História I can not take it anymore (Imagine Chanyeol) - Capítulo 19


Escrita por: e P_D_X

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Got7, Huang Zitao "Z.Tao", Kris Wu, Lee Sunmi, Lu Han, Wanna One
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, G-Dragon, Guanlin, Huang Zitao "Z.Tao", Jackson, JB, Kai, Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lee Sunmi, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Personagens Originais, Sehun, Suho, T.O.P, Xiumin
Tags Chanyeol, Drama, Exo, Imagine
Visualizações 696
Palavras 1.837
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Universidade


Fanfic / Fanfiction I can not take it anymore (Imagine Chanyeol) - Capítulo 19 - Universidade


Aqui estou eu, sentada na última cadeira da sala, esperando o professor entrar na sala. Era meu primeiro dia de aula, até agora estava tudo um pouco estanho, a sala tinha trinta e oito pessoas, e todas estavam conversando, menos eu, pois ninguém tinha feito a menor questão de falar comigo, talvez porque eu estou lendo. 

Eu ainda estava estranhando o clima na sala de aula, até um grupo formado por duas meninas e três meninos entrarem na sala, assim que eles entraram senti olhares sobre mim, e não eram nada agradáveis. "Agora está tudo normal." Pensei comigo mesma e dei um pequeno sorriso de lado. 

Ouvi passos vindo em minha direção, com certeza era o grupo que me olhava anteriormente.

-Olha o que temos aqui! -Uma das meninas falou super alto, fazendo toda a sala olhar para nós. Ela se inclinou um pouco ficando na minha altura, olhando para meu rosto fixamente, e eu apenas olhava para a frente. -Ei! Olhe para mim garota! -Ela praticamente gritou em meu ouvido, e eu continuei como estava. -Você é surda? -Ela segurou meu rosto com força, me fazendo olhá-la. "Mas um dia comum na vida de alguém que sofre bullying desde os cinco anos."

-Com licença. -Tirei a mão dela do meu rosto. -Você não me conhece, e não tem direito de falar assim comigo, e eu tenho o direito de não responder às suas perguntas. -Falei da forma mais calma possível, falei baixo para que ninguém escutasse, apenas ela, queria resolver aquilo sem muita discussão.

-Quem você pensa que é? -Ela falou aumentando ainda mais o tom de voz.

-Alguém que não vai responder nenhuma das duas perguntas enquanto você continuar à falar dessa forma comigo. -Continuei a falar no mesmo tom.

-Não vai perguntar quem eu sou?

-Não, não tenho interesse. Agora se me permite, eu gostaria de voltar a minha atenção para meu livro.

-Cálculo volume 1 e 2 de James Stewart... Então você é uma nerd! -Um dos meninos falou lendo o título do meu livro.

-Se você usa nerd com um termo para definir pessoas que se importam tanta  com o que vão ser no futuro a ponto estudar mais do que a maioria, então sim, eu sou. -Falei e novamente senti os olhares sobre mim. Olhei para eles de relance e vi o professor entrar na sala, suspirei e fechei o livro.


(...)


Todas as aulas ocorreram bem, o grupo de antes não me incomodaram mais, e aparentemente mais ninguém notou a minha existência.

Eu estava terminando de arrumar minhas coisas no meu novo quarto, (foto de capa) enquanto estranhava o fato de que minha companheira de quarto ainda não havia chegado, ela está aqui a dois anos, então todo o quarto foi ela quem decorou, mas não acho que ela tenha mexido em muita coisa.

-Olá! -Ouvi uma voz atrás de mim, então virei de frente para porta, para poder ver quem era.

-Olá! -Respondi para a mulher poucos metros a minha frente. Ela era pálida, tinha os cabelos ruivos, o rosto era cheio de sardas que a deixavam bem fofa, ela devia ter no máximo 1,60 de altura, parecia ser simpática.

-Você deve ser minha nova companheira de quarto, é um prazer conhece-lá! Me chamo Alison! -Ela se aproximou de mim, e estendeu a mão direita, eu a apertei.

-Eu me chamo S/n, o prazer é todo meu Alison! -Ela sorriu e eu também.

