História Hyung! Do You Like Me? (JooKyun - Monsta X) - Capítulo 7


Escrita por: e tatahxx

Postado
Categorias Monsta X
Personagens I'M, Joo Heon
Visualizações 41
Palavras 1.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooii queridos leitores... aproveitem mais um capítulo dessa história incrível de autoria da Thamires... Hoje eu @Parkkannah revisei😂❤👋🔥🔥🔥

Capítulo 7 - 7


Jooheon on.

Quando acordei e o  Kiki não estava mais ao meu lado, levantei e fiz minhas higienes matinais andei até a cozinha, sentei sem fazer nenhum barulho e o observei cozinhar estava tão consentrado que não percebeu minha presença.

— Bom dia! _ ele se assustou deixando uma panqueca cair no chão, se encostou na bancada e colocou a mão no coração.

— Pelo amor de GDRAGON, Lee Jooheon nunca mais faça isso!_ não aguentei e acabei rindo do seu estado em troca recebi um soco em meu ombro.

— Aí_ fiz biquinho — Maguo_ falei manhoso.

— Desculpa bebê_ ele me deu um abraço apertado.

2 meses depois...

"Só mais um dia Jooheon você consegue" repeti várias vezes pra mim mesmo antes de me levantar, semana que vem estamos de férias ou seja "semana de saco cheio", fiz minha rotina de sempre que era minha higiene, uniforme e caminhada até a escola, como hoje era sexta-feira graças a Deus. 

A hora não passava... ainda estávamos no segundo horário e minha vontade de ir embora era tão grande que vocês nem imaginam.

— Como vocês vão entrar de férias por duas semanas_ fez uma pausa — Eu quero que vocês façam um trabalho pra mim_ todos gritaram um NÃO bem alto — Vai valer a nota do bimestre, vocês vão trazer pra mim um conto com os seguintes temas: Aventura, terror ou ação.

— Pode ser em dupla? _ Chang perguntou.

— Pode_ ele só me deu aquela olhadinha apenas afirmei com a cabeça. Até que enfim chegou a hora intervalo já tava cagado de fome.

— IM! Anda logo! _ falei meio impaciente, ele demora demais.

— Já vou_ falou correndo em minha direção. Entramos na fila pra pegar nossa refeição, sentamos na mesa de sempre. Nesses últimos dois meses ficamos mais próximo um do outro e isso me deixava muito feliz afinal quando se tá apaixonado por seu melhor amigo você necessita de sua presença.

— Hyungs, eu tava pensando se a gente podia passar uma semana em Osaka que tal? _ manifestou Chang.

— Eu acho uma boa ideia _ disse Hyungwon.

— Então todos concordam? _ perguntei Kihyun relutou por alguns minutos mas acabou aceitando.

— Okay, Segunda feira partiremos_ falou shownu.

Enquanto guardava meus matéria perguntei a Chang: 

— Vamos fazer o trabalho hoje mesmo?

— Sim, pode me passar seu número?

— Claro_ peguei seu celular marcando o número.

— Se quiser ir direto pro meu apartamento_ comentou.

— Melhor ainda_ me olhou rápido — Minha Omma não tá em casa.

— Por que?

— Ela trabalha o dia todos e só volta a noite.

— Hum_ Caminhamos até o estacionamento, Chang pegou seu capacete logo entregando um pra mim, antes de sair disse.

— Se segura_ envolvi sua cintura com um pouco timido — Eu não mordo, só se você quiser é claro_ riu baixo belisquei sua sua barriga — Aí tava só brincando.

E saiu em alta velocidade. fiquei com muito medo, "não andar de moto com o Changkyun... anotado"bpensei, em poucos minutos chegamos em um prédio um pouco afastado do centro da cidade, pegamos o elevador indo para o terceiro andar, entramos em seu apartamento olhei arredor era bem organizado confortável resumindo.

— Minha casa é a sua  casa_ falou subindo as escadas, eu o segui — Não repare a bagunça, eu acho que isso vai te servir se troca aqui mesmo eu me troco no banheiro_ depois de termos nos trocado pegamos nossos materiais e começamos a fazer o conto decidimos fazer aventura, afinal pra ambos era o tema mais fácil.Quando terminamos pedimos uma pizza enquanto comemos comentei.

— Já que terminamos, você poderia me mostrar suas composições?

— Já volto. _ Foi para seu quarto trazendo um caderno e seu celular — Eu até gravei uma música quer ouvir?

— Você ainda pergunta? _ falei animando, pegou um rádio via bluetooth colocando a música  para tocar, o começo dela até que é bom mas do nada uma voz feminina aparece.. senti uma pontada de ciúmes quando a mesma acabou — Essa voz feminina de quem é ?

