História I Can Feel With You 2 - JenLisa - Capítulo 54


Escrita por:

Postado
Categorias A Culpa É Das Estrelas, Azul é a Cor Mais Quente, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Blackpink, Red Velvet, Riverdale, TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, G-Dragon, Irene, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jeongyeon, Jihyo, Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Rosé, Sana, Seulgi, Taeyang, Tzuyu, Wendy, Yeri
Tags Blackpink, Jenlisa
Visualizações 86
Palavras 1.393
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


sorry por erros
espero que gostem
4D -->1B: views :3

Capítulo 54 - Not This Time.


*point of view Lalisa Manoban

- Com licença.- Peço educadamente para uma moça.- Aí! Você!- Corro até um médico. Depois de receber a notícia sobre Yeonwoo, fui para o Hospital o mais rápido possível.

- Sim?- O rapaz me atende preocupado.

- Desculpe, você sabe me dizer qual o estado da Delegada Yeonwoo?- Ele suspira e olha a prancheta.

- Não podemos dar detalhes. A não ser quê você seja da família.- Coço a nuca.

- Eu sou uma velha amiga... E-eu estava na festa com ela, apenas quero saber como ela tá.- Ele passou a mão pelo cabelo e se aproximou mais.

- Ainda não temos muitas respostas. Os médicos estão se esforçando na sala de emergência, e eu não posso dizer mais nada além disso.- Meu coração se apertou.- Desculpe.- Disse sua última palavra e saiu.

- Lisa.- Ouvi a voz de Jackson. Seu rosto estava vermelho e ele parecia assustado.

- Hey, como ela tá?- Abraço ele, dando todo o apoio possível. Jackson é um dos melhores amigos de Yeonwoo, assim como eu.

- Em estado grave.- Nos sentamos nas cadeiras da sala de espera.- Todos os guardas vieram... A delegacia está praticamente vazia. Antes recebemos um chamado de quê um paciente havia fugido e ainda conseguiu matar um dos médicos, depois veio essa... Yeonwoo.- Ele coloca as mãos no rosto.

- Você acha que foram aqueles assassinos?- Ele balança a cabeça positivamente tendo total certeza.

- Quem mais poderia ser?- Me encostei nas costas da cadeira. 

- Eu deveria ter voltado.- Me culpo.

- Não... Quando a encontraram ela já estava caída.- Respiro fundo.

- Quem?

- Jeongyeon.- Ah, claro. A heroína.

- Senhor Jackson!- Um policial mais jovem vinha em nossa direção.

- Sim.- Jackson levantou. O jovem tentava controlar a respiração depois de correr tanto.

- Senhor... A delegacia... Reportou... Um...- Jackson segurou os ombros do garoto o acalmando.

- A delegacia reportou o quê?- Ele engoliu á seco e olhou nos olhos de Jackson.

- Um roubo na sala da delegada. Roubaram o dinheiro dos Kim, foram milhões... As câmeras estavam destruídas e estava tudo bagunçado quando chegamos lá, além de encontrarmos nosso segurança inconsciente no chão.- O jovem explicou.

- Merda... Mande um grupo para a delegacia agora.- Jackson pede vendo o rapaz correr atrás dos outros guardas.- Como eles conseguiram? Como?- Jackson se pergunta surpreso.

- Com certeza Wendy não seria capaz disso. Não estou defendendo, é por quê ela não faria mesmo.- Disse recebendo um olhar desconfiado de Jackson.

- É... Conhece ela bem.- Arqueio a sobrancelha.- Preciso resolver esse assunto, depois a gente se vê.- Sua expressão mudou do nada, o quê ele estava insinuando ali? Que eu sou cúmplice só por quê conheço a Wendy e vivi com a maioria daqueles bandidos? Convenhamos que ele não é o primeiro que faz isso.

Taeyang, Xiumin, Kai, Wendy... Meu pai. Não, ele não seria capaz de fazer isso. Ele sempre esteve ali do meu lado, sempre foi um bom homem. Eu não consigo imaginar meu pai fazendo tamanha crueldade desde o começo. Não é coisa dele, ele sempre foi um cara sério, mas, não é ele.

Aquelas perguntas ainda circulavam em minha cabeça. Qual a verdade? Tenho medo de que a verdade esteja com eles e que eu me saia como errada, novamente. Mais suspeitar do meu próprio pai? É confuso e estranho.

Eles pegaram a Yeonwoo, o Bambam, minha mãe... Jennie. Eu não posso deixar que eles peguem ela também. Mesmo depois da nossa briga, confesso que tenho medo de perdê-la. Tenho medo por quê... Porque eu a amo. 

- Foda-se.- Disse antes de sair á passos largos daquele Hospital.

