1. Spirit Fanfics >
  2. I can't, but I love you >
  3. A vida de Lana

História I can't, but I love you - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


É a primeira fic que eu posto então espero que gostem.
Na vdd eu nem sei pq eu tô postando isso aqui,mas eu escrevi ela há um tempo já e depois de um "incentivo" da minha querida irmã,eu resolvi postar.

Capítulo 1 - A vida de Lana



A vida aqui em casa nem sempre foi boa,eu sempre tive tudo o que queria na hora que queria,brinquedos,roupas novas,tudo do bom e do melhor, mas o que eu realmente precisava nunca tive.

Meu nome é Lana Aptekar,tenho 23 anos e estou sendo obrigada a me casar com um homem que nunca vi na vida. Meu pai me obrigou a isso,mesmo que eu já tenha tido que nunca faria isso,ele está literalmente me ameaçando,usando minha vó como isca,sim,minha própria vó,a própria sogra,ela está em uma situação gravíssima no melhor hospital de Moscou,mas os tratamentos são muitos caros para uma pessoa da classe como minha vó pagar,então ele diz que se eu não me casar com esse tal de Garret Babkin, vai parar de financiar os tratamentos da minha vó e eu não posso deixar isso acontecer. Eu posso até pagar de durona,mas eu sou muito apegada a minha avó. Ela sempre cuidou de mim na ausência da minha falecida mãe e do meu pai que vive  viajando por aí,dando palestras motivacionais,e sempre usando uma máscara de pai perfeito.
Jackson Babkin é um dos sócios do meu pai, já vi ele várias vezes em jantares de família e essas coisas,porém o seu tal filho nunca vinha com ele. Ele morava em uma mansão um pouco afastada de Moscou,onde segundo meu pai,eu deveria morar pelo resto da minha inútil vida. 

Acordo bem cedo como o de costume,faço todas as coisas que tenho pra fazer,desço as escadas da mansão e agradeço por ele  não estar em casa. Vou até a cozinha e falo com todas as funcionárias,eu podia me fazer de difícil as vezes,mas nunca deixava de lado a educação que minha avó me deu. 
Assim que termino de tomar café,pego minha bolsa e vou visitar minha avó e como sempre,estou levando um café da manhã saudável e nutritivo,assim como sempre faço.
Chego no hospital,pego o meu crachá de visitante e vou até o quarto vip onde ela se encontra,tão linda como ela é,já estava acordada e se encontrava sentada em sua maca assistindo televisão.
-Bom dia vó-digo dando um beijo em sua cabeça-como foi  sua noite?dormiu bem?
-Bom dia minha querida,dormi sim, e você,está bem?
-Estou sim vó-pego o seu café da manhã e a entrego-aqui está
-Obrigada,mas não precisava,você sabe muito bem que eu podia ter tomado o café da manhã daqui
-Que nada,você sabe que eu não confio  na comida daqui,aliás,é muito ruim-disse me lembrando de certa vez que tinha ficado internada 2 dias aqui nesse inferno de hospital
-Ora essa,você sabe que  eu não me importo-disse ela pegando um pedaço de banana que havia no canto do prato-como vai seu pai?Ainda quer que você se case com aquele menino?
-Sim,mas não quero falar sobre isso-disse séria
-Você tem que obedecer seu pai,por mais que ele seja do jeito que ele é,continua sendo seu pai-disse ela,sem saber do que aconteceria caso eu não casasse com o tal Garret
Ai vovó,te amo-abracei ela e dei um beijo estalado em sua bochecha
-também te amo filha

Depois de um tempo com minha  vó,fui para empresa,porque pelo menos eu podia administrar um parte da empresa. Chegando lá,vejo minha secretária,ela é minha melhor amiga desde a faculdade e também a única que sabe sobre minha atual "situação". 
Ela me viu entrando na minha sala e logo me seguiu,pedi os papéis dos contratos com os outros sócios e ela logo os colocou em cima da minha mesa.
-Tá tudo bem?-perguntou vendo minha cara de abatida
-O mesmo de sempre Wendy-disse afastando minha cadeira da mesa
- Sei-disse se aproximando-e como tá sua vó?
-Tá um pouco melhor-suspirei-ela vai melhorando aos pouquinhos
-Ela vai conseguir se recuperar amiga-diz me abraçando-agora termine de assinar esses papéis porque eu tenho que enviá-los ainda hoje
-Sim senhora-digo e ela ri,se vira e vai embora

Já era quase noite,então me despedi de todos e fui pra casa,chegando lá peço pro segurança abrir o portão pra mim. 
Entrei em casa e avistei meu pai na sala,tentei evitar o olhar dele mas não consegui.
-Mais respeito comigo Lana
-Me deixa-disse subindo as escadas
-Lana senta aqui-disse ordenando e eu desci
-O que foi agora?-disse me sentando impaciente
-Nós vamos a casa dos Babkin amanhã a noite para um jantar pra você conhecer o Garret
-Eu já falei que eu não quero me casar com ele!-gritei
-Você abaixa esse tom pra falar comigo,e eu já te disse o que vai acontecer se você não casar com ele-disse em um tom autoritário e eu suspirei-Bom,você já foi avisada,pode ir fazer o que tem que fazer.
Subi as escadas puta da  vida com esse homem,eu ainda não acredito que isso tá acontecendo comigo.
 


 


Notas Finais


Bom foi isso gareris. Bj Bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...