História I can feel ... with you - jenlisa - Capítulo 17


Escrita por:

Visualizações 125
Palavras 2.647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, LGBT, Orange, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tá gostando ?
Comenta
Favorita
Compartilha

Espero que gostem !
Boa leitura !
Bejus .

Capítulo 17 - You are mine


Fanfic / Fanfiction I can feel ... with you - jenlisa - Capítulo 17 - You are mine

 

" Previously ,

  Parece que as coisas mudaram para Lisa e Bambam , eles conseguiram achar informações que poderiam ajudar com a libertação do pai de Lisa e por um fim nesses assassinatos . Na vida podemos escolher entre ficar do lado do bem ou do mal e sinceramente quando escolhemos o caminho errado há muitas consequências ... Jisoo talvez nem pense mais em fazer amizade com Wendy , mais pelo menos agora , ela sabia do que ela era capaz . Jennie está na lista negra ? O tal assassino foca nos que tem mais dinheiro pelo jeito , mais Lisa não vai deixar que machuquem sua garota ! GD recebeu uma visita inesperada ... Quem é Solji ? "

 

  ( Pov Irene ) 

 

Eu acariciava seus cabelos e a abraçava cuidadosamente ... Jisoo estava em silêncio , me abaixei para ver e ela havia dormido em meus braços , tão serena . Me ergui um pouco e a peguei no colo , botando a mesma em sua cama , ela se mexeu mais não abriu seus olhos , cobri ela e deitei ao seu lado . Eu não iria deixar ela aqui sofrendo , eu não sei oque aconteceu ... Mais Wendy é um monstro ! 

Já haviam passado horas e começou a anoitecer , eu me levantei um pouco para ver que horas eram e já passava das oito , quando fui me levantar realmente senti uma mão segurando meu pulso .

 

- Não me deixa sozinha ...- era Jisoo falando com voz sonolenta e com seus olhos cheios de lágrimas .

 

- Jisoo , oque aconteceu ?- perguntei me sentando novamente na cama e me encostando na cabeceira .

 

- Eu não gosto de lembrar das coisas horríveis que ele me fez .- franzi o cenho quando ouvi a palavra " ele ".

 

- ele ? não foi a Wendy ?- ela negou com a cabeça e se sentou também .

 

- Parte foi ela , mas ...- ela deu uma breve pausa .- Ela chamou um cara do nada e ele me ... m-me agarrou e ... me forçou a ... 

 

- Ele te estuprou !?- a interrompi e perguntei enojada e quase gritando .

 

- Ela fez ele fazer isso comigo ... Foi horrível .- ela começou a chorar novamente .

 

- Eu vou quebrar a cara daquela maluca !- eu dizia abraçando Jisoo , que apoiou sua cabeça em meu peito .

 

- Não precisa , não quero que se ferre também ... S-só quero que fique aqui comigo ...- ela me apertou mais contra seu corpo , agarrando minha cintura .

 

- Eu fico .- disse e a abracei mais , até pegarmos no sono .

 

Quando amanheceu , desta vez eu estava a abraçando por trás e eu não queria sair dali de jeito nenhum . Me aproximei mais e pus minha cabeça próxima a sua nuca , deixando meu nariz próximo de seus cabelos e sentindo aquele perfume exalando um cheiro doce , ela apertou mais meus braços em sua barriga e ali ficamos em uma perfeita conchinha ... Até começar o dia de novo , pelo menos hoje é sexta .

 

 

 ( Pov Jennie )

 

Acordei com uns barulhos no andar de baixo e logo me levantei com todo o esforço para ver , não tinha visto a Lisa desde ontem quando fui falar com Rosé ... Preciso saber como ela está , não quero que ela pense que fiquei bolada com ela , só tive uma pequena crise de ciúmes apenas . Desci as escadas vendo que tanta movimentação era aquela e encontrei Tzuyu , Bambam , Meu appa e a mãe de Tzuyu me encarando .

 

- O que tá acontecendo ?- perguntei confusa após eles me observarem tanto.

 

- Filha ...- meu appa vinha me abraçar e eu continuava sem entender .

 

- Melhor contar pra ela !- ouvi Tzuyu dizer enquanto se sentava no sofá , mais não tirava os olhos de Bambam que estava segurando uma folha e havia coisas escritas nelas em negrito .

 

- Jennie ... Eu e a Lisa ... - franzi o cenho , como assim " eu e Lisa " ?

 

- Oque que tem a Lisa ?- perguntei já alterada pronta para partir pra cima dele .

 

- Achamos algo ... Em uma casa abandonada , provavelmente do tal assassino e ...- ele me entregou o papel que estava em suas mãos.

 

- Ai meu deus ...- me assustei quando vi oque estava nele , era uma lista de vítimas que continham um valor ao lado . Eu , Dahyun , Rosé e meu appa todos estávamos nela .- Appa você também esta , mais que tipo de doente faz isso ? Q-quer dizer que eu sou a próxima ?

 

- Não ! Não vou deixar que te peguem ! - meu appa dizia me abraçando .

 

- A Lisa sabia e não me disse nada ?- perguntei olhando para Bambam .

