História I am your salvation, and you are my. ( Imagine Min Yoongi ) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Romance Magia
Visualizações 38
Palavras 961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem ❤ Bjooos!!!

Capítulo 2 - One


Fanfic / Fanfiction I am your salvation, and you are my. ( Imagine Min Yoongi ) - Capítulo 2 - One

— Yes!!! — comemorei.

Primeira parte concluída, já consegui encontrar o alvo, agora só preciso dar um jeito de falar com ele,  mais ele não me entenderia, pelo fato de ser uma felina e ele um humano... Droga! Mais pelo menos tenho que tentar ficar próxima, mais como....

— Ah! Já sei! — disse comigo mesma, saio de trás do arbusto e começo a seguir o garoto. — Miau! Miau! — ficava miando, enquanto o seguia.

Quando ele olha para mim, uso a técnica da carinha do cão sem dono, mas no meu caso era gato, faço uma carinha fofa, e fico miando me aproximando dele.

— O que você quer? — ele disse se abaixando, perto de mim.

— Miau! Miau! — quero minha forma humana de novo, penso comigo mesma enquanto miava.

Ele fica me olhando, até que ele passa a mão em mim, e quando passa a mão pelo meu pescoço, faz um barulhinho de sino. Olho assustada e percebo que estava com uma cólera, quando isso veio parar aqui?

— Ah, já entendi... — ele disse se levantando, mais ainda olhando para mim. — Está perdida né? 

Na verdade não, já encontrei o que estava procurando, penso comigo mesma.

— Miau! — me aproximo dele, jogando um 'charmezinho', e com uma carinha fofa, com a esperança dele me pegar e me levar pra casa dele, mas na medida que eu vou me aproximando, ele vai se afastando.

— Ei, pode parar aí, eu não sou seu dono... — ele dizia ainda se afastando.

Eu sei que você não é meu dono, mais preciso de você garoto! Penso.

— Miau! — ele começa a caminhar e eu o sigo, até que ele para e me encara sério e começa a bater o pé, e eu me afasto assustada.

— Xô! Não é pra me seguir! — ele dizia ainda batendo o pé, e eu ainda assustada me afastava mais e mais.

Ele para de bater o pé por um momento, me olha pela última vez e saí andando.

Que garoto atrevido!!! 

— Quem você pensa que é pra bater o pé pra mim enh!? — digo brava, olhando para ele caminhando. — Isso saí andando mesmo! Ridículo! — ficava resmungando. — Ele disse para não segui ló, mais é exatamente ao contrário que irei fazer! Haha! 

Começo a segui ló discretamente, só para quando o vejo na porta de uma casa, antes que ele entrasse na casa e fecha se a porta, eu vou correndo até ele miando, ele olha para mim e dá um longo suspiro.

— De novo você..? Eu falei para não me seguir! 

— Miau!! Miau!! — dizia me aproximando dele, e passando meu corpo por sua perna, até que comecei a ronronar.

— Gata, saí daqui! Vai procurar seu dono vai! — ele diz me pegando no colo e me colocando na calçada e indo em direção a sua casa, mais eu insisto e vou atrás dele novamente, e começo a miar, ele me olha irritado, e coloca a mão sobre o rosto, ele estava parado na porta de sua casa, com a porta aberta, então eu fui lentamente indo em direção a porta, para entrar, mais de repente ele começa a bater o pé, eu me assusto e me afasto rapidamente.

— Garoto! De novo isso!? Bate esse pé pra mim, mais uma vez, que você fica sem ele! — digo irritada. Ele fica me encarando.

— O que você disse? — ele pergunta, me olhando, confuso.

— Isso que você ouviu! 

— Eu to louco ou ouvi mesmo você falar alguma coisa... — ele me olha, me estranhando, espera aí.. Ele pode entender o que eu falo? — Aish! — ele dá um longo suspiro. — Só posso estar ficando louco! Gatos não falam! — ele entra pra dentro de sua casa.

— Ei espera! — eu vo até a porta. — Você pode me enten— ele fecha a porta na minha cara. — Isso não foi nada educado da sua parte, fechar a porta na cara de uma dama! Abre isso! Garoto! Ei! — dizia passando minhas unhas sob a porta. Quando percebo, que ele não vai voltar, é que não adiantaria eu ficar ali, batendo, na verdade unhando aquela porta, me afasto, e olho para os lados, olho para o tempo e percebo que já estava começando a anoitecer. — Legal...e agora? Aonde vou dormir!? Aonde vou ficar...? — ficava me perguntando aquilo. 

Saio de meus pensamentos, quando escuto alguns latidos, um enorme cachorro preto estava vindo correndo em minha direção.

— Ferrou! — dizia paralisada imóvel, sem saber o que fazer, sou despertada por mais um latido do cachorro, então finalmente tomo uma atitude, começo a correr, e ele veio atrás de mim. Tinha uma árvore do lado da casa do Yoongi, então corro até ela, com a ajuda das minhas garras e da minha agilidade, consigo subir em cima da árvore, e fico deitada sobre um galho, que fica mais no alto.

— Argh! — o cachorro resmungava lá em baixo.

— Não foi  dessa vez Totó! — grito para ele, fazendo careta, ele me olha torto e saí dali.

— Isso não vai ficar assim! — ele disse enquanto caminhava.

— Uyyyy, to morrendo de medo! Fala com meu rabo, fala! — balanço meu rabo pro lado dele, e ele fica com raiva, mais continua caminhando. — Imbecil! — mostro língua pra ele. 

Me deito sobre o galho da árvore, e era ali mesmo que iria passar a noite, olho para a casa do yoongi, e as vezes eu até o via, pela janela de sua casa.

 Quando a noite caiu, estava tudo silencioso e tranquilo, e também aonde eu estava, não estava tão escuto, por conta da luz que vinha da casa do Yoongi, então eu não demorei muito para dormir, ali mesmo, naquele galho da árvore.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...