História Hurts to be in love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Karin, Kurenai Yuuhi, Neji Hyuuga, Orochimaru, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Fugaku, Hinata, Ino, Inosai, Itachi, Kakasaku, Kakashi, Konan, Naruhina, Naruto, Nejiten, Obirin, Obito, Rin, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 157
Palavras 3.766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus queridos e lindos leitores!!!! Em primeiro lugar peço desculpa a vocês por ter ficado tanto tempo ausente.
Aconteceram algumas coisas na minha vida que me desanimaram, sem contar com o meu notebook que nesse meio tempo fez questão de pifar, mas enfim, estou de volta! Mais uma vez peço desculpas.

Sem muitas delongas... Mais um capitulo para vocês!

Boa leitura!

Capítulo 6 - Bendito Coquetel II



- A-aya? - Babulciou Kakashi a acompanhando com os olhos. De repente aquela saudade invadiu todo o seu ser de uma maneira tão intensa, mas ao mesmo tempo tão dolorosa. Seus lábios ansiavam, sentir aqueles lábios rosados. Ele precisava toca-la, precisava ver se tudo aquilo era real, ou apenas um sonho. Então, lentamente, o mesmo foi em direção á ela. Deixando Anko ali, parada, sozinha em seus pensamentos.

O prateado não sabia como estava se movendo, mas seu coração sabia aonde ir. Foi aproximando-se mais da rosada e observava cada traço dela, sua pele, seus olhos esmeraldas, o movimento de seus lábios, seu belo corpo curvilíneo...Tudo isso em meros segundos antes de estar diante dela. Ao aproximar-se, pôde ouvir o bela melodia de sua voz, tão doce... 

- É sério, eu tive aquela sensação novamente... - Comentou Sakura enquanto lembrava dos olhares que davam á ela.

- Deixa disso Sakura- - A mesma parou de falar ao perceber a figura de Kakashi próximo á elas. Sakura estranhou o silêncio repentino de sua amiga e olhou para trás e seus olhos encontraram o belo par de olhos negros do prateado. Corou com a pequena distância entre os dois.

A Rosada nunca o havia visto na empresa. Pensou que talvez fosse algum convidado ou da família de alguém, mas deixou de ter esses pensamentos ao reparar no belo rosto daquele homem. Seus olhos negros a encarando, seus lábios finos, seu nariz arrebitado e não pôde deixar de reparar na pequena pinta em seu queixo - que por sinal era bastante charmosa. 

- Kakashi-san, você veio! - Exclamou Ino fazendo Sakura despertar de seus devaneios. Sakura afastou-se delicadamente do prateado. Kakashi encarou Ino e sorriu de canto. A rosada nunca havia visto um sorriso de canto tão lindo.

- Sim Ino. - A respondeu serenamente. Não queria causar estranheza as duas meninas por chegar dessa maneira. - Parece que estão se divertindo. - Comentou voltando seu olhar a rosada que corou imediatamente. 

- Com certeza Kakashi-san. - Respondeu a loira sorridente, mas percebeu que a atenção do prateado estava totalmente voltado a rosada. Ino sorriu marota. - Acho que nunca viu a Sakura por aqui, não é mesmo? - Disse Ino ao prateado enquanto empurrava Sakura para ficar mais perto de Kakashi. Sakura, ao sentir o impacto das mãos de Ino, acabou se desequilibrando e antes mesmo de alguém perceber, Kakashi a segurou pela cintura.

Aqueles meros segundos pareceram horas para a Rosada e o prateado. Ondas elétricas percorreram pelo corpo da rosada ao sentir as mãos grandes e quentes de Kakashi em sua cintura. Sakura se apoiou colocando suas pequenas e delicadas mãos nos ombros largos do prateado, que ao sentir o toque pensou em puxa-la para si ali mesmo. Sakura levantou os olhos e mais uma vez seus olhos se encontraram. Kakashi sorriu ternamente para ela, um sorriso que há anos nunca mais havia dado a ninguém e mais uma vez, Sakura encantou-se pelo seu sorriso.

