1. Spirit Fanfics >
  2. I can't live without you >
  3. Para sempre comigo

História I can't live without you - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oi amados
então, eu fiz essa one shot (e tem extra sim)

não ia postar, mas acabei por postar no wattpad

(pegou boa classificação lá veikk #13 em yuwin e #10 em hanahaki, meu coração tá como???)

enfim, me segue lá quem tbm usa wattpad🥺🙏🏻

meu @ lá é babysoonbok19

enfim, espero que gostem da one shot, fiz com todo carinho e amor que eu tinhakk

Capítulo 1 - Para sempre comigo


Era uma manhã de primavera qualquer para muitos, mas não especificamente para Nakamoto Yuta. Esse sentia seu interior doer, não era algo tão incomum, ele já estava se acostumando com aquilo, porém o destino fez sua dor aumentar.

O japonês sabia o que era desde que começara a sentir. Infelizmente era vítima de Hanahaki, uma doença causada por um amor unilateral.

Levantando rapidamente, Yuta tentou chegar ao banheiro para vomitar mais daquelas pétalas vermelhas tão lindas mas tão mortíferas. Por um breve momento se viu no espelho, estava destruído, era hora de partir.

Não era só jeito de dizer, ele realmente estava acabado. Pálido, com olheiras e bem mais magro que o normal. A palidez por não ter coragem de sair de casa e por medo de cuspir as malditas pétalas em público; olheiras por não conseguir dormir de tão pensativo ou talvez por sempre que conseguisse pregar os olhos, acordava com uma coceira na garganta e novamente vomitando por seu amor; e a perca de peso por nem sentir mais vontade de se alimentar. Já estava a morrer, que mal tinha não comer? Era um de seus menores problemas.

Se olhando naquele objeto, não conseguia acreditar o quanto tinha mudado, não era o mesmo.. com certeza não.

Não era aquele Yuta que Sicheng tinha conhecido.


Dong sabia do estado de saúde do mais velho, também sabia o motivo, tentou ajudar mas Nakamoto sempre negava.

Ele quem havia se apaixonado por Dong Sicheng, o mais novo não tinha culpa disso, então ele não aceitaria ajuda de ninguém para se curar.

Talvez o futuro fosse melhor se tivesse aceitado sua ajuda.

🌹🌹🌹


Yuta se lembrava bem de como tinham se conhecido, essas memórias percorriam sua mente e tinham um gosto amargo.. mesmo assim ele sorria.

Eles se conheceram de uma forma clichê e tão provável que seria típica em uma história qualquer.

Mesmo não sendo do mesmo ano, transitavam pelos mesmos lugares de vez em quando. Foi numa dessas que esbarrou com o garoto que estava distraído demais olhando algo que Nakamoto nunca fizera questão de saber. Desde que seus olhos esbarraram no mais novo, sentiu um calor no coração e sorriu levemente, sendo grato por uma simples colisão.

Sicheng se destacava por onde passava. Um ótimo aluno cheio de notas boas, bonito, um bom dançarino, além de tudo isso, um ótimo amigo.

Mas Yuta pensava nele como algo a mais.


Após aquele ocorrido e o início da amizade deles, o garoto começou a ter sentimentos que nunca havia tido.

Seu coração disparava ao pensar ou falar do amigo, se sentia nas nuvens quando estava junto a ele, não conseguia evitar aquilo.

Yuta tinha se apaixonado de verdade. Não tinha volta, não conseguia largar aquele sentimento, embora quisesse muito.

Eu não posso me apaixonar por meu melhor amigo, era só isso que vinha em meio aos pensamentos sobre o chinês.

Infelizmente, ele não conseguia desfazer, tentou por um momento pensar no amigo de outra forma, como um irmão, mas só o via como futuro namorado.

Droga, seus pensamentos eram avassaladores.


Depois de dois meses escondendo seus sentimentos juntamente aos ciúmes que sentia, Nakamoto contou para Sicheng.

Contou sobre todos os efeitos que ele causava em si, contou seus pensamentos, foi o mais sincero que conseguia e seguiu com um sorriso, escondendo toda insegurança e timidez.

Porém, Dong não retribuia seus sentimentos, era incrível como o destino era patético e inacreditável.

Quando Yuta dissera que precisava conversar, ele achou uma boa ideia contar sobre seu relacionamento com um menino de seu ano.

A mente do chinês não conseguiria nunca imaginar os sentimentos do amigo e quando soube, não sabia mais o que falar, era inacreditável!

