1. Spirit Fanfics >
  2. Hypnotizing Eyes(Jeon Jungkook) >
  3. 5 - Encontro Inesperado

História Hypnotizing Eyes(Jeon Jungkook) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


~oie🦋, turu bem????
Bom gente, mais um capítulos para vocês, se tiverem alguma crítica podem me falar, ok.

Iai vocês estão gostando da fanfic, estão interessados no que estar por vir, pq menina(o) é muita bomba que ainda vai ter nessa história. Espero que gostem🐞

Boa leitura🦋

Capítulo 5 - 5 - Encontro Inesperado


Fanfic / Fanfiction Hypnotizing Eyes(Jeon Jungkook) - Capítulo 5 - 5 - Encontro Inesperado

Jungkook pov off 

S/n pov on 

Jiwoo: Calma Somin! A gente já ta chegando no shopping menina - diz tentando diminuir a animação da jovem ao meu lado.

Somin: eu só tô ansiosa para comprar as roupas da festa logo - diz olhando para fora da janela do carro.

Nos já tínhamos saído da escola e tínhamos comido em um pequeno restaurante perto do colégio, agora estavamos a caminho do shopping como o combinado de irmos comprar as roupas para a festa do Jackson. Chegamos no shopping e Jiwoo estacionou seu carro e descemos, fomos para as lojas de roupas.

Somin: que tal esse? Combina com você! - diz mostrando um vestido vermelho que com toda certeza ficaria muito justo em mim, tipo muito justo mesmo

-- não, tem muito decote - digo 

Jiwoo: é esse??? Ele bonito - diz me mostrando um vestido roxo que tinha uma abertura nas costas 

-- ele é lindo sim, mas não - digo olhando elas agora, que seguravam os seus vestidos e os vestidos tidos como opção para mim - que tal esse?? - mostro um vestido simples preto que deixava os ombro a mostras, o mesmo era de alça.

Somin: claro, ele é lindo também, mas você tem que prova-ló - diz

Jiwoo: concordo também, na verdade acho que todo vestido fica bom no seu corpão - diz rindo e eu vou até o provador feminino, dentro dela não tinha espelho, só fora. Visto o vestido e saio.

-- então? O que acharam??? - pergunto 

Jiwoo: você tá linda, eu gostei - diz - para que eu vou experimentar o meu - sai para o provador 

-- e você Somin? O que achou? - pergunto 

Somin: você está.......... MARAVILHOSA, tipo você está em um vestido sem decotes, mas consegue ficar mais sexy do que outra mulher com um - diz me fazendo ficar envergonhada - assim os garotos vão tudo pensar em você em uma cama, não na festa - diz 

-- Somin!!!! - a repreendo. Mesmo que eu ja tinha tido meu primeiro cio, eu nunca tinha me relacionado sexualmente com ninguém, sim eu sou virgem, ou seja, meu cheiro fica maior e mais forte ainda quando eu entro no cio, e como eu passo o cio sem nenhum macho me encontrar?? Depois eu explico.

Somin: quie? É verdade ué - diz rindo - eu vou experimentar o meu também - diz saindo e indo para o vestiário. Vou para frente do espero e me olho, tem tanto tempo que eu fui em uma festa, fasso os olhos da minha loba ficarem a mostras, são azuis de ômega claro, eles combinaram com o vestido, sorrio satisfeita com o resultado.

Ouso a posta do vestiário da Jiwoo abrindo e meu olhos voltam ao normal, ela estava linda, o vestido não tinha decote, já que ela não gostava muito, mas ficou muito bonito nela, conseguiu modela o corpo dela direitinho.

-- você está linda - digo sorrindo para ela, que fica envergonhada 

Jiwoo: obrigada - diz e se olha no espelho - será que ele vai gosta? - pergunta sussurrando bem baixinho, mas consigo escultar muito bem. Chego perto dela, pondo a mão em seus ombros e falo.