Anko observava a cena atônita. Não acreditava no que estava presenciando. Aqueles olhares e toques, bem a sua frente. O ódio que a morena estava sentindo naquele momento percorria por cada veia em seu corpo. Sua vontade era de arrancar aqueles fios rosas e tira-la de perto de seu prateado. Parecia que o universo estava contra seus sentimentos. A morena virou-se bruscamente para voltar ao open bar. Em seu rosto dava para ver o que ela estava transtornada. Seus amigos encararam a morena voltando para o lado deles. Rin se arrepiou ao encarar os olhos de Anko cheios de Ódio.

- O que o Kakashi fez? - Indagou Assuma vendo o estado de Anko. Não era do feitio do prateado atitudes como aquela. Obito encarou Assuma e em seguida encarou Rin com certa preocupação. Rin sustentou o olhar com uma expressão preocupada.

- Só vi que ele saiu do nada e deixou a Anko sozinha. - Comentou Obito voltando seu olhar para Assuma. O moreno estava confuso com a atitude do prateado. Rin assentiu concordando com o marido.

Todos se calaram ao notar a presença de Anko. A morena ficou parada, atônita ainda com o que havia acabado de passar. Pensou, por meros segundos, que sua vez finalmente havia chegado e que seria feliz ao lado do homem que ama. Lágrimas começaram a rolar pelo rosto alvo de Anko, o que preocupou seus amigos.

- Anko, você está bem? - Indagou Kurenai querendo checar o estado mental da amiga. Anko ignorou a pergunta da morena por alguns segundos, sentou-se, limpou as lágrimas que haviam acabado de rolar em seu rosto e em seguida a encarou irritada.

- O que você acha? - Rebateu Anko com grosseria. Obito, Rin e Assuma encararam aquela atitude com estranheza e revolta. Obito procurava Kakashi, mas não o via. Eles ainda estavam pasmos por Kakashi a abandonar na pista, mas queriam saber o motivo para tal atitude. Será que ela tinha falado algo para ele? Pensavam.

- Calma, Só queremos ajudar! - Exclamou Rin irritada. Obito a encarou receoso, pois sabia que quando Anko estava irritada ficava fora de controle e não queria que Rin também ficasse irritada.

- Só calem a boca! - Exclamou Irritada. Seus amigos a encararam preocupados. - Garçom, me dá a bebida mais forte desse bar! - Pediu Anko fazendo um sinal para que o garçom viesse e desse o que desejava.

- Mas o que aconteceu? - Indagou Kurenai sem entender. Anko virou-se para a amiga e a encarou irritada. Não queria falar sobre aquilo. O que aconteceu já foi humilhante o suficiente pra ela, mas sabia que se não falasse, não iam sair do pé dela.

- O que aconteceu? Um fantasma voltou pra nos assombrar. - Respondeu com um tom de ironia na voz. Os quatro encararam um ao outro sem entender muito bem a princípio. Logo assuma, Kurenai e Rin perceberam enquanto Obito ainda tentava adivinhar o que era.

- Não pode ser... - Balbuciou Rin para si mesma. A morena voltou seu olhar para Anko que apenas assentiu confirmando suas suspeitas. 

- Fantasma? - Indagou Obito tentando obter alguma dica do que eles suspeitavam. Assuma revirou os olhos. Não era hora pra brincar. Se realmente alguma mulher fosse parecida com ELA, com certeza Kakashi estaria bem abalado.

- Obito, foi um modo de dizer. - Respondeu Assuma respirando fundo. Obito o encarava ainda sem entender. Ansiava por respostas.

- Eu sei, mas quem é? - Perguntou Obito ansioso. Anko não aguentava mais aquelas indagações e faces surpresas. Já estava irritada o suficiente. Aquela tinha sido a gota D'água. O Garçom entregou a bebida que Anko havia pedido. Estava na hora de afogar suas mágoas.

- Vejam por si mesmos. - Sugeriu antes de tomar o primeiro gole daquela bebida. Anko fez uma careta enquanto a bebida descia pela sua garganta.

- Não to vendo nem o Kakashi... - Comentou Obito e em seguida levantou-se para checar se conseguiria vê-lo dali, mas realmente não dava para encontra-lo. Rin Levantou-se e se aproximou do marido que estava alguns passos a frente.

