História I Can Feel It - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Bike, Boyxboy, Ed Sheeran, Hrvy, Larry, Larry Stylinson, Lgbt, Mpreg, Ned, Niall, Randy, Roadtrip, Shawn, Troye, Ziam, Ziam Mayne
Visualizações 138
Palavras 4.625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Deux


Harry puxou Louis pelas coxas com certa brutalidade o colocando em seu colo. O cheiro do pequeno estava o enlouquecendo e ele sentia que não podia mais ficar distante do mesmo porque aquilo de certa forma machucava seu lobo, o que era um tanto estranho para Harry que nunca havia sentido tamanha necessidade de Louis, embora soubesse de seus reais sentimentos por seu irmão mais novo.

Louis se remexia no colo de seu irmão sentindo seu corpo reagir ao seu cio e se preparar para passar pelo mesmo, o que deixava o pequeno confuso. Embora Harry não tivesse mais consciência alguma de seus atos, Louis tinha e sabia que não só seus instintos, como ele mesmo também queria o irmão mais velho.

O cacheado com dificuldade por causa da ereção dolorida, seu baixo ventre repuxando e demonstrando que ele estava duro e no cio, levou seu pequeno até seu quarto, subindo as escadas com dificuldade, ele se alternava entre beijar a pele alva do pescoço do pequeno de olhos azulados -tirando suspiros e resmungos do mesmo- e subir degrau por degrau até estar no topo da escada. Foi um longo caminho para Harry até o final do corredor onde ficava seu quarto. 

Quando adentraram ao quarto do mais velho, o mesmo fechou a porta com o pé deixando a mesma entreaberta sem que o mesmo percebesse. Louis foi deitado com certa brutalidade na cama de casal do quarto de Harry. O pequeno arfou com a brutalidade do maior, aquilo normalmente o deixaria assustado, mas daquela vez era diferente. Ele estava gostando daquilo. Louis era bem tímido e um tanto quanto inibido, mas ele se soltava com Harry.

Os lábios do mais baixo foi tomado por um beijo necessitado. Os lábios dos dois garotos eram roçados sem muito cuidado ou delicadeza, Harry tinha mais experiência com aquilo, já Louis não tinha nenhuma. Ele beijava de forma desajeitada tentando acompanhar os movimentos do mais velho que não demorou a pedir passagem com a língua, como Louis não entendia muito daquilo, entreabriu seus lábios cedendo a passagem ao alpha que logo aprofundou ainda mais aquele beijo o tornando quente.

O alpha tentava se livrar das roupas do pequeno sem separar seus lábios, o que se tornou impossível quando teve que se livrar de seu moletom que o pequeno usava. Harry separou seus lábios dos do pequeno brevemente para tirar seu moletom suspirando rouco ao escutar o pequeno ofegar abaixo de si. O cacheado não soube dizer onde o moletom foi parar, mas sabia dizer exatamente onde estavam suas mãos no corpo do pequeno. Ele segurava sua cintura de forma possessiva, marcando-as com seus dedos que logo deslizaram se livrando da boxer que seu pequeno usava.

O pequeno corou fortemente ao perceber que estava nu na frente de Harry, mas ele não sentia à vontade de fugir ou se esconder, o quarto estava escuro e o corpo de Louis era iluminado apenas pela luz que vinha da rua, uma luz fraca que colaborava para que o pequeno se tornasse mais desejado pelo de olhos esverdeados.

Louis escondeu seu rosto no pescoço do mais velho que logo se livrou de sua calça de moletom e passou a beijar e sugar a pele do pescoço de Louis, deixando algumas marcas arroxeadas naquela região, por mais que estivesse sob efeito de seus instintos ele tentava ser gentil com seu pequeno, no fundo sua consciência ainda gritava pela inocência e virgindade de seu Louis. O pequeno deixou pequenos arfares e gemidos baixos saírem de seus lábios fechando seus olhos e relaxando aos poucos se sentido cada vez mais pronto para se entregar para o seu grandão, como Louis o chamava em sua cabeça, ele nunca havia externalizado esse sentimento até dado momento.