-- eu tenho certeza que ele vai amar - digo e ela me olha surpresa, mas depois sorri ficando vermelha( aí que fofa meu Deus)

Somin: e eu? Como estou?? - diz abrindo a porta do provador e saindo toda saltitante. Ela  não usava um vestido tubinho comk o meu e Jiwoo, e sim um mais solto que contia um decote na perte dos seios, mas não chegava a ser vugar, na verdadr ficou muito bonito nela.

-- você esta belíssima - digo a puchando para frente do espelho.

Jiwoo: verdade, você está muito linda Somin - elegia a amiga 

Somin: obrigada, você também estar muito bonita - diz - que tal nos tirarmos um foto juntas? - pergunta e eu e Jiwoo concordamos, fizemos poses no espelho, Somin tira umas 3 fotos e posta uma delas nos status de suas redes sociais.

-- bom é melhor agente trocar de roupa né? Eu tô com fome - digo pondo a mão na barriga 

Jiwoo: verdade, eu também tô, vamos - falamos, mas antes a Somin me chama

Somin: s/n, olha eu achei sua cara esse vestido aqui - diz me mostrando um vestido mais solto siganinha - vou pagar ele para você - diz indo trocar de roupa 

-- o que?? Não, não precisa Somin - digo 

Somin: deixa s/a, é um presente de amizad, faz assim, eu compro esse tamanho, se não der em você ou ficar muito grande, você só vem trocar aqui, ok ok ok - diz insistindo, suspiro e concordo com a cabeça.

Nós nos trocamos, pagamos as roupas e fomos para a área de alimentação, já era 17: 30, o tempo tinha passado enquanto passávamos pelas lojas experimentando as roupas.

-- meninas eu vou no banheiro viu - aviso e a confirmam, agora esperando o nosso pedido chegar. Vou até o banheiro, fasso minhas necessidades e lavo as mãos, como hoje é terça não tem muita gente no shopping, na verdade ali só tinha eu no banheiro. Saio do banheiro e quando ia segui em direção a área de alimentação, sou prensada na parede, Taeyong.

Taeyong: iai novata, tudo bem? - pergunta apoiando um braço na parede ao lado da minha cabeça.

-- estava, até você chegar - sou direta.

Taeyong: não fale assim, se não eu fico magoado - diz fingindo esta triste, debochado. 

-- essa é a intenção - digo tentando me afastar dele, já que estava muito perto.

Taeyong: ah, vamos lá, eu sei que você gosta - diz tentando chegar mais perto ainda do meu rosto.

-- não, não gosto mesmo - digo e ele tenta beijar meu pescoço, mas eu o empuro - olha aqui garoto, eu não sou qualquer uma não tá, me respeita, além do mais você deveria dar mais atenção das meninas que estão perto de você do que para que estão longe - digo e saio, mas ele segura meu braço.

Taeyong: como assim?? - pergunta sem entender a minha última frase, suspiro.

-- tem uma garota do grupo da sua irmã, que só falta desenha na testa que gosta de você,  ou você é lerdo por não ter visto ou só burro mesmo - digo puchando meu braço, me soltando dele e o mesmo parece que tá agora no mundo da Lua, provavelmente tentando descobrir quem é.

De quem eu tava falando para ele??? Da tal Yeri, ela come com os olhos tanto ele que só falta pula em sima e teve quando ela sorri boba também quando ver ele fazendo ponto para o time no basquete, esse menino só pode ser burro para não perceber.

Saio de lá, deixando ele brisando sozinho e volto para a mesa onde as meninas estavam.

Jiwoo: menina tu demorou uma eternidade viu - diz fazendo careta e eu rir.

Somin: verdade, nosso lanche até chegou antes - diz pegando o hambúrguer com a mão 

-- desculpa desculpa, tive um imprevisto - digo me sentando e pondo meu lanche na minha frente 

Jiwoo: s/n - me chama e eu olho para ela - precisamos te contar um coisa - diz e ela e Somin se entreolham com um olhar preoculpado, entrando.

