1. Spirit Fanfics >
  2. I Can Not Love You - Imagine Kang Minhee (X1) >
  3. Primeiro dia

História I Can Not Love You - Imagine Kang Minhee (X1) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Sentiram minha falta? Kskksks Sorry pelo sumiço, meu celular tava cacarejado, e eu não estava conseguindo fazer nada com ele :/, mas agora eu voltei, e voltei com tudoooooooooooooooo

Capítulo 2 - Primeiro dia


Fanfic / Fanfiction I Can Not Love You - Imagine Kang Minhee (X1) - Capítulo 2 - Primeiro dia

Hoje já é outro dia e eu tô como? Super animada. Arranjei um emprego, então finalmente poderei ajudar nas coisas aqui em casa. Aleluia! Mas... O único problema é minha mãe, não sei se ela vai gostar muito da notícia.

Bem, assim que acordo vou para o banheiro fazer minhas higienes matinais e tomar um banho, coloco meu uniforme e vou para a cozinha tomar café e contar para minha mãe que arrumei um emprego. Tomara que tudo dê certo!

(...)

Até que foi tudo bem, minha mãe militou um pouquinho no começo, ela disse coisas do tipo "você não precisa se preocupar", "você é muito nova para trabalhar", "você vai ficar muito cansada, além de escola vai trabalhar?" e coisas do gênero, mas depois de tanto eu insistir, ela acabou "aceitando" meu trabalho de certa forma.

(...)

Agora estou indo para a escola, assim que cheguei lá, sinto alguém me abraçando por trás, assim fazendo com que eu levasse um baita susto!

-Ei!

-Poxa S/N, achei que estivesse sentido minha falta. - Sussurra em meu ouvido e logo reconheço a voz.

-Hyeongjun?

-Eu mesmo! - Diz ficando parado em minha frente.

-Por que não veio na aula ontem?

-Perdi a hora. - Sorriu sem graça.

-Hm, por que não estou surpresa? - Ri.

-Nossa S/N, quem vê você falando assim pensa que eu me atraso diariamente. - Cruza os braços e faz uma cara emburrada, eu apenas rio.

-Bem, bem, deixa isso para lá. Tenho uma novidade para contar!

-Diga.

Contei para ele que eu tinha arrumado um emprego, ele disse as mesmas coisas que minha mãe disse, aff! Quem aguenta?

Depois que contei o sinal bateu e então fomos para nossas salas, para meu azar nós estudávamos em salas diferentes. Ele estudava no 2°B e eu no 2°A, esse mundo é muito injusto ;-;.

Quebra de tempo...

As aulas já haviam acabado e eu fui direto para a casa da moça em que eu iria trabalhar, ela havia me passado o endereço, e tudo ficou mais fácil. Chegando lá sou recebida na porta por um moço vestido de uma forma meio engraçada, ele vestia um terno, mas estava calor pra caralho! Fiquei me perguntando como ele aguentou vestir aquilo. O moço pediu para eu entrar e disse para eu aguardar da sala (que era maior que minha casa) a moça chegar.

A casa era enorme, tipo, gigante! Fiquei observando cada detalhe do lugar, até que a moça chega.

-Achei que você não viria. - Indagou

-Por que achou isso? - Perguntei.

-Achei que tivesse se oferecido, apenas por oferecer. - Riu.

-Moça, eu realmente preciso do emprego. - A encarei séria.

-Ok, já entendi. Mas não precisa me chamar de "moça", meu nome é Kang Hyewon.

-Kang? - Perguntei. Esse nome não me era estranho.

-Sim, afinal qual é o seu nome?

-Ah, meu nome é S/N. Sorri.

-Enfim, como hoje é seu primeiro dia, não irei perdi que faço muita coisa. Apenas quero que tire pó da sala, mas... Da sala inteira.