O pequeno ômega arranhou levemente a nuca do alpha pendendo sua cabeça levemente para trás quando sentiu os lábios do mesmo em seus mamilos, sugando os mesmos e os mordendo de forma que chegava a maltratar levemente aquela área. Louis estava entregue com aquelas simples carícias dadas pelo maior.

O membro do maior repuxou de uma maneira dolorida, o fazendo rosnar levemente de forma dolorida, ele não aguentava e não podia mais esperar para se aliviar, aquilo estava acabando com ele. Posicionou-se entre as pernas do menino de olhos azulados e roçou sua glande em sua entrada como se aquilo fosse o ajudar com a lubrificação e lentamente começou a penetrar o mais novo que, por estar correspondendo ao seu cio não sentiu tanta dor assim, o que aliviou a consciência de Harry que havia se mantido preocupada, por mais que não se fizesse presente naquele momento, mas o gemido rouco e arrastado de Harry foi impossível de ser contido pelo mais velho deixando claro ao pequeno que estava sentindo prazer em ser esmagado por sua entrada, antes virgem.

- Porra Lou... tão apertado... – o maior gemeu mordendo seu inferior, mas estava claro em sua face seu prazer.

- Hazzy... grande... dói um pouco - Louis gemeu de maneira manhosa ao ser penetrado lentamente pelo mais velho fechando seus olhos sem muita força, cravando seus dedos no antebraço do mais velho que arfou resmungando daquilo, mas ele apenas deixou que o pequeno descontasse tudo o que sentia em si.

Harry esperou alguns momentos e logo começou a se mover lentamente em seu interior escutando os gemidos baixos e manhosos de Louis como resposta, o deixando cada vez mais encorajado para continuar o que estava fazendo, o estocando aos poucos com mais força e deixando que seu membro atingisse mais fundo dentro do pequeno, fazendo com que seu membro se afundasse até a base dentro do pequeno.

- Ha... Hazzy... hmm...– o pequeno gemeu seu apelido de forma ainda tímida, mas Harry sabia que não iria demorar muito para que ele sentisse seu pequeno mais desinibido e menos tímido, pelo menos ele esperava que isso ocorresse.

- Shh... O Hazzy sabe... – O maior realmente não sabia sobre o que o pequeno diria, mas ele não queria estragar aquele momento com conversas, ele não tinha mais paciência e não sabia até que ponto ele conseguiria se manter paciente e calmo com o ômega abaixo dele e para a segurança do pequeno seria se manter paciente dessa maneira até que ele se acostumasse um pouco mais com o ritmo do cio.

Louis levou suas mãozinhas até as costas do mais velho as arranhando com certa força quando sentiu um ponto gostoso em seu interior ser tocado, o fazendo revirar os olhos de prazer e se contorcer abaixo do mais velho apertando os dedos de seus pés e arqueando suas costas. Harry gemeu grave com os arranhões que ganhou em suas costas e aquilo fez com que se retirasse de dentro do menor e o penetrasse de uma só vez acertando seu ponto com mais força e com precisão, fazendo o menor se arquear novamente agora um tanto mais intenso arranhando suas costas com mais força revirando seus olhos de prazer e gemendo alto o nome de Harry.

Harry estava se tornando mais exigente, precisando de mais para se aliviar e à medida que o pequeno ia se soltando na cama, ele se movia com mais precisão e certa brutalidade se esquecendo de tudo, ele só precisava se aliviar e aquilo se tornava mais evidente quando Louis começou a gemer com mais frequência implorando por mais e mais do maior.

O alpha começou a beijar o pequeno para abafar seus gemidos escandalosos e necessitados, o ômega estava conhecendo novas sensações e aquilo o fazia delirar, ter o maior o marcando com mordidas e chupões pelo corpo era extremamente prazeroso e eles não podiam negar aquilo.

- Ohhh... Lou... porra... tão gostoso... – Harry gemeu rouco no ouvido do pequeno ao sentir seu membro ser esmagado de uma maneira fodidamente deliciosa para Harry, o que o deixava ainda mais necessitado de contato com o pequeno e ainda mais necessitado de Louis, tudo que ele sentia com o pequeno era mais intenso de uma maneira que ele nunca havia sentido antes.

