História I choose you. (Taekook) menção yoonmin e namjin. - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtanboys, Namjin, Taekook, Vampire, Vampiros, Vkook, Yoonmin
Visualizações 114
Palavras 2.164
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! 💜

Capítulo 38 - Capítulo 37.


Fanfic / Fanfiction I choose you. (Taekook) menção yoonmin e namjin. - Capítulo 38 - Capítulo 37.

*Jin e Namjoon POV on*

Hoje finalmente é sexta feira  e graças à Taehyung nesse final de semana estarei de folga e poderei ver minha família. Estou empolgado com essa viagem mas chateado porque queria que os hyungs fossem junto, é estranho viajar sem eles. Tenho notado Namjoon um pouco distante, focado no celular que é algo que ele não liga entre outras coisas. - Relaxa Seokjin não deve ser nada demais. Digo pra mim mesmo quando os pensamentos ruins invadem minha cabeça. 

Toda a sexta feira eu esterilizo e limpo minha sala claro que longe do Namjoon por que ele sempre quebra alguma coisa ou derruba ou ele mesmo tropeça e cai. Então, ele se mantém longe da sala a não ser que tenhamos trabalho pra fazer.

(...)

Coloquei uma música aleatória pra tocar no celular e iniciei a limpeza da sala, utilizo produtos fortes e sou obrigado a usar EPI sendo botas e máscara. O chão fica muito escorregadio então eu sigo as normas direitinho para não provocar acidentes ou seja para eu não me espatifar no chão.

Estava distraído cantando a música, já tinha limpado praticamente tudo, o chão ainda estava molhado, faltava apenas as gavetas do Namjoon serem limpas quando o próprio entra correndo na sala.

- Nam cuidado! Mal terminei de falar e ele escorregou óbvio, caiu no chão e foi deslizando até a minha mesa se chocando contra ela. Ouvi um barulho de algo quebrar e não acreditei quando vi ele e meu precioso boneco colecionável de porcelana do Mário caídos no chão como um saco de batatas.

- MEU DEUS!

- Eu tô bem amor foi só um escorregão. Namjoon diz enquanto se levanta.

- Eu não tô nem aí pra você. MÁRIO! MEU MÁRIO! VOCÊ QUEBROU MEU MÁRIO! Comecei a chorar. – Eu vou te matar Namjoon.

Peguei os cacos do chão e com muita dor no coração joguei no lixo.

Eu sou sensível e todo mundo sabe do meu apego pelas coisas que eu tenho do Mário (personagem da Nintendo). Namjoon sabe que não deve entrar na sala quando eu estou limpando justamente porque o chão fica perigoso.

Senti suas mãos em meus ombros.

- Amor e-eu eu, ahn foi sem querer. Me desculpe.

Tirei suas mãos de mim e saí da sala.

(...)

Os hyungs riram da minha cara lógico mas eu não estou nem aí, posso soar egoísta mas não controlo esse meu temperamento quando se trata de coisas que eu gosto.

Felizmente nosso expediente acabou e eu só queria ir pra casa e dormir pra viajar no dia seguinte. 

Estava bem frio e eu estava tremendo um pouco, caminhava mais a frente que o Namjoon. Ele se encontrava tão preso ao celular que nem notou que eu estava distante dele. 

- Amor espera! Disse quando se tocou.

Não dei atenção. Continuei andando mais rápido que antes.

- Jin! Por favor! Ele vem correndo em minha direção me alcançando, pelo menos não tinha caído no chão dessa vez. – Amor vai me desculpa.

- Me deixa Namjoon.

Ele me abraça. – Você está tremendo, deixa eu dividir meu casaco com você.

Me soltei dos seus braços. – Muito obrigado, já estamos chegando em casa.

Eu não gostava de tratar Namjoon assim mas ele precisava prestar mais atenção nas coisas e em mim.

Em pouco tempo estávamos em casa, tirei meus sapatos e fui direto para o banho. Ele entrou em seguida e foi pro nosso quarto.

Ao sair do banho encontrei Namjoon sentado em nossa cama de cabeça baixa e os olhos vermelhos. Me sentei ao seu lado suspirando pesado.

- Jin desculpa eu não fiz de propósito. Ele me olha.

- Namjoon eu sei que não. Só que você precisa prestar atenção nas coisas. Você sempre quebra algo ou cai e se machuca; eu penso que se um dia nós tivermos um filho, você não seria capaz de cuidar sozinho.

- Também não é assim Seokjin.

