1. Spirit Fanfics >
  2. Hyde >
  3. Briga por poder

História Hyde - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Briga por poder


RAINA  

 

-Esta na hora de acabar com você definitivamente – disse TakuYa 

-Pelo contrario meu caro esse jogo só esta começando – disse Kangnan, senti ele apertar –me ainda mais contra seu corpo. 

-Sabe isso ficou batido quando você fez da primeira vez – falei sarcástica 

-Não gosta de estar comigo? –perguntou ele 

-Na verdade não você é um idiota – falei, fazendo ele gargalhar. 

-Kangnan solte a Raina – disse Leo 

-Por que eu deveria gosto te –la perto de mim – disse ele beijando meus cabelos –Ainda mais sabendo que ela é disputada por todos vocês – disse ele 

-Eu não sou um troféu – falei, vendo uma espada aparecer na mão do Youngmin – Sabe acho que se você não me soltar vai se dar mal – falei 

-Por que acha isso? –perguntou ele – Enquanto eu tiver você eu sou intocável – disse ele 

-Acho que você esta prestes a descobrir que esta redondamente enganado– falei 

De repente senti um vento próximo e vi Youngmin antes da espada passar entre um pequeno espaço e acertar Kangnan fazendo ele me soltar e Youngmin me puxar contra si. 

-Ora seu moleque como você ousa – disse Kangnan colocando a mão sobre o ferimento que sangrava 

-Sou um vampiro não achou que esperaria você decidir – disse Youngmin sarcástico. 

-Youngmin você poderia te –la acertado – disse Kwangmin 

-Sou bom demais pra isso – disse ele 

-Obrigada – agradeci 

-Acabem com eles – ordenou Kangnan 

E uma luta começou em frente aquele prédio, eu mal podia vê – lós se mover, Youngmin me mantia perto de si esperando o ataque do inimigo. 

-Youngmin tira a Raina daqui – disse Donghyun 

Youngmin me pegou em seus braços e me tirou do campo de batalha, estavamos na floresta, quando Kangnan apareceu. 

-Não vai ser tão fácil assim fugir de mim – disse ele atacando Youngmin que desviava como podia, os dois eram muito bons lutadores. 

-Se esconda – disse ele 

Assenti e corri alguns metros me escondendo atrás de uma enorme arvore, eu apenas observava aquela luta, eu me sentia uma inutil e fraca, eles eram os seres mais perigosos e poderosos do Planeta. 

Logo todos estavam lutando na floresta também. 

Takuya e Insoo lutava junto de Youngmin contra Kangnan que era realmente forte enquanto os outros se revessavam contra os outros era uma batalha dificil, eu podia ouvir, os sons quando os corpos se chocavam ou quando uma arvore era arrancada. 

Mesmo em minoria Kangnan e seus companheiros pareciam levar a vantagem. 

-Eu já derrubei os anciões do poder – disse Kangnan – Só falta acabar com vocês para que nada e ninguém me impeça de criar um novo mundo – disse Kangnan 

-Isso é loucura era erado a 20 anos atrás como é agora – disse Takuya 

-Você não pode simplesmente destruir uma geração inteira por vingança – disse Insoo 

-Não só posso como vou – disse ele e com um golpe só ele derrubou os três –Onde você esta minha pequena humana– dizia ele 

Aquelas palavras fizeram algo em meu interior se remexer uma sensação ruim e de repente senti uma pontada de dor na minha cabeça, fazendo muitas coisas voltarem ao mesmo tempo, era como se ele tivesse despertado algo adormecido em mim, lembranças de outras vidas eu diria, fechei os olhos por um momento massageando minhas têmporas enquanto aquelas imagens surgiam em minha mente elas eram muito rápidas, quando abri os olhos Kangnan estava me encarrando com um sorriso sádico. 

-Aqui esta você – disse ele 

-Não – falei deixando as lagrimas escaparem – Fique longe de mim, eu sei o que você fez– falei me afastando da arvore. 

-Então finalmente se lembrou – disse ele 

-Até mais do que eu gostaria, era por isso que voce precisava de mim –falei 

-Depois que acabar com todos os seus amigos eu vou te levar de volta e nós dois vamos acabar com isso – disse ele 

-Eu não permitirei – disse Takuya aparecendo atrás de mim 

 -Você é fraco Takuya incapaz de me vencer – disse Kangnan – E tudo por causa de uma humana, que a única coisa que tem de bom é o sangue que corre nas veias, nada, além disso – disse ele 

-Você esta louco, não passa de mais um monstro que precisa ser eliminado da terra – disse Takuya 

-E você fara isso Takuya? –perguntou ele –Seria capaz de matar seu próprio irmão? –perguntou ele 

Pera ia como assim irmão? Olhei Takuya que encarava Kangnan com olhos de repulsa. 

-Meu irmão morreu no dia em os pais da Raina foram mortos – disse Takuya – Você não é nada meu.É apenas mais um monstro que precisa ser morto – disse ele 

-Veremos quem destruirá quem Takuya – disse Kangnan – Você se tornou fraco desde a ultima vez que nos enfrentamos e tudo por causa da humana que tanto tenta proteger – disse ele 

-Cala a boca – disse Takuya usando seus poderes contra ele 

-O que papai e mamãe acharcariam se o vissem agora tentando matar o próprio irmão? –perguntou Kangnan atacando Takuya que se defendia e me protegia ao mesmo tempo. 

-Nunca tive uma família, eu era mais uma cobaia pra eles do que um filho e quando se cansaram de mim me jogaram em um orfanato – disse Takuya 

-Você já era – disse Kangnan lançando uma grande quantia de energia contra mim, mas Takuya se colocou a minha frente recebendo todo o ataque. 