- Hmm... Ohh... Hazzy... ma...mais – o pequeno implorava puxando os cabelos da nuca do mais velho que não eram tão longos assim, mas era o suficiente para arrepiar todo o corpo de Harry o fazendo delirar.

Louis escondeu seu rosto no pescoço do mais velho quando as coisas se tornaram mais intensas e começou a beijar e mordiscar ali aos poucos percebendo que o maior carregava algumas marcas ali que ele não sabia se haviam sido deixadas por ele, mas ele não sabia deixar aquelas marcas arroxeadas ainda. O pequeno não conseguiu prestar atenção e pensar naquilo por hora, o prazer era tão intenso para ele que ele sentia seus olhos marejarem com o prazer e sua visão se tornava nublada junto de sua mente, agindo apenas por impulsos ofertados por seus instintos.

O ômega estava sentindo seu baixo ventre repuxar e seu membro se tornar cada vez mais dolorido, expelindo pré gozo de forma abundante, ele ainda gemia implorando por Harry e aquilo nublava ainda mais a cabeça do mais velho, o fazendo investir de maneira bruta e forte dentro do pequeno.

Harry se retirou de dentro do pequeno e o virou com brutalidade na cama o colocando de quatro na cama e deixou alguns beijos castos em sua nuca antes de o penetrar de uma só vez novamente em seu interior, fazendo seu pequeno gritar de prazer fechando seus olhos e arqueando suas costas de prazer.

O pequeno se empinou ainda mais para o alpha e se deixando à mostra para o maior, o deixando ter a visão de seu membro entrando e saindo se seu interior pequeno fazendo com que o alpha delirasse e gemesse mais alto depositando um tapa forte em suas nádegas, de começo o ômega não gostou daquilo, mas logo ele estava rebolando contra o membro do maior implorando por qualquer toque que fosse do maior.

A cintura do menor se encontrava marcada com os dedos do maior, seu tronco estava repleto de mordidas e chupões e seus mamilos se encontravam sensíveis quando Harry deixou de marcar suas coxas e nádegas para brincar com uma de suas mãos em seu mamilo esquerdo, roubando gemidos manhosos e necessitados do pequeno.

Louis não iria aguentar mais tanto prazer por tanto tempo, o pequeno se contraía e se contorcia com cada estocada do maior em seu ponto sensível e ele não estava nem de longe acostumado a receber prazer, aquela era sua primeira vez, seu membro se encontrava dolorido expelindo pré gozo de uma forma que se o pequeno visse se assustaria porque o pequeno ao menos havia se masturbado algum dia de sua vida.

Harry estocava o pequeno forte e fundo, as vezes rosnando quando o prazer era grande o suficiente para aguentar, vendo os pelos de Louis se arrepiarem, o alpha não tinha controle algum por seu corpo e sentia que poderia explodir a qualquer momento. Louis não aguentou mais tanto prazer e acabou se desfazendo contra os lençóis enquanto rebolava e se movia contra o membro do maior que ainda brincava com seus mamilos sensíveis.

O alpha sorriu de canto ao escutar o gemido mais alto do pequeno sabendo que ele havia se desfeito e deixou de brincar com seus mamilos, levando aquela mão até seu membro, acariciando a glande sensível do pequeno o fazendo contrair-se e gemer de maneira ainda mais manhosa fazendo com que Harry sorrisse satisfeito e investisse agora buscando seu próprio prazer. Ele gemia rouco contra a pele quente de Louis, mascando suas costas e o maior fechou seus olhos sentindo as fisgadas em seu membro e baixo ventre, ele estava próximo de seu ápice.

Não demorou mais que algumas estocadas para Harry se desfazer dentro de seu pequeno, sentindo sua glande se inchar no interior do pequeno, seu nó havia se formado e aquilo deu um alívio momentâneo aos dois. O maior ainda precisava esperar que seu nó se desfizesse para dar a atenção que seu pequeno precisava, retornando à consciência lentamente.

Assim que o nó foi desfeito, Harry se retirou do interior de seu pequeno, deixando que o mesmo desabasse cansado na cama e o virou na cama com cuidado e selou os lábios do pequeno com carinho e começou a deixar beijos espalhados por todo o corpo de seu pequeno sorrindo de canto ao ver suas marcas ali naquele garoto, Harry estava satisfeito com o que estava acontecendo entre ele e Louis naquele momento.

