História I can be your eyes - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Lay, Lu Han, Sehun, Xiumin
Tags Chenmin, Chenxiu, Deficiência Visual, Fluffy, Koreanbaekon, Menção Chanbaek, Menção Hunhan, Menção Xiuhan, Slash, Xiuchen
Visualizações 356
Palavras 886
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


[Desculpe os erros de português e outros erros]



~Boa Leitura

Capítulo 15 - H-hospital?!


Fanfic / Fanfiction I can be your eyes - Capítulo 15 - H-hospital?!

Quando eu acordei ja pela manhã, Nam estava deitado na minha cama brincando com os meus pés, ele adorava fazer isso.

- Ei, seu gatinho atrevido, 'tá ficando maluco...? - eu peguei ele no colo. Ele ainda continuava a brincar. Ele começou a mexer no meu cabelo, puxando e tentando comer. - Você está com fome? Isso não é comida! - eu ri enquanto ele ainda mastigava meu cabelo - Vem, vamos pra cozinha. Eu levei Nam no colo até a cozinha. Levei sua tigela também. Deixei a tigela e Nam no chão. Peguei o leite, assim que peguei o leite, Nam veio debaixo das minhas pernas e ficou se esfregando nelas. Eu sorri, Nam era tão fofo! Eu despejei o leite em sua tigela, ele correu para se servir. Enquanto Nam tomava seu "café da manhã" eu preparava o meu. Terminei de comer e levei Nam de volta para o meu quarto. Ele era muito bagunçeiro para ficar sozinho lá e baixo.  

Eu deixei Nam no meu quarto, peguei minhas coisas e fui tomar um banho. Escovei meus dentes e meu cabelo. Eu coloquei uma roupa casual e fresca, já que ainda estavamos no clima quente do verão. Sai do banheiro e vi Nam brincando com uma bolinha de papel. Ele era muito bagunçeiro mesmo. Eu peguei minhas chaves, e meu dinheiro. Me despedi de Nam fazendo um afago em sua cabeça e sai do quarto. Fechei a porta e a janela para que ele não saisse, desci as escadas. Peguei minha bicicleta e fui até a loja mais proxima. Eu deixei minha bicicleta do lado de fora e entrei na loja. Peguei tudo que Nam precisava: Ração, aliás ele não ia viver apenas de leite, Shampoo, se ele era da rua deveria estar sujo, brinquedos! Aliás... Nam não podia se sentir sozinho, e os brinquedos ajudariam ele a se distrair, uma cama melhor do que aquela caixa de papelão, uma caixa e areia, para que ele tenha um lugar para se aliviar. E por ultimo: uma coleira, eu me sentiria mais seguro se Nam tivesse uma coleira, assim se ele se perder, é mais facil para trazerem ele de volta. Eu coloquei tudo na minha cesta de compras. Fui até o caixa e paguei. Eu estava indo embora quando vi alguns acessórios para a bicicleta. Havia uma cestinha. Ela era perfeita para levar Nam quando eu fosse para a casa de Min. Eu comprei ela. Já com tudo nas sacolas eu peguei minha bicicleta e pedalei de volta para casa. Deixei as compras na garagem e peguei algumas ferramentas. Coloquei a cestinha na bicicleta. Eu testei sua dureza e resistência, colocando as sacola dentro da cesta. Ela resistiu. Era forte. Eu subi para o quarto. Nam estava brincando. Meu quarto estava todo cheio de papel. O que ele tinha aprontado? Eu montei sua caixinha de areia e a deixei no banheiro, não quero cheiro ruim no meu quarto. Coloquei a ração em uma tigela. Coloquei a cama em um cantinho do quarto. Joguei os brinquedos no chão e Nam correu para brincar com eles. Depois de guardar tudo, peguei o shampoo. Enchi a banheira com água morna, até certo ponto. Peguei Nam, ele pareceu assustado quando viu a banheira com agua e começou a se desesperar.

- Calma... você precisa ficar limpinho... - eu fechei a porta do banheiro para caso dele querer fugir. Coloquei elr na banheira aos poucos, ele foi deixando de estar assustado. Eu o ensaboei. Ele pareceu estar gostando. Tirei todo o sabão com a agua. O sequei com uma toalha velha minha. Esperei até que estivesse completamente seco e coloquei sua coleira. Ele não pareceu gostar muito, mas com o tempo ele se acostumaria. Eu o soltei deixando que ele brincasse com seus novos brinquedos. Ouvi o telefone tocar, mas minha mãe já estava acordada e la embaixo preparando o café por isso ela iria atender. Ouvi ela subir as escadas.

- Jongdae - ela bateu na porta. Eu abri. Ela estava com o telefone na mão.

- Sim?

- É pra você... de Luhan - ela esticou o braço para que eu pegasse o telefone. Nam estava debaixo das minhas pernas, e minha mãe pareceu ficar assustada ao ver ele. Eu fechei a porta para que ele não saisse e minha mãe não surtasse - Kim Jongdae, depois você precisa conversar comigo sobre isso!

- Tá bom, tá bom... - eu coloquei o telefone proximo da minha orelha. - Alô?

- Chen... - ele parecia estar cansado, não só pelo seu tom de voz mas por estar ofegante.

- Qual é o problema? Você está bem?

- Eu estou... eu só... - ele respirou fundo - Eu esqueci de te contar sobre isso...

- Sobre o que?

- É sobre Minseok... - eu engoli seco.

- Onde vocês estão?

- No hospital... - eu me assustei. Hospital? O que eles estavam fazendo lá? 

- O que aconteceu? Min está bem?

- Ele está... mas você precisa vir logo... antes que... - ele não disse mais nada.

- Ei, Luhan! - eu não obtive mais respistas do outro lado da linha. Eu desci e joguei o telefone na mesa, calcei meus sapatos.

- Jongdae, onde está indo? Precisa me explicar sobre aquele ga--

- Agora não - eu sai de casa. Peguei minha bicicleta na garagem e pedalei indo a caminho do hospital.

O que era agora? 


Notas Finais


*to be continued*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...