-Então S/n, qual curso veio fazer? -Ela perguntou pegando dois livros que estavam em cima da pequena comoda e sentou na cama do lado esquerdo.

-Engenharia civil, e você?

-Administração, mas eu não gosto muito! Bom, você já arrumou todas as suas coisas?!

-Ainda não, cheguei a pouco tempo, não conseguir terminar tudo.

-Entendo, o lado esquerdo do quarto é meu, você pode fazer o que quiser com o seu lado, não vou interferir! -Ela pegou uma caneta, um caderno, o celular e os fontes de ouvido, começando a estudar.

Terminei de arrumar minhas coisas rapidamente e cuidadosamente para não atrapalhar a Alison, quando terminei peguei meu celular e fui procurar um lugar tranquilo no campus. Encontrei uma árvore bem grande, um pouco afastada de tudo, sentei e encostei minhas costas em seu tronco. Desbloqueei meu celular e ligue para a Jessie.

Jessie é a mãe de David, já faz uma semana e meia desde o ocorrido com eles, esse meio tempo eu comprei outro celular com o dinheiro que ganhei por causa das fotos da revista, e também pela mini entrevista que eu dei para a revista falando um pouco sobre mim, e pelo que me disseram a revista vai ser publicada amanhã ou depois de amanhã.


* Ligação on *


Jessie: Oi S/n, como está sendo aí na universidade?

S/n: Oi Jessie! Está normal, não tem nada de muito impressionante. Então, achou outra escola para o David?

Jessie: Sim, ela está entre os preços que você estimulou, e é muito boa, pois eles virão trazer o David de ônibus!

Jessie falava animada, dava para sentir a felicidade e o alívio dela apenas pela voz.

S/n: Que bom que achou um lugar tão bom para o pequeno David! Mas agora eu tenho que desligar, qualquer coisa me avise! Tchau!

Jessie: Sim querida, eu irei avisar! Qualquer coisa por aí me avise também! Tchau!


* Ligação off *



Coloquei o celular no colo e fechei meus olhos, sentindo a grama fria sobe mim.

-Cuidado para não dormir minha baixinha.

Ouvi a voz de Chanyeol e abri os olhos assustada, olhei por todas os lados, mas não tinha ninguém próximo a mim.

-Estou aqui a menos de um mês, mas já sinto tanto a sua falta que estou escutando a sua voz... eu quero muito te ver, meu gigante. -Levantei , limpei as lágrimas em meu rosto e voltei para meu quarto. Ao abrir a porta do quarto me deparei com as meninas de mais cedo, deitadas na minha cama.

-Ah! S/n! Quero que conheça minhas primas! Sophie e Elina! -Alison falou vindo até mim, suas primas também levantaram.

-É um prazer conhecê-las. -Falei e estendi a mão para elas, mas elas apenas me olharam e viraram a cara.

-Desculpe, elas não são muito educadas... -Alison coçou a nuca e sorriu sem graça.

-Não tem problema, agora se me dão licença, eu acho que vou estudar um pouco antes de dormir, mas vocês podem continuar conversando, não se encomodem comigo. -Peguei o livro e comecei a ler, as meninas sentaram na cama da Alison, e continuaram a conversar.


[ Dois dias depois]



É nostálgico andar pelos corredores com todos olhando para mim, eu não gosto de recebe esse tipo de atenção, mas eu não posso tirar a revista de circulação e fingir que ela nunca existiu.

Ontem a editora finalmente publicou a revista, eu estava bastante nervosa quanto a isso, tinha medo das reações das pessoas, mas agora que está acontecendo vejo que as reações não são muito de quando eu, com 13 anos entrei na sala do primeiro ano do ensino médio.

Meu dia passou bem rápido, passei boa parte dele na biblioteca fazendo  pesquisas sobre alguns trabalhos que um dos professores passou, fui encomodada por Sophie, Elisa, e seus amigos, também falei com Jessie, Sara , JB e David. A verdade é que foi um dia cansativo para mim, precisava dormir.

Ao chegar no quarto vi Alison com alguns papéis na mão, pareciam cartas.