- Hazzy... Lou tá com soninho, deixa Lou dormir – o menor resmungava assim sempre que se sentia cansado, ele sempre murmurava coisas em terceira pessoa como se ainda fosse um bebê e o maior achava aquilo adorável.

- Desculpa... eu tenho que te limpar pequeno... pode dormir, eu vou cuidar de você, hm? – Beijou a testa do pequeno o deixando descansar por hora enquanto seu corpo não implorava por alívio e limpou o pequeno com um lenço de papel e o cobriu o deixando descansar e se levantou vestindo uma boxer preta qualquer e seguiu para a sala e pegou a pizza e o refrigerante os levando para o quarto e começou a comer sozinho aproveitando aquele curto instante para matar sua fome.

Harry olhou o relógio e ele marcava 22:30 e ainda não tinha nenhum sinal de seus pais em casa, o que era estranho, ele apenas ignorou aquilo indo se deitar com Louis e descansar um pouco, o que não foi muito tempo porque logo ele estava acordado com todos os sintomas de seu cio seguido de um Louis sonolento e manhoso, o que de certa forma só excitou ainda mais o alpha.

 

 

 

 

Liam estava paralisado.

 

 

 

Liam estava olhando para uma coisa que ele não esperava ver e ter reconhecimento daquilo tão cedo. Liam era um pai ciumento e ver seu pequeno ser fodido, literalmente, por seu filho mais velho o deixou enciumado e com uma vontade gigante de ir até os dois e acabar com tudo aquilo, mas ele não podia, principalmente com Harry no cio, as coisas só ficariam feias caso os dois acabassem brigando.

O alpha mais velho pegou os chocolates que derrubou no chão e seguiu até o quarto de seu filhote deixando os chocolates sobre sua cama e saiu dali deixando os filhos sós em casa novamente e então entrou em seu carro e seguiu para o hospital esperando encontrar Zayn facilmente lá dentro. O maior engolia em seco, sentindo a garganta se fechar como se um bolo houvesse se formado ali e tudo o que ele queria era um colo para chorar, seu pequeno Louis nunca mais seria o mesmo.

O maior desceu do carro ao estacionar de qualquer maneira no estacionamento do hospital de Zayn que crescia mais a cada ano. Ele travou seu carro e seguiu para dentro do estabelecimento e saiu procurando por qualquer pessoa que pudesse o informar onde o ômega que ele chamava de seu apenas em sua cabeça.

- CAMILLA – Liam a gritou quando a viu, ignorando o local em que estavam e que aquilo poderia irritar possíveis animais sensíveis àquele tipo de barulho. Ele correu até a mesma e pegou seu braço. – Onde o Zayn está? Preciso falar com ele urgente - o alpha disse de certa forma exasperada.

- Ele acabou de fazer algumas castrações e foi para a ala de observação ele está esperando os filhotes acordarem e disse que vai passar a noite de olho em um filhote de urso que operou mais cedo. – Falou um tanto confusa porque Liam sabia daquilo, Zayn havia o contado por telefone.

- Pode me levar até lá? – O alpha pediu sentindo o bolo de sua garganta se intensificar e a vontade de chorar aumentar com força o fazendo resmungar baixo e Camilla apenas concordou o puxando por entre os corredores brancos e entrou com ele na ala de observação e o levou até a sala de animais pacientes do ômega estavam. – Obrigado – Liam sussurrou rouco e entrou na sala encontrando Zayn acariciando o pequeno urso que estava recebendo uma bolsa de soro e provavelmente Louis estava dando o próprio sangue do urso para o mesmo para que ele melhorasse mais rápido.

O ômega foi o primeiro a notar Liam entrando na sala e quando olhou aquela expressão em seu rosto, o moreno ficou alarmado sabendo que havia acontecido para que Liam estivesse naquele estado, apesar de ser um Alpha, Liam era bem mais expressivo com o que sentia, pelo menos para Zayn, era possível saber como ele estava apenas de o olhar.