-- o que??? - largo o hambúrguer que estava em minha mão.

Somin: é que, bom, eu e Jiwoo vamos viajar - olho para elas sem entender

Jiwoo: é porque tipo, agente se conhece dês de pequena e nosso sonho e viajar para Coréia, por causa dos nossos pais que são de la, então sexta feira, de manhã, um dia depois da festa, agente vai viajar para lá - explica 

Somin: não vai ficar para sempre so alguns dias ou semanas - diz 

-- sério? - elas assentem nervosas com a minha reação - que legal - digo e volto a come e elas se entreolham.

Jiwoo: você não tá magoada?? - pergunta sentida 

-- não - digo simplista - é o sonho de vocês duas, não tem problema eu ficar sem vocês por alguns dias ou semanas se vocês estiverem realizando um sonho seu, fico feliz que vão consegui juntas - digo e começo a comer 

Somin: sério?!?! - pergunta animada e eu confirmo com a cabeça - aí eu fiquei tão preoculpada, sabe agente conhece você a pouco tempo, mas te consideramos você uma melhor amiga, não é? - pergunta para Jiwoo que confirma com a cabeça

-- obrigada - digo envergonhada, em pensar que nunca mais tinha sentido o sensação de ter amigas por um bom tempo.


[•••] 


Eu passava pelas ruas a noite com meu moletom que tentava me esquentar dos ventos que toda minuto vinham. O passeio com as meninas foi ótimo, já tinha ido em casa, tomado banho deixado minhas coisas lá e agora, 20:40 da noite eu estava inda no mercadinho 24h perto de casa para comprar uns salgadinhos para elevar amanhã para escola. Compro o que queria e saio do local indo local.

Eu andava devagar , quando sinto o cheiro de terra molhada que me mas arrepiar e relaxar meu corpo, eu estava em uma das ruas da cidade, onde de um lado havia casas e o outro a floresta e como choveu a mais o menos uma hora, o solo estava úmido me fazendo ter essas sensações. Como eu tinha dito antes, havia meses que eu não me transformava, a minha loba estava doida querendo sair e se transforma ali mesmo, então foi que eu pensei: só vai ser um corridinha né?. 

Atravesso a rua e com um pouco de hesitação entro na floresta, eu sei que era perigoso, aqui é território de outra alcatéia, além do mais que quando eu me transformo o efeito do perfume de rosas de veludo preta fica mais fraco, não chega a anular, mas vai deixar um pouco do meu rastro onde eu passar, por isso que tenho que ser cuidadosa, se não tô ferrada. 

Alfas não gostam ou até não permitem a entrada de outros lobos em seu território sem seu consentimento ou se não for da sua alcatéia, faz parte da sua natureza.

Ando com cuidado para não fazer barulho, depois de um tempo encontro uma caverna pequeninha e tenho uma ideia, eu iria guarda minha roupa ali, para poder me transfomar, se não fizesse isso quando eu me transformasse elas rasgariam. Olho em volta e não vejo, nem esculto nada e começo a me despir, tiro tudo e deixo perto do saco, com minha comida e as camulho com alguns galhos de árvores que estavam no chão, então me agacho e me transformo, é como se eu tivesse presa em uma sala sozinha e sem sol, nem água e agora eu tinha saindo dela, me sentia livre. Para eu saber que é aqui mesmo o lugar onde eu escondi as roupas, com uma das minha patas fasso um arranhão no tronco da árvore tinha ao lado da caverna.

Saio correndo a dentro da floresta, eu sentia o vento batendo em meus pelos brancos, era maravilhosa a sensação, eu amava aquilo, correr como se não tivesse amanhã, desviar das árvores rápido me deixava cheia de energia. 