 

- Ela não queria te deixar preocupada , ela estava te protegendo ! - ele dizia botando suas mãos para trás .

 

- Mais minhas amigas e meu pai estão na lista ! E se ele matasse a Dahyun ? Rosé ? E eu não saberia de nada ! - me afastei do meu appa e fui para meu quarto .

 

Bati a porta forte e me sentei na cama , peguei o celular e mandei uma mensagem para Lisa .

 

( message on )

 

Jen : Lalisa preciso falar com vc ! Me encontra na escola !

Li : oq houve amor ?

 

( message off )

 

Preferi não respondê-la e fui me aprontar para a escola . Logo que já estava abotoando minha blusa Tzuyu entrou no quarto .

 

- Jen , não joga a culpa em Lisa ... ela só estava te protegendo ! - Tzuyu bateu a porta e sentou na cama.

 

- Eu não tô jogando a culpa em cima dela ... Só quero conversar .- eu dizia pondo meu colar .

 

- Mais isso vai acabar em briga eu já sei ! Você e Lisa são duas cabeça - quente .

 

- Não vai acabar em nada , só vou pergunta a ela umas coisas ... E pronto !- falei e por fim peguei a mochila .

 

Tzuyu desceu comigo , ela iria com Bambam levar sua omma na casa de seu avô que estava doente , me despedi de todos e fui para a escola . Eu sei que Lisa estava querendo apenas me proteger , mais não me contar que minha amigas e meu appa estavam nessa lista também ... Eu entrei e passei por vários corredores até que parei em um deles e tive que me esconder mais continuei olhando para aquela cena ... que porra a Sana tá fazendo ?

 

 (Pov Sana) 

 

" já tô com o teu pedido , me deve dez pratas ! não foi fácil "

 

" me encontra nos fundos em frente a sala de vídeo ! " 

 

Eu não sei oque tava acontecendo comigo , Wendy me disse que tinha um amigo que vendia " ecstasy , heroína , cocaína e algumas bebidas alcoólicas  " , de começo eu realmente não queria porque minha mãe já teve problemas com isso e eu vi onde ela foi parar com tantas overdoses , ela disse que ele vendia baratinho e me ofereceu uma prova , a sensação foi tão boa que eu realmente precisava daquilo ... Dahyun não queria se entregar pra mim ( não ainda ) e eu precisava de algo para me distrair ... Oque foi um erro.

Quando cheguei na escola fui direto ao encontro do tal amigo de Wendy , depois de um tempo ele chegou pelos fundos logo mostrando o pacote , entreguei o dinheiro e logo ele foi embora discretamente . Olhei para os lados e não vi ninguém , fui em direção ao banheiro e tratei de me trancar em uma cabine logo usando as drogas . A ansiedade , desejo e alucinações depois de uns minutos começaram a ter efeito . Sai do banheiro limpando o nariz e pondo uma bala de menta em minha boca para tirar o cheiro de álcool .

 

 (Pov Bambam) 

 

Dirigi por umas duas horas desde que sai de casa , precisei levar minha sogra e Tzuyu para visitar o vovô , ele estava doente ... Ele morava em uma fazendinha e logo me veio a cabeça de como eu e Tzuyu poderíamos ser felizes em uma casa dessas . Dei um sorriso bobo que Tzuyu percebeu .

 

- Oque foi amor ?- ela perguntava tentando achar a graça.

 

- Acabei de ver nosso futuro !- ela deu um sorriso de lado e segurou minhas mãos que logo tratei de beijá-las .

 

- Chegamos crianças ..- a omma de Tzuyu dizia apontando para a casa .

 

- Nossa !- exclamei vendo que o lugar não era pequeno .

 

- Vovô tinha um talento ... ele fazia suas músicas com seu único " amigo " violão ...- Tzuyu dizia fazendo aspas com os dedos .- e ele sabia cantar e também era ótimo na dança !- ela continuou enquanto saíamos do carro.

 

- Lembra filha , quando ele botava você em seus pés e começava a girar pela sala ?- Tzuyu afirmou com a cabeça e logo fomos em direção a entrada .

 

- Ei ... Tô com você tá ? - peguei nas mãos de Tzuyu enquanto sua omma ia entrando .

 

- Sempre ...- ela puxou minha nuca e me deu um selinho .

 

Entramos na casa e por longas horas conheci o vovô , ele era um ótimo homem . Tzuyu estava envergonhada por suas fotos antigas ,mais o melhor foi o lanchinho da tarde que foi feito por uma senhora muito educada, presumo ser a companheira do vovô ... Chá e biscoitos , posso dizer que aquele foi um momento em família .

 

 

 ( Pov GD ) 

 

- Como tem a audácia de vir aqui e ainda chorando ?- disse trincando os dentes .

 

- Como sempre sendo grosso !- ela dizia limpando as lágrimas .

 

- Sobre oque quer falar ? - disse apertando a mesa .

 

- Sobre nossa filha .

 

- Minha filha ! Você a abandonou !- me alterei e um guarda veio até a sala verificar e ficou plantando ao lado da porta .