- É assim sim. Ou você não lembra do dia que resolveu cozinhar e além de queimar a comida colocou fogo no pano de prato; o dia que você foi limpar a piscina do Tae e escorregou e quase morreu afogado... aquele dia eu quase morri porque achei que fosse te perder. Você precisa estar mais atento, sério ás vezes eu quero te levar em algum especialista. Eu acho incrível como pelo menos você presta atenção no trabalho e no trânsito. Ri soprado.

- Eu vou prestar mais atenção e vou tentar conseguir outro Mário pra você.

- Você não vai conseguir outro Mário porque não tem mais dele a venda. Eu tô magoado sim porque você sabe o quanto aquilo significava pra mim. E sabia também que eu estava limpando a sala naquele momento aliás porque você entrou daquele jeito? Eu queria não perguntar mas não consegui me controlar, meu coração estava aflito eu queria saber se ele estava me traindo. 

- Eu só fui pegar um papel. Tentou não gaguejar.

- Que papel?

- Um papel pro Taehyung.

- Não acredito que você vai mentir pra mim nessa altura do nosso relacionamento.

- Eu não estou mentindo...

- Na sua gaveta nem tem papel Namjoon, nós nem usamos papel lá você sabe que é tudo computadorizado. Diz irônico.

- Jin me desculpe. Ele passa as mãos sob os cabelos. – Eu vou tomar um banho. Você deveria arrumar nossas malas amanhã saímos cedo.

- É, vou arrumar. Acho que será bom pra nós se cada um passar o final de semana com sua própria família.

- Ah qual é Jin! Para de besteira.

- Você acha que eu sou idiota Namjoon? Me controlo pra não chorar.

- Você está precisando de um psiquiatria Seokjin por que você só pode estar maluco. Ri soprado.

- Eu sei que você está me traindo.

- QUE? De onde você tirou isso? Pergunta incrédulo.

- Acha que eu não percebi você distante esses dias, você sumiu na segunda feira e nem me deu satisfação, o pior é que parece que os meninos sabem dessa sua aventura pois todos desconversaram quando eu perguntei onde você estava. Acha que eu não percebi você checando o celular toda hora e você nem liga pra isso. Jin chorava muito.

- Jin eu não estou te traindo. Você me ofende falando uma coisa dessa.

- Então porque você desligou o telefone rápido quando eu entrei na sala do Yoongi ontem? Por que não para de olhar o celular de minuto em minuto? Por que não me conta o que tem dentro da caixinha preta que você pegou na sua gaveta e pra quem é?

Namjoon ficou mudo e estático.

- Eu sabia! Jin sai do quarto batendo a porta com força.

Namjoon sentiu seus olhos marejarem, ele estava se esforçando para fazer algo bonito pra ele só que na cabeça de Seokjin ele estava sendo traído. Tudo o que ele havia dito o machucou, Namjoon sentiu que a pessoa que ele mais amava não confiava nele. Pegou seu celular e foi até o banheiro discou o primeiro número que viu na agenda, só precisava desabafar pra não estragar a surpresa que havia preparado com tanto carinho.

- Alô Tae?

- Oi Nam, tá tudo bem? Espera aí você está chorando?

- T-tae desculpa eu acho que vou cancelar o casamento. Namjoon funga.

- Cancelar? Porque?

- Eu e o Jin brigamos feio agora.

- Nossa ele leva o Mário a sério. Jungkook comentou sem pensar.

O telefone de Taehyung estava no viva voz.

- Cala a boca Jungkook. O repreende. – Nam porque vocês brigaram?

- Jin acha que eu estou traindo ele. Ri fraco. – Eu jamais faria isso.

- Seokjin tá maluco. Porque ele acha isso?

- Ele me perguntou o que eu fui pegar na sala hoje, eu fiquei tão apavorado por ter guardado as alianças lá que eu nem pensei direito e entrei na sala esquecendo completamente que era dia de limpeza. Quando eu fui responder a pergunta eu me enrolei e acabei falando que fui pegar um papel.

Foi interrompido por Taehyung. – Aí Nam na sala de vocês não tem papel.

- Eu sei mas eu esqueci. Eu nem sabia que ele tinha prestado atenção em mim. Ele me viu pegando a caixinha e perguntou o que era e pra quem era; eu não poderia contar. Ele me viu mexendo no celular nos dias que o Kookie viajou para ajeitar as coisas, eu falei muito com ele por mensagem. Eu achei que estivesse conseguindo não fazer ele desconfiar. Mas ele também questionou sobre o dia em que eu fui buscar os ternos e comprar as alianças enfim ele acha que eu tô traindo ele e que vocês estão sendo coniventes com a situação.

