História I can be your eyes - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Lay, Lu Han, Sehun, Xiumin
Tags Chenmin, Chenxiu, Deficiência Visual, Fluffy, Koreanbaekon, Menção Chanbaek, Menção Hunhan, Menção Xiuhan, Slash, Xiuchen
Visualizações 370
Palavras 1.149
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


[Desculpe os erros de português e outros erros]




~Boa Leitura

Capítulo 10 - O convite a Chanyeol


Fanfic / Fanfiction I can be your eyes - Capítulo 10 - O convite a Chanyeol

Nós fomos a pé, já que nenhum de nós tinha um carro, eu empurrava minha bicicleta enquanto Min estava se segurando em Luhan. Nós seguimos o caminho em silêncio. Quando chegamos a casa de Chanyeol o silêncio foi quebrado.

- Seja lá o que você for falar... nunca fale sobre o Sehun ou sobre Baekhyun - Luhan me alertava.

- Tudo bem...

- E... se ele te deixar entrar... se ele quiser falar com você... sintasse honrado... - eu engoli seco. Chanyeol tinha se tornado um homem tão frio, prara chegar a esse ponto?

A casa dr Chanyeol era maior que a de Sehun, era decorada de  equipamentos de segurança, bem moderna e chique, fiquei impressionado. Nós tocamos o interfone.

- Pois não, como posso orienta-lo? - uma voz feminina simpatica foi ouvida.

- Eu que-- gostaria... de falar com Chanyeol

- Você tem horário agendado?

- N-não... - eu olhei para Luhan e Min. Eles pareciam nervosos.

- Que pena... gostaria de agendar algum horário?

- Eu só queria falar... conversar com ele

- E quem você é? - de simpatica a chata.

- Kim Jongdae - Tudo ficou em silêncio - ei... ele vai falar comigo ou não?

- Não, vá embora - ela estava com seu tom de voz elevado. Eu não vou embora, senhora, eu vim falar com Park Chanyeol e não vou embora até falar com ele!

- Me deixa falar com ele...

- Não, vai embora

- Não vou... não até que me deixe falar com ele...

- Desculpa mas ele não quer falar com você...

- Quero ouvir isso da boca dele...

- E-eh... - ela desligou

- Que droga. - eu me virei para eles

- Vamos voltar? - Min parecia assustado

- Vocês podem voltar... mas eu não vou até falar com ele

- Chen

- Esse cara é um idiota, ele fez Baek chorar, Sehun se sentir mal, fez você... até você ficar contra mim e Sehun... - Luhan abaixou a cabeça. Ele não podia negar - E... ele tem que entender... nós precisamos dele! E não importa o quão arrogante ele é agora... ou o quanto de dinheiro ele tem, nada, NADA! vai me impedir de fazer isso... - eu me virei para a porta de novo. O grande muro estava bem a minha frente. Só tinha uma coisa a fazer. Eu comecei a escalar o muro.

- Chen! Você está ficando maluco? Isso é invasão!  Sai dai... vai se machucar! - Luhan tentou me puxar de volta mas eu já estava muito longe.

- Chen, o que você esta fazendo?! - Min se assustou. Ele estava desesperado já que não podia ver o que estava acontecendo.

- Tudo bem... eu vou falar com Chanyeol

- Se você se machucar... - eu olhei para Min, ele parecia muito preocupado.

- Eu não vou... - eu sorri - Vai ser como a dez anos atrás... - eu continuei escalando. Havia uma cerca eletrica, ela obviamente estaria ligada, eu teria que ser cuidadoso.

- CHEN! - Luhan colocou a mão para tampar a boca.

