História I Can Be Your Hero? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags Amor, Aventura, Comedia, Hyungwon, Imagine Jooheon, Jooheon, Kihyun, K-pop, Minhyuk, Monsta X, Shownu, Sohyun, South Korea, Você, Wonho
Visualizações 16
Palavras 852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEE JOOHEON YAAAAAAAYYYY!

Capítulo 1 - Um começo trágico.


Fanfic / Fanfiction I Can Be Your Hero? - Capítulo 1 - Um começo trágico.

(Seoul, 02nd April, 2017, 02:15pm)

Olá, me chamo Kang Nini. Tenho 21 anos e sou coreana, bem... Meio coreana Minha mãe era brasileira, meu pai è coreano, não sei se posso o chamar de pai ou de monstro, você irá descobrir o motivo do "monstro" pela minha situação atual, então...

 No momento eu estou desesperada correndo pelas ruas de Seoul, apenas com meu celular, marcas roxas, sangue, lágrimas e minha roupas do corpo, a procura de uma delegacia, já tentei ligar mas, parece que não funcionou. Me esbarro em um garoto, levanto o olhar, encarando seu belo e gracioso rosto, ele me olha com um certo "espanto".

(Garoto): MEU DEUS, VOCÊ TÁ BEM?!

(Nini):Não...

De repente, sinto minha visão se escurecer e embaçar, ouço algo que parecem ser gritos, provavelmente era o garoto bonito, me perguntando se estava bem...

(Seoul, 03rd April, 2017, 09:30am)

Acordo em um tipo de quarto, vejo cortinas a minha frente, também tem cortinas ao lado, afasto um pouco tentando ver o que havia através dela, tinha um garotinho, ele estava como eu, só que mirava teto, presumo estar em um hospital. Tento me levantar, sento me na maca e repasso meu dia... Foge de casa, corre desesperada a procura de uma delegacia, esbarra em um garoto (lindo), o garoto (lindo) pergunta se estou bem, digo que não, desmaio. LEMBREI! O garoto deve ter me trazido ao hospital. 

Uma mulher muito bonita, com trajes de enfermeira abre as cortinas a minha frente, então tenho a certeza de estar num hospital.

(Enfermeira): Oh, você finalmente acordou querida. Sou a enfermeira Hyuna, muito prazer.

(Nini): Prazer em conhecê-la enfermeira, sou Kang NiNi.

(Hyuna): Oh, então é esse o seu nome... O garoto não sabe muito sobre você, não é mesmo?

(Nini): O garoto? Então foi ele mesmo que me trouxe aqui?

(Hyuna): Não só a trouxe, como ainda a espera, veja.

Ela aponta pra um canto um pouco afastado do lugar em que estamos, vejo cadeiras enfileiradas, pessoas sentadas com semblantes tristes, típico de um hospital comum, e lá estava ele, dormindo, com a cabeça pendendo para o lado, apoiada no ombro, seus fios loiros meio bagunçados o dava um aspecto sexy, mas seu rosto e bochechas rosadas complementados pelo seu biquinho de bebê contrariavam o aspecto sexy e provocante, o deixava fofo e lindinho, trajava um moletom rosado com a frase "We got a UV Blues again", uma calça jeans clara meio rasgada e coturnos amrronzados. Dou um sorrisinho involuntário de canto, acordando de meus devaneios matinais, e voltando minha atenção a enfermeira.

(Hyuna): Me diga querida, quem fez... Isso com você?

Ela aponta para meus machucados, band-aids, e faixas espalhadas pelo corpo, não havia percebido isso antes.

(Nini): Me desculpe, mas, acho que não me lembro.

Menti, eu sei, é errado, mas... Eu não queria comentar isso com ninguém, ainda não...

(Flashback On)

Eu estava no meu quarto assistindo meu dorama preferido pela 37° vez, Love O2O é um dorama maravilhoso, minha atenção é tirada, ouço gritos, coisas quebrando e passos pesados. Ele havia voltado, eu odiava o fato de morar com esse monstro, mais conhecido como "meu pai", na maioria das vezes eu só ignorava e seguia trancada no meu quarto, mas, hoje foi diferente.

(Pai): KANG NINI! DESÇA JÁ AQUI GAROTA!

O medo me consome por inteira, eu tinha a certeza de que eu iria ser espancada novamente. E como sempre, devia ser por um motivo idiota como: O monstro acha que eu não varri a casa direito.

Desço com certo receio, eu o temia e o odiava, aquele homem horrível não deveria ser meu pai. 

Paro a frente dele, prendo minhas mãos a minha frente e abaixo a cabeça em seguida, eu não quero ser espancada novamente.

(Nini): Sim, papai.

(Pai): SUA GAROTA INÚTIL! VOCÊ NÃO CONSEGUE AO MENOS LAVAR A LOUÇA CORRETAMENTE?! MENINA BURRA, SUA IMPRESTÁVEL!

Ele me agarra pelos cabelos, começando com mais uma das sessões de espancamento, mas, dessa vez eu não iria deixá-lo impune.

O empurro, ele cai, batendo a cabeça e desmaiando em seguida. Eu corro, pegando meu celular é ligando pra polícia, a mulher do outro lado da linha diz que eles chegariam em no mínimo 1 hora, eu não tinha todo esse tempo. Resolvi ir registrar um boletim de ocorrência em alguma delegacia próxima, saio desesperada levando tudo o que tinha na minha frente.

(Flashback Off)

(Hyuna): Nini-ah? Nini-ah!

Volto a realidade encarando Hyuna e... O garoto, ele já havia acordado, seu rosto inchado de sono o deixava ainda mais fofo.

(Hyuna): Vou deixar os dois a sós, com licença. 

Hyuna sai, me deixando só com o garoto bonito, ele fitava o chão com as mãos dentro dos bolsos, ele tinha um ar tímido, sua timidez o deixava mais atraente e fofo.

(Nini): Obrigada por me salvar, senhor...?

(Garoto):Lee Jooheon, ou só Jooheon, como preferir, e... O senhor está no céu.

Ele solta um sorriso meio sem graça, ele era muito fofo e lindo, meu Deus!

Eu sei que é falta de educação, mas, eu sinto que devo ir, pra algum lugar, não sei onde.

(Nini): Bom... Jooheon, eu preciso ir agora...

(Jooheon): Você tem pra onde ir?

Ele fita o chão novamente, meu Deus, acho que vou morrer.

(Nini): Na verdade, não, mas... Eu vou achar um lugar...

(Jooheon): Você poderia ficar na minha casa...



Continua?


Notas Finais


FINALMENTE, ACABEI! GLÓRIAS A DEUS. Tchau fileos❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...