Porém mesmo assim, tinha de contar.

O coração de Yuta havia se despedaçado ali na hora, se ele tivesse sido mais rápido, será que teria conseguido algo? Nunca saberia.

Naquele mesmo dia, vieram as primeiras pétalas da flor favorita de seu amado. Implorou que fosse um sonho quando sentiu aquilo passar por sua garganta, era incomodo, mas não doia tanto quanto as próximas. Aquele era o primeiro estágio.

Aquilo se prosseguiu e ele não falava nada sobre. Não era tão preocupante.

O segundo estágio veio semanas após, quando ia chamar seu amigo para passear e viu ele beijar seu namorado de forma tão intensa.

Yuta queria receber beijos apaixonados de Sicheng.


Aliás ele sonhava tanto com isso que era atormentante ver aquela cena acontecendo e no lugar dele, ser outro.

Desde então, vomitava pétalas com uma frequência maior a cada dia. Começou a faltar as aulas e isso preocupou o amigo.

Primeiramente, não soube o que fazer ao saber da doença, mas logo ordenou que ele procurasse tratamento.

Yuta sabia as únicas formas de tratar hanahaki mas não as aceitava.

Entre fazer uma cirurgia e perder ou até esquecer os sentimentos, tentar fazer Sicheng o amar também ou morrer.. Ele preferia a terceira.

Nunca iria querer esquecer do que sentiu pelo chinês e nunca faria seu amor ser recíproco. Até porque tinha pena do namorado dele.

Yuta pensava nos outros antes de pensar em si.


Sem mais esperanças, deixou fluir, sabendo que as flores estavam começando a afetar seus órgãos vitais. Dong implorava que o amigo pelo menos pensasse na cirurgia como uma saída, mas ele sempre negava.

O terceiro estágio estava vindo, completaria um belo buquê com as flores cheias de sangue e sofrimento por amar.

O último estágio veio e aqui se encontrava Yuta, naquela situação lamentável. Agora deitado em uma banheira com água morna, expelindo pétalas atrás de pétalas, juntas a gravetos e espinhos. A quantidade era absurda e inacreditável.

Sentindo os olhos marejados e uma dor insuportável, se contorcia e chorava junto a gritos, esses silenciados pelas flores.

Depois de minutos em um sofrimento que parecia eterno, sentiu-se sufocar por completo. Com as mãos cobertas de sangue pelas flores, manchou um pouco das paredes enquanto mexia os braços freneticamente. Aquele cômodo presenciou uma prova de amor.

Por fim, sua vida o deixou. Seria uma imagem linda se não fosse uma história trágica.

Seu corpo morto e gelado junto a aquelas flores de tonalidade forte. A casa tão silenciosa, poderia ser comparada a um cenário de filme de terror, mas seria só um romance com final triste.

Yuta ainda fez questão de escrever uma carta, não para familiares ou amigos, mas para alguém bem específico.

🌹🌹🌹


Aquela cena com certeza foi a pior de sua vida. Sicheng não podia acreditar no que seus olhos viam, era tão incrível como mesmo naquele estado Yuta permanecia lindo... lindo e vivo aos olhos dele.

Queria acreditar que era apenas um pesadelo, mas sabia que mesmo se pedisse com todas as forças que não fosse verdade, não conseguiria nada com seus pedidos.

A trajetória de seu melhor amigo tinha acabado ali, ele era vítima de seus pensamentos e um amor que só vinha de uma parte.

Ah... Sicheng queria poder ter o amado da mesma forma, mas se apaixonou por outro amigo.

Se sentia tão culpado, não queria viver com aquela culpa.

Naquele dia, chorou. Chorou tanto que acreditava estar desidratado. Abraçou o corpo do amigo não se importando se ia se molhar ou ficar um pouco sujo de sangue.

Pegou uma mão de Yuta, dando um beijo nela e entrelaçou com sua mão. Seu rosto tão vermelho por conta do choro, um belo contraste com a pela pálida do japonês.

- Não me deixe... por favor, volte para mim...

Era a única coisa que Sicheng conseguia dizer entre as lágrimas salgadas.

Nesse dia, Dong se despediu não só de um amigo, mas também de seu abrigo, seu conforto, seu irmão.. Yuta era tudo que ele tinha e agora ele havia perdido-o.

🌹🌹🌹




Notas Finais


é isso😻

revisei mas bleh sacou? Kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...