- Calma... - eu passei por cima da cerca sem encostar um fio de cabelo ou qualquer outra parte do meu corpo em algum lugar. Quando cheguei em cima eu sorri. Luhan apreceu aliviado mas mesmo assim preocupado. - Eu ja volto... - eu me virei para descer, olhei para eles de novo - Vou voltar com Chanyeol - eu sorri e desci. A casa dele era enorme.... era um labirinto! E isso era apenas a entrada. Eu entrei no hall de entrada era todo decorado. Havia uma porta de madeira que chamou minha atenção, eu entrei. Chanyeol estava atrás de um monitor de computador, ele digitava e tomava seu café sem tirar os olhos do monitor. Ele ouviu a porta se abrindo e olhou para mim assustado, ele se levantou em um pulo.

- J-jongdae, o que você está fazendo aqui? - ele limpou a boca suja.

- Eu vim falar com você - ele veio até mim

- Não vê que está me atrapalhando? Como entrou aqui?

- Seu sistema de segurança não é tão bom assim...

- Isso é invasão! Eu vou te denunciar...

- Você não vai fazer isso... - nós nos encaramos.

- Acha que não? - ele me ameaçou, mas eu não tinha medo, já fui ameaçado várias vezes na China, ja apanhei inúmeras vezes, e mesmo quando estava na Coréia, graças as minhas travessuras eu ia para a delegacia quase sempre, por isso... não era um problema.

- Então... vai em frente - eu me aproximei mais dele - Me denuncie... se esse o tipo de pessoa que você se tornou... se esse o seu carater... vai... - ele engoliu seco.

- Você está me desafiando? - ele sorriu ironicamente.

- Se foi o que entendeu...

- Tudo bem Chen... isso está muito engraçado... adorei a surpresa...- ele riu - Agora sai - ele ficou sério de novo.

- Vou sair... mas antes... ouça o que eu tenho pra dizer... eu quero falar com você... na lanchonete... 

- Hum... pensa que eu vou mesmo? Por que um homem como eu... vai perder seu tempo precioso... com você - ele me olhou de baixo a cima zombando da minha aparencia.

- porque eu sei que... sua estrutura é de um homem frio, por fora você pode ser assim, mas pra mim você ainda é o mesmo pivete de dez anos atrás pagando de milionario metido... - ele riu.

- Você que não cresceu... agora vai embora... 

- Até... Chanyeol - ele olhou para os lados. - Nos vemos mais tarde...

- Vai sonhando... - eu sai do escritório deixando ele sozinho. A mulher que tinha me atendido no interfone me olhou assustada ao me ver saindo da sala de Chanyeol.

- Ah... querida, será que tem como você fazer mais que sua obrigação abrir a porta? - eu olhei para ela com um olhar exigente. Ela concordou com a cabeça ainda paralisada - Obrigado - eu forçei um sorriso. Sai da casa. Ela abriu a porta e eu sai. Min e Luhan ainda estavam lá me esperando, eles se levantaram assim que ouviram a porta abrir.

- Chen... onde está Chanyeol?

- Nos veremos ele... mais tarde...

- Perfeito... você conseguiu - Min se animou.

- Não é certeza... ele esta convencido demais... mas teremos esperanças - eu sorri e eles também.

- Vamos voltar para casa... você vem?

- Claro... sua casa agora é minha casa - Luhan riu e Minseok também.

- Até parece - Luhan sorriu.

- Vamos, vamos... - Min estava animado - sabe... enquanto você estava lá dentro... pensei em um nome para o gatinho...

- Qual? - eu peguei minha bicicleta.

- Nam - ele sorriu - e não me pergunte por que... 

- Por que?

- Não sei... apenas pensei nisso - ele riu e eu também.

- Poderia ser Baozi

- Não! - Min abaixou a cabeça e depois se virou para Luhan de novo - Eu sou seu Baozi... - Luhan riu. Eu olhei para os lados.

I-isso era sentir ciúmes? Eu sacudi a cabeça para afastar esses pensamentos.

Continuamos o caminho. Eu empurrava a bicicleta. Ficamos em silêncio até chegar a casa.


Notas Finais


*to be continued*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...