História I am the gangster - Capítulo 15


Escrita por:

Visualizações 28
Palavras 1.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tradução do capítulo: "Irmãzinha"
LEIAM AS NOTAS FINAIS.
Boa leitura ;)

Capítulo 15 - Little sis


Fanfic / Fanfiction I am the gangster - Capítulo 15 - Little sis

 Pov. Katherine

Eu já estava com meu carro posicionado na linha de chegada. Pessoas já estavam em volta, o chão tremia por conta da música alta que tocava. Eu não apostei dinheiro nessa corrida, preferi apostar o carro. Seria mais divertido.

Escutei um barulho de um carro se aproximar e quando olhei para o lado não consegui acreditar na pessoa que estava digirindo o carro, e que ia disputar a corrida comigo.

- Você tem mesmo muita coragem cara - Disse fuzilando ele com os olhos.

- Já me falaram isso - Owen sorriu cinicamente.

- Você tem sorte que erraram o tiro da última vez que esteve aqui.

- Eu acho que acertaram - Owen riu.

- Sério? - O encarei - Qual é o seu problema? Tem fetiche em querer morrer ou algo do tipo?

- Se isso for preciso - Ele mordeu o lábio inferior - Eu só quero correr.

- Vai acabar perdendo o seu carro - Olhei para frente.

- Vamos nessa - Ele riu.

- O seu funeral.

Uma menina com os cabelos loiros se aproximou. Ela levantou a faixa vermelha, e apontou para mim.

- Pronta? - Ela perguntou e eu acelerei, fazendo com que o motor fizesse barulho e Owen fez a mesma coisa.

E então ela olhou para Owen.

- Sei que você está!

E então ela foi um pouco para frente e levantou a faixa vermelha novamente, e no momento que abaixou eu acelerei com tudo.

Eu segui na frente de Owen e as ruas estavam movimentas, até porque nem era tão tarde da noite assim. Desviei dos carros na minha frente e quando menos percebi Owen já estava ao meu lado. Acelerei e virei em outra rua, e na curva Owen me ultrapassou.

As pessoas nas ruas olhavam assustadas. Essa sensação de adrenalina era oque eu precisava pra me acalmar.

Sinere polícias já começaram a tocar e eu avistei um carro de polícia atrás de nós. Eu estava na cola de Owen e não conseguia o ultrapassar de jeito nenhum. O carro de polícia foi para cola dele e Owen virou o carro pra cima do carro de polícia, ficando na contra mão e dando ré com o carro. O motorista se assustou e perdeu o controle, batendo com o carro.

Owen continuou dando ré até chegar na última rua, ele ainda estava na frente mas eu consegui ultrapassar. Liguei o nitro, mas não deu tempo suficiente de chegar a linha de chegada e com isso Owen conseguiu me ultrapassar e venceu.

Estacionei o carro e saí do mesmo, vendo várias pessoas indo até o carro de Owen para o parabenizar e umas piranhas foram se oferecer. Algumas pessoas vieram me fazer piadinhas como: "Perdeu pro seu marido?" "Pelo visto ele é quem manda em casa" e coisas dos tipos.

Quando Owen me viu ele sorriu e veio andando calmamente até mim.

- Gostei da blusa - Ele envolveu os braços ao redor da minha cintura. Me puxando para perto.

- Não é blusa, é uma lingerie.

Ele sorriu maliciosamente e aproximou sua boca no meu ouvido.

- Isso me fez lembra que nunca tivemos uma verdadeira noite de núpcias - Sussurrou.

- E não vamos ter - Susurrei e o afastei.

Peguei as chaves da minha lamborguine e joguei para ele, que me olhou com a sombrancelha arqueada.

- Pode ficar - Gritei enquanto saia de perto dele e caminhava para fora da racha.

Escutei passos atrás de mim e olhei rapidamente vendo Owen me seguir.

- Não acha que já me seguiu o suficiente hoje? - Perguntei parando bruscamente.

