História I can feel ... with you - jenlisa - Capítulo 14


Escrita por:

Visualizações 343
Palavras 3.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


gentey vou explicar a merda que aconteceu , eu ia postar um cap ontem só que quando eu terminei o cap e botei pra enviar deu bug e apagou tudo oque eu escrevi ( e tinha muita palavra ) e eu não tinha salvo ... " anta " , então eu vou continuar esse era pra ser o 15 mais vai ser o 14 mrm ... Vou explicar tudo pelo " previously " , botar tudo oque eu escrevi e continuar ... suavin

Boa Leitura .

Capítulo 14 - What do you feel about me ?


Fanfic / Fanfiction I can feel ... with you - jenlisa - Capítulo 14 - What do you feel about me ?

 

" Previously ,

 

O pai de Lisa foi acusado e agora está preso por ter " matado as vítimas " , mais pelo que vi Wendy que fez ele ir para lá , ela tem uma fissura por Lisa que inclusive depois de uma declaração no banheiro para Jennie que a salvou dos ataques de Jisoo , se reconciliaram ... E pobre Tzuyu perdeu seu bebê mais recebeu o apoio de Bambam que prometeu nunca mais deixá-la quando ela mais precisasse . 

Hoje é feriado em Seul , uma quarta ensolarada mais tediosa ... "

 

 

( Pov Jennie )

 

  

   Senti uma mão alisando meu rosto , logo abri meus olhos lentamente , mais não era preciso olhá-la pra saber que era ela que estava do meu lado . As coisas estavam difíceis ontem , a omma da Lisa a mandou ir para casa de uma amiga enquanto ela resolvia esse negócio com o seu appa , ela estava cansada e triste , logo ofereci meu carinho coisa que ela estava precisando .

 

- Bom dia linda ...- ela dizia com voz baixa .

 

- Bom dia amor .- dei um sorriso de lado ao vê-la me observar .

 

- Senti saudades de você me chamar assim .- ela disse em seguida encostou a ponta de seu nariz em meu pescoço e pude sentir sua respiração .

 

- Hoje temos o dia todo pra ficarmos juntinhas .

 

- E podemos fazer várias coisas também ...- ela dizia subindo aos poucos em cima de mim .

 

- A-a , Lisa...Meu appa tá em casa sabia ?- tentei me afastar mais era impossível .

 

- Tranca a porta então ...

 

- Lalisa ! Que fogo é esse ?- disse rindo e a empurrando .

 

- Não é fogo , é saudades ...- não me segurei e a puxei para um beijo calmo e cheio de desejo.Suas mãos passeavam por minhas costas , nossos pés faziam carinho um no outro e ela se movimentava para cima e para baixo , nossas bocas se encaixavam perfeitamente , minha blusa acabou dando algumas subidas com seus movimentos , nossas línguas se entrelaçavam ... e aquilo era uma sensação boa .

 

Depois de uns segundos entre beijos e carinho , nos levantamos e logo Lisa disse que precisava ir ver como sua omma estava , assenti e escondidas descemos devagar e levei Lisa até a porta ... Quando ela se foi , subi novamente e tomei um banho . Eu estava tão feliz que cantei diversas músicas no chuveiro , quando terminei botei minha roupa e desci encontrando com meu appa com alguns papéis nas mãos .

 

- Appa ? Tá tudo bem ?

 

- Oi , bom dia filha !- ele disse dando um sorriso vitorioso .

 

- Oque são esses papéis ..?- o ignorei e fui direto ao assunto dos papéis .

 

- Ah ... Boas noticias ! São uns documentos sobre sua irmã , ela voltará pra casa ... No sábado !- se eu estava feliz antes ... multiplicou .

 

- Oque ? Sério .- dei meu melhor sorriso e corri para abraçá-lo .

 

- Então ... Quer fazer alguma coisa hoje ? É feriado ...- ele dizia ainda no abraço.

 

- Ah , eu ia ver a Tzuyu agora .

