História Hyung {Jikook} - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Romance, Yaoi
Visualizações 180
Palavras 2.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee meus amores, tudo bom?

Não tenho muito o que falar, então fiquem com o capítulo😊❤

Capítulo 38 - Trinta e oito


Fanfic / Fanfiction Hyung {Jikook} - Capítulo 38 - Trinta e oito

              →Dia seguinte←

Eu não consegui dormir direito essa noite, eu só conseguia pensar em coisas aleatórias, em como Jungkook vem agindo desde sábado, em como será minha conversa com Yoongi, de como o machucado de Jungkook surgiu, e etc.

Jungkook dormiu cedo ontem, não falou e nem comeu nada, de hora em hora eu ia nele pra saber se estava respirando assim como uma omma faz com seu bebê, uma comparação quase verdadeira pois por causa da diferença de idade o considero meu bebê e sinto que tenho que cuidar dele em todas as circunstâncias.

De repente o despertador cujo minha omma colocou nos quartos começa a tocar desesperadamente e eu me apresso para desliga-lo.

Nem em sonhos eu quero esse troço tocando no meu ouvido.

Levanto e faço tudo que tenho que fazer, coloco minha roupa e vou arrumar minhas coisas junto com as coisas de Jungkook e em seguida vou acorda-lo.

Sorrio quando tiro seu cabelo do seu rosto e posso ver o mesmo dormir sereno e calmo, diferente das outras noites.

E a cada dia que passava, independente da situação do nosso relacionamento, eu me apaixono mais e mais por esse coelhinho.

Tento o acordar mas quando ponho a mão sobre seu braço percebo que está mais quente que o normal, ponho minha mão em seu pescoço e em sua testa e a temperatura está ainda mais alta. Ele está com febre.

Suspiro e decido que não vou mais para a escola, foda-se as aulas, meu namorado está com febre e possivelmente com dores.

Tento acorda-lo e depois de muito tentar ele acorda murmurando coisas sem sentido.

"Jimin... Estou com dor de cabeça." ele sussurra.

"É, eu sei, você está com febre!" acaricio seu rosto."Vou te dar um remédio, okay?"

"Não quero remédio, quero ir para a escola." ele reclama se levantando.

"Você não vai à lugar nenhum, eu vou ficar aqui cuidando de você." digo e faço ele sentar.

"Não quero que cuide de mim!"

"Para Jungkook, você vai ficar aí eu vou cuidar de você sim!" digo com autoridade na voz.

"Então se é assim, acho que vou aceitar o remédio." assinto e vou pegar o mesmo na caixinha de remédios.

Pego um copo de água e subo de volta para o quarto entregando as coisas para Jungkook que toma o remédio sem contestar.

"Sua febre irá passar logo." digo e ele assente sorrindo.

"Você vai mesmo faltar a aula?" assinto."Mas eu sei me cuidar."

"Mas eu quero ficar aqui com você!"

"Por que está fazendo isso por mim? Eu te tratei tão mal ontem..." ele diz abaixando a cabeça.

"Porque eu te amo Kookie, e você sabe disso! Você já me tratou pior, não entendo o que está passando mas talvez eu possa entender uma hora." dou um pesado suspiro quando vejo algumas lágrimas caírem de seus olhos."Por que está chorando?"

"Nós... Nós precisamos..." Ele me olha."E-eu estou com frio, acho que o remédio não fez efeito." diz rápido.

O que ele ia falar? O que nós precisamos?

"Não faz nem cinco minutos que você tomou ele, já vai passar." digo."Vamos descer? É melhor tomar um banho gelado, eu te espero." pego na sua mão. Ele realmente estava muito quente.

"Pode descer, não precisa me esperar... Faz hotteok?" ele pergunta empolgado limpando algumas lágrimas que restaram.

"Faço sim, mas olha, eu não sei fazer como minha omma." alerto o mesmo que faz um bico.

"Não tem problema. Eu vou tomar meu banho, espero que a febre passe." assinto e levanto pronto pra descer.

Saio do quarto e vou até a cozinha já pegando os ingredientes.

P.O.V JUNGKOOK

Eu estava aflito, o sangue corria rapidamente nas minhas veias, eu não sabia como faria aquilo, eu estava sob pressão.