- Não - Ele sorriu.

O ignorei e lhe dei as costas, voltando a andar e ele logo ficou ao meu lado.

- Pode me dizer aonde estamos indo ou você realmente está voltando pra casa andando? - Owen perguntou depois de uma boa caminhada em silêncio.

Apenas olhei para ele e sorri que revirou os olhos já impaciente com o meu silêncio. Me aproximei dele e tapei seus olhos e fui o guiando até perto do banco.

Quando ele se sentou eu tirei minhas mãos dos seus olhos e Owen ficou hipnotizado com a vista da cidade iluminada na sua frente.

- Como você descobriu esse lugar? - Ele perguntou impressionado enquanto olhava em volta.

- Minha mãe me trouxe aqui quando eu tinha 12 anos - Me sentei no banco e o encarei - Ela dizia que eu só podia trazer alguém muito especial aqui.

Owen sorriu e deu um único passo pra chegar até mim, me pegando no colo e me girando enquanto eu dei um grito de surpresa.

- Então quer dizer que eu sou especial? - Ele perguntou ainda me tendo em seu colo.

Aproximei minha testa na dele e susurrei :

- Sim.

Ele me deu um beijo rápido e me soltou. Segurando minha mão.

- Está preocupado com o seu irmão? - Perguntei.

- Eu estou com medo disso acontecer - Ele me encarou.

- Por que?

- Porque no momento em que eu esitar, o seu pai me coloca no olho da rua.

- Isso não vai acontecer - Dei uma risada fraca.

- Como pode ter tanta certeza? - Ele me encarou.

- Meu pai não iria querer começar uma guerra comigo.

Ele sorriu e me puxou para um beijo calmo e cheio de sentimentos.

•••

- Aonde você estava? - Richard me perguntou assim que passei pelo hall de entrada.

- Racha - Disse simplesmente.

Richard subiu seu olhar para algo atrás de mim. Owen.

- Eu vou subir. Boa noite - Owen disse passando por mim e comprimentou meu irmão. Se retirando da sala logo depois.

- Então as minhas apostas estavam certas? - Richard perguntou com um pequeno sorriso no rosto.

Revirei os olhos e ele riu.

- Eu fiquei preocupado com você.

- Me poupe Richard.

Ele franziu a testa e cruzou os braços.

- Eu só vim até aqui pra proteger você - Richard disse levemente irritado.

- Eu não preciso de proteção - Cruzei os braços - E eu não te pedi pra voltar - O encarei.

Richard me encarava com o maxilar trincado. Eu sabia que ele estava com raiva pelo oque eu falei.

- Você quer dar uma de irmão mais velho? - Me aproximei - Você me deixou sozinha e eu esperei por você, pra você se explicar, pedir desculpas ou simplesmente dizer que me ama - Tentei falar o mais baixo possível. Me segurando pra não chorar - Mas você não veio.

Tudo que eu tive vontade de falar para Richard dês do dia em que ele voltou eu falei agora. Era algo que estava preso dentro de mim.

Ele me abandonou, como todo mundo fez.

- Sinto muito por ter te deixado no pior momento da sua vida. Eu não vou sair do seu lado nunca mais. Eu tenho tudo que preciso bem aqui - Ele se aproximou o suficiente para segurar meu rosto em suas mãos - Eu só quero que você confie e acredite em mim.

- Isso vai demorar um pouco.

Ele me olhou com pena e me deu um beijo na testa.

E antes dele se retirar da sala. Ele afastou o meu rosto o suficiente para olhar nos meus olhos e disse:

- Eu amo você, irmãzinha.


Notas Finais


Roupa de Katherine na racha: https://pin.it/ykv2aez5yyrxfr
Comentem, eu fico muito feliz em saber que vocês estão gostando.
A cena da racha é inspirada no filme velozes e furiosos 6. Eu amo essa cena e precisava me inspirar nela, espero que tenham gostado ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...