-Takuya – gritei 

-Me desculpa – disse ele caindo a minha frente tentei evitar que ele caísse o que só me vez ir junto com ele. 

-É um idiota mesmo – disse Kangnan se aproximando de nós 

-Fique longe – falei com Takuya  inconsciente a meu lado. 

-Tarde de mais – disse ele me suspendendo no ar com uma das mãos. 

-Raina– escutei alguém falar 

-Acabem com eles – disse Kangnan apertando meu pescoço e tudo foi se apagando. 

 

 

_____________________________________xxx___________________________________ 

 

 

 

Abri meus olhos lentamente, e minha mente foi atingida pelas lembranças do ocorrido tentei me levantar, mas não consegui meu corpo parecia preso. 

Olhei em volta e percebi que estava presa em um tipo de maca, olhei mais atentamente e estava em um lugar que mais parecia um hospital, não havia ninguém ali. 

-Alguém, por favor – gritei a plenos pulmões mais não ouve resposta. 

Olhei para minha roupa e ela estava manchada com sangue, mas  não era meu sangue  e sim do Takuya. 

Me lembrar do tinha acontecido com ele só me fazia ficar pior saber que Takuya havia se ferido por minha causa era doloroso de mais. 

Talvez eu realmente merecesse sofrer por fazer tantos se machucarem por mim e até mesmo sofrer. 

Fiquei observando o teto branco enquanto as lagrimas escorriam por meu rosto. 

-Que bom que acordou – disse Kangnan adentrando o lugar junto com seus companheiros – Por que chora? –perguntou ele se aproximando.  

Eu não respondi. 

-Podemos começar? –perguntou SIMS 

-Claro – disse Kangnan secando as lagrimas do meu rosto – Do que lembra daqui? – perguntou ele 

-De tudo – falei 

-Voce sabe que pra quebrar isso voce precisa meio que morrer não sabe – disse ele –Mas veja pelo lado bom seu sangue vai servir pra algo útil – disse ele 

-Meu sangue – falei irônica – Minha ancestral era uma caçadora não eu – falei 

-Voce tem os olhos de uma caçadora - disse ele 

-Como assim? - perguntei 

-Eles mudam perto de nós, como agora, eles têm um brilho diferente – disse ele com um suspiro 

-Eu tenho uma coisa pra te perguntar – falei baixo 

-Pergunte – disse ele 

-Se pra quebrar a maldição eu preciso morrer como fara pra minha alma não voltar em outro corpo? - perguntei 

-A sua maldição, funciona de uma forma única e para quebra –la também precisa ser de uma forma única - disse ele se afastando de mim 

-Como assim? - perguntei 

-Sua maldição e como um triangulo – disse KangNan com um suspiro – Ravi, amava Lyin, Leo amava Ravi, Leo foi amaldiçoado por proteger esse amor, ele vê através dos seus olhos, Ravi foi amaldiçoado a sempre encontrar você mas nunca poder te –la e você foi amaldiçoada a sempre nascer com a mesma alma mas com as lembranças adormecidas, por ter se juntado a vampiros, por ter amado monstros como nós, você não pode ser transformada porque seu sangue não aceita nossos genes, sua maldição é viver sempre como uma humana, fadada a morrer quando nos encontra – disse KangNan 

-Por isso quer drenar meu sangue, voce vai mistura –lo vai deixa –lo impuro pra me matar? - perguntei – Voce quer que eu seja uma vampira, mas não pode fazer isso se não bagunçar meu sangue puro, você o quer pra ter acesso aos segredos que ele tem – falei 

-Seu sangue tem uma importância diferente pra mim – disse ele 

-Porque? - perguntei – Porque tudo isso? - perguntei 

-Se eu transforma –la em vampira, sua alma nunca mais voltara a reencarnar, sua ligação com Leo será quebrada – disse ele 

-Se você me transformar em vampira só vai fazer com que eu viva mais e continue com Takuya e os outros – falei 

-Voce realmente acha que estou fazendo tudo isso pra deixar voce voltar pra eles? - perguntou ele me fazendo encara –lo – Quando tudo acabar você terá um destino diferente – disse ele  

De repente senti uma dor enorme em meu braço o que me  fez gritar, olhei para ver o que havia causando tamanha dor e vi um tubo enfiado em braço. 

-Calma pequena a dor logo passara – disse ele afagando meus cabelos. 

-V-Você não...tem o direto de me chamar de pequena – falei tentando controlar a dor que parecia se alastrar por todo meu corpo. 

-Por que não, gosto de te chamar assim – disse ele 

-Só Takuya pode me chamar assim – falei sentindo meu sague ser tirado pelo tubo 

-Acho que será divertido ter voce por perto– disse ele com um sorriso sádico 

-Por que tenho o pressentimento de que não vou achar isso divertido – falei 

-Isso depende exclusivamente de você – disse ele 

-Quando o Takuya me encontrar ele vai acabar com você – falei 

-Isso se ele sobreviver – disse Kangnan sorrindo – Vamos aqui vai demorar bastante – disse ele 

Todos assentiram e saíram me deixando sozinha naquele lugar. Tentei observar e ver para onde o tubo levava meu sangue, segui com os olhos até onde eles alcançavam, o tubo parava em uma pequena abertura na parede que levava a outro cômodo. 

Fiquei um tempo apreciando o silencio mais aquilo estava me deixando fraca e cansada, e acabei pegando no sono. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...