*point of view Minatozaki Sana

Jihyo parou em frente a casa de Tzuyu, a mesma saiu do carro quase caindo de sono. Minha irmã estava meio estranha desde quê foi nos buscar naquela boate. Depois do incidente a policia acabou com a red party, talvez seja isso. 

Quando eu ia sair, Jihyo segurou meu braço.

- O quê?- Questionei me virando pra ela.

- Acho que sei quem atacou a Yeonwoo e quem roubou o dinheiro dos Kim.- Ela diz sem olhar pra mim e tudo o quê eu faço é juntar as sobrancelhas.

- Dinheiro? Como assim?- Jihyo soltou um suspiro.

- Está passando na televisão sobre o roubo que acabou de acontecer na delegacia. O dinheiro dos Kim sumiu, mas, eu acho que sei quem pode ter roubado.- Ela disse séria. Estava me assustando.

- Ok... Quem roubou?- Desta vez, Jihyo olha pra mim.

- Antes de vocês entrarem no carro, precisei passar pelo estacionamento por quê o segurança não me deixou parar na frente da red party. Vocês estavam demorando muito então pensei em parar o carro e o desligar um pouco, foi aí que vi Wendy e Jiyong entrando no veículo em frente ao meu.- Arregalei os olhos.

- Sério? Você tem certeza que eram eles?- Jihyo confirmou com a cabeça dando sua palavra.

- Tenho certeza. Eles discutiram no carro, eu não consegui ouvir sobre o quê se tratava.- Ela deu uma breve pausa.- Mais... Eu consegui isto.- Ela procura algo em seu bolso. Assim que o retirou, pude ver quê era um papel meio amassado.

- O quê é isso?- Pergunto lendo aquelas letras e números incoerentes.

- É a placa do carro, idiota.- Abro a boca em forma de "O".

- Você... Jihyo eu-

- Não precisa dizer mais nada. Temos a pista e agora vamos.- A interrompi.

- Não! Ficou maluca?- Puxei a chave de sua mão.

- Como?

- Não podemos simplesmente aparecer lá como Patati e Patata e acusá-los. Precisamos de um plano... E de ajuda.- Sua expressão é cooperativa.

- As meninas?- Neguei com a cabeça.

- São quase três da manhã. Elas estão com problemas demais.- Sopramos frustadas.

- Os meninos?- Ela sugeriu.

- É. Pode ser.- Penso.- Eles seriam capazes de encarar Jiyong... Mais vamos precisar fazer algo com a Wendy.- Disse segurando a mão de Jihyo. Sabíamos que a partir de agora, era a nossa vez.

- O quê você está pensando em fazer?- Mordi o interior da bochecha.

- Quero fazer ela confessar tudo.- Jihyo soltou uma risada anasalada.

- Pra você? Mais você sabe o quê ela fez.- Mordi meu lábio inferior.

- Não pra mim. Para Lisa.

*point of view Jennie Kim

Depois dessa confusão toda, meu corpo apenas queria descansar em algum canto. Nayeon e eu voltamos para o apartamento enquanto Jeongyeon foi para o Hospital conversar com os policiais sobre Yeonwoo. E acho quê todos da festa foram para suas devidas casas também.

- Melhor?- Experimento a blusa larga de Nayeon, as minhas eram curtas demais e minha barriga ficava visível.

- Sim. Obrigada Nay.- Dou um abraço na garota.

- Vai descansar agora, se precisar de qualquer coisa me chame.- Nay deixou um beijo em minha testa.

- Boa noite.- Desejo vendo ela sorrir.

- Boa.- Sigo para o quarto.

Nayeon preparou a cama... Ah, não precisava. É um saco ver que elas fazem tudo por mim e eu não posso retribuir essa ajuda; Me joguei sobre a cama e procurei me cobrir para adormecer logo. Não estava com cabeça para mais nada, eu apenas queria me desligar do mundo um pouquinho e não há outro jeito melhor de fazer isso a não ser dormindo.

Mais acabei abrindo os olhos ao ouvir algumas batidas na porta. Deve ser a Nayeon.

- O quê foi Nayeon?- Pergunto vendo a maçaneta girar e a porta se abrir aos poucos.

Me sentei na cama para ver quem era e assim que me foi revelado a pessoa por trás daquela porta de madeira, eu paralisei. Não por medo, mais é que toda vez que nossos olhares se cruzam é como se um mar de lembranças viessem á tona. Sempre me atormentando e me culpando por ter errado uma única vez.

Mais algo em mim, e com certeza algo nela, não conseguiam esquecer os momentos maravilhosos quê passamos juntas. Por mais que milhões de palavras estejam guardadas aqui dentro, apenas consegui dizer...

- Lisa?


Notas Finais


4D -->1B: views :3

sana e jihyo = bope


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...