- O que aconteceu? Os meninos estão bem? Já foi em casa ver como eles estão? – O moreno começou a disparar suas perguntas demonstrando o quanto estava preocupado com a expressão do maior e as lágrimas discretas que desciam pelo rosto do maior.

- Eu fui em casa sim... eu acho que eles estão bem, até de mais – resmungou apertando um bico em seus lábios ficando levemente emburrado por ter que contar aquilo para o moreno, se ele estava preocupado, ele não podia imaginar como o outro se sentiria com o que estava acontecendo enquanto não estavam em casa.

- Liam, está me deixando preocupado, o que aconteceu? – Perguntou se aproximando do melhor amigo e acariciou seu rosto levemente e secou suas lágrimas discretas.

- Fode comigo? – Pediu em um sussurro querendo esquecer a cena que viu em casa e aquela era sua maneira, fazer sexo o deixava melhor, embora ele soubesse que aquilo dessa vez não iria o ajudar a esquecer o que presenciou. Ele havia acabado de perder seu pequeno ômega.

- Leeyum... – o moreno sussurrou realmente preocupado dessa vez e se colocou nas pontas dos pés selando os lábios do maior que abriu um sorriso de canto e mordiscou o lábio de Zayn e o sugou em seguida, recebendo um sussurro como resposta.

Liam tomou aquilo como um sim e puxou Zayn pela cintura colando seus lábios aos dele dando início à um beijo quente e necessitado, Liam precisava daquilo, precisava saber que apesar de o moreno não desejar assumir qualquer compromisso com ele como seu alpha, ele ainda sim era seu, de que a marca não era importante e títulos também não.

O alpha precisava saber que Zayn era seu. O corpo do ômega foi chocado contra a parede, o que fez Zayn gemer com a brutalidade do castanho que o beijava com cada vez mais veemência e necessidade. As línguas se chocavam de forma profana, o beijo fazia com que o barulho da saliva ecoasse por toda a sala. O maior apertava as coxas do mais novo com certa força tentando se controlar e não rasgas as roupas tão incômodas naquele momento.

Por mais que Zayn tentasse negar, ele queria pertencer a Liam da mesma forma que o outro queria que ele lhe pertencesse, mas era tão mais fácil ficar daquela maneira com Liam, Zayn estava acostumado àquela maneira, pertencer ao maior quando sentiam necessidade um do outro e com o tempo Liam aprendeu a lidar com aquele jeitinho do moreno, mas ele se tornou mais egoísta e tinha dificuldades para continuar vivendo daquela maneira.

Os lábios se separaram quando o ar se fez necessário e o moreno começou a chupar e morder o lábio do castanho sorrindo ao escutar os suspiros roucos e satisfeitos do mesmo.

Liam começou a se livrar das roupas de Zayn se esquecendo de onde estavam, se esquecendo de que a sala não tinha portas e de que qualquer um poderia entrar ali a qualquer momento e pegar os dois vivendo seu momento de intimidade, mas naquele momento isso não fazia diferença, a necessidade de possuir o ômega era maior. Não era questão de instinto mais, era uma necessidade que partia do amago de seu ser, Liam amava Zayn e aquilo nunca iria mudar.

Zayn arranhou a nuca de Liam deixando chupões por seu pescoço escutando seus suspiros satisfeitos enquanto o ajudava a se livrar de todas as suas roupas sorrindo de canto ao ver o rumo que suas roupas estavam tomando. Quando o moreno foi colocado no chão para que pudessem retirar o resto de suas roupas, Zayn se colocou de joelhos no chão. Ele abriu o zíper da calça do mais velho e em seguida abriu seu cinto e os botões retirando a mesma o fitando nos olhos.

O maior mordeu os lábios fitando aquela cena e suspirou rouco ao sentir os lábios do ômega sugarem seu membro por cima de sua boxer. Liam levou sua mão até os cabelos do mais novo e os acariciou por breves segundos se livrando também de sua boxer, liberando seu membro teso e gotejante, o que fez a boca de Zayn salivar.