 

- Ah , então eu te levo ... Aproveito e vejo se a mãe dela precisa de algo .- dei um sorriso pra ele e ele logo viu minha intenção .

 

- Jennie ... e-eu ...

 

- Pai ! Não tem problema , eu vi o jeito que você olha para ela e você precisa de alguém mesmo ...- o interrompi .

 

- Falando nisso ... Eu sei que a Lisa dormiu aqui ... Mais só dormiram né ?

 

- O-oque Li.. Lisa ? 

 

- Jennie eu já sabia disso ... Antes eu realmente não aceitava , mais aprendi a aceitar .

 

- E-ela só dormiu appa , tá rolando uns problemas com a família dela ...

 

- É eu sei o pai dela foi preso , mais então vamos ?

 

- Vamos .

 

 

( Pov Tzuyu )

 

- Por que ninguém me dá alta ? Eu já tô bem melhor ...

 

- Eu sei meu amor , mais precisa aguentar só mais essa semana ...

 

- ahhhhh .- eu resmungava enquanto voltava a deitar naquela cama de hospital.

 

Depois de algum tempo , Jennie chegou no quarto com seu appa , e percebi que minha omma ficava " nervosinha " já saquei oque tava rolando . Eles dois saíram e deixaram eu e Jennie sozinhas .

 

- Então cê tá melhor ?- ela dizia se sentando na cadeira ao lado da cama .

 

- Sim , você foi a vigésima pessoa a me perguntar isso , parabéns !- ela deu um sorriso , mais esse era bem diferente dos últimos dias .

 

- E você tá bem ?

 

- Quem eu ?

 

- Alô ? Tem outra Jennie aqui por esse quarto ? - eu dizia fazendo gestos com a mão a fazendo ficar nervosa , eu queria saber o motivo de tanta felicidade . - Oque houve Jen ? Pode me contar ... Sabe , somos quase irmãs agora .

 

- Eu e Lisa voltamos ... ela dormiu comigo .- dei um sorriso malicioso me sentando na cama . - Não é oque está pensando , nós não transamos !- ela corava a cada palavra .

 

- Jura ? Passaram uma noite juntas e não aproveitaram ?- me deitei novamente , decepcionada .

 

- Meu appa tava em casa e eu ... eu nunca ... Fiz ... Sou virgem .- ela sussurrava .- E a Lisa já ... Então eu fico meio insegura . Quero que seja especial -. Isso me fez lembrar minha primeira vez com Bambam , foi especial e ele foi tão carinhoso comigo... Falando nele .

 

Uns toques na porta fizeram com que olhássemos para ela rapidamente e logo ela foi se abrindo . Era o Bambam que segurava um buquê de flores e tinha um sorriso bobo no rosto .

 

- Ah , vou indo... Tchau pra vocês dois , bom feriado .- Jennie disse se levantando e cumprimentando Bambam , logo ela foi embora deixando apenas eu e ele naquele quarto .

 

 

( Pov BamBam )

 

 

Quando acordei , decidi passar esse feriado com Tzuyu ela estava em um momento difícil já que perdeu o nosso bebê . Passei num pequeno parque que havia perto da minha casa e peguei algumas flores , as juntei e minha omma me ajudou a fazer um laço nelas , logo depois fui direto para o hospital . Já na porta recebi uma mensagem de Lisa ...

 

(  Bambi , descobri algumas coisas sobre esse tal " assassino " é melhor que me encontre hoje á noite , eu não vou deixar que esse filho da puta acuse meu pai sendo que ele que é o culpado ! )

 

Por mais que eu quisesse ajudar Lisa e acreditasse que não foi seu appa que matou aquelas mulheres inocentes era muito perigoso ... Mais eu precisava ajudá-la ela era minha melhor amiga . Depois de ter visto a mensagem , confirmei e logo dei uns toque na porta abrindo a mesma em seguida . Encontrei Jennie que conversava com Tzuyu e logo foi embora não querendo atrapalhar ou " ficar de vela " .