- Vamos nos aproximar... Kakashi deve estar pirando agora... - Sugeriu Rin sussurrando no ouvido de Obito que apenas assentiu com a cabeça. Os dois caminharam para o meio da festa e começaram a procura-lo e não foi difícil encontra-lo. Viram uma cabeleira prateada acompanhado de uma rosa. Obito não perdeu tempo e foi direto ao encontro do amigo. Antes de poder chamar Obito de volta para evitar que o mesmo fizesse idiotice, acabou reparando na face da rosada e se surpreendeu.

- Aya? - Indagou a si mesma enquanto se aproximava. A semelhança era indiscutível. Rin entendeu o prateado e uma tristeza inundou seu coração por um momento. O que faria se ela tivesse uma chance de encontrar alguém que perdera? Não sabia...

Kakashi havia se encantado com a rosada. Sabia que ela não era Aya, mas mesmo assim ficou um pouco intrigado com a semelhança entre as duas. O sorriso sem graça da rosada o encantou. Só nesses poucos minutos em que estava com ela, percebeu que além dos fios róseos e dos olhos esmeraldinos, sua personalidade também era um pouco diferente. Sakura parecia ser mais tímida e inocente enquanto Aya já era mais ousada e extrovertida. 

- Tudo bem? - Indagou Kakashi checando se a rosada tinha torcido o pé ou algo do tipo. Sakura sorriu internamente com a preocupação do prateado. Nunca em sua vida conheceu uma pessoa em tão poucos minutos e já a apreciava. 

- Sim, tudo bem... Obrigada Kakashi-san. - Respondeu meigamente olhando para seu pé e em seguida sorriu para o prateado que logo a correspondeu com um sorriso de admiração. Ino apenas observava. Sabia que Kakashi se sentiu atraído pela rosada, assim como a mesma se sentiu atraída por Kakashi, mesmo namorando o Uchiha. Ino Sorriu Maliciosa com esse pensamento.

- Não há de que, Sakura. - Disse Kakashi a encarando novamente. Sakura afastou-se delicadamente de Kakashi. A vontade do prateado era abraça-la e beija-la e não solta-la mais.  Sakura sentiu seu coração acelerar com os olhares e toques de Kakashi. Sabia que estava namorando o Uchiha, Mas o Hatake tinha algo que a atraia e não sabia o que dizer. Mal sabiam eles que estavam sendo observados.

Sasuke Encarava a cena dos dois ao longe. Apesar de estar com um pouco de ciúmes por Kakashi estar usufruindo de algo que considerava propriedade dele, mas sabia que era por uma boa causa. Não poderia estar mais feliz, tudo estava ocorrendo conforme o planejado. Sasuke já ia em direção aos dois quando viu que seu primo havia chegado, então resolveu esperar mais um pouco.

Obito chegou quase sem fôlego. Kakashi encarou o amigo com um olhar mortal, pois sabia que Obito faria alguma besteira. O Uchiha encarou Kakashi com reprovação, pois não achou justo o que Kakashi havia feito com Anko. Rin chegou perto dos dois para evitar qualquer tipo de confronto entre eles. 

- Olha só, quem encontramos aqui tão de repente... - Ironizou Obito encarando o prateado que estava com cara de pouco amigos. Rin balançou a cabeça negativamente reprovando a atitude de Obito. O Uchiha deu um sorriso cínico para o amigo. Sakura e Ino olhavam a cena sem entender o que estava acontecendo. O Moreno reparou que não estavam sozinhos, então voltou seu olhar para a loira e a rosada.  - AAAAAAAAAAAA! - Gritou o moreno assustando a todos que estavam perto. Ele balançou a cabeça tentando assimilar o que estava a sua frente. Não podia acreditar no que estava vendo.

 Sakura estava assustada e ao mesmo tempo sem graça com a reação do moreno ao vê-la. A sensação de antes voltou com tudo.

- Ah Obito... - Sussurrou Rin envergonhada e ao mesmo tempo aborrecida. Como seu marido pôde fazer uma idiotice dessas? Rin olhou com pena para Sakura, que estava totalmente sem graça. A morena queria fazer algo por ela.

- O que estão fazendo aqui? - Indagou Kakashi com uma expressão séria ao perceber a reação de Sakura ao pequeno show de Obito. O moreno revirou os olhos.