- Me chupa, Z – Liam ordenou com sua voz rouca, levemente arrastada, causando um arrepio gostoso na espinha de Zayn que atendeu seu pedido, mas não antes de brincar com seus lábios em sua glande, deslizando os mesmos por toda sua extensão antes de finalmente engolir o membro do maior fazendo os movimentos de vai e vem que logo passaram a ser comandados pelo alpha que tinha seus dedos emaranhados aos cabelos de Zayn, os apertando e controlando os movimentos de sua cabeça.

Os gemidos de Liam podiam ser escutados por todo o cômodo, ignorando a eminencia de um possível alguém entrar naquela sala. Quando Liam estava quase, ele puxou Zayn pelos cabelos, o fazendo parar e se levantar, tomando seus lábios em um beijo afobado, sentindo seu sabor nos lábios do menor.

A calça de Zayn foi aberta às pressas e tiradas da mesma maneira junto de sua boxer. Liam mordeu seu inferior de leve virando o moreno de costas para ele fazendo com que se empinasse.

- Leeyum... vai com calma – o moreno pediu um pouco incerto porque fazia tempo que os dois não transavam, mas aos poucos estava se tornando mais frequente.

- Não se preocupe, okay? Vou cuidar de você, Z – o castanho respondeu com um sussurro rouco em seu ouvido e se abaixou abrindo as nádegas do mais novo e começou a lamber e sugar sua entrada com carinho, preparando o mesmo para que pudesse o receber.

Os dois se encontravam suados e jogados nus no chão daquela sala que deveria ser única e exclusiva para a recuperação dos animais que Zayn cuidava, mas não foi o que aconteceu aquela noite. Liam tentava normalizar sua respiração enquanto Zayn se encontrava sonolento após o terceiro round que tiveram com intervalos para que pudesse verificar seus pacientes e se certificar que estava tudo certo com eles. Liam acomodou Zayn sobre ele e lhe selou os lábios com carinho o acariciando e o olhando com ternura.

Liam acariciou os fios de Zayn os tirando de seu rosto e com calma se levantou com ele e começou a o vestir primeiro sabendo o quanto o menor ficava manhoso quando faziam sexo. Os lábios de Zayn se encontravam avermelhados e inchados devidos aos beijos e mordidas que recebia nos mesmos, seu corpo estava todo marcado com chupões e suas coxas e nádegas estavam marcadas com tapas fortes deferidos por Liam, os lábios e corpo do alpha estavam marcados por chupões e arranhões e aquilo o deixava satisfeito, porque de certa forma mostrava que ele pertencia a Zayn.

Assim que estavam vestidos, o alpha abraçou o ômega e escondeu seu rosto em seu pescoço acariciando seu rosto e cabelos com carinho lhe deixando um último selar nos lábios e o ômega o olhou com uma sobrancelha arqueada esperando que ele contasse o que havia acontecido para chegar aquele estado, as vezes Zayn se sentia apenas um objeto sexual para Liam, mas se lembrava de como o maior o tratava deixando tudo aquilo de lado.

- Eu cheguei em casa eram mais de 22 porque eu passei no walmart para comprar aqueles chocolates para o Lou, porque assim eu pelo menos podia pedir desculpas para ele por ter chego tarde em casa, mas quando eu cheguei em casa tava tudo tão estranho... a luz da sala estava acesa, a TV ligada sozinha, a pizza que os meninos pediram mal foi comida... o cheiro do Harry tava muito forte e eu fui ver o que tinha acontecido e encontrei o Harry e o Louis passando o cio do Harry juntos... o cio dele veio mais cedo – Liam sussurrou tudo engolindo em seco esperando para ver a reação daquele que ele gostava de chamar de companheiro mentalmente.

- Você não está brincando com isso né? – O moreno perguntou engolindo em seco. Louis era tão jovem ainda e queriam o proteger, por mais que soubessem que Harry não era como a maioria dos alphas, Zayn não queria que se descuidassem e Louis acabasse engravidando quando aquele cio chegasse ao final e sabiam que Harry ao menos se lembraria dos preservativos. – Nós sabíamos que isso uma hora iria acontecer Lee... não vai adiantar ficar chateado, agora é tomar conta de tudo... controlar os cios dos dois de perto, tomar cuidado com a marca e temos que comprar pílulas para o Lou, não quero ele grávido por agora, muito menos marcado o Harry logo vai começar a se inscrever para universidades e não quero que ele fique se limitando por não poder deixar o Louis marcado para trás. – Zayn suspirou frustrado e Liam se viu obrigado a concordar, afinal já era esperado

- tem certeza de que você é o ômega entre nós dois? – O castanho brincou, no final o moreno era muito mais sensato que ele para muitas coisas.

- Tenho sim grandão – falou rindo soprado e selou seus lábios novamente – Eu vou sair daqui só de manhã, você podia ir comprar as pílulas e os preservativos e deixar para os meninos no quarto que eles estão usando e de manhã quando eu sair daqui você vem me buscar para a gente ir passar meu cio juntos, vai acabar junto ao cio do Harry praticamente – Zayn falou calmo e Liam concordou e selou seus lábios.

- Quando os cios acabarem, vamos sentar e conversar todos, vai ser necessário – o maior falou tendo o pequeno concordando consigo e depois de se despedirem apropriadamente Liam foi fazer o que o menor pediu.

 

 

 

 

 

 

Uma semana se passou, foi quando Harry finalmente se viu livre daquela vontade voraz de transar e se aliviar. Louis estava esgotado na cama, ele ao menos se moveu quando seu corpo finalmente parou de corresponder ao cio do irmão. Harry havia usado os preservativos que ele havia visto Liam deixar ali e também deu os remédios corretamente para Louis e o pequeno precisava tomar mais um remédio ainda.

O maior sentou o pequeno com calma e o ajudou a tomar o último remédio para que não tivessem um bebê e logo ele se deitou ao lado de Louis, o aconchegando contra ele e ficou acariciando os fios de seu pequeno enquanto ele sentia o cansaço tomar conta de seu corpo, mas ele lutou contra aquilo e trocou a roupa de cama que estava suja e tomou um banho, banhando Louis consigo, mesmo com o pequeno resmungando de sono.

Assim que estavam limpos, Harry vestiu uma cueca e vestiu Louis com uma boxer e com um de seus moletons e se deitou, finalmente se entregando ao cansaço e dormindo até que se sentisse completamente revigorado junto de seu pequeno.

 

 

 

Quando Louis e Harry saíram do quarto depois de se recuperarem do cio, eles foram para a cozinha comer alguma coisa e encontraram Zayn e Liam que também haviam acabado de passar pelo cio de Zayn, mas os dois mantinham uma expressão séria no rosto fitando os filhos.

- Sentem-se, vamos conversar – Liam disse sério olhando para os filhos que se encolheram-se com medo da bronca, mas mesmo assim se sentaram esperando para ver onde aquela conversa os levariam.


Notas Finais


Hey Bubbies,

Tudo bem? O que estão achando da fanfic até o momento? Eu sei que aconteceram poucas coisas até o momento, mas eu espero que eu esteja agradando vocês com a história embora eu esteja me divertindo muito a escrevendo.

Que tal algumas considerações sobre esse capítulo?

1- Como acharam que o Liam iria reagir ao ver o Louis perdendo a virgindade durante o cio do Harry? Esperavam uma reação mais agressiva?

2- O que acharam do Hot Larry? E do quase Hot Ziam? Desculpa se esperavam ler o Hot completo Ziam, prometo que compenso vocês. É uma promessa de dedinho

3- Como acham que o Brook vai reagir quando o Harry se encontrar com ele depois de ter passado o cio com o Louis enquanto era para o Harry estar o ajudando no cio?

4- E aí querem conhecer os amiguinhos de quem primeiro? Harry ou Louis?

5- Zayn deveria parar de cu doce e aceitar o Liam logo como alfa e não só como um alfa P.A nas horas vagas? Os dois até dormem todo dia na mesma cama KKKKKKK

6- O que esperam pela frente?

7- o que estão achando do tamanho dos capítulos? Muito longos? devo diminuir a quantidade de palavras deles? porque confesso que esse daqui deu quase 5000 palavras e eu sei que é muita coisa, então vocês quem mandam no tamanho dos capítulos aqui kkkkk

Estou esperando a reação de vocês ansiosa KKKKK CONFESSO

Eu volto em breve com mais uma att, okay?

Beijinhos de Luz bubbies até a próxima <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...