Eu já tinha corrido muito, até que achei uma cachoeira, entro nela so para me refrescar e logo saio, me balanço mechendo os mais pelos os deixandos apenas úmidos, me sento na beira da água e aprecio a lua, que estava cheia hoje na verdade. Depois de um tempo descido voltar se não será muito tarde para mim. 

Me levanto e começo a voltar pelo mesmo caminho que vim, só que mais devagar, quando esculto um galho quebrar, me fazendo parar na hora e ficar atenta a qualquer som ou movimento, começo a olhar ao redor devagar. Sinto um cheiro diferente, uma essência de caramelo e morango e esculto mais um galho se quebrando, agora atrás de mim, engulo o seco. Ouso um rosnado não tão alto, e eu fico imóvel, por que?? Bom, eu conseguia sentir a dominância dele, alfa; todo alfa tem uma dominância que só pode ser sentida quando está em seu estado lupino e o dele era bem grande.

Ele rosnou mais uma vez mais auto agora, provavelmete me mandando virar para ele, o problema era que se eu virasse ele iria ver meus olhos azuis e saberia que sou uma ômega, esculto ele rosnar mais uma vez agora ameaçando chegar mais perto, então não tive escolha e virei (capa)

Ele era maior que eu, óbvio, mas me chamou muito atenção, seus pelos eram completamente pretos e seus olhos como rubis vermelhos, eu não conseguia desviar, era como eu estivesse hipnotizada por ele, como se eu não conseguisse fazer mais nada, só aprecia-lo. Ele estava do mesmo jeito, não mexia um pata so, obviamente mais que surpreso que eu existir, por uma ômega ainda existir.

Ouso outro galho de quebrando e eu acordo só meu transe e por instinto saio correndo desesperada, o mais rápido que eu podia.

S/n pov off

Jungkook pov on 

Eu fiquei imóvel, não consegui me mecher ao olhar aqueles brilhantes olhos azuis, eu havia sentido um cheiro diferente de todos que eu já sentir, ele era muito atraente e ao mesmo tempo me acalmava de um segundo para o outro, fazendo meu lobo fica totalmente sedento. Eu fiquei himpinotizado por aqueles olhos, minha cabeça tentava raciocinar, eu tentava descobrir se era uma ilusão ou algo do tipo criado pelo meu celebro.

A sua pelagem era branca como a neve e os olhos mais azuis que o céu pela manhã, eu ja tinha ouvido milhares de histórias sobre a extinção das ômegas, de quanto elas eram especiais para os alfas, só elas conseguiam  acalma-los quando estavam descontrolados, diziam que conseguiam até mesmo encontrar o resto de humanidade em um lobo alfa que se descontrolou de vez, além do fato de so elas conseguirem nos satisfazer no cio, sem sentirmos dor, entre outras coisas.

Ouso um galho de árvore quebrar fazendo eu sair do transe/himpinoze e olhar para a direção do som e vendo um servo sai de dentro do grande arbusto, volto o meu olhar, mas não encontro nada, ela tinha corrido.

Começo a correr tentando esculta-la ou rastrear seu cheiro, ela era muito rápida, tentei e tentei, mas não achava nada, o vento não ajudava e o cheiro de terra molhada por causa da chuva dificultava mais ainda. Demoro um pouco procurando por ela, mas não acho nada e decido voltar para a alcatéia.

Chego em frente a casa e vou até a garagem, desfarço a transformação e vistos minhas roupas, entro dentro de casa ainda penso naquela loba, "não deve ser possivel?" Era a única pergunta que circulava em minha cabeça, ia subir as escadas para meu quarto.

Jay Park: Jungkook!!! - quase grita me chamando viro vendo ele, os meninos e as meninas na sala me olhando

-- hum? - olho para ele 

Jay Park: ja te chamei umas cinco vezes e você parecia está no mundo da lua - diz 

-- ah desculpa, é só que.....- paro de falar pensando ainda na ômega.