Eu amo tanto Jimin, eu não queria magoa-lo, embora a essa altura do campeonato isso já aconteceu, eu me sinto culpado por tudo que já o fiz passar e por coisas que ainda vou faze-lo passar, ele não merece isso, de jeito nenhum.

Demorou tanto para ele me notar como homem, como o garoto que o ama e agora eu estou prestes a estragar tudo, todo nosso relacionamento, toda a nossa amizade.

Eu só faço merda.

Me levanto da cama mas acabo me arrependendo, minha cabeça doía demais, meu corpo todo doía, eu estava com frio e a febre aumentava cada vez mais.

Enfim, eu iria melhorar com o remédio que Jimin me deu.

Faço todo o trajeto que faço em minha rotina normal, tomo meu banho e coloco uma roupa de frio, escovo os dentes e penteio meu cabelo.

O espelho refletia minha imagem abatida e com um machucado na boca, o que me fez lembrar do dia de ontem, foi horrível, aquele soco doeu demais e só por que eu o desobedeci, eu não fiz o que ele mandou e agora tenho o corte na lateral da boca.

Mas isso vai acabar, um dia vai acabar. Eu não vou deixar que ele faça alguma coisa com meu Hyung.

P.O.V JIMIN

Eu já tinha terminado as panquecas e só estava esperando Jungkook, nossos pais tinham novamente saído para resolver coisas do casamento e acabaram nos deixando sozinhos.

Talvez eu não sairia para a casa de Yoongi e nem com a Yoo-jung para a sorveteria, eu ficaria com Jungkook devido as circunstâncias.

Mas olhando para o outro lado da coisa, ir na casa de Yoongi não seria tão inútil assim, talvez eu descobria coisas sobre Jungkook... Mas seria certo? Acho que não nos faria mal algum.

Mas antes de ir eu iria verificar se Jungkook estará completamente bem.

"Jimin?" olho para as escadas e vejo Jungkook descendo as mesmas."Fez as panquecas?" ele sorri.

"Fiz, pega!" entrego seu prato."Não ficaram iguais a da minha omma mas dá para comer." digo e ele se senta começando a comer.

"Estão ótimas... Obrigado mochi."

Por que esse apelido ainda me causa arrepios? Já faz tempo que ele me deu.

"A-ahm... E sua febre?"

"Continua na mesma." ele diz cabisbaixo.

"Nem uma melhorinha?" ele nega."Claro Jungkook, olha sua roupa, não deve usar roupa de frio quando se está com febre."

"Mas eu estou com frio!" ele espirra."Deve ser um resfriado, estava muito frio ontem." assinto.

De repente meu celular toca e eu me apresso em ver quem é.

Yoongi?

Ele devia estar na aula à essa hora, como e por que ele está me ligando?

"Quem é?" Jungkook pergunta tentando ver o ecrã."Yoongi? Por que ele está te ligando?"

"E-eu não sei!"

"Deixa que eu atendo." ele diz pegando o celular da minha mão.

"Não precisa, vou recusar!" puxo o celular de volta e recuso a ligação.

"Por que ele estava te ligando?" Jungkook pergunta me fulminado com o olhar."Você sabe porque, é só falar."

"J-jungkook eu não sei, se eu soubesse eu falava!" digo e ele suspira.

"Jimin... Não vá cair na conversinha dele okay?"

"Do que está falando?"

"Nada não, mas fique de olho, ele pode mentir pra você!"

Dito isso, Jungkook pega seu prato com hotteok e vai para a sala.

Eu não entendi, será que ele sabe de alguma coisa que eu não sei?

(…………)

"Jungkook quer que eu chame um médico?" pergunto colocando o terceiro pano úmido em sua testa.

Jungkook havia piorado, agora ele estava estirado sobre a cama e nem sequer estava falando coisas com sentido, sua febre estava chegando à quarenta, eu já estava preocupado, pelo menos depois que o mesmo se mudou para cá isso nunca aconteceu.

"N-não precisa! Eu estou bem." ele nega.

"Você não está bem, vou ligar para seu appa okay?"

"Não Jimin... Ele também não vai saber o que fazer."

"Ele vai saber sim, é seu appa, cuidou de você durante muito tempo, eu preciso sair para... Ham... Comprar algumas coisas, ele te levará ao hospital se piorar. Mas olha pelo lado positivo, já te dei outro remédio e você irá melhorar logo."