— Da minha ex-namorada.

— Aí caramba.

— O que foi?.

— Nada Chang_ como eu fui burro a tal ponto em achar que ele gostava de homens.

— Ei _ ergueu meu rosto — Eu gosto das duas frutas não se preocupe_ piscou.

— Como você...

— Tava na sua cara_ senti minhas bochechas queimarem.

— Você é tão fofo_ acariciou minha bochecha, fechei meus olhos para aproveitar mais, fiquei assim por um tempo até não sentir mais seu toque.

— Qual música te define?_ perguntou aleatoriamente.

— Shine do  Pentagon_ "tomara que ele entenda minha referência " esperei por sua reação, mas nada fez até então "deve tá pensando" pensei.

— HYUNG! DO YOU LIKE ME?

— NO, I DON'T LIKE YOU... - o mais novo abaixou a cabeça já com os olhos cheios de lágrimas... Ele iria sair, fugir mas foi impedido pelo mais velho — I LOVE YOU!

Ele me puxou pela nuca para um beijo calmo que os poucos foi se transformando em um cheio de luxúrias, minhas mãos apertava sua cintura mordi seu lábio inferior escutando um arfar baixo sorri em aprovação, andamos ainda nos beijando até o sofá o empurrei fazendo o mesmo se sentar no sofá sentei em seu colo.

— Sabe a parte que eu mais gosto do seu corpo?_ mordeu os lábios.

— Não uuuuh... _ ele aperta meu membro já acordado.

— Suas coxas grossas e fartas_ comecei a distribuir beijos por seu pescoço, tirei sua camiseta a jogando em qualquer lugar, admirei seu tronco nu por alguns minutos seus ombros largos seu abdômen definido.

— Gosta do que vê?_ disse convencido.

— Gosto e muito_ mordi e beijei cada canto de seu abdômem, deixei um chupão no seu peito direito, sai de seu colo e me ajoelhei em sua frente tirei seu short junto com a box, peguei em seu membro o apertando fraco em resposta ele solta um gemido rouco, minha boca já começava a saliva, abocanhei seu pau o surpreendendo sua mão automaticamente foi em minha cabeça, ditando os movimentos que eram rápido as vezes forçava minha cabeça para baixo me fazendo engasgar, me levantei e engoli todo o gozo passei a língua no canto de meu lábio enquanto olhava ele seus cabelos grudados na testa seu peito subindo e descendo rapidamente. Tirei minha roupa e caminhei em sua direção o beijando novamente.

— Abre a boca_ coloquei dois dedos na mesma — Lambuze meus dedos_ ordenei.

Te garanto que essa é a cena mais sexy que eu já vi, enfiei os dois dedos em sua entrada escutando um grito surpreso de Chang movimentei meu dedos em forma de tesoura seu interior era quente e apertado, retirei meus dedos pegei meu pau e forcei em sua entrada coloquei sua perna esquerda em meu ombro para facilitar nas estocadas.

— Me fode rápido e forte! _ falou em um arfar.

— Seu pedido é uma ordem.... Baby_ fiz como pedido logo acertando seu ponto doce, depois de alguns minutos Chang goza sujando seu peitoral eu estiquei só mais algumas vezes me despejando em seu interior. Me levanto e me sento do lado dele é começo a lamber o gozo que estava em seu peitoral, seus olhos estavam fechados.

— Vamos tomar um banho_ peguei sua mão o puxando até o banheiro tomamos um banho demorado não rolou nada de mais, peguei uma roupa para nós.

— Estou exausto _ reclama, deitado com apenas a toalha tampando suas parte íntimas.

— Antes que você durma vamos comer, toma veste isso_ fomos para a sala arrumar a bagunça.

— Vamo pedir uma pizza? _ perguntei aleatóriamente.

— Da última vez que eu fui pedi uma pizza acabei matando alguém.

— O que você disse? _ gritei da cozinha, não havia escutado direito.

— Nada hyung! _ pegeui meu celular e liguei para a pizzaria, enquanto isso Chang ligava seu vídeo game.

— Mortal combate?

Passamos o resto da tarde jogando até eu decidir ir em bora Chang me ofereceu carona e eu não revisei me levou até em casa e antes de ir me deu um beijo demorado entrei em casa trancando a porta atrás de mim, caminhei até o quarto me jogando na cama relembro de cada parte de seu corpo, quando menos esperava o meu celular toca.

— Tome cuidado Jooheon_ era Kihyun sua voz era seria abri a boca pra responder mais ele desligou, jogo meu celular para o lado presisava de descanso.



Continua?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...