 

- Você me traiu e eu não tinha condições de ficar com minha filha e não passa um dia que eu me arrependa de ter a deixado com você ... Um ignorante , seco , traidor , egoísta ...

 

- Eu te larguei ! Nunca te trai ... V-você ficava dançando inapropriadamente para outros homens , sua ... sua vagabunda !- a interrompi e joguei tudo em sua cara , tudo oque eu tinha para dizer .

 

- Aquele era o meu trabalho e você sabia muito bem , não reclamou das primeiras vezes foi só aparecer aquela mulher! Mais só vim te falar que quero me reconciliar com minha filha , Lisa.

 

- Não ousaria tocar nela !- disse me levantando , atraindo um policial que logo me puxou indo para fora da sala .- NÃO VAI CHEGAR PERTO DELA !- gritei pelo corredor até ser jogado na cela de novo .

 

Não vou deixar que ela tire a Lisa de mim !

 

 

 (Pov CL) 

 

- Omma ! Onde está minha gravata ?- ouvi Lisa gritar enquanto descia as escadas .

 

- Vê se não está em cima do sofá meu amor .- Ela foi rapidamente em direção ao sofá .

 

- Merda , tô muito atrasada .- ela disse se aprontando rapidamente e logo me dando um beijo na bochecha apressadamente . Nunca tinha visto ela desse jeito .

 

- Boa aula meu amor !- ela só respondeu com um sinal de ok e foi rapidamente para escola .

 

Depois de um tempo ouvi a campainha tocar ,pensei que poderia ser Lisa esquecendo de mais alguma coisa , logo fui até a porta e quando a abri , fiquei sem reação ...

 

- Você ?

 

 

 ( Pov Lisa ) 

 

Cheguei no segundo tempo , o sinal martelava e me misturei com povo para não perceberem que cheguei atrasada , principalmente o diretor que passava dando um sorriso amarelo enquanto seguia até sua sala . Vi que Jennie iria passar em frente a uma sala vazia próxima a mim , entrei nela e esperei que ela passasse . Ela estava distraída , puxei seu braço e logo fechei a porta deixando apenas nós duas naquela sala .

 

- Oque queria falar comigo ?- sua expressão não era nada boa .

 

- Eu já sei de tudo Lisa , as vítimas , eu , meu appa ...

 

- Ah Bambam !- a interrompi .

 

- Não o culpe , ele fez o certo me contando ... Coisa que você deveria ter feito !

 

- Me desculpe Jen , eu apenas queria defender meu appa e ...

 

- Não é atoa que ele tá preso Lalisa !- depois dessas palavras eu abaixei a cabeça e ela percebeu oque disse .

 

 

 ( Pov Jennie ) 

 

- Lisa , me desculpa eu falei sem pensar .. E-eu tô nervosa com isso tudo .- eu disse abraçando Lisa por trás , senti algo pingar em minhas mãos.Meu amor não chora ... me desculpa mesmo Lisa eu disse sem pensar !- ela se virou e pude ver sua cara triste , lágrimas caiam de seus olhos .

 

- M-me desculpa eu só tava tentando ajudar , eu sei que meu pai não é oque dizem que ele é ! - ela enxugava as lágrimas enquanto se afastava de mim . Mais puxei seu braço e a abracei .

 

- eu sinto muito , seu pai vai sair dessa !- ela me apertou e por um momento suas lágrimas secaram .

 

- Eu te amo !- me afastei dela e fitei seus olhos que brilhavam como nunca .

 

- Você oque ? Repete !

 

- Não vou repetir ..- ela dizia distribuindo beijos em meu pescoço .

 

- Também te amo .- segurei em seu rosto e puxei indo de encontro com meus lábios iniciando um beijo apaixonante . Ela abraçava minha cintura e me colava mais com ela , minhas mãos passeavam por sua nuca , nossas línguas se entrelaçavam ... Ah ! No final do beijo ela mordeu meu lábio e deu um tapa na minha bunda , logo ela se afastou , deu uma piscada e saiu da sala ... Me deixando na maior vontade de tê-la ... Por inteiro .

 

 (Pov Lisa) 

 

A cada dia Jennie tomava meu coração que agora pertencia somente a ela , andei pelos corredores esperando o próximo sinal e dei de cara com Wendy .

 

- Ah eu tava procurando você ... Que história é essa de armar para Jisoo e botar drogas no armário da minha namorada ?- perguntei me aproximando dela que só ia pra trás e se prendia nos armários .

 

- Eu armei pra Jisoo ? Aquela garota é louca ... E voltando a fita , minha oque ?- dessa vez ela se ergueu e veio se aproximando .

 

- Jennie , minha namorada !

 

- Você não a ama !

 

- Com ela é diferente Wendy .

 

- Você também dizia isso pra mim ! É melhor que se afaste dela ! Aquela garota não presta pra você.

 

- Quem você pensa que é ? Eu amo ela !

 

- Lisa , você é minha ! - depois de ficar circulando uma de frente para a outra eu acabei ficando de costas para o armário e ela teve a chance de me empurrar contra ele e apertar meu ombro , e começou a me ameaçar .

 

 

 


Notas Finais


eita giovanaaaaaa
até semana que vem .

vlw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...