"Espero."

"Você deve comer comidas leves okay? Eu vou sair mas eu volto rápido." digo e ele assente."Qualquer coisa me liga."

Dou-lhe um beijo e saio do quarto.

Pego as chaves e saio de casa logo entrando no carro dando a partida para a casa de Yoongi.

O caminho não era nem difícil de se fazer e muito menos longe, mas se Jungkook piorasse eu poderia chegar mais rápido em casa e cuidar dele.

Avistando a casa de Yoongi logo à minha frente, estaciono e saio do carro indo em direção a porta tocando a campainha em seguida.

Alguns segundos depois ouço o barulho da tranca da porta e a mesma ser aberta depois por ninguém além de Yoongi.

"Annyeong Jiminie!" ele tenta me abraçar mas eu desvio."Ham... Vamos entrar?"

Passo direto por ele e entro em sua casa. Viro e o encaro.

"Vai querer alguma coisa? Água, talvez um..." o corto.

"Não quero nada além de explicações sobre o que você falou ontem."

"Vamos conversar com calma primeiro, como você está?"

"Mal!"

"E Jungkook?"

"Ele está doente, então ande logo com isso!"

"Hm, mande melhoras." como pode ser tão falso?"Já me esqueceu Jimin?"

"Que tipo de pergunta é essa Yoongi?"

"Uma pergunta normal, já me esqueceu?"

"Claro que sim!"

Ele podia ver a mentira em meus olhos, apesar de tudo, eu nunca havia esquecido Yoongi, ele foi uma parte grande da minha vida. Mas eu negaria até morte isso para ele.

"Está mentindo, Amor, eu te conheço muito bem e sei quando mente."

"Cala a boca Yoongi, por favor, você não me conhece, nunca me conheceu."

"Você não mente pra mim Park Jimin!"

Minha mão que estava comichando desde de ontem agora tinha acertado o rosto de Yoongi que pôs a mão no local em seguida.

"Vamos logo com isso Yoongi."

"O-okay... Se veio aqui, é porque desconfia de algo sobre Jungkook. Estou certo?" assinto discretamente."Bom, tenho certeza de que ele não te contou tudo, mas vou fazer isso por ele."

Meu coração já estava à mil, por que tanto mistério? Tantos segredos?

"Jungkook era namorado de Taehyung.."

"Disso eu sei!"

"Sim, mas sabe também que Jungkook terminou com Taehyung dias depois de se mudar para sua casa?"

"I-isso não é nada demais." digo com a voz trêmula.

"Ah não? Taehyung estava na festa de Jin pronto para tirar você do caminho dele e ficar com Jungkook, e Jungkook? Não fez absolutamente nada para impedir, ele sabia que Taehyung iria para aquela festa acabar com você."

Não, isso não. Então Taehyung estava mesmo com uma arma apontada pra mim?

Era impossível de acreditar, e Jungkook sabia, é mais inacreditável ainda.

"Quer mais? Sábado, madrugada de sábado, Jungkook reatou com Taehyung, eles se encontram todas as noites."

Espera... E-ele está agora, com Taehyung?

Eu estava perplexo, eu sei que poderia ser tudo uma mentira pois são muitas informações e como Yoongi sabia de tudo aquilo? Yoongi faria de tudo pra me separar de Jungkook, com certeza é mentira, Jungkook não faria isso comigo.

Ou faria?

"Jimin, não se iluda com quem não te ama, Jungkook está com Taehyung e tenho certeza que não te disse nada. Ele é um mentiroso que só quer te usar Jimin, acredita, eu não estou mentindo, você acha que eu iria ganhar o que mentindo? Você? Acho que não."

"Yoongi você está mentindo! Ele não faria isso comigo."

"Não? Tem certeza? Vê isso."

Ele vai até a pequena mesinha de centro e pega um envelope.

"Pega!" assim o faço."Agora abre." abro o mesmo.

Pego as várias fotos que estavam dentro do envelope e vejo uma por uma.

Eram fotografias de Jungkook e Taehyung no parque aqui perto aos beijos, essas fotos tinham datas, a primeira era do sábado no parque, a segunda era deles dois em um beco à luz do dia da mesma forma, aos beijos, a data correspondia na data de ontem, e a terceira era deles dois à noite ontem mesmo mas nela eles não estavam agarrados e sim discutindo.

