

 Faço com que minha voz fique mais persuasiva:

 

– Mas... não perca a esperança... eu quero ver... seus olhos brilhando.... eu quero ouvir você implorando para que pare... quero ver sua ração quando eu lhe beijar... eu quero escutar seus gemidos...

 

Eu lentamente o puxo para próximo de mim...:

 

– Eu gosto de ouvir sua respiração abafada... eu quero ver quanto tempo você permanece sã... eu quero sentir você me empurrar e me arranhar em vão...

 

– Sai...! Para...!

 

– Haha! Não fale assim... está me deixando animado...! Pensando agora... é a primeira vez que faço isso com você consciente...

 

– O que...

 

 Eu lambo seu pescoço, e lentamente vou a invadir o espaço pessoal do garoto... que parecia ficar mais desesperado a cada segundo:

 

– PA... PARA...! O QUE ESTÁ...??!

 

 Eu me olho em seus olhos... tento fazer com que meus olhos o seduzam... tento passar a melhor sensação para Killua:

 

– Relaxe... você vai gostar... sei que vai...

 

 Eu aperto... com força enquanto escuto o barulho das correntes de Killua se moverem, sinto que novamente o garoto me abraçava arranhando minhas costas, fazendo de tudo para que eu saísse dali:

 

– AH... p... PARA...!

 

 Eu o beijo. Aquilo... aquele calor constante... o garoto fazendo de tudo para sair dali... aquele prazer... :

 

– Ah... AH...!!

 

 Ele era tão fofo naquela situação... tão fofo...:

 

– PARA!!!!!

 

 Algo... me surpreende. Killua me da um forte chute, fazendo com que eu tivesse que me afastar do mesmo:

 

–... e... EU NÃO QUERO PERDÊ-LO....!!!

 

“... Ainda tem forças para algo do tipo...?” Eu sorrio:

 

– Hahaha... você fica mui..

 

– CALE A BOCA, PORRA!!! EU NÃO QUERO MAIS OUVIR SUAS BESTEIRAS... EU QUERO VOLTAR PRA ELE...!!! QUERO VOLTAR PRO GON!!!

 

 Ele me olhava, com raiva, e tristeza, chorando muito agora:

 

– Sinto muito Killua... agora já é tarde... para você voltar a trás.

 

 Eu vejo o mesmo tentando quebrar as correntes, para fugir dali o mais rápido possível “... Fico feliz que você não tenha perdido... a sanidade ainda... mas vamos ver...quanto tempo vai durar.”

.

 

.

 

.

POV Shiro

 

 Me sentia muito preocupado com Akise nos últimos tempos... ele parecia fissurado nesse garoto... “Killua”. Para ser sincero... eu... queria passar mais tempo com Akise. Mesmo sabendo... que ele abusa as pessoas... mesmo sabendo... que ele não é uma pessoa tão boa. Eu pensei isso quando o vi pela primeira vez... mas... realmente existe alguma coisa nele... algo muito bom... sinto que existe um garoto perdido... dentro de toda essa crueldade que ele tem pelos outros. Por isso... acabei me decidindo que ficaria mais tempo com ele. Eu queria poder conhecer mais esse garoto perdido...

 

 “Será que Akise iria gostar se eu levasse alguma torta? Ou algo do gênero..?” Eu estava a caminha da casa de Akise, queria levar algo para comermos juntos... mas não sabia exatamente o que agradaria ele. “... como será que ele está agora...?”

.

 

 

.

 

 

.

 

 


Notas Finais


Shiro:“Eu estava a caminha da casa de Akise, queria levar algo para comermos juntos... mas não sabia exatamente o que agradaria ele.“

Autora:... Um docim de Killua talvez...

Akise:... :3

Killua: Autora-baka... vai pro inferno...!!!

Autora: EI CADÊ O “SAN”?

Killua:...

*Killua desce o K7 na autora. Mas n se preocupem isso não é violencia doméstica, isso tá mais pra... ok, isso é violência doméstica sim ;-;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...