 

- Oi amor ..- ela dizia com sua voz doce e meiga .

 

- Oi princesa ... Advinha oque eu trouxe para você ! - disse me aproximando e deixando um beijo em sua testa , botei as flores ao lado de sua cama encima de uma mesinha que havia lá , logo depois me sentei na cadeira ao seu lado . - Como você tá ? Se sentindo melhor ?

 

- Eu tô bem , eu já vou sair semana que vem ...- dei um sorriso e fiquei feliz por escutar a novidade .- Você vai ficar aqui comigo ?

 

- Ah meu amor , estava em meus planos ,mais aconteceu um imprevisto vou ter que sair á noite e resolver uns problemas do ... do futebol .- engasguei nas palavras e ela logo fez uma cara de confusa .

 

- Ok .- ela apenas sorriu e ficamos conversando , eu iria passar o resto da tarde ali com ela ... com a garota que eu amo . Porque de noite teria que me arriscar , só quero que ela fique bem e farei de tudo para protegê-la .

 

 

(Pov Rosé)

 

 

- Pode começar a falar !- me sentei na cama de Dahyun e exigi que ela me contasse o motivo de seu sumiço .

 

- Bom ... Faz alguns dias que eu ... eu estava no hospital ...

 

- Oque !? Hospital ? Porque , oque houve ?- a interrompi 

 

- Quando você me deixou em casa depois da festa da Sana , alguém entrou lá e quase me matou ... Ele fez parecer como se eu tivesse feito aquelas coisas comigo mesma ... E claro que alguns médicos acreditaram já que desconfiaram , porque tinham diversas giletes na minha gaveta . M-mais a Sana ela veio atrás de mim e me salvou e graças á ela eu não fui internada . Eu não contei porque eu não queria preocupar vocês ... - eu realmente amava Dahyun demais para perdê-la , apenas a observei e deixei escapar algumas lágrimas.

 

- Dubu... Se tivesse acontecido alguma coisa pior ...- a abracei .- Você perdeu muita coisa na escola ...- contei algumas novidades que ela precisaria saber , inclusive do meu encontro de hoje com a professora . 

Algum tempo depois , Sana entrou no quarto , olhei  Dahyun e dei uma piscadinha pra ela me despedindo e indo embora .

 

( Pov Sana )

 

 

- Sana ? Oque faz aqui ?- Dahyun perguntou logo que Rosé saiu do quarto .

 

- Dahyun preciso falar com você ...- me sentei na cama e respirei fundo .

 

Eu realmente me arrependi muito de ter feito aquilo com ela naquele dia , mais algo em mim sempre me faz querer ter Dahyun por perto ... Eu não sentia isso com mais ninguém desde que eu estava com a Momo , eu decidi botar isso pra fora , falar dos meus sentimentos por Dahyun , dizer á ela que ... que eu á amo ! 

 

- Diga ... Aconteceu alguma coisa ?- ela segurou em minhas mãos e eu não via momento mais perfeito do que esse .

 

 

( Pov Dahyun)

 

Ver Sana naquele estado me parecia ser coisa séria , eu estava curiosa para saber oque era e ela parecia meio nervosa então botei minhas mãos sobre as dela .

 

- Diga ... Aconteceu alguma coisa ?- ela apenas me olhava tentando encontrar as palavras .

 

- Sim ... Você aconteceu Dahyun , olha é muito estranho até pra mim mais desde que começamos a nos falar e passarmos tempos juntas eu ... e-eu deixei de ser tão idiota e enxergar o quanto eu gosto de você , é de você Dahyun ... - eu não pude deixar de sorrir .

 

- Uau , Minatozaki Sana se declarando ... pra mim ? - me aproximei dela .

 

- Dahyun eu ... - ela deu uma breve pausa , mais antes que ela terminasse botei meus dedos em seus lábios .