- Nossa eu achei que tínhamos conseguido esconder tudo dele, na verdade nunca imaginei que ele fosse pensar algo desse tipo. Eu sinto muito Nam. Taehyung soa triste.

- Nam tenta conversar com ele e amanhã você explica as coisas para seus sogros e seus pais. Não cancele o casamento, ele deve estar inseguro com algo. Jungkook opina.

- É verdade. Vou fazer isso, obrigada hyungs.

- De nada responderam uníssono.

Ligação encerrada, Namjoon tomou um banho demorado e aproveitou para chorar um pouco.

Após sair do banheiro encontrou Jin fazendo as malas, seus olhos estavam vermelhos assim como seu nariz.

- Jin são só dois dias, não precisa levar tanta coisa. Diz simples.

- Eu não vou voltar Namjoon. Soluça. Amanhã quando formos para Daegu eu ficarei lá.

- Seokjin você não está falando sério!

- Eu pareço estar brincando? Seu semblante era sério. – Eu te amo Namjoon mas não ficarei com você se seu coração pertence a outra pessoa.

- Eu não estou te traindo amor. Namjoon diz num fio de voz embargada pelo choro.

- Então porque você não me conta a verdade?

Namjoon não poderia contar, não queria estragar a surpresa então apenas ficou calado.

- Seu silêncio é mais do que uma confirmação pra mim.

Seokjin arrumou suas malas e as colocou na sala. Quando retornou pro quarto Namjoon estava arrumando sua mochila chorando silenciosamente.

- Jin por favor não faça isso. Eu amo você.

Jin ignorou, retirou sua aliança de noivado e a deixou no criado mudo. Pegou um cobertor e um travesseiro e foi em direção ao quarto de hóspedes. Tal ato fez o coração de Namjoon se despedaçar por completo. Ele poderia contar a verdade? Poderia, mas então todo o esforço que tinha feito junto de seus hyungs seria em vão.

Namjoon amava Seokjin com toda a sua vida e jamais o trairia, se colocou no lugar dele e entendeu seu lado mas o fato de Jin não confiar nele o magoou profundamente. Mesmo assim não iria desistir de dar a ele o casamento que ele tanto sonhava.

Quando terminou de arrumar sua mochila , Namjoon se deitou na cama incomodado com o enorme vazio. Já tinha brigado com Jin anteriormente por N motivos sendo sérios ou banais, mas no fim se acertavam e terminavam a noite em beijos e abraços. Depois de tanto pensar acabou sendo vencido pelo sono.

Diferente de Namjoon Jin passou a noite em claro aos prantos, ele sempre se sentiu inseguro não que ele não acreditasse no amor de Namjoon, muito pelo contrário, ele o amava e sabia do amor que outro teria por sí; mas, a maldita insegurança o atormentava. Ele nunca se achava bom o suficiente mesmo sendo perfeito aos olhos de seu amado. Mas depois de ver o comportamento estranho de Namjoon a famosa pulga atrás da orelha começou a pinicar. 

*Jin e Namjoon POV off *

~•♤♡◇♧•~

Sábado, casamento. (Parte 01)

Namjoon acordou cedo, realizou suas higienes matinais e foi pra cozinha fazer um café. Jin ainda estava trancado no outro quarto, suspirou frustrado e foi atender o seu celular que tocava incansavelmente.

- Alô!

- Hyung? Como você está?

- Péssimo Yoongi.

- Tae me contou o que aconteceu, não acredito que o Jin foi capaz disso.

- Jin retirou a aliança, arrumou todas as suas coisas e diz que vai ficar aí.

- Olha eu amo o Jin mas às vezes ele passa dos limites. Enfim aguenta mais um pouquinho que logo tudo vai se resolver. O lugar está incrível, Kookie fez um ótimo trabalho e tomamos a liberdade de falar pro seus pais e do Jin também o que estava acontecendo. A tia disse que vai dar uns cascudos no Jin. Ele ri.

- Obrigado Yoon. Vocês são maravilhosos.

- É pra isso que servem os amigos. Agora preciso desligar. Até logo.

- Até! Chamada encerrada.

Namjoon não percebeu que Jin estava atrás dele na cozinha. Seu rosto estava péssimo, olheiras fundas e olhos marejados.

- Já tá espalhando para as pessoas que não é mais comprometido? Pergunta num tom áspero.

- Eu não vou discutir com você Seokjin. Não mesmo! Dita sério. – Estarei no carro te esperando. Namjoon sai da cozinha e vai em direção às malas para coloca- las no carro.

(Continua...)


Notas Finais


Espero que tenham gostado, obrigada e até a próxima! 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...