- Ora, o que mais estaríamos fazendo? - Rebateu referindo-se ao que tinha ocorrido entre ele e Anko. Os dois começaram a se encarar, mas antes de Obito se aproximar de Kakashi, Rin ficou entre eles e focou na rosada que estava a sua frente. Estava admirada com a semelhança.

- Qual é o seu nome? - Rin indagou a rosada, que já estava sem graça com a situação toda. Os olhos de Obito voltaram para a rosada. O moreno não sabia o que pensar. Parecia que Aya tinha se disfarçado. Sakura engoliu seco. Todos a encaravam, menos Kakashi que olhava para o nada.

- Meu Nome é Sakura... - Respondeu totalmente confusa. Obito e Rin a encararam um pouco desconfiados e ao mesmo tempo curiosos sobre aquela garota. Kakashi voltou seu olhar para a Haruno e sentia a mesma coisa que eles. Sabia que não era Aya, mas tinha a sensação de como se fosse.

- Isso tá ficando meio estranho... - Comentou Ino percebendo aquelas pessoas encararam sua amiga como se ela fosse uma assombração. A loira pegou em uma das mãos da rosada, que parecia estar estática pelos olhares daquelas pessoas. 

- Eu que o diga... - Disse o moreno chegando mais perto da rosada para analisa-la. Sakura afastou-se um pouco. Não estava aguentando mais ficar ali.

- Obito! - Repreendeu Rin enquanto o puxava pelo colarinho do seu blusão. A morena estava tentando amenizar a situação para o lado de Sakura, mas Obito não estava cooperando. Ino viu que aquela situação estava fazendo mal a sua amiga e no momento em que ia puxa-la para outro canto da festa, foram interrompidas.

- Com licença. - Pediu Sasuke enquanto ficava entre os três amigos e as meninas. Kakashi o encarou sem entender o que ele estava fazendo ali. Sasuke percebeu e deu um sorriso de canto. Finalmente seu plano iria começar de verdade. O Uchiha mais novo puxou a rosada para si e os encarou. - O que querem com a minha namorada? - Indagou-os com um sorriso cínico em seus lábios.

- Sasuke-kun! - Exclamou Sakura sem graça, mas ao mesmo tempo aliviada por Sasuke "salva-la" daquela situação tão estranha. 

- O que? - Kakashi soltou em um tom se indignação. Ino franziu a testa estranhando a reação do prateado. Rin e Obito começaram a se preocupar com a possível reação de Kakashi. O Hatake ainda encarava o casal a sua frente. Sentiu uma pontada de tristeza em seu coração. Era como se Aya tivesse sido tomada dele.

- Sim Kakashi, minha namorada. Algum problema? - Respondeu Sasuke ironizando a situação. Sakura sentiu o moreno a puxando mais para si. Ino deu um sorriso de lado ao perceber que Kakashi se incomodou com a presença de Sasuke. Ela realmente queria ver de camarote os dois brigando por sua amiga.

- Sasuke-kun... Por favor... - Disse Rin em tom de repreensão percebendo as intenções de Sasuke. Obito, percebendo que o amigo estava começando a ficar nervoso, colocou uma de suas mãos nos ombros de Kakashi. O prateado o encarou por cima e viu um Obito tentando tranquiliza-lo. Kakashi respirou fundo e assentiu com a cabeça e logo em seguida voltou seu olhar a Sasuke.

-Desde quando estão namorando? - Indagou ao Uchiha mais novo. Sakura não entendia o porque do Kakashi estar tão interessado em seu namoro. 

Como resposta, Sasuke sorriu e em seguida agarrou a cintura da Haruno e a beijou sem pudor na frente de de todos. Sakura tentou resistir ao beijo por vergonha dele estar fazendo isso na frente de todos, mas acabou cedendo. Sasuke enfiou sua mão esquerda por dentro dos fios róseos enquanto a outra mão começava a passear pelo corpo de Haruno. 

Kakashi não conseguia raciocinar. A única coisa que vinha em sua mente era tira-la dos braços dele e leva-la embora imediatamente. Sabia que não era sua esposa, mas não queria que Sasuke estivesse a beijando daquele jeito. 

