História I cant fall in love without you (clace) - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Lady Camille Belcourt, Raphael Santiago, Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Valentim Morgenstern
Tags Alec, Clace, Clary, Drama, Família, Izzy, Jace, Magnus, Os Instrumentos Mortais, Romance, Shadowhunters, Simon
Visualizações 87
Palavras 1.510
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ai gente, aqui esta, o fim chegou😭

Eu queria agradecer a todos os leitores da minha fanfic, todos mesmo, vocês são muito importantes pra mim e foram vocês que fizeram essa história acontecer, eu amo muito vocês❤️❤️❤️

Essa foi a minha primeira fanfic, então ela é muito importante para mim, não ta uma obra prima, mas acho que pra quem começou agora ta até razoável kkkk.

Essa história é importante pra mim também porque eu quero ser escritora, e toda escritora começa em algum lugar né...

Mas sei lá gente é isso, vou agradecer de novo a todas vocês porque nunca vai ser o suficiente.

Amo muito vocês😍❤️😘

Enfim boa leitura<3

Capítulo 35 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction I cant fall in love without you (clace) - Capítulo 35 - Epílogo

Três anos depois que Luke nasceu, Clary deu a luz a gêmeos, Hunter e Sabrina Herondale. 

 

Hunter tinha os cabelos loiros como os de seu pai e Noah e os olhos azuis. Sabrina era ruiva como Clary e Luke e tinha os olhos verdes azulados. 

 

Os meninos ficaram animados com a chegada dos gêmeos, principalmente com a menina, que era uma novidade para eles. 

 

Dois anos depois dos gêmeos eles tiveram outra menina, Elizabeth Herondale, ou Betty, ela tinha cabelos loiro escuro, mais que os outros loiros da família, e olhos dourados como Jace. 

 

Noah já não aguentava mais ter irmãos e Clary e Jace estavam felizes porem sobrecarregados, contudo, contavam com a ajuda de babás, mesmo Clary não gostando. 

 

No total esses cinco anos foram incríveis para todos. 

 

Simon e Izzy se casaram e tiveram uma menina chamada Sophie, a coisa mais fofa e melhor amiga de Hunter. 

 

Alec e Magnus adotaram mais uma menina, chamada Madzie. Magnus queria muito uma menina para emperiquitar. 

 

Um ano e meio se passou e Noah estava com onze anos, Luke com seis, Hunter e Sabrina com três e Betty com um e meio.

 

Clary estava voltando de seu trabalho como sócia de uma empresa de arquitetura, ela tinha crescido muito nesses anos, e agora com seus quase trinta anos e seus cinco filhos se sente realizada. 

 

Quando chegou em casa foi recebida por um choro de bebê incessante, logo pensou em Betty. 

 

Clary foi para a sala e viu Hunter e Sabrina brincando no tapete, Luke assistindo televisão e Noah em seu tablet com fones de ouvido. 

 

-Tudo ok por aqui?- Clary falou alto e as crianças correram para abraça-la, menos Noah que nem sequer se moveu. 

 

Clary pegou os gêmeos no colo e andou até o filho mais velho. Ela o cutucou com o pé e ele levantou o olhar e tirou o fone. 

 

-Oi mãe- Ele disse e colocou o fone de volta. 

 

-Na- na- ni- na- não- Clary colocou os gemêos no chão e tirou o fone de Noah. 

 

-Ei mãe!- Ele reclamou. 

 

-Fale direito comigo, eu acabei de chegar e você me recebe assim?- Clary fala se abaixando ao lado do sofá. 

 

-Oi mãe- Noah revirou os olhos e a abraçou. 

 

-Oi meu amorzinho- Clary o apertou forte. 

 

-Ai mãe, me solta- Noah reclamou e Clary o soltou e fez uma careta. 

 

-Onde esta seu pai? Ele já voltou?- Ela perguntou. 

 

-Sim, ele esta na cozinha com Betty- Noah respondeu e recolocou os fones. 

 

Clary revirou os olhos e andou até a cozinha da onde o choro ainda vinha. Quando chegou viu Jace todo atrapalhado tentando fazer Betty parar de chorar. 

 

-Precisa de ajuda?- debochou Clary. 

 

Jace se virou rapidamente, ele ainda estava de terno mas sua gravata estava desamarrada, blusa pra fora da calça, dois botões abertos e seu paletó estava na cadeira, seu cabelo estava uma bagunçado e seus olhos pediam ajuda. 

 

-Na verdade sim- Ele falou derrotado e Clary deu uma risadinha e pegou Betty no colo, ela a apoiou em seu ombro e balançou ela um pouquinho batendo em suas costas e rapidamente ela dormiu. Jace a olhou sem acreditar. 

 

-Sabe por quanto tempo eu tentei fazer ela dormir?

 

Clary riu e andou para fora da cozinha subindo as escadas e colocando Betty em seu quarto. 

 

A mansão tinha muitos quartos, o que não foi um problema para tantos filhos, apesar de Hunter e Brina dividirem um quarto, os outros tinham seus próprios quartos. 

 

Clary colocou Betty no berço e saiu fechando a porta e voltando para a sala. 

 

Quando chegou todos estavam nos mesmos lugares, então se sentou com os gêmeos e começou a brincar com eles. Até Jace descer as escadas e se juntar a eles. 

 

Algum tempo depois, uma das empregadas vai a sala e avisa para eles que o jantar estava  pronto os gêmeos se levantam animados  mas Clary corta na mesma hora. 

 

-Não, não, vocês conhecem as regras, guardem os brinquedos antes de comer. 

 

-Ah mamãe- Os gêmeos falaram ao mesmo tempo e reviraram os olhos guardando os brinquedos. 