Nam: o que?? - pergunta estranhando meu comportamento 

-- é que eu estava vindo para cá, quando no meio do caminho eu sentir o cheiro de outro lobo, eu até pensei que fosse algum lobo da alcatéia do Taemin, mas quando eu fui ver....- paro de falar lembrando o encontro.

Jin: era algum lobo da alcatéia do Norte??? - pergunta preoculpado, fazendo todos da sala ficarem tensos para saber a resposta. A alcatéia do Norte é uma alcatéia que segue regras antigas e tabus dos lobos, são conhecidos por seres inguinorantes, traidores, há relatos de que eles maltratam todas as suas fêmeas/companheiras, forçandoas as engravidar, e amam roubar territórios, atualmente estamos tendo conflitos com eles porque querem expandir seu território e mais companheiras.

-- não, não foi ninguém da alcatéia do Norte - digo e eles se tranquisam - ou seja, é nova na cidade, mas é isso que me faz ficar chocada - todos me olhava curiosos, principal o Jay, aliás ele é o alfa, quer saber quem ronda seu território - eu vi e tenho certeza, ela é uma ômega 

Todos estavam com os olhos arregalados.

Jimin: você não viu errado não?? Tipo tá de noite - pergunta não acreditando ainda 

-- eu sou um alfa Jimin, eu consigo ver muito bem no escuro - digo passando a mãos nos cabelos os botando pra trás.

Tae: mas tipo, você viu mesmo os olhos....- não deixo ele terminar 

-- sim Tae, eu vi sim os olhos azuis, pareciam aquelas pedram que achamos na praia Hope hyung - digo olhando para ele 

Hope: as Lápis Lazúli???? - pergunta surpreso e eu confirmo.

Yoon: Jay - chama a atenção do alfa que me olhava sério.

Jay: será possível? - perguntou para de mesmo 

Hwasa: o que?? - pergunta 

Jay: a três anos atrás, a última alcatéia que tinha ômegas, foi totalmente dizimada, lá era o único lugar onde havia ômegas. Depois da morte da alcatéia inteira, alfas do mundo saíram a busca de alguma ômega sobrevivente, mas nao acharam rastro nenhum, então foi dado como todos mortos - explica 

Nam: eu lembro do dia que recebemos a notícia, se não me engano o nome da alcatéia era Lua azul - diz 

Rosé: mas o que isso nem haver??? - pergunta 

Jay: tem haver que talvez, tenha sobrevivido uma ômega da alcatéia Lua Azul - diz 

Jisoo: não acho possível, pelo que eu estudei as ômegas tem um cheiro muito forte e por mais que tentem esconder nunca conseguem por muito tempo, então como uma ômega ficou escondida por tanto tempo? Tem certeza que você viu certo Jungkook?? - pergunta virando para mim 

-- tenho toda certeza do mundo - digo firme 

Jennie: mas gente - chama nossa atenção - você viu uma ômega, certo? - eu assinti - ok, mas como até agora nenhum de nós, nenhum de vocês não conseguiram farejar ela??? - pergunta curiosa.

Jay: não sei, mas por enquanto, não comentem isso com ninguém e nem em público entre vocês mesmos, entenderam? - assentimos 

Lisa: por que? - pergunta pela ênfase que o alfa faz nas palavras 

Jay: porque se ela está escondida por tanto tempo e de algum modo conseguiu camuflar seu cheiro até agora - diz 

Yoon: é porque ela está se escondendo - diz seguindo a linha de raciocínio dele 

Jay: isso ou fugindo - diz sério.




Continua????



Notas Finais


Oie genteee🦋, desculpa a demora para postar ontem kkk eu postei bem tarde, porque tive que estudar para as minhas provas.

🐞Mas então? Gostaram do capítulo?? Estão gostando da história/fanfic???
Desculpem os erros ortográficos!!

Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...