Sasuke, antes de parar o beijo, encarou Kakashi tentando provoca-lo. O sangue do prateado começou a ferver. Kakashi já ia tomar uma atitude, mas Obito e Rin o Impediram. Ino observava aquilo estática, mas ao mesmo tempo empolgada. Sasuke deu um sorriso cínico entre os lábios molhados e quentes da Haruno.

- O que acha, Kakashi-san? - O respondeu Sasuke com outra pergunta enquanto tentava retomar o fôlego após o beijo.

Naquele momento a paciência de Kakashi havia acabado. Ele desvencilhou-se de Obito e Rin e foi em direção ao casal. Já não aguentava mais as palhaçadas do Uchiha mais novo. Sasuke nem havia soltado a cintura de Sakura. O prateado simplesmente a pegou pelo seu delicado braço e a puxou pela cintura para mais perto de si. Sakura não conseguia dizer nada. Teve a mesma sensação quando sentiu o toque do prateado pela primeira vez. 

- Kakashi, o que pensa que está fazendo? - Indagou o moreno encarando a cena surpreso pela atitude de Kakashi. 

Kakashi apenas olhou para todos que já estavam atentos a confusão que estava sendo formada no meio do salão, puxou delicadamente Sakura pela cintura e estava começando a sair de perto deles. Sakura começou a ficar apreensiva, mas não disse nada. Achou melhor fazer o que Kakashi queria antes que tivesse mais confusão.

- Ei, larga a minha namorada. - Gritou Sasuke fingindo estar indignado, quando na realidade estava satisfeito. Era exatamente o que ele queria. Aquela reação dele foi como um colírio para os olhos do Uchiha. Se ele achou ruim, nem imaginava o que ele estava armando. 

Kakashi começou a apertar o passo para sair daquele lugar e Sakura o tentava acompanhar. Ela estava com medo, mas no fundo sabia que ele não a faria mal, por isso continuou. Kakashi nem sabia para onde estava indo. Só queria tira-la dali. Sakura, sem saber muito o que fazer, soltou-se da mão de Kakashi. O mesmo a encarou por cima dos ombros e viu que a mesma estava assustada. Virou-se para ela e não sabia o que dizer.

- Me desculpa. - Foi a única coisa que saiu dos seus lábios.
Um silêncio pairou entre os dois naquele momento. a única coisa que podia se ouvir era o barulho da água que jorrava da fonte - que era bem bonita e iluminada. Aqueles meros segundos foram uma tortura para Kakashi. Uma brisa fresca trazendo o cheiro das belas flores que haviam naquele jardim vinha sobre eles. 

- Kakashi-san... o que você quer? - Sakura perguntou calmamente enquanto o encarava totalmente confusa. Kakashi respirou fundo e fechou os olhos. Naquele momento, percebeu o papel ridículo que tinha feito. Sasuke conseguiu o que queria, envergonha-lo. 

- Que tome cuidado.- Respondeu com uma expressão neutra. Sakura o encarava sem entender o que ele queria dizer. - Sasuke não uma pessoa muito confiável. - Continuou enquanto a encarava. A Haruno estava começando a perder a paciência. Aquela resposta não era o suficiente. 

- O que você sabe do Sasuke-kun? - O Indagou com uma expressão séria e ao mesmo tempo irritada. Como ele usava falar assim do seu namorado, o Sasuke-kun! Um homem tão gentil, doce... Quem Kakashi pensava que era?

- Sakura... - Kakashi sussurrou o nome da rosada enquanto continuava olhando para a mesma. Ele sabia quem era o Sasuke. Era um homem arrogante e egoísta e fazia de tudo para conseguir o que queria. Kakashi queria livra-la daquele homem, mas o que poderia fazer?

- Você mal me conhece e acha que já pode falar esse tipo de coisa? - Disse Sakura irritada ao prateado. Ele simplesmente continuou a encara-la. Seus olhos agora estavam nos lábios da rosada que desde o primeiro momento chamaram sua atenção. Sakura percebeu, mas simplesmente não disse mais nada. Tinha que admitir, aquele homem a atraia de uma maneira que não conseguia explicar.