-S/n, tem uma carta para você, é de uma pessoa chamada SeugHyun... é assim que se fala?

-Sim! É o meu pai! -Peguei a carta e a abri rapidamente, deitei na cama e comecei a ler.


* Carta on *

Olá filha,

Quanto tempo, estamos sentindo a sua falta, sabia? Sei que você deve estar muito ocupada, mas pode pelo menos responde nossa mensagens? Gostaríamos de saber como você está, estamos preocupados!

O Guanlin vem bastante aqui desde que você foi embora, ele e os meninos se deram muito bem. Ele também me contou sobre a sua mãe, eu chorei muito, e também fiquei muito feliz em saber que mesmo depois de tanto tempo ela ainda faz de tudo para ter proteger.

Ultimamente tem sido bem difícil pra gente, a faculdade dos meninos está bem mais agitada, e eu tenho tido muito trabalho, o Yoongi agora é residente e as notas do Tae estão cada vez melhores. Todos voltaram a trabalhar, e por isso estamos sem tempo, então talvez seja difícil de irmos te visitar, ou então de atender às suas ligações, mas faremos nosso melhor para te ver bem.

Se cuide, eu te amo filha! Todos te amamos e estamos com saudades!

Assinado: Seu pai maravilhoso!


* Carta off *


-Eu também te amo pai.


* Chanyeol pov *


Meu trabalho finalmente começou, e por conta disso eu estou sem tempo, sem tempo para a Sook, agora sempre que ela me chama para irá casa dela eu digo que estou ocupado no trabalho. Pela primeira vez eu agradeço por estar tendo muito trabalho.

-Estou exausto! -Falei ao entrar em  casa, minha mãe estava na cozinha.

-Chanyeol... por que está se afastando da Sook? Vocês são noivos, não podem viver assim! -Minha mãe falou vindo para a sala.

-Mãe, não me venha com essa de que eu preciso agir como o noivo perfeito, que tenho que dar atenção a ela! Eu já pedi ela em casamento, deixei a mulher que eu amava ir embora por causa dela! A senhora não acha que um já fiz o suficiente por esse relacionamento? A única coisa que a Sook faz é me encher o saco! -Falei um pouco alterado, minha mãe me olhava perplexa, talvez porque tenha descoberto agora que eu sou apaixonado pela S/n. -Eu vou para o meu quarto descansar. -Falei passando as mãos pelos meus cabelos enquanto subia as escadas.

Tomei um banho demorado, estava pensando nas coisas que aconteceram em tão pouco tempo, e nas coisas que ainda vão acontecer.

-Maldito seja o dia em que eu conheci a Sook! -Falei e dei um murro na parede. -Aí! Minha mão! -Exclamei, e depois de algum tempo comecei a rir. -Não acredito que você fez isso Park Chanyeol! Preciso contar isso para a S/n, ela vai... ela não vai responder às mensagens. -Falei cabisbaixo ao lembrar que faz quase duas semanas que ninguém consegue falar com ela.

Sai do banheiro e sentei na cama, observando a janela do quarto da S/n. A janela estava aberta, o quarto estava vazio, mas ainda sim, parecia que a qualquer hora ela viria até a janela para fecha-lá. Parecia que a qualquer hora ela viria até aqui para assistirmos alguma série, mas só parecia mesmo.

-Eu sinto sua falta sabia? Eu quero te ver, saber como você está, eu quero você, mas eu não posso abandonar meus pais, e sei que você ficaria muito triste se soubesse que eu deixei meus pais aqui por você! -Falei acariciando um dos porta-retratos com a foto da S/n. Abracei a foto e deitei na cama chorando.



"Eu te amo S/n."


Notas Finais


Oii Dreams! Desculpem a demora, é que eu estou sem Internet em casa, e por isso tenho que usar a da vizinha, ( é o sinal não é muito bom...) então é bem provável que até que a Internet da minha casa seja paga os capítulos demorem um pouco para sair! Mais uma vez me desculpem!


Espero que tenham gostado do capítulo, e desculpem qualquer erro! Bjs❤❤😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...