 

Quando Hunter e Brina acabaram, Clary os levou para a cozinha, Jace, Luke e Noah ja estavam lá. Eles se sentaram e se serviram. 

 

-Mamãe, cade a Betty?-  Sabrina perguntou. 

 

-Ela ja foi dormir meu amor- Clary respondeu. 

 

Sabrina e Elizabeth são muito próximas, talvez mais até que Hunter e Sabrina, porque elas são as únicas meninas. 

 

Brina assentiu e voltou a comer, o jantar foi animado, todos contaram como foi seu dia na escola ou no trabalho, eles jantaram como a família feliz que são. 

 

Ao final do jantar, Jace e Clary botaram seus filhos para dormir. 

 

Eles tinham acabado de entrar no quarto quando Jace agarrou a cintura de Clary e a virou para si. 

 

-Nós não temos tido tempo para nós , não é mesmo amor? -Ele falou. 

 

-Tem razão amor- Clary falou colocando os braços ao redor do pescoço de Jace e o beijou apaixonadamente. 

 

Os dois caíram na cama aos beijos, Jace se levantou e trancou a porta, não queria cometer os mesmo erro da semana passada, quando foram pegos por Hunter que teve um pesadelo. Felizmente eles não tinham ido até o fim antes dele chegar. 

 

Jace tirou a camisa e caiu na cama,em cima de Clary, rindo. Ela soltou uma risadinha. Clary também tirou a camisa, e Jace tirou seu sutiã. 

 

A ruiva colocou as mãos no cinto do marido e o tirou desabotoando a sua calça, enquanto ele brincava com seus seios, mordendo e chupando os mamilos. 

 

Ela abaixou a calça e boxer e pode sentir seu membro duro batendo em suas coxas, o que fez ela ficar mais excitada. 

 

Jace desabotoou e tirou a calça de Clary a deixando só de calcinha, ele observa ela de corpo todo e morde o lábio inferior. 

 

-Como você pode ter cinco filhos e continuar tão gostosa?-  Jace perguntou com a voz rouca. 

 

Clary riu e deu de ombros o puxando para um beijo. Ela tira a calcinha com os pés e agora não tinha nada entre eles. 

 

Então, sem aviso prévio, ele se enterra nela e começa a se movimentar, primeiro devagar depois rápido, fazendo Clary gemer alto. 

 

-Shhhh... não queremos acordar as crianças- Ele falou entrando forte em Clary, que mordeu o lábio tentando conter os gemidos e gritos. 

 

Quando os dois chegaram ao climax, caíram um ao lado do outro ofegantes, Clary se virou para Jace e sorriu, ele sorriu de volta. 

 

-Você imaginou isso? Tipo, quando a gente se conheceu, você imaginou que iriamos ter cinco filhos? Ou que estaria casado comigo?- Clary perguntou. 

 

-Desde a primeira vez que eu te vi, eu sabia que eu ia me casar com você e que teríamos muitos filhos, que seriamos uma família- Jace respondeu acariciando a bochecha de Clary, ela se aproximou e roubou um beijo dele. 

 

Eles ficaram agarradinhos, trocando carícias por um tempo até Clary tomar coragem e perguntar:

 

-Você quer mais um filho?

 

Jace se assustou com a pergunta. 

 

-Quer dizer, não sei Clary, acho que cinco já é demais...- Falou coçando a nuca. 

 

Clary sentiu uma dor no peito e virou de costas para ele. 

 

-Ei, o que foi?- Ele perguntou acariciando as costas dela. 

 

-Nada- Ela respondeu chorosa. 

 

-Clary porque você ta chorando?- Jace perguntou legitimamente preocupado. 

 

Então ela respirou fundo e respondeu. 

 

-Porque vamos ter mais um bebê e você não vai querer ele ou ela- Ela fungou- E vai me deixar.

 

Jace não respirou por alguns segundos, ficou preso em sua garganta, Clary estava grávida, de novo, e ele tinha falado uma merda. 

 

-Amor, eu nunca vou te deixar, eu te amo- Ele falou suavemente fazendo carinho nela. 

 

-Mas você disse que não queria mais nenhum- Ela ainda estava de costas. 

 

-Não quis dizer isso querida, só disse que cinco é um bom número, mas seis também é, eu não me importo- Ele tentou consertar, mas piorou tudo. 

 

-Você não se importa?- Ela começou a chorar forte agora. 

 

Será que ela só ouviu essa parte? Jace pensou. 

 

-Não, não- Ele bufou- Eu quis dizer que não me importo de ter mais filhos com você, porque eu te amo e eu teria cinquenta filhos com você se fosse o caso. 

 

Clary ficou em silêncio por alguns segundos, apenas fungando, então se virou de frente para Jace e o abraçou. 

 

-Então você não vai nos abandonar?- Clary perguntou com a voz abafada pelo peito dele. 

 

-Eu nunca faria isso, meu amor- Ele respondeu e beijou a cabeça dela. 

 

Eles se separaram minimamente e olharam um nos olhos do outro. 

 

-Então vamos ter mais um bebê?- Jace perguntou sorrindo. 

 

Clary assentiu com um sorriso e o agarrou de novo. Assim eles dormiram abraçadinhos, depois de sussurrarem “eu te amo” um para o outro. 

 

E aproximadamente oito meses depois a filha deles nasceu, Cecily Herondale tinha cabelos ruivos muito claro e olhos verdes com dourado, uma mistura perfeita dos dois. 

 

Jace e Clary não eram o casal perfeito, mas tinham seis provas de seu amor que duraria para sempre. 


Notas Finais


Então, foi isso, tchau gente até a próxima.<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...