Eu mal posso acreditar, Jungkook está mesmo mentindo pra mim e que por coincidência eles reataram depois que transamos, é ridículo pensar que ele está apenas me usando?

E todas as vezes que ele disse que me amava? Por que mentia? Ele deve estar rindo da minha cara agora, do papel de trouxa que estou fazendo.

"Por que ele fez isso?" minha voz já estava embargada, eu ia chorar a qualquer segundo.

"Porque ele é um babaca que não te merece." Yoongi diz me abraçando, acabei aceitando o abraço.

"Engraçado... Ele me disse a mesma coisa quando você... Quando você foi um otário comigo." deixo as lágrimas saírem. Ele suspira."Como sabe de tudo isso?"

"E-eu... Eu venho vigiando Jungkook desde aquela festa."

"Pra que? Para descobrir os podres dele e jogar essa bomba na minha cara?"

"Não era a minha intenção, amor!" ele beija minha cabeça.

"Pare de me chamar assim." sinto ele assentir."Eu tenho que ir..." soluço.

"Faça o certo Jimin, termine com ele, esqueça tudo que passaram, é pro seu próprio bem."

"Eu vou fazer."

Saio de seus braços e saio da sua casa com as fotos na mão, entro no carro e começo o trajeto até minha casa, o caminho estava bem embaçado por conta das lágrimas que não paravam de cair.

Meu estômago estava revirado, minha respiração desregulada, meu coração batia muito mais rápido, eu estava acabado. É a segunda vez que isso acontece comigo, será possível que alguém na face da terra ligue para o amor verdadeiro? Será que alguém já se tocou de que o amor não é brinquedo? Ou eu tenho colada na testa uma placa dizendo: podem brincar com meus sentimentos, eu não ligo.

Minutos depois já estou na porta de casa, saio do carro mas hesito um pouco em entrar quando ouço a tv ligada, Jungkook deve estar na sala.

Respiro e inspiro várias vezes para tentar acalmar minha respiração e tento secar as lágrimas mas isso era praticamente em vão.

Abri a porta e adentrei a casa logo recebendo o olhar de Jungkook sorridente.

"Mochi eu es...." ele se levanta e para a minha frente.

"Você mentiu pra mim! Esse tempo todo Jungkook, achei que gostasse de mim de verdade."

"Do que está falando? O que eu fiz?"

"Vai negar que reatou com Taehyung enquanto estávamos juntos? Vai negar essas fotos?" jogo as fotos nele e ele pega uma.

Sua cara de preocupado passa para tenso, várias lágrimas começam a cair de seus olhos também.

"V-vai negar?"

"Me perdoa... Por favor."

"Por que fez isso Jungkook?" Eu não tinha mais voz para falar sobre aquilo, ele era toda tomada por lágrimas e soluços.

"Eu não tive escolha."

"Escolha? Jungkook, ninguém obriga ninguém a ficar com ninguém... Você brincou comigo, com o que eu sentia, você me usou!"

"EU NÃO TE USEI, EU SEMPRE TE AMEI." Ele aumenta o tom de voz.

"ENTÃO ME EXPLICA!" digo no mesmo tom."OLHA O QUE SEU AMOR FEZ COMIGO! EU ESTOU DESTRUÍDO AGORA, VOCÊ NÃO VÊ?... Jungkook quem te amou foi eu, você só se apaixonou e depois cansou."

"Não é verdade."

"Me prove o contrário, palavras são só palavras agora."

"Por favor meu amor, me perdoa, e-eu te amo." ele chora mais e se ajoelha, isso me feria inteiro.

"Levanta!" assim ele faz."O que é amor pra você? Você é um garotão que não sabe o que é amor."

"Jimin..."

"Me esquece Jungkook."

"A-acabou? Por favor não faz isso."

"O que você acha?"

Saio da sala o deixando sozinho e subo até o quarto de minha omma trancando a porta.

Eu o amo tanto, por que ele fez isso comigo? Por que?



Notas Finais


Deu uma dorzinha no coração agora, mas eu avisei que iria ser tenso. Não foi tanto, mas foi.

Bom amores, espero que tenham gostado.

Comentem o que acharam, é super importante.

E até domingo❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...