Então Kakashi foi se aproximando. Sakura não movia um músculo, na realidade seu corpo queria que ele chegasse mais perto - apesar de sua mente gritar que aquilo não era certo. O prateado já estava próximo da mulher que tanto lhe encantou. Novamente seus olhos se encontraram e neles podia ser ver o desejo. Delicadamente, Kakashi pôs sua mão direita no rosto da Haruno que, ao sentir o toque, simplesmente fechou os olhos para aproveitar aquele momento. Kakashi sorriu internamente e foi aproximando-se, lentamente, do rosto da Haruno. Sakura podia sentir suas respirações se mesclarem. Finalmente Kakashi fez aquela distância entre seus lábios desaparecerem. Ao sentir os lábios quentes e molhados do prateado, Sakura sente seu coração acelerar. O prateado pediu a passagem com a língua e ela concedeu. O beijo começou calmo, suas línguas exploravam a boca um do outro, como se fosse algo novo a ser descoberto. Kakashi puxou a pequena e delicada cintura de Sakura com a mão esquerda enquanto sua mão direita descia bem devagar arrastando-se delicadamente pelas costas desnudas da Haruno, que ao sentir seu toque sentiu espasmos pelo seu corpo. Sakura Enlaçou o pescoço do prateado com seus delicados braços na intenção de aprofundar o beijo. A Haruno afundou sua mão esquerda nos fios prateados o puxando mais para si. Beijo, que havia começado calmo, se tornou um beijo selvagem. Kakashi a apertava mais contra ele enquanto passava suas mãos por seu delicado corpo. Sakura já não resistia mais ao toque do prateado e enlaçou a cintura do mesmo com a perna direita. Kakashi pegou a perna esquerda da Haruno e a ajudou a enlaçar sua cintura. A rosada estava tão excitada que alguns gemidos escapavam por sua boca. Kakashi a prensou na parede e em seguida começou beijar o pescoço de Sakura até seu colo. Ela já estava ficando louca com aqueles toques. Kakashi apertava suas coxas desnudas e suas nádegas sem pudor. Então ouviram alguém sair da festa. Rapidamente, Kakashi a colocou no chão e arrastou para um beco que havia entre o salão e um depósito.

Sakura não estava acreditando no que havia acabado de aconteceu. Estava aos beijos com um homem que mal conhecia e o pior é que ela estava gostando. Sem contar que ela ainda havia traído o Sasuke. O que ela tinha feito?
Após aquelas pessoas passarem, puderam ficar novamente a sós. Sakura estava muito envergonhada pelo que tinham acabado de fazer que nem conseguia encara-lo. Sakura simplesmente saiu correndo para o salão e deixou o prateado apenas a observando até a mesma desaparecer. 

Sakura entrou rapidamente no banheiro e viu seu estado : Cabelos totalmente bagunçados, o seu batom tinha sumido completamente, seu vestido estava sujo ,seu pescoço estava totalmente vermelho e ela ainda estava muito excitada. Ela não podia entrar na festa daquele jeito, então a mesma entrou em uma das cabines do banheiro procurando se acalmar.

- Kakashi-san... - Sussurrou para si mesma enquanto lembrava dos toques do prateado em seu corpo.

Kakashi estava no estacionamento e ao olhar-se no reflexo da janela do seu carro, viu seu cabelo bagunçado e seu pescoço também muito vermelho e foi aí que percebeu a loucura que tinha feito. Como pôde se descontrolar daquela maneira? Mas claro que ele sabia, aquele cheiro de cereja que o embriagava - diferente do de Aya que era um pouco mais amadeirado, aqueles lábios rosados e macios, como queria que fossem seus para sempre. Se atraiu pela aparência de Aya, mas ao descobrir o que tinha além dessa aparência se atraiu mais ainda!

- Droga Kakashi! - Dizia contra si mesmo enquanto lembrava dos momentos com Sakura, a mulher que mexeu com seus sentimentos.


Notas Finais


E aí meus lindos leitores? Espero que tenham gostado!
Tentei recompensa-los pela minha grande demora em postar!
Gomen Minna!!!

Se quiseram dar uma olhadinha na minha One-shot O link está logo abaixo:

https://spiritfanfics.com/historia/desejo-proibido-5000231

Beijoooos e até a próximaaa s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...