Eu apenas começei a olhar em volta da sala, era grande de demais! Apesar de não estar muito suja, achei que eu teria um certo trabalho para alcançar um quadro que havia lá, já que eu não sou muito alta, não sou baixa, mas minha altura não é o suficiente para alcançar o quadro.

-Er... Tudo bem? - Hyewon perguntar.

-Ah... Oi? Tá tudo bem sim. - Sorri sem graça.

-Ótimo! Irei pedir para que Yuvin lhe entregue seu uniforme.

Ela disse, e assim fez. Chamou o tal Yuvin e o mesmo me entregou um uniforme e me mostrou onde era o banheiro para que eu me vestisse. O uniforme era bonitinho até.

Quando acabei de me vestir, fui para a sala tirar pó dos móveis e etc, achei melhor deixar o quadro por último.

Chegou a vez de tirar pó daquele quadro maldito! Como o esperado, foi meio difícil. Fiquei dando alguns pulinhos para ver se o alcançava, mas foi inútil. Enquanto encarava o quadro pensando em uma forma de o alcançar, vejo uma mão vinda do além apanhando o quadro, levei um baita susto e me virei para trás na hora! Quando me virei, me deparei com um garoto LINDO de cabelos castanhos e olhos negros, parecia que ele havia saído de um mangá. Sério. Ficamos nos encarando por um tempo, até que ele diz:

-Er... Queria pegar isso? - Sorriu e estendeu o quadro para mim.

-Sim. - Sorrio sem graça e apanho o quadro.

-O que faz aqui? Não me diga que você é a nova faxineira?

-Bem, eu sou sim a noiva faxineira. - Sorrio sem graça.

-Mas... Você não é muito nova? Quantos anos você tem?

-Eu tenho 16 anos, não sou tão nova assim. Poxa

-Ah.. - Riu. -Ainda é nova para mim, mas não entendo porque minha mãe contratou você, ela geralmente contrato umas mulheres velhas e feias. - O garoto fez uma cara muito engraçada enquanto pronunciava suas palavras. Não pude deixar de rir.

-Bem... Talvez eu não seja tão velha. - Ri.

-Realmente, e nem feia. - Sorriu.

-Hm?

-Nada não, preciso ir agora! Vou fazer trabalho na casa de um amigo, depois a gente se vê, acho que nos veremos com frequência de agora em diante. - Sorriu.

-É, acho que sim. - Sorri.

Bem, o garoto saiu e eu esqueci de perguntar o nome dele, mas isso é o de menos, afinal terei outras oportunidades para isso, espero.

(...)

Quando acabei de tirar pó de tudo, a Hyewon pediu para que eu à ajudasse a escolher um "look" pra um evento no qual a mesma participaria. Eu fiquei sem entender, afinal eu não sou faxineira????

-Por que a senhora quer minha ajuda? - Pergunto.

-Por favor não me chame de senhora. Me chame de Hyewon.

-Ah... Ok...

-Mas bem, eu queria sua ajuda porque não queria parecer ultrapassada no evento. Ele é muito importante e preciso estar bem vestida.

-Mas o que te faz pensar que eu tenho um bom gosto? - Rio.

-Não sei, mas você parece ter um bom gosto, vou confiar em você.

-Hm... Ok então.

Bem, confesso que isso é meio estranho, mas enfim. Eu à ajudei a escolher uma roupa e, honestamente, ela ficou linda! Eu escolhi a roupa certa para ela, mas o que posso fazer? Eu sou um máximo.

Depois disso ela me dispensou e eu fui para minha casa. Contei para minha mãe sobre hoje, só não falei sobre o garoto de cabelos castanhos, não achei necessário. Ela achou bem engraçado a Hyewon ter pedida minha ajuda para escolher uma roupa, confesso que eu também.

Não vejo a hora de volta lá amanhã, trabalhar até que não é não ruim :)


Notas Finais


Sim [email protected], Cravity debut aaaaaaaaaaaaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...