 

- Sana , e-eu esperei muito tempo para que você tomasse uma atitude ... E agora se não for pedir demais , cala a boca e me beija !- a puxei e logo tomei seus lábios iniciando um beijo voraz , nossas línguas se tocavam suavemente , suas mãos se encontravam na minha cintura , paramos o beijo para recuperar o ar .

 

- Então isso é um " sim " ?

 

- Pra que ?- perguntei confusa .

 

- Dahyun ... Quer namorar comigo ?- dei um sorriso e depositei um selinho antes de dizer ...

 

- Quero . 

 

 

( Pov Lisa )

 

- Omma vamos dar um jeito ta ?- eu abraçava minha mãe enquanto ela desmoronava depois de não ter achado um advogado para meu appa.

 

- Não , não precisa se envolver nisso meu amor ... Quero que durma na casa de sua amiga de novo , se não for muito incomodo pra ela , deixa que eu resolvo . Tá quase escurecendo então arruma suas coisas e vai , eu vou visitar seu pai .- ela dizia se levantando .

 

- Mais omma ...

 

- Lalice , vai por favor ... não quero te perder também , esse assassino ainda está solto !- ela me interrompeu , pegando sua bolsa e indo procurar a chave de casa . Quando ela foi para a cozinha , eu peguei a chave e escondi no meu bolso eu sabia onde ela estava ... 

Ela estava tão irritada e apressada que desistiu de procurar e foi logo em seguida abrindo a porta , apenas pegou a chave do carro e seguiu para o mesmo. Eu tinha achado algumas coisas sobre esse tal assassino , encontrei uma casa abandonada á alguns quilômetros daqui , era no meio de uma floresta e eu iria investigar com a ajuda de Bambam , ele tava com carro então seria mais fácil de chegar lá . Eu iria ajudar meu appa . Meus pensamentos foram cortados por algumas batidas na porta ,deduzi ser Bambam mais não era ... era a pessoa que eu não desejava que se metesse nisso .

 

- Jennie ?

 

 

( POV GD )

 

Alguns dias nessa cadeia me fizeram estar com mais raiva do que eu já estava , a comida , o cheiro , as pessoas ... Tudo era lixo ! Eu fui jogado lá injustiçado , as provas eram falsas ... Mais eu sabia minha verdade ! Oque eu maia queria era proteger Lisa e CL , que precisavam de mim . Não faz alguns dias e já fui ameaçado e alguns viadinhos vieram tirar satisfação ... A prisão é um cubículo de pessoas que pagam por seus crimes , mais eu não cometi nenhum ! 

 

( Pov Jennie )

 

 

Sem muito oque fazer , sai do hospital e logo fui para casa trocar de roupa , eu pensei no que Tzuyu disse e talvez se eu tivesse dado abertura para Lisa nessa manhã eu não estivesse tão excitada agora . Eu fui até sua casa e de longe vi que sua omma ia saindo ... Talvez tenha sido uma ótima ideia . Bati na porta umas duas vezes e logo dei de cara com uma Lisa confusa .

 

- Jennie?- ela dizia com um olhar preocupado .

 

- Desculpa ... Vim em uma hora ruim ?

 

- N-não é que ... eu não esperava você , entra ! - ela disse em seguida puxou meu braço .

 

- Uou , oque foi ?- logo sua expressão mudou .

 

- Tá louca ? Tem um psicopata á solta  e você ta andando sozinha por aí ?- ela se aproximava de mim .

 

- Foi mal mamãe ...

 

- Jennie ! 

 

- Lisa , eu só queria ver você , tô sozinha em casa e não tem mais nada pra fazer .

 

- É mais eu vou sair agora ...

 

- Ah e depois é eu que não me cuido ... Perai , sair pra onde ? 

 

- Olha sem ciúmes agora ok ? Eu iria com Bambam até um lugar aí , descobrir mais coisas sobre o assassino que eu sei que não foi meu pai !- sua voz saía falha como se ela fosse chorar toda vez que tocava nesse assunto .

 

- Eu vou com você . 

 

- Não você tem que ficar segura em casa , com alguém pra te proteger ! 

 

- E quem vai proteger você ? Lisa se você se machucar ou acontecer coisa pior eu ...

 

- Ei ... Não vai acontecer nada .- ela botou suas mãos em minha cintura e colou nossas testas .

 

- Lisa ... - ela me interrompeu com um beijo calmo , relaxei e botei minhas mãos em sua nuca e aproximei mais nossos corpos .

 

- Você fala demais .- ela depositou um selinho no final do beijo.

 

- Só ... toma cuidado , por favor ! - a abracei porque sabia que quando eu saísse dali eu iria me arrepender de não ter ido com ela . Não quero perdê-la .

 

 

( Pov Rosé )

 

Recebi uma mensagem de última hora da Sra.Hani , ela queria que eu jantasse em sua casa , botei minha melhor roupa e depois de ter visitado a Dahyun fui direto para sua casa . Chegando lá percebi que a casa era bem grande , tinha um toque meio rústico e como já estava escurecendo vi que automaticamente as luzes do lado de fora acendiam em um toque claro perfeito .

Toquei a campainha e esperei alguns segundos até ela aparecer na porta de vestido e descalça , que sexy ! 

 

- O-oi Sra. Hani .- eu mal focava em seus olhos , porque meus olhos não tiravam o foco de suas curvas .

 

- Rosé , pode entrar , fica á vontade .- ela dizia dando passagem para eu entrar .

 

- Nossa , bela casa Sra.Hani !- assim que entrei não pude deixar de notar que por dentro estava melhor do o lado de fora .

 

- Por Favor , não estamos na escola mocinha então... só Hani ! - ela deu uma ordem e logo sorriu em seguida .

 

- Ok , Hani ! - me curvei para ela e ela apenas riu .

 

- Então quer sentar , vou pegar vinho ... Você bebe não é ?- ela disse indo para a cozinha .

 

- Mais é claro ! - ao mesmo tempo eu queria dizer não , só deus sabia onde isso iria dar ... quando eu bebo eu viro outra pessoa.

 

 

( Pov Hani)

 

Eu fiquei feliz de receber Rosé em casa , aquela garota era uma luz e pelo menos me faria companhia ... Ela está tão linda !

A deixei na sala e fui pegar vinho , um dos que eu mais gosto . Voltei para sala e lá estava ela sentada e coçando sua nuca como se estivesse nervosa , abri o vinho e servi nós duas . Depois de umas horinhas bebendo e conversando sobre Seul eu me sentei ao seu lado . Percebi que ela já estava alterada e ria atoa ...

 

- Rosé , não quer um pouco de água ?- ela sorria pro teto e passava suas mãos em mim .

 

- Não ... não ... não ... que-ro voc-cê ... Sra.Hani você é a melhor professora que eu já conheci .-ela se aproximava mais de mim .

 

- Tá Rosé é melhor você dormir um pouco , foi um erro ter te dado vinho ... - fui interrompida por Rosé que passava suas mãos em minhas pernas . - Ro...- dessa vez interrompida com um beijo . Eu não queria que fosse assim , sou professora e ela aluna e eu nunca me aproveitaria dela , mais parecia que ela estava querendo me dizer a muito tempo ... eu apenas aceitei e retribuí o beijo , só não sabia oque aconteceria depois .

 

 

( Pov Bambam )

 

- Tá pronta ?- eu dizia descendo do carro com Lisa , havíamos chegado no local , depois de alguns minutos no carro , tava frio e escuro . Usamos nossos celulares para clarear o caminho e apenas esperei a resposta de Lisa para avançarmos ...

 

- Sempre estive !- ela disse e começou a ir na frente .

 

Apenas a segui , o caminho seria longo e perigoso , não sabíamos oque nos esperava ... 